Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Fotos interessantes

Cão planando...



Brasil produz 2,18 milhões de barris de petróleo por dia e bate recorde

Campos na Amazônia foram os maiores responsáveis pelo aumento na produção de óleo

Do R7, com Efe

O Brasil bateu um recorde na produção de combustíveis em dezembro de 2010 ao produzir mais de 2,18 milhões de barris por dia de petróleo e 69 milhões de metros cúbicos ao dia de gás natural. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (31) pela ANP (Agência Nacional do Petróleo).

A agência diz que o aumento na produção de óleo foi de 9,1% na comparação com os resultados de um ano antes. No caso do gás, a extração foi 4,55 maior do que a registrada em dezembro de 2009.

O resultado foi consequência, em parte, ao campo de Rio Urucu, no Estado do Amazonas, onde se concentram cinco dos 30 campos de maior produção de gás natural do país, índica a agência brasileira.

As plataformas de extração na bacia de Campos (costa do Rio de Janeiro) são as maiores responsáveis pelo resultado. Em dezembro de 2010, 91,4% da produção de petróleo e 75,7% da produção de gás natural no Brasil foi extraída de campos marítimos.

Mais de 92% da produção de petróleo e gás natural vem de campos operados pela Petrobras, que tem ações negociadas nas bolsas de São Paulo, Nova York (EUA), Madri (Espanha) e Buenos Aires (Argentina).

Dos 20 maiores campos produtores de petróleo e gás natural, em barris equivalentes, só dois são operados por empresas estrangeiras: Frade (Chevron) e Ostra (Shell). Ambos ficam na bacia marinha de Campos, em frente ao litoral norte do estado do Rio de Janeiro.

Uma página na Internet representa a imagem da empresa


Vejam esta imagem, do Site da Prefeitura de Tucuruí

Vejam que a Página da PMT na Internet não tem nada a não ser propaganda, é só isso que estão vendo, nem mesmo contem às informações que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Esta imagem representa fielmente a Prefeitura de Tucuruí hoje em dia: NADA, só propaganda e nada mais...

Pobre Tucuruí.

O reinado dos assassinos sobre duas rodas

Maior oferta de crédito, formas de pagamento que se adaptam ao bolso do consumidor e entrada de novas marcas e modelos no mercado. Esses são fatores que explicam o aquecimento no setor duas rodas brasileiro registrado em 2010. 

Nunca se produziu e vendeu tantas motos no país. Segundo balanço divulgado pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas (Abraciclo), ao longo do ano passado foram produzidas 1.830.575 motocicletas, 19% a mais que em 2009, quando foram fabricadas 1.539.473 motos. As vendas no varejo aumentaram em 15%: 1.818.049 unidades foram vendidas em 2010, ante 1.579.197 em 2009.

Veículo ágil para escapar de engarrafamentos, leve para cruzar atoleiros, as motos são sinônimo de praticidade e economia para quem as utiliza a trabalho ou a lazer. No entanto, na Região Metropolitana de Belém, a praticidade do transporte sobre duas rodas tem se configurado como um desafio às autoridades de segurança: são cada vez mais comuns os assassinatos praticados por pistoleiros em motos.

Em diferentes bairros da Região Metropolitana, os relatos de homicídios são muito semelhantes, quase sempre com a presença macabra de dois algozes, que chegam e fogem dos locais das execuções, valendo-se da agilidade das motos, geralmente com os rostos cobertos por capacetes.

Só esse ano, pelo menos treze execuções tiveram a participação de motoqueiros em Belém, Ananindeua, Marituba e Benevides. O primeiro caso ocorreu na noite do último dia 4, uma terça-feira, em Benevides. Por volta de 21h, o pedreiro Júlio Cesar Costa de Brito, 32 anos, retornava para casa de bicicleta, trazendo a esposa na garupa.

Na rua João Maria, bairro Marrocos, Júlio Cesar foi cercado por motoqueiros: o carona disparou quatro vezes, matando o pedreiro instantaneamente. (Diário do Pará)

Está muito concorrida a eleição para a ASERT

A eleição para a Associação dos Servidores Municipais de Tucuruí (ASERT) está bastante concorrida.

Até o momento pelo menos quatro chapas já estão se formando, sendo que duas são do prefeito, uma do PT/Tom e outra dos funcionários e sem conotação política.

Devemos lembrar da situação que ficou a ASERT quando era administrada por políticos...

domingo, 30 de janeiro de 2011

Às vésperas de visita, Dilma é destaque na mídia argentina

Em entrevistas, presidenta faz balanço de um mês no governo e reclama da falta de liberdade no cargo. 

Andreia Sadi, iG Brasília 

Às vesperas de desembarcar na Argentina, a presidenta Dilma Rousseff foi destaque nos principais jornais do país vizinho - "Clarín", "La Nación" e "Página 12" - neste domingo. Em entrevista ao "La Nacíon", Dilma fez um balanço do primeiro mês de seu governo e disse que o pior momento foi ver o desespero nos olhos das vítimas da tragédia na região serrana do Rio de Janeiro.

Bombeiros encontram corpo em escombros de prédio no Pará

Segundo a Defesa Civil, outras seis pessoas podem ter sido soterradas em desabamento de edifício em construção.

O corpo de uma mulher foi encontrado entre os escombros do prédio que desabou em Belém no sábado. De acordo com a Defesa Civil, o corpo de Maria Raimundo dos Santos, de 67 anos, foi encontrado por volta das 5h deste domingo.

Apesar de a Defesa Civil afirmar que o coró encontrado é de Maria, familiares que compareceram ao Instituto Médico Legal  não conseguiram confirmar a informação, pois seu rosto estaria desfigurado.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Personas non gratas


Os correligionários do Deputado Parsifal que o seguem há anos em Tucuruí estão muito decepcionados. 

