Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Greve Geral dia 28

Greve Geral dia 28
Greve Geral

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Conheça os melhores lugares pra curtir o réveillon


Conheça os melhores lugares pra curtir o réveillon (Foto: Everaldo Nascimento)
A ilha de Algodoal é considerada como Área de Preservação Ambiental para efeito de ecoturismo. (Foto: Everaldo Nascimento)
Sem que seja necessário sair do Pará, não faltam opções para se aproveitar o feriado do Ano-Novo. Com possibilidades que oferecem desde uma virada do ano em praias mais tranquilas, quanto as já famosas pela agitação, ainda é possível planejar o final do ano nos balneários do interior do Estado.
Dentre os destinos mais procurados, as principais atrações são as praias que, nesse período do ano, ficam lotadas. Com apenas R$8,50, saindo do Terminal Rodoviário de Belém, é possível chegar a Mosqueiro. Já se a opção é Salinópolis, também bastante frequentado durante o ano-novo, a passagem de ônibus interestadual está custando R$28,95. Na lista dos destinos mais procurados desde o réveillon do ano passado, Marapanim chama a atenção pela ilha de Algodoal, considerada como Área de Preservação Ambiental para efeito de ecoturismo.
Principais destinos
- MOSQUEIRO
ATRAÇÕES
A ilha possui cerca de quinze praias de água doce que atraem muita gente nos finais de semana prolongados e feriados. Dentre as mais famosas estão a Praia do Farol, Chapéu Virado, Murubira, Paraíso e Baía do Sol.
ONDE FICAR?
Hotel Farol
Endereço: Praça Princesa Isabel, 3295, Farol
Telefone: 55 91 3771-1219 / 3771-2095
Fax: 55 91 3771-3460
E-mail: marciozm@supridados.com.br
Site: http://www.hotelfarol.com.br

Hotel Pouso dos Arirambas
Endereço: Estrada do São Francisco, 8247, São Francisco
Telefone: 55 91 3772-2020
E-mail: ariramba@amazon.com.br
Site: www.hotelpousoariramba.com.br
DISTÂNCIA: 70 km de Belém
COMO CHEGAR?
Saindo de Belém com carro próprio, é possível chegar à ilha através das Rodovias BR-316 e PA-391.
Outra opção é a viagem de ônibus pelo Terminal Rodoviário de Belém ou pela linha urbana oferecida pela Prefeitura Municipal de Belém.
CUSTO (transporte)
Ônibus com saída do Terminal Rodoviário de Belém – R$8,50

- BRAGANÇA
ATRAÇÕES
As belezas naturais são o maior atrativo da cidade que fica a apenas 36 km da principal praia do município, Ajuruteua. Além da praia, a cidade também está rodeada por mais de 10 balneários de água doce.
ONDE FICAR?
Marujos Suite Hotel
Endereço: Pastor Afonso Menininho Rey, 540, Centro
Telefone: 55 91 3425-1099
Fax: 55 91 34252464
Email: marujoshotel@ig.com.br
Site: www.marujossuitehotel.com.br