Segundo os membros do diretório do PMDB de Tucuruí, o deputado não quer que os seus simpatizantes de Tucuruí compareçam à sua posse na semana que vem.

Segundo os líderes do PMDB de Tucuruí, a posse é um evento familiar e estão proibidas pelo deputado a ida de peemedebistas de Tucuruí para prestigiar a sua posse.

Corre notícias que o deputado deu orientação aos seus assessores em Tucuruí que se livrem dos cabos eleitorais mais antigos, que segundo ele são "muito caros".

Parece que Parsifal subiu nos saltos e acha que não precisa mais de ninguém de Tucuruí.

Isso é lamentável.

Pergunta que não quer calar:  Será que o Parsifal ficou tão magoado assim com  a sua votação em Tucuruí, ou acha que não precisa mais do povo da sua cidade natal?

É muita covardia do deputado dar as costas e afrontar desta forma aos seus fieis correligionário em Tucuruí.

Isso é uma vergonha!!!

Independente e Paysandu duelam hoje em Tucuruí

Sem a pressão da estreia, Independente e Paysandu se enfrentam hoje, às 16h, no estádio Navegantão, em Tucuruí, pela segunda rodada do Campeonato Paraense. Ambos vêm de vitórias do último domingo. 

O Papão suou, mas garantiu os três pontos contra o Castanhal em um placar de 4 a 2, enquanto o Galo Elétrico foi cantar em Cametá, contra o time homônimo, e saiu com a maior goleada dos primeiros jogos, 5 a 1. 

Quem repetir o feito vai conquistar mais alguns pontos na escala de confiança de suas torcidas e, de quebra, continuar no topo da classificação.

O triunfo na ‘rinha’ de hoje é obrigação do time da casa, afinal de contas, se o Galo fez bonito no Parque do Bacurau, por que seria diferente quando o mando de campo é no seu terreiro? 

Mas o Lobo não quer saber de teorias entre combater fora ou dentro de seus domínios - já teve duras lições com isso - e pretende repetir o desempenho do segundo tempo da estreia com o Japiim, quando conseguiu evitar o revés que se anunciava dentro da Curuzu, com um bom ritmo de jogo.

Melhor deixar o que passou de lado e olhar para frente, porque agora tanto o técnico Sinomar Naves, quanto o professor Sérgio Cosme, estão cientes que o nível de dificuldade será maior, com a aguardada estreia de Gian pelo Independente e retorno de Thiago Potiguar pelo Paysandu.

Para embalar ainda mais a tarde de sábado, que tal o duelo particular dos ‘galos de briga’ Ró e Rafael Oliveira, empatados na artilharia da competição com três gols cada, em apenas 90 minutos com a bola nos pés? Terreiro preparado, esporas afiadas, cristas em pé. Nessa rinha do bem, quem vai ganhar é o público, que tem a chance de assistir um grande duelo, com promessa de muitos gols.

Artilheiros ficarão frente a frente

Para a partida de hoje entre Independente e Paysandu, o bicolor Rafael Oliveira, que marcou três gols na estreia, vai encontrar pela frente, do outro lado, alguém que fez o mesmo feito, o atacante Ró. O desafio particular com o adversário é apenas uma das responsabilidades de Oliveira, que está ciente que a boa partida que fez contra o Castanhal vai servir como base para sua avaliação nesse novo embate, sem contar com a ameaça das chuvas dessa época do ano, que também atinge Tucuruí e, por consequência, o gramado do Navegantão.

Tantos desafios não tiram a concentração do artilheiro alviazul, que garante estar pronto para enfrentá-los. “É um jogo difícil, temos que estar preparados. Já estou acostumado com esse tipo de partida pesada, fui criado aqui no Paysandu, não dificulta muito para mim não”, observa. Sobre a disputa com Ró, Rafael também não esquenta. “Eu o respeito bastante, é um bom jogador, mas vou fazer minha parte para ajudar o Paysandu”, afirma.

Rafael garante ainda que não há problema com a opção de Sérgio Cosme por Thiago Potiguar para compor o ataque ao seu lado, enquanto Alex Oliveira recua para o meio. “O Thiago é um jogador rápido, que finaliza bem e se movimenta bastante. Tive a felicidade de jogar as duas partidas no Suriname com ele e fomos bem. Tenho certeza que a gente não vai ter preocupação de entrosamento”, confia. (Diário do Pará)

Rio de Janeiro - 'Dinheiro não compra tudo', diz dona da última casa na praia do Leblon



Moradores resistem a ofertas de incorporadoras pelo terreno. Especialistas estimam valor de até R$ 19,5 milhões pela área na orla

Raphael Gomide, iG Rio de Janeiro

Os donos da última casa na orla do Leblon resistem a ofertas milionárias pelo terreno. Sandra Villela Polônia mora na Avenida Delfim Moreira, 558, em frente à praia do Leblon desde que nasceu, quando o lugar era um “bairro de pescadores”, como ela mesma define. 

Algumas décadas depois, a região é a mais valorizada do Rio, mas Sandra e sua família resistem a seguidas ofertas milionárias pelas casas geminadas de dois andares, construídas pelo avô na década de 1930. São as últimas casas da praia do Leblon, cobiçadas por incorporadores para construir um prédio.

“Dinheiro não compra tudo. Não compra paz, tranquilidade”, afirmou. “Para quê vender a casa? Apartamento nós já temos. Comprar um apartamento de luxo, com o condomínio altíssimo? Não vou morar lá. 

Meus filhos queriam morar em um apartamento: arrumei um de quatro quartos no Leblon, suíte, vaga na garagem, mas eles ficaram de orelha em pé. Disseram: ‘Ah, a casinha é melhor’. Não têm vizinhos, de dar satisfação a ninguém...”, disse a médica Sandra, casada com Marcos Antonio Lima Polônia, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cancerologia.