Hotel Solar do Caeté
Endereço: Avenida Visconde do Rio Branco, 2096, Bragança
Telefone: 55 91 3425-1780
Email: carlosrendeiro@hotmail.com
DISTÂNCIA: 215 km de Belém.
COMO CHEGAR?
É possível se dirigir ao município de ônibus com saída do Terminal Rodoviário de Belém.
Com saída de Belém em carro próprio, é possível chegar ao município em cerca de 3h10.
Com saída de Bragança, é possível chegar à praia de Ajuruteua pela PA 458.
CUSTO (transporte)
Ônibus intermunicipal – R$28,84
- MARAPANIM MARUDÁ
ATRAÇÕES
A ilha de Algodoal, localizada no outro lado da Baía de Marudá, é uma das principais atrações do município. Muito frequentada por turistas brasileiros e estrangeiros, a ilha é considerada como Área de Preservação Ambiental para efeito de ecoturismo. Além da ilha, o município também oferece a praia de Marudá, a mais urbanizada de Marapanim. Com cerca de 1.200 metros de extensão, a Vila de Marudanópolis conta com energia elétrica 24 horas, telefones residenciais e públicos fixos, telefonia celular, correios, farmácia, posto de saúde, abastecimento de água e sistema de transportes. 
ONDE FICAR?
Hotel Fazenda Borboletinha do Mar
Endereço: Rodovia Marudá, S/N - Próximo a Vila Novo Horizonte, Centro.
Telefone: 91 8272-9155.
Pousada Novo Horizonte
Endereço: Rua Magalhães Barata, 30 (rua da praia) - Vila de Algodoal
Telefone: (91) 8869-3310/ (91) 8163-5044
Pousada dos Corais
Endereço: 2ª rua (rua principal), a 100 metros da praia - Vila de Algodoal
Telefone: 9983-7028 / 8163-3833 / 8127-8820 / 9301-2751
Pousada Bragantina
Endereço: Rua Bragantina, 137, a 100m da praia, em frente ao campo de futebol da Vila de Algodoal.
Telefones: (91) 8126-9006 / 3086-4080 / 9128-3366
Pousada Amazônia
Endereço: Rua Magalhães Barata, 20 - na rua principal (da delegacia) - próximo ao comércio da Vila de Algodoal.
Telefone: 8824-3466
DISTÂNCIA: 152 km de Belém.
COMO CHEGAR?
Com carro próprio, é possível chegar a Marudá pelas rodovias BR-316, PA-136 e PA-318.
Também é possível ir de ônibus e de van pelo Terminal Rodoviário de Belém.
Para chegar à Ilha de Algodoal, é preciso tomar um barco no porto de Marudá. A travessia dura cerca de 40 minutos de barco motorizado.
CUSTO (transporte)
Ônibus intermunicipal – R$22,50
- SALINÓPOLIS
ATRAÇÕES
Com mais de 20 km de praias de água salgada e dunas de areia, o município oferece como principal atração as praias do Atalaia, Corvina, Farol Velho, Cocal, Marieta, Pilão e Maçarico, a mais antiga do município popularmente chamado de Salinas.
ONDE FICAR?
Hotel Paraíso do Atlântico
Endereço: Rua 17, Lot. Balneário Atalaia, S/N - Quadra 13, dostacado
Telefone: 55 91 34232030
Fax: 55 91 3423-2231
Email: hotelparaisoatlantico @hotmail.com
Site: paraisodoatlanticohotel.com.br

Hotel Salinópolis
Endereço: Avenida Beiramar, 26, Centro
Telefone: 55 91 3423-3000
Email: contato@hotelsalino-polis.com.br
Site: www.hotelsalinopolis.com.br

Pousada Rango do Goiano
Endereço: Avenida João Pessoa, 2165, Maçarico
Telefone: 55 91 34233572
Email: rangodogoiano@hotmail.com

Paraiso do Sal
Endereço: Rodovia Pa 124 - Km 60, Salinópolis
Telefone: 55 91 9902-1402

Privê do Atalaia Hotel
Endereço: Avenida Principal, 10, Atalaia
Telefone: 55 91 3464-1244
Fax: 55 91 3464-1317
Email: reservas@privedoatalaia.tur.br
Site: www.privedoatalaia.tur.br

Concha do Mar Hotel
Endereço: Estrada do Atalaia, S/N, Atalaia
Telefone: 55 91 3464-1003
Fax: 55 91 3464-1003
Email: hotelconchadomar@ yahoo.com.br
Site: hotelconchadomar.com.br

Guará Praia Hotel
Endereço: Praia do Atalaia, S/N - Ilha do Atalaia, Salinópolis
Telefone: 55 91 3464-1227
Email: guarapraiahotel @salinopolis.tur.br
DISTÂNCIA – 217 km de Belém.
COMO CHEGAR?
Saindo de Belém com carro próprio, é possível chegar a Salinas pelas BR-316, PA-324 e PA-124 em aproximadamente 3h15.
A partir do Terminal Rodoviário de Belém, é possível sair rumo à Salinópolis de ônibus.
CUSTO (transporte)
Ônibus intermunicipal – R$28,95

- SOURE
ATRAÇÕES
Maior cidade da Ilha do Marajó, Soure se destaca pela beleza das praias de águas doces e salgadas. Com clima quente e úmido, de janeiro a março, a cidade vive um período de chuvas abundantes, já os meses de agosto a dezembro são marcados pelo verão. Dentre as praias de Soure, a do Pesqueiro se destaca pelas dunas que percorrem quase toda a sua extensão.
ONDE FICAR?
Marajó Hotel
Endereço: Praça Inhangaíba, S/N, Centro
Telefone: 55 91 3741-1396
Email: monedpereira@hotmail.com

Paracauary Eco Pousada
Endereço: Avenida Prado, 06, Soure
Telefone: 55 91 9131-2592
Email: joaolima@paracauary.com.br
Site: http://www.paracauary.com.br

Pousada do Frances
Endereço: Travessa nº 10, Qd 55, São Pedro
Telefone: 55 91 3741-1298
Email: thcarliez@ig.com.br
Site: ocantodofrances.blogspot.com

Hotel Inajá
Endereço: Rua Sétima, S/N, Soure
Telefone: 55 91 3741-1746
Email: pousadainaja2008@gmail.com
DISTÂNCIA – 81 Km de Belém.
COMO CHEGAR?
Uma forma de chegar a Soure é através dos transportes que fazem o trecho Belém-Porto de Camará em Salvaterra. Do porto, é possível atravessar para Soure em balsas e barcos em apenas 10 minutos.
Outra maneira de se chegar a Soure por água é com saída de Belém direto ao município com cinco horas de duração.
CUSTO (transporte)
Não identificado.

- CAMETÁ
ATRAÇÕES
Uma das principais atrações do município é a Praia da Aldeia, mais conhecida de Cametá. Com areias claras, a praia de água doce é muito procurada por turistas interessados em suas belezas naturais.
ONDE FICAR?
Hotel San Juan
Endereço: Avenida Feliciano Coelho, 172, Central
Telefone: 55 91 3781-2123
Fax: 55 91 3781-2123
Email: selmassyodrigues@yahoo.com.br
Site: www.sanjuanhotel.com.br

Hotel Santo Antônio
Endereço: Praça Joaquim Siqueira, 62 , Cametá
Telefone: 55 91 3781-2258

DISTÂNCIA – 212 Km de Belém.
COMO CHEGAR?
É possível chegar ao município por via rodoviária com saída do Terminal Rodoviário de Belém de ônibus ou van.
Também é possível chegar ao município através do Rio Tocantins.
CUSTO (transporte)
Ônibus intermunicipal – R$40,61

(Diário do Pará)

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Corpo de Bombeiros alerta sobre fogos de artifício

Corpo de Bombeiros alerta sobre fogos de artifício

Corpo de Bombeiros alerta sobre fogos de artifício (Foto: Carlos Sodré/Ag.Pará)
Segundo o Ministério da Saúde, entre 2001 e 2010, mais de 100 pessoas em todo o país, morreram vítimas de queimaduras por fogos de artifício e quase seis mil foram internadas com ferimentos graves.
   
Para diminuir os índices desse tipo de acidente, o capitão Wagner Silva, do Corpo de Bombeiros, recomenda atenção na escolha do produto. Os fogos de artifício devem ser comprados apenas em lojas credenciadas pelo Ministério do Exército e órgãos de segurança pública, como Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.
     
“Apesar de ser encarado como uma brincadeira por grande parte da população, o uso de fogos de artifício é algo muito sério. E caso seja usado de forma inadequada pode trazer acidentes gravíssimos. Por isso alertamos que, antes de comprar ou usar os produtos, as pessoas sigam recomendações importantes como adquiri-los em lojas credenciadas, não deixar que sejam manuseados por crianças, não soltar os fogos em espaços fechados, evitar locais com muitas pessoas ao redor e, principalmente, seguir as instruções contidas nas embalagens”, ale.
       
O Corpo de Bombeiros orienta ainda que em caso de acidente com fogos, o médico seja procurado imediatamente. “Além disso, o ferimento deve ser lavado com água corrente. Não se deve tocar na área afetada e nem colocar substâncias sobre a lesão, como manteiga, creme dental, clara de ovo ou pomadas”, orienta o oficial.
     
(DOL com informações da Agência Pará)
        

Eleições 2


Diretrizes mais flexíveis para a pressão alta

Efeitos colaterais causados por remédios para hipertensão motivaram nova recomendação de comitê de especialistas.
      