A construção é simples e não particularmente bela nem grande. Espremidas entre dois prédios, entre as ruas João Lira e José Linhares, as casas brancas e de janelas marrons formam um conjunto só, à primeira vista, embora tenham duas portas de entrada e duas garagens.

O terreno é de 326 m2, mas com a especulação imobiliária, dois especialistas de grandes incorporadoras – que pediram para não ser identificados – estimaram entre R$ 50 mil e R$ 60 mil o valor do m2 naquele trecho da Avenida Delfim Moreira. 

Isso equivaleria a um montante entre R$ 15 milhões e R$ 19,5 milhões pela área, que poderia ser usada para a construção de um edifício de até cinco andares mais cobertura, um apartamento por piso, de acordo com o gabarito autorizado ali. Casa tem fama de 'invendável' no mercado.

O terreno das casas geminadas, na praia do Leblon, é hoje estimado em R$ 19,5 milhões.

Um dos profissionais do mercado imobiliário se surpreendeu ao descobrir que a casa não estava sob restrições de demolição da APAC (Área de Proteção do Ambiente Cultural), medida da Prefeitura do Rio para preservar conjuntos urbanos representativos de diversas fases de ocupação da cidade. No mercado, a casa é tida como "Invendável".

A casa foi construída originalmente nos anos 1930 pelo avô de Sandra, um mineiro de Juiz de Fora que comprou o terreno no então areal do Leblon, fez a casa e depois voltou para a terra natal. Foi uma das primeiras do bairro, diz Sandra. “Ficamos, e o progresso chegando”, diz.

O imóvel, que conserva por fora a aparência original, fica a maior parte do tempo com as janelas fechadas, para evitar a entrada da maresia. As casas funcionam como um elo de ligação da família e serve de lar para três gerações. “Papai não quer vender. 

Ele e mamãe [filha do construtor] também não querem sair da casa. Somos de uma família mineira, reservada. Chegamos antes do ‘progresso’ do Leblon, quando ainda era um bairro de pescadores. Moro na casa desde que nasci e continuo morando”, afirmou.

Para os moradores do lugar privilegiado, o pior momento desse “progresso” aconteceu nos anos 1970, quando houve obras nos terrenos laterais, por anos seguidos. “Entrava muita barata e rato na casa.”

Satisfeita de ter vista para a praia no bairro nobre do Rio, Sandra preferiria que a casa fosse invisível. “Finge que passou ali e não viu a casa... Que a árvore estava na frente e a escondeu. Queremos ficar em paz, sem ninguém aborrecendo e não ficar em foco”, disse, ao repórter.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Caso Cerpasa é manchete no blog Conversa Afiada de Paulo Henrique Amori

Do Blog da Perereca

Fui conferir a dica de um comentarista anônimo e é verdade: o blog Conversa Afiada, do jornalista Paulo Henrique Amorim, um dos mais acessados do Brasil, repercute, em letras garrafais, o Caso Cerpasa, noticiado nacionalmente pelo blog “Os Amigos do Presidente Lula”:

“Simão Jatene segue os passos de Arruda, com escândalo da cervejaria Cerpa.

O motivo é o processo 2007.39.00.009063-6 no Tribunal Regional Federal do Pará, contra o governador demo-tucano e outros. Trata-se de um inquérito policial que apura:
- Corrupção Passiva;
- Crimes contra a administração pública;
- Falsidade Ideológica;
- Crimes contra a fé pública;
- Corrupção ativa;
- Crimes praticados por particular contra a administração em geral.
Eleito governador, recobrou foro privilegiado, e o processo contra ele deve subir para o STJ, o mesmo tribunal onde foi expedido o mandado de prisão contra Arruda. Veja a matéria completa.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Ariadna terá uma segunda chance no ‘BBB 11’

Ariadna, a transexual que foi eliminada na primeira semana do “BBB 11”, vai ter uma segunda chance. A carioca voltará ao programa (provavelmente em uma casa de vidro) ao lado de Maurício, o segundo eliminado. 

O público irá definir, através de votação, quem irá voltar para a casa. Por conta da volta de Ariadna, a Globo resolveu blindá-la de todas as formas. A partir de hoje, ela já ficará incomunicável.

Ontem, no Twitter, Boninho revelou mais novidades. Na sexta haverá paredão surpresa com dois homens e duas mulheres.  

Um casal sai no domingo e um novo entra na casa. Ainda domingo, haverá nova prova do líder e mais um paredão. 

Quatro pessoas vão ao paredão, um casal por indicação do líder e outro, pela casa. 

(Coluna Retratos da Vida)

Pará terá chuvas acima da média nos próximos meses


Meteorologistas da Rede Estadual de Previsão Climática e Hidrometeorológica do Pará (RPCH) reuniram-se na última terça-feira, 25, para divulgar os dados da previsão climática para o Estado do Pará nos próximos três meses. A apresentação aconteceu durante a 49ª Reunião de Análise e Previsão Climática para a Amazônia Oriental.

A partir da análise de dados meteorológicos e modelos climáticos, feita por profissionais da Secretária de Estado de Meio Ambiente (Sema), do Instituto Nacional de Meteorologista (INMET), do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) e da Universidade Federal do Pará (UFPA), mostraram que algumas mesorregiões do Pará - Nordeste, Baixo Amazonas e Região Metropolitana de Belém - terão índices pluviométricos acima da média para esse período. A RMB, por exemplo, alcançará valores próximos a 450 mm por mês nos próximos dois meses.

De acordo com o meteorologista da Sema, Antônio Sousa, "no primeiro trimestre de 2010 ocorreram poucas chuvas no estado, pois estávamos sob influência do fenômeno climático El Niño, que reduz o índice pluviométrico na região Norte. Este ano, a influência será do fenômeno La Niña, que contribui para o aumento da quantidade de chuvas", explicou Sousa.