Por: O Globo
       
   
Hipertensos com mais de 60 anos não precisam ter o mesmo nível de controle da pressão arterial do que o recomendado para a população mais jovem. Para este grupo, serão aceitáveis medições de até 15/9. A decisão consta da nova diretriz sobre hipertensão, divulgada ontem por um comitê de especialistas dos Estados Unidos.
        
A definição não mudou. O limite continua sendo 14/9. A diferença é que a nova diretriz determina que o objetivo no tratamento dos hipertensos deve ser mais flexível quando se passa dos 60 anos - afirma o diretor cientifico da Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas e cardiologista do Hospital Pró-Cardíaco, Eduardo Saad. Muitos cardiologistas já aceitavam esses níveis de pressão em alguns casos, mas agora está formalizado.
        
Segundo os 17 acadêmicos que assinam o documento, a quantidade de medicamentos necessários para baixar a pressão sistólica de pessoas com idade avançada era muito grande, o que acarretava em efeitos colaterais mais graves. A pressão sistólica é o número mais elevado da medição, que indica a pressão sobre os vasos sanguíneos quando o coração se contrai.
        
A decisão foi tomada com base em estudos publicados desde que a última diretriz foi assinada, há mais de 10 anos. Uma das pesquisas levadas em consideração foi feita no Japão, com a população idosa. Os cientistas descobriram que aqueles que reduziram sua pressão sistólica para menos de 140 não tiveram mais benefícios em sua saúde do que os que chegaram a uma média entre 140 e 160.
           
Com a idade, as artérias endurecem e é preciso utilizar mais remédios para controlar a pressão - explica Saad. - O aumento das drogas faz com surjam muitos efeitos colaterais, afetando órgãos vitais como rins e cérebro. Como não havia equilíbrio entre o benefício e o deletério, eles acharam mais interessante fazer com que o controle ficasse mais flexível.
         
Segundo a pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas, do Ministério da Saúde, a hipertensão atinge hoje 24,3% dos brasileiros. O Rio de Janeiro é a capital com maior número de hipertensos: 29,7% da população.
         

domingo, 29 de dezembro de 2013

Eleições 2014


Eleiçoes - A partir de 1º de janeiro, agentes públicos estão proibidos de várias ações

A partir de 1º de janeiro, agentes públicos estão proibidos de várias ações
        

Quem descumprir as regras, previstas na Lei das Eleições, pode ficar sujeito ao pagamento de multa e os candidatos podem ter o registro ou o diploma cassados.
          
· Para o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Marco Aurélio, as proibições visam ao equilíbrio da disputa(Foto: TSE) 
        
Em 5 de outubro do próximo ano, serão realizadas eleições gerais para escolha de presidente da República, governadores e senadores, além de deputados federais, estaduais e distritais. Os agentes públicos estão proibidos de praticar algumas condutas já a partir de 1º de janeiro de 2014.
            
Para o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Marco Aurélio, essas proibições visam ao equilíbrio da disputa. As vedações “são necessárias no que se busca o equilíbrio de uma disputa eleitoral que ocorrerá no ano e aí houve uma opção política normativa do legislador, fixando prazos para certos procedimentos”, destaca o ministro Marco Aurélio.
          
Proibições
            
A partir de 1º de janeiro do próximo ano, fica proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior, casos em que o Ministério Público Eleitoral poderá promover o acompanhamento de sua execução financeira e administrativa.
         
Também ficam vedados os programas sociais executados por entidade nominalmente vinculada a candidato ou por esse mantida, ainda que autorizados em lei ou em execução orçamentária no exercício anterior.
       
Já a partir de 8 de abril, até a posse dos eleitos, é proibido aos agentes públicos fazer, na circunscrição do pleito, revisão geral da remuneração dos servidores públicos que exceda a recomposição da perda de seu poder aquisitivo ao longo do ano da eleição.
        
A maioria das ações estão proibidas a partir de 5 de julho, quando faltarão três meses para as eleições. Os agentes públicos não podem, por exemplo, nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, ex oficio, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito.
          
No entanto, há exceções. É permitido, por exemplo, haver nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança; nomeação para cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos Tribunais ou Conselhos de Contas e dos órgãos da Presidência da República; e nomeação dos aprovados em concursos públicos homologados até 5 de julho de 2014.
        