Para o meteorologista, não haverá risco de cheias históricas nos rios, o que poderá ocorrer são as cheias periódicas, como as que acontecem em Marabá, por exemplo. "A qualidade da previsão climática do RPCH está em torno de 90%. Entretanto, devem ocorrer com freqüência problemas como alagamentos temporários de ruas, devido aos problemas de drenagem e acúmulo de lixo em ambientes urbanos", ressaltou. O final do período mais chuvoso está previsto para os meses de maio e junho, informou Sousa.

De acordo com o Tenente Pacheco, meteorologista da Defesa Civil, os dados obtidos durante a reunião servirão de base para a formulação do Boletim de Alerta e Alarme de Ações Preventivas, utilizado para informar a respeito de possíveis desastres naturais. O resultado final da reunião será convertido em um Boletim de Análise e Previsão Climática elaborado pela RCPH.

(Agência Pará)

Charge

Charge do Blog Espaço Aberto

PF nega alteração nos computadores da Cerpasa

PF nega alteração nos computadores da Cerpasa e estranha perícia do Renato Chaves. 

MPF também desconhece laudo.

A Polícia Federal negou que tenha alterado os arquivos dos computadores apreendidos na Cerpasa, em agosto de 2004.

A alteração teria sido detectada pelo Instituto de Perícia Científica Renato Chaves e, por causa dela, esses computadores foram desqualificados como prova pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público contra a empresa (leia a matéria aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/01/bomba-bomba-advogado-garante-que.html )

“Tenho 32 anos na Polícia Federal e nunca ouvi dizer que ela tenha alterado qualquer computador para imputar acusação a alguém. Agora, partindo do advogado da Cerpasa se pode esperar qualquer coisa para defender a empresa”, disse à Perereca o assessor de Imprensa da PF, Fernando Sérgio, que também estranhou a realização de perícia técnica nesses computadores pelo Renato Chaves. Leia a matéria completa.

Humor - Balão surpresa

Nova enquete - Em quem você votaria para prefeito de Tucuruí?

Perguntamos aos visitantes do Folha: Se a eleição para prefeito de Tucuruí  fosse hoje, em quem vocês votariam?

Queremos destacar que os nomes na enquete estão em ordem alfabética.

Queremos saber a sua opinião.

Obs. Esta enquete não se trata de pesquisa eleitoral, descrita no art. 33 da Lei nº 9.504/97, mas de mero levantamento de opiniões, sem controle de amostra, o qual não utiliza método científico para sua realização, dependendo, apenas, da participação espontânea do interessado. (Art. 21 da Resolução TSE nº 23.190, de 2009)

A enquete será encerrada no dia 05/02 às 23h55.

Curtinhas

Eleições municipais 2012

O prefeito já começou a sua campanha para 2012. A cidade está toda pintada de amarelo (prédios particulares e públicos) e foram distribuídos pela PMT milhares de cartazes (calendários) com promoção da imagem do prefeito.

Roquevam sai do PC do B

Comenta-se que o Roquevam saiu do PC do B e pretende se filiar no PR. 

Estão circulando vários comentários a respeito da saída do Roquevam do PC do B. Como em política nem tudo é o que parece, ou melhor quase nada é o que parece, não sabemos ainda se estes comentários procedem, ou se é vingança dos ex-companheiros de partido.

É sempre assim, quando é correligionário é um santo, quando sai não presta.

Vamos dar uma de Tiririca. 

Iremos averiguar e depois a gente conta. 

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Sociedade civil lança campanha de apoio à indicação de Márlon Reis ao STF

MCCE 

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), representante da sociedade civil, anuncia, amanhã (27/01), seu apoio à indicação do juiz Márlon Jacinto Reis à vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). 

O anúncio acontece em coletiva de imprensa, às 11h, no auditório do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea) e será feito pela diretora executiva do MCCE, Jovita José Rosa, o representante da Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP), Carlos Alves Moura, e pelo presidente do Confea, Marcos Túlio de Melo. Reunidos em nome da sociedade civil organizada, o MCCE, e suas 50 entidades, acreditam que a indicação do magistrado a ministro do STF é uma causa que deve mobilizar toda a sociedade brasileira, demonstrando o verdadeiro poder da democracia participativa no Brasil. 

Após duas grandes experiências de mobilização nacional, resultando em duas leis de iniciativa popular, referências no combate à corrupção no país, como a Lei 9.840/99, contra a compra de votos, e a Lei da Ficha Limpa (/2010), um dos grandes objetivos dessa indicação é abrir um novo espaço para a manifestação social, agora no Judiciário. É um verdadeiro exercício de democracia participativa que se inicia com essa indicação. O MCCE convidará, a partir da coletiva, toda a sociedade para se pronunciar sobre o tema, criando um canal de diálogo com o governo sobre assuntos estratégicos e relevantes como esse. 

O convite para a indicação foi feito a Márlon Reis por centenas de organizações da sociedade civil, representadas por suas redes, tal como a liderada pela ONG Amigos Associados de Ribeirão Bonito (Amarribo) que conta com a participação de mais de 200 outras entidades, além do próprio MCCE. Márlon Reis é integrante de todas essas redes e sempre teve participação ativa e essencial em todas as ações por elas desenvolvidas. 

Sua formação jurídica adequada à função no Supremo foi outro ponto definitivo para o lançamento desse nome pela sociedade civil. Márlon Reis é autor de livros e diversos artigos científicos, é coordenador e professor de programas de pós-graduação nas áreas de Direitos Humanos e Direito Eleitoral, além de possuir Diploma de Estudos Avançados em Sociologia Jurídica e Instituições Políticas pela Universidade de Zaragoza, Espanha, onde está concluído tese doutoral. 

A manifestação de apoio à indicação do magistrado ao STF, já se estende por todo o país. Através da internet ou por ações das organizações sociais, um número crescente de pessoas vem apoiando a indicação, demonstrando o desejo e a mobilização da população a favor dessa escolha, que compete à presidente Dilma Rousseff. 

Serviço: 

Coletiva de imprensa 

Lançamento do apoio da sociedade civil à indicação de Márlon Reis ao STF 
Data: 27 de janeiro (quinta-feira).
Hora: 11:00.
Local: Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea) 
Av. W/3 - SEPN 508 - Bloco A.
Informações: (61)9979-2460 begin_of_the_skype_highlighting (61)9979-2460 end_of_the_skype_highlighting – Jovita Rosa (MCCE)

Estado banca mordomia de Juvenil

Na matéria: "ESCÁRNIO – Erário banca mordomia de Juvenil", o Barata mostra a incoerência deste governo ao "cortar gastos" (leia-se salários e serviços públicos) e esbanjar dinheiro público em desperdícios com mordomias para os aliados.

Pelo começo deste governo, dá para ver no que vai dar...


Nota dos Servidores do Estado - Intersindical

Imagem do Folha

Os servidores públicos estaduais em reunião da Intersindical ampliada com sindicatos e centrais sindicais, vem a público repudiar a imposição do decreto no. 05 de 2011 do governo Simão Jatene que retira direitos dos trabalhadores; limita ações dos órgãos públicos e suprime espaços democráticos de discussão e construção de instrumentos garantidos constitucionalmente como os Planos de Cargos, Carreiras e Remunerações(PCCRs) e a reestruturação de órgãos. 

Medidas estas que atacam diretamente os trabalhadores que não concordam em pagar pelas mazelas do Estado.

Os servidores entendem que a ação do governo Jatene prejudica não só os servidores, mas toda a sociedade que necessita dos serviços públicos, criando limitações nos serviços. Em contrapartida, o governo mantém isenções fiscais e perdoa dívidas, não cobrando como deveria os credores do Estado. Como exemplo, citamos a Cerpasa que hoje acumula uma divida milionária com o Estado.

Diante dos fatos, convocamos o conjunto dos trabalhadores do Estado e a sociedade civil organizada para no dia 31 de janeiro, às 16 hs, no auditório do Sicoob-Bombeiros, discutir o calendário de lutas em defesa dos direitos dos trabalhadores e da sociedade paraense 

Assinam: Sindetran, Sindpol, Sepub, Sintauepa, Sindfepa, Sindfisco, Sintepa, Sindsaude, Amfamipa-PM-BM, Sindiambiental, Sintepp, Aspop, CUT, CSP Conlutas, Intersindical Nacional, CTB.
----------------------------
Nota do Folha - Não dá para entender, a maioria dos servidores do estado votou no candidato do PSDB e agora reclamam de cortes nos salários e de cortes nos serviços públicos, e ainda reclamam de benefícios fiscais dados aos ricos empresários? 

Elegeram o candidato dos ricos, queriam que ele defendesse quem?

Dossie ameaça deputados

Do Blog do Bacana

O Bacana em seu Blog comenta que existiria um dossie envolvendo a SEMA, deputados estaduais e muita gente graúda. Confiram...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Três casos de dengue hemorrágica no HRT

Segundo informações a sobrinha do empresário Moisés Águia de apenas três anos de idade, faleceu hoje no Hospital Regional devido à dengue hemorrágica. Segundo relatos, mais dois pacientes estão internados com os mesmos sintomas.

Segundo as informações, alguns quartos utilizados para o isolamento nestes casos, estão sendo ocupados pela Maternidade do Hospital Municipal, o que complica ainda mais a situação.

É uma sucessão de conseqüências, a saúde municipal falida prejudica a prevenção do mosquito e o tratamento dos doentes, e a ocupação do Regional pela PMT prejudica o atendimento da população.

Má gestão na saúde pública é fatal.

Pobre povo de Tucuruí.

Imagens impressionantes V - O beijo da Time Square

O beijo da Time Square

O Beijo de despedida a Guerra foi feita por Victor Jorgensen na Times Square em 14 de Agosto de 1945, onde um soldado da marinha norte-americana beija apaixonadamente uma enfermeira. 

O que é fora do comum para aquela época é que os dois personagens não eram um casal, eram perfeitos estranhos que haviam acabado de encontrar-se.

A fotografia, grande ícone, é considerada uma analogia da excitação e paixão que significa regressar à casa depois de passar uma longa temporada fora, como também a alegria experimentada ao término de uma guerra.

Marabá - Maurino e vice afastados

Matérias do Blog do Hiroshi

Maurino e vice afastados 

Confirmado: o juiz Cristiano Magalhães afastou o prefeito Maurino Magalhães, e seu vice, Nagilson Amoury.

Em verdade, Maurino Magalhães foi cassado, baseado em denúncia de caixa dois, formalizada pelo PPS.

O juiz Cristiano Magalhães, da 23a Zona Eleitoral de Marabá, exarou agora há pouco ofício ao presidente da Câmara Municipal de Marabá, Nagib Mutran Neto, determinando sua investidura no cargo de prefeito até que o deputado estadual João Salame (PPS), segundo colocado na eleição de 2008, decida se assume ou não o cargo. 

Deputado estadual João Salame encontra-se em Belém, a par de tudo o que está ocorrendo em Marabá.

Falando ao blog, ele disse que ainda não foi oficiado da decisão do juiz Cristiano Magalhães, mas que terá cinco dias, a partir da notificação, para decidir se assume a prefeitura de Marabá, já que terá de renunciar ao mandato de deputado.