A partir de 5 de julho, com exceção da propaganda de produtos e serviços que tenham concorrência no mercado, também é vedado aos agentes públicos das esferas administrativas cujos cargos estejam em disputa na eleição autorizar publicidade institucional dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos federais e estaduais, ou das respectivas entidades da administração indireta, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral.
      
Também não se pode fazer pronunciamento em cadeia de rádio e de televisão, fora do horário eleitoral gratuito, salvo quando, a critério da Justiça Eleitoral, tratar-se de matéria urgente, relevante e característica das funções de governo.
     
Outra proibição é a contratação de shows artísticos pagos com recursos públicos na realização de inaugurações e o comparecimento de qualquer candidato a inaugurações de obras públicas.
       
Fiscalização
       
O ministro Marco Aurélio explica que a fiscalização de possíveis irregularidades deve ser feita pelos partidos políticos e pelo Ministério Público, a quem o eleitor deve recorrer para denunciar. “Nós não temos fiscais na Justiça Eleitoral. A fiscalização é mútua pelos partidos políticos, consideradas as forças que são antagônicas, candidatos e também pelo Ministério Público no que atua em benefício da sociedade. Atua como fiscal da lei. A legislação não assegura ao eleitor este papel. O eleitor é representado pelo Ministério Público”, conclui o magistrado.
         
Punição
         
Quem descumprir estas regras, previstas dos artigos 73 a 78 da Lei nº 9.504/97 (Lei das Eleições), pode ficar sujeito ao pagamento de multa e os candidatos podem ter o registro ou o diploma cassados.
         
Com Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

sábado, 28 de dezembro de 2013

'É preciso mudar as estruturas que favorecem a corrupção', diz presidente da AMB

Juiz João Ricardo Costa assume entidade de magistrados, diz que julgamento do mensalão foi avanço, mas ressalta como fundamental as reformas eleitoral e política.
    
Recém-empossado como presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), o juiz João Ricardo Costa quer discutir com mais de 14 mil filiados da entidade um projeto de reforma política e de mudanças do sistema eleitoral brasileiro para reduzir a corrupção. Segundo ele, o julgamento do mensalão, no ano passado, aproximou a Justiça dos brasileiros e mostrou a necessidade urgente de mudanças no sistema político nacional.
            
O juiz João Ricardo Costa assumiu a presidência da AMB
   “A mensagem que o mensalão traz é romper com as estruturas que favorecem a corrupção. Isso não é apenas uma questão a ser resolvida pelo Poder Judiciário. Isso é uma questão para mudar as estruturas que favorecem a corrupção no Brasil”, defendeu em entrevista ao iG.
         
Para Costa, o julgamento do mensalão teve um componente importante: “o olhar de uma sociedade cansada de ouvir notícias de corrupção”. Apesar disso, ele diz que ainda é cedo para saber se os juízes de primeira instância acompanharão o posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento de crimes de corrupção.
         
Leia abaixo os principais trechos da entrevista:
           
iG – Até que ponto as decisões tomadas no julgamento do mensalão podem influenciar em análises de crimes de corrupção por juízes de primeira instância?
         
João Ricardo Costa - Isso pode influenciar ou não os juízes de base. A estrutura é muito independente. O Supremo, embora julgando, embora dando uma orientação, não significa que todos os juízes sigam essa orientação. Fica o entendimento do juiz que vai julgar. Claro que o Supremo dá um norte na jurisprudência, ele tem sua influência, afinal é o tribunal que define questões de forma definitiva. Mas mesmo assim, a magistratura ainda tem a possibilidade de ter outro entendimento sobre determinadas decisões.
         
iG – O senhor acredita que o Supremo foi mais duro na análise de crimes de corrupção no mensalão?
          
Costa - Há um componente político nesse processo, que nós não podemos negar: um olhar da sociedade, uma sociedade que já está bastante cansada de ouvir notícias de corrupção, de malversação de recursos públicos. Agora, se isso vai influenciar em um maior rigor ou não (no combate à corrupção), nós vamos ver depois. A mensagem que o mensalão traz é romper com as estruturas que favorecem a corrupção. Isso não é apenas uma questão a ser resolvida pelo Poder Judiciário. É uma questão para mudar as estruturas que favorecem a corrupção no Brasil.
        
iG - Como se ataca esse problema? Por meio de uma reforma política?
       