Como Maurino Magalhães está entrando com recurso no TRE, Salame correria o risco de ficar sem mandato caso o tribunal reconduza Magalhães à titularidade do cargo, sob força de liminar.

A legislação é clara: o parlamentar tem que renunciar ao mandato para assumir o Executivo.

João Salame revela, no entanto, haver divergência nessa matéria. "Há entendimento jurídico, em algums casos, de que o deputado não pode ser punido no cumprimento de uma legislação em situações onde as diversas instâncias do judiciário tem decisões conflitantes".

Ou seja, abdicar do mandato parlamentar para ocupar a titular do executivo e, lá na frente, ficar sem o mandato de prefeito (e de deputado) mediante decisões antagônicas dos tribunais.

Salame diz que analisará a questão com frieza, dentro do prazo estabelecido em lei.
-----------------------------
Nota do Folha - O presidente da Câmara Municipal de Marabá, vereador Nagib Mutran Neto, assumiu a Prefeitura de Marabá em cumprimento à decisão judicial.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Tiro pela culatra


O raciocínio do prefeito foi frio e lógico, tendo em mãos as pesquisas que apontavam o Parsifal com 5% em Tucuruí sua base eleitoral, o prefeito acreditava que Parsifal não se reelegeria e, portanto ele só precisava sabotar a eleição do Deley e do Gualberto (que eram/são uma ameaça à sua liderança) para ficar sozinho com mandato e no poder, assumindo toda a liderança política no município, e quem sabe mais além, talvez até em Novo Repartimento.

O problema é que o Parsifal tinha votos suficientes em outros municípios para se reeleger, ficando como único deputado com influência e base política na cidade, pior, Parsifal é o líder da segunda maior bancada na ALEPA.

Sem os dois deputados que tinha para contrabalançar a influência de Parsifal, e como o Governador precisa mais de deputados do que de prefeitos neste momento, Sancler está sem muita margem de negociação política, e terá que engolir o Deputado Parsifal e a sua grande influência junto ao Governo Estadual.

Seria o Gualberto um Cavalo de Tróia de Sancler no PMDB?

Especula-se que o Gualberto quer ir para o PMDB para entregar o partido ao Sancler, talvez sendo o próximo vice do prefeito nas próximas eleições municipais, teoria na qual não acreditamos (apesar de termos conhecimento que muitos peemedebistas locais adorariam alugar o partido para o prefeito). 

Jader e Parsifal não são amadores como a Ana Júlia, que abrigava e se submetia aos traidores do seu partido e a famigerada DS. 

Além disso, não acreditamos que o Gualberto se submeteria a ser capacho do prefeito, principalmente depois de tudo o que aconteceu. 

Se for, azar o dele, terá que se acertar com as raposas felpudas do PMDB.

Perto da experiência e das articulações dos caciques do PMDB no Pará, os joguinhos e maquinações do prefeito não passam de "diabruras de criança" mimada que quer tudo só para si...

AMARRIBO apóia o nome de Marlon Reis para vaga do STF

Juiz Marlon Reis

A grande novidade do Brasil nos últimos anos foi o surgimento de movimentos sociais que defendem a ética na sociedade e na vida pública. Esses movimentos estão fazendo a diferença desde os níveis municipais até a nível federal, conseguindo influenciar a edição de Leis contra desvios de conduta desde eleições até na administração de cidades, estados e a federação.

Na vanguarda desses movimentos sociais, destaca-se o juiz Marlon Reis, Presidente do MCCE, e campeão na liderança do projeto de iniciativa popular que foi o Ficha Limpa.  Antes disso já havia conseguido aprovar outra importante Lei sobre corrupção eleitoral, que é a 9840. Na Conferencia Mundial Anti Corrupção de Bangkok, o ponto alto do discurso do Ministro Jorge Hage, foi o avanço proporcionado pela Lei da Ficha Limpa e a importância da sociedade se engajar no combate à corrupção.

O juiz Marlon Reis reúne todos os requisitos de conhecimento, experiência para ocupar a vaga no Supremo Tribunal Federal. Além dos requisitos técnicos, Marlon reúne um dos mais importantes requisitos para uma posição dessa natureza, que é a integridade.  Ele reúne também hoje no Brasil outra coisa rara, que é o consenso, pois o seu nome seria referendado pela grande maioria da sociedade brasileira.

A AMARRIBO está então fazendo um movimento para que todas as organizações sociais se manifestem pelos canais que estão sendo disponibilizados ao Congresso Nacional, e ao Ministro da Justiça, na indicação do nome do Dr. Marlon Reis para a vaga do STF.

Senado

Câmara

Ministério da Justiça

Falar com a Presidenta

Procuradoria Geral da República deve decidir destino do inquérito contra Jatene

Texto do Blog Perereca da Vizinha
Imagem Folha


Caso Cerpasa: Procuradoria Geral da República deve decidir destino do inquérito contra Jatene ainda no primeiro semestre. 

A Procuradoria Geral da República, em Brasília, deve receber na primeira semana de fevereiro o inquérito policial do Caso Cerpasa, em que o governador do Pará, Simão Jatene (PSDB), três ex-secretários de Estado e o ex-dono da empresa estão indiciados por corrupção. 

Segundo a Assessoria de Comunicação do Ministério Público Federal em Belém, a delegada responsável pelo inquérito, Milena Ramos, ficou de devolver os autos até o final deste mês, após a conclusão de uma perícia contábil. 

Se isso de fato acontecer, o inquérito retornará ao MPF nos primeiros dias de fevereiro e será imediatamente encaminhado à PGR, para que ela avalie as informações recolhidas pela Polícia Federal e decida se processa ou não o governador paraense. Veja a matéria completa.

Fotos impressionantes IV - A menina Afegã

A menina Afegã

Sharbat Gula foi fotografada quando tinha 12 anos pelo fotógrafo Steve McCurry, em junho de 1984. Foi no acampamento de refugiados Nasir Bagh do Paquistão durante a guerra contra a invasão soviética.

Sua foto foi publicada na capa da National Geographic em junho de 1985 e, devido a seu expressivo rosto de olhos verdes, a capa converteu-se numa das mais famosas da revista e do mundo. 

No entanto, naquele tempo ninguém sabia o nome da garota. 


O mesmo homem que a fotografou realizou uma busca à jovem que durou exatos 17 anos. Em janeiro de 2002, encontrou a menina, já uma mulher de 30 anos e pôde saber seu nome.

Ela regressou ao Afeganistão em 1992.

Gualberto a um passo de se filiar no PMDB

O Dep. Gualberto Neto está a um passo de se filiar no PMDB. Esta associação deve beneficiar politicamente o Gualberto e o PMDB.

O DEM está pulverizado e enfraquecido no Pará, Gualberto no PMDB que é um partido muito importante da base do Governador Jatene, terá mais influência na política a nível regional e municipal, assim como o apoio do Dep. Parsifal Pontes.

Nós do Folha não temos nada contra o Gualberto, pelo contrário, sempre nos tratou com cortesia, apesar da rusga que o Folha teve com a sua assessoria no caso das informações sobre as emendas parlamentares para Tucuruí.

Gualberto tem potencial, precisa apenas mais experiência e independência em seu relacionamento com o poder executivo. 

Estar politicamente do lado de alguém não significa acobertar erros e tentar fazer defesas indefensáveis. 

Se o político acerta, não vemos nada de mais em reconhecer e elogiar, mas defender erros são outros quinhentos.

Caso o cidadão estiver do lado do político e estiver impedido de criticar seus erros por conveniência política, pelo menos tem que ter o bom senso de ficar calado, caso contrário, ao defender os erros torna-se cúmplice dos mesmos, e o povo não é cego.

Corrigindo este problema de exagerar na defesa incondicional dos seus aliados no poder, Gualberto pode vir a ter uma carreira política de sucesso, pois tem potencial para isso.

Desejamos boa sorte ao Gualberto em seu novo partido.



Os sem cova

Cemitério de Tucuruí. Enterro nas ruas. Imagem do Blog do Tom

Está para nascer mais um movimento em Tucuruí, os sem covas... É que no cemitério da cidade não tem mais vagas e estão enterrando nas ruas do campo santo, e quando acabar as ruas?

Dizem que os sem covas em todo enterro vão parar em protesto por uma hora na frente da casa do prefeito para ver se ele se toca e deixa de ser desumano e iresponsável. 

O prefeito deve lamentar o fato da Vila não ter cemitério, se tivesse ele iria  transferir "provisoriamente" o cemitério para lá, era só fazer um TAC e pronto, a defuntada já teria um lugar emprestado para o descanso eterno.

Bem, nem tão eterno assim...

O Prefeito de Tucuruí achou pouco sacanear com só com os vivos, e agora sacaneia até com os mortos...


sábado, 22 de janeiro de 2011

Oba!!!

Oba! Hoje o Folha de Tucuruí ultrapassou os 250.000 mil acessos. 

Nada mal...

Agradecemos as visitas, o interesse e as participações dos amigos.

Um grande e afetuoso abraço a todos vocês...

Fotos impressionantes III - A menina do Vietnã


A menina do Vietnã

Em oito de junho de 1972, um avião norte-americano bombardeou a população de Trang Bang com napalm. Ali se encontrava Kim Phuc e sua família. A família de Kim havia se escondido em um templo Budista pensando que estariam à salvo, ledo engano, as bombas atingiram em cheio o templo.

Com sua roupa em chamas, a menina de nove anos corria em meio ao povo desesperado e no momento, que suas roupas tinham sido consumidas, o fotógrafo Nic Ut registrou a famosa imagem. Depois, Nic levou-a para um hospital onde ela permaneceu por durante 14 meses sendo submetida a 17 operações de enxerto de pele.

Qualquer um que vê essa fotografia, mesmo que menos sensível, poderá ver a profundidade do sofrimento, a desesperança, a dor humana na guerra, especialmente para as crianças.

Hoje em dia Pham Thi Kim Phuc está casada, com dois filhos e reside no Canadá onde preside a “Fundação Kim Phuc”, dedicada a ajudar as crianças vítimas da guerra e é embaixadora da UNESCO.

A evolução dos sacanas...

Navega Pará na mira do Jatene???

Corre comentários que o Navega Pará vai acabar, e será disponibilizado somente para órgãos públicos.

Nós do Folha não acreditamos que o Jatene chegue a tanto na perseguição neoliberal aos pobres, no entanto não duvidamos nem um pouco.

A prioridade do PSDB sempre foi beneficiar os ricos, e neste governo dificilmente será diferente. 

Para os neoliberais pobre não pode ter acesso à informação, a não ser a informação dada (e paga) por eles.

Esperamos que as especulações não se confirmem, mas uma ação deste tipo não seria uma surpresa em se tratando de um governo voltado para a elite.

O PMDB e outros partidos fisiologistas vão apoiar qualquer iniciativa do executivo, com a condição de que o governador atenda às suas reivindicações quanto aos cargos públicos e outras benesses.

POBRE PARÁ!!!

Para eliminar miséria, Dilma terá que ampliar Bolsa Família e coordenar ações de ministérios

Apesar de avanços recentes, Brasil ainda tem mais de 10 milhões de miseráveis

Texto: Gabriel Mestieri, do R7, em Brasília
Imagem: Folha de Tucuruí

Promessa de campanha e compromisso assumido na posse, acabar com a pobreza extrema no Brasil surge como o principal desafio de Dilma Rousseff como presidente. 

Mas o que ela precisa fazer para cumprir sua palavra e dar melhor condição de vida para milhões de brasileiros que ainda estão abaixo da linha da miséria? 