Costa - A reforma política é importante. Tanto a reforma eleitoral, quanto a política são importantes nesse processo. Os partidos só conseguem governar com a distribuição de cargos. Parece que o fisiologismo tomou conta do Estado. Temos que tratar desse assunto. As emendas parlamentares também tem sido objeto de bastante crítica e de um olhar mais atento da sociedade. Nós temos que pensar nesses mecanismos. Em que ponto eles são úteis para a sociedade ou simplesmente tem propiciado uma evasão de recursos públicos que seriam fundamentais em áreas básicas como saúde, educação, entre outras. Há toda uma forma de agir do Estado que facilita esse processo de corrupção: esse processo, às vezes, é fisiológico. O Estado acaba saindo de sua finalidade para tratar de assuntos privados. Há uma mistura muito grande entre interesse público e privado. Acho que nos temos que cunhar um conceito e separar bem as coisas no Brasil.
        
iG - A execução de sentenças do mensalão ocorreu em meio a diversas polêmicas, como a não expedição das cartas de sentença, por exemplo. Qual é a herança dessa fase de execução para os juízes de primeira instância?
       
Costa - Eu vejo a execução de sentenças na ação do mensalão como importante porque mostra como funciona o Poder Judiciário. O judiciário não é uma unanimidade, infelizmente. Mas essa fase expressou a independência do seu juiz. E em um processo que teve tamanha repercussão e pressão de todos os lados, os ministros do STF deram exemplo de independência. Cada um expressou a sua opinião com relação ao processo. E é assim que funciona o judiciário. Isso não tem nada de extraordinário para quem é juiz.
        
iG - Algumas entidades criticaram como ocorreram as prisões. Foi uma execução de sentença atípica?
       
Costa - Eu não tenho, formalmente, conhecimento de como foi feito. Mas a execução de pena se dá passando pelo juiz de execução, depois o réu vai para o presídio, existem os incidentes de pena, os pedidos e o juiz tem que ir tomando suas decisões como em qualquer outra execução de pena.
           
iG – Como a popularização da Justiça pode ajudar ao cidadão comum?
         
Costa - Na democracia, a compreensão das instituições é fundamental. A população tem que saber como e por que funcionam as instituições. Quais os direitos que o cidadão tem e a quem ele tem que recorrer. A partir desse processo, a sociedade passou a discutir o Poder Judiciário. E ao se discutir o Poder Judiciário, a sociedade começa a adquirir conhecimento. Não em relação ao Supremo, mas se discute o processo, a defesa, o recurso, o voto divergente, o voto favorável. Ela começa a discutir como funciona o sistema judicial, até o termo colegiado, que é um termo técnico, a sociedade começa a entender. E isso é muito favorável.
      
iG – O que o senhor pretende fazer, na gestão da AMB, para melhorar o acesso à Justiça?
         
Costa - Quem é que vive mais o acúmulo de processos do que o juiz? O juiz que sabe exatamente de onde vem o processo, o que ocasiona o litígio, porque esse litígio está sendo produzido na sociedade, o que está impedindo ele dar celeridade ao processo. Esse juiz vai trazer a solução para romper com esses obstáculos e esses gargalos. A AMB é o braço político dessa magistratura e o que nós vamos fazer é trazer esse acúmulo de experiências e propor ao Congresso Nacional legislações mais compatíveis com essa demanda judicial. Propor gestões mais eficazes, mais modernas dentro dos tribunais. Nos já assumimos, por meio de uma conversa com o corregedor nacional de Justiça, ministro Francisco Falcão, o compromisso de levar propostas para valorização do juiz de primeiro grau para resolver as questões lá nos tribunais, na base da justiça. Dessa forma, vamos contribuir para melhorar a prestação de serviços judiciais no Brasil.
             

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Ataque de piranhas fere ao menos 70 na Argentina

IG São Paulo,
        
      
Enquanto maioria sofreu ferimentos leves, menina teve parte do dedo amputado e bebê ficou com fratura exposta.
   
Mais de 70 pessoas ficaram feridas em um ataque de piranhas em Rosário, na Argentina, segundo notícias publicadas nesta quinta-feira (26) pelos jornais Clarín e La Nación.
    
Piranha-vermelha é comum no rio Paraná e pode ser mais agressiva durante ondas de calor
    
A maior parte das pessoas sofreu com mordidas nos braços e pernas, mas uma menina de 7 anos teve parte de seu dedo amputado por causa do ataque, enquanto um bebê ficou com uma fratura exposta.
   