O que o “PAC da pobreza” anunciado pelo governo precisa ter para não se tornar apenas uma ação de marketing?

Para tentar responder as estas questões, o R7 ouviu especialistas, que traçaram itens essenciais na conquista desse “novo Brasil”. É consenso que será necessário muito trabalho conjunto e coordenado entre os ministérios, colaboração de Estados e municípios, esforço de todos os setores da sociedade e criatividade para novas ações que consigam atingir as pessoas não beneficiadas por conquistas dos últimos anos.

Apesar de avanços recentes, o Brasil ainda tem entre 5 % e 7% de pessoas extremamente pobres. Isso significa dizer que um número entre 9 e 14 milhões de pessoas – dependendo da metodologia – encontram-se em situação de miséria ou indigência. Essas pessoas não necessariamente passam fome, mas não têm níveis de nutrição adequados.

Logo na primeira semana de governo, a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, afirmou que o governo federal prepara um novo programa, específico para essa população, com o objetivo de erradicar a miséria. 

Detalhes, metas e nome da nova iniciativa ainda não foram divulgados, mas a ministra já adiantou que o governo vai se concentrar em três frentes: a ampliação de programas de transferência de renda, como o Bolsa Família, o acesso de redes de serviços sociais e de infraestrutura, como saúde, educação, água, luz e saneamento básico, além da “inclusão produtiva” da população.

Pobreza extrema

Diretor de Estudos e Políticas Sociais do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), o economista e pesquisador Jorge Abrahão de Castro afirma que há casos de famílias que, mesmo recebendo o benefício do Bolsa Família, não conseguem atingir uma renda que as permita superar a extrema pobreza.

- Nesses casos o programa tem que ser incentivado, e talvez até ampliado, com uma recomposição de valores que signifique aportar mais recursos. O problema é que renda que estamos aportando a eles não permite que eles saiam da extrema pobreza.

Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Seguridade e Assistência Social da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), a professora Aldaíza Sposati destaca que, além do aumento do valor do benefício para algumas famílias, é necessário incluir outras no programa.

- O beneficio precisa atingir famílias que ainda não têm cobertura, ampliando em 30%. Hoje 12,6 milhões de famílias recebem o benefício, e seria necessário incluir mais ou menos outras 4,2 milhões. E, além de crescer, garantir que depois do benefício cada membro tenha pelo menos R$ 70 de renda per capita.

Abrahão de Castro e Aldaíza concordam também que é fundamental garantir o acesso a serviços. Para isso, os ministérios precisam atuar em conjunto. O diretor do Ipea diz que, com a melhora na educação, por exemplo, acontece uma “quebra estrutural” da pobreza.

- Tem que ser muito criativo, construindo junto com esse conjunto de ministérios. É fundamental que a geração atual e as gerações futuras possam ter acesso a todos os serviços. O acesso de crianças em boas escolas vai significar, com certeza, uma quebra estrutural da pobreza.

Um exemplo de como o oferecimento de serviços é um fator fundamental para as famílias extremamente pobres, é a oferta de creches. De acordo com um estudo do Ipea, quase 1,5 milhão das famílias que estão no Bolsa Família têm apenas um adulto como responsável – ou o pai ou a mãe. 

Dessa maneira, para que essa pessoa possa trabalhar para garantir a subsistência da família, é necessário que a localidade tenha creches com as quais esse pai ou essa mãe possa deixar as crianças.

“Inclusão produtiva” e qualidade do trabalho

Se as duas primeiras “frentes de combate” do futuro programa de governo são consenso entre os especialistas, o conceito de “inclusão produtiva” gera certa polêmica. Abrahão de Castro lembra que, além de dar capacidade de produção para famílias, em algumas localidades é preciso também dar condições para que essa produção seja vendida.

- Nesse universo tão heterogêneo, o mercado não vai resolver pura e simplesmente. (...) Grande parte vai precisar de auxílio de transferência de capacidade técnica, financiamento da produção e compra, até antecipada, em alguns casos. Tudo isso para viabilizar a inclusão.

Aldaíza Sposati vai além e diz discordar do termo “inclusão produtiva”. Segundo ela, 93% dos beneficiários do Bolsa Família trabalham e, portanto, não dá para dizer que essas pessoas são improdutivas. O que é preciso, diz ela, é melhorar a qualidade do trabalho dessas pessoas, para que ele seja suficiente para garantir a subsistência das famílias.

- Quando se fala em inclusão produtiva eu tenho um pé atrás, porque traduz certa ideia de que essa população é improdutiva e isso não é fato. Ela é produtiva, mas oferta é que não se dá de acordo com as condições objetivas de onde vive essa família e qual é o seu preparo. 

É necessária mais uma abertura de postos de trabalho de acordo com a disponibilidade dessa força de trabalho. População quer ter carteira assinada, não há rejeição a isso. Questão é que salário não cobre as demandas de proteção.

2014

Os especialistas dizem acreditar que a miséria pode ser erradicada até 2014, quando acaba o mandato de Dilma. Abrahão de Castro diz que o Ipea vai lançar uma proposta, apontando “quanto custa e como pode ser feito” para acabar com a pobreza extrema nos próximos quatro anos.

Aldaíza diz que o prazo de quatro anos “não é impossível”, mas precisa “de empenho muito forte e estruturado”. Ela faz ainda um alerta para que não ocorra uma “redução do que se entende por miséria”, questionando os limites oficiais de renda propostos pelos programas de transferência.

- Superar a miséria é não ter ninguém no país com menos de R$ 70 per capita ao mês. Agora isso tem que ser o raspão do raspão. Porque viver com R$ 2 por dia você não se move, não pega nem ônibus, então é um conceito de miséria que paralisa as pessoas.