Ambos foram atendidos em hospitais na cidade. As autoridades montaram uma operação para evitar que outros banhistas desavisados entrassem na água ao longo do dia.
     
O ataque de piranhas-vermelhas (espécie Pygocentrus nattereri) e piranhas da espécie Serrasalmus spilopleura aconteceu ao meio-dia em uma praia no rio Paraná, ao longo de um calçadão em Rosário.
     
Segundo especialistas, as piranhas são bastante comuns no rio Paraná, mas costumam ficar mais agressivas durante períodos de altas temperaturas. A Argentina está enfrentando uma onda de calor. Em Rosário, na hora do ataque, a temperatura registrada era de 38 graus.
    
As piranhas são carnívoras e costumam ser atraídas por sangue ou ferimentos. Algumas chegam a atacar outras da própria espécie. Segundo pescadores, alguns peixes possuem dentes fortes suficientes para romper redes de pesca.
    
BBC e Reuters
    

O abraço final

'O abraço final', imagem que mostra dois dos mais de 1 mil mortos
de desabamento em Bangladesh (25/4). Foto: Taslima Akhter

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Controle Social medidas urgentes

           
Medidas urgentes
          
Medidas Urgentes para moralizar a política e administração pública no Brasil.
        
1. permitir propaganda eleitoral em rádio e TV somente ao vivo, sem produção de agências de publicidade;
          
2. reduzir o período de propaganda eleitoral para, no máximo, 30 dias corridos;
          
3. proibir a divulgação de pesquisas eleitorais; 
           
4. reduzir a quantidade mínima de assinaturas para apresentação de projeto de iniciativa popular;
           
5. implementar PLEBISCITOS e REFERENDOS (Projetos de Lei nº 4.718/2004 e 6.928/2002); 
         
6. realizar CONSULTAS POPULARES para revogar mandatos (PLS nº 269/2005 e 82/2003);
            
7. exigir que os partidos estabeleçam em seus estatutos e regimentos internos princípios mínimos obrigatórios de ampla democracia interna, absoluta transparência e prazo mínimo de 5 (cinco) anos de filiação para concorrer a cargos eletivos, mediante prévia votação interna;
          
8. extinguir o foro privilegiado e a imunidade processual para crime comum;
            
9. estabelecer concurso para ministros dos tribunais e não mais serem indicados pelo Executivo;
           
10. proibir qualquer propaganda dos governos, nos 3 níveis, paga com recursos públicos, e garantir informes de utilidade pública na TV de forma gratuita, obrigatória e prioritária.
            
EDIVAN BATISTA CARVALHO
61-9571-5393 Claro
85-9935-7364 Tim
www.brasilcoletivo.com.br
                      

sábado, 21 de dezembro de 2013

'Fórmula da juventude' reverte envelhecimento em animais

Cientistas de Harvard conseguem processo equivalente a tornar músculo de pessoa de 60 anos em um de 20 anos.
    
BBC Brasil
  
Cientistas dos EUA disseram ter conseguido reverter o processo de envelhecimento em estudos com animais. Eles usaram um produto químico para rejuvenescer músculos em ratos, em um processo que disseram ser equivalente a transformar um músculo de uma pessoa de 60 anos em um de uma de 20 anos. A força do músculo, porém, não foi recuperada.
                   
O estudo, publicado na revista Cell, identificou um mecanismo totalmente novo de envelhecimento e, em seguida, o reverteu. Outros pesquisadores afirmaram que se tratava de uma "descoberta animadora".
   
O envelhecimento é considerado uma via de mão única, mas agora pesquisadores da Escola de Medicina de Harvard demonstraram que alguns aspectos podem ser revertidos.
   
A pesquisa teve como foco uma substância química chamada NAD, cujos níveis caem naturalmente com a idade em todas as células do corpo.
   
Experimentos mostraram que aumentar os níveis de NAD, dando a camundongos uma substância química que eles naturalmente convertem em NAD, poderia reverter os efeitos do tempo.
   
Uma semana depois da aplicação da medicação em ratos de dois anos, seus músculos se tornaram semelhantes aos de um ratinho de seis meses em termos de função mitocondrial, perda de massa muscular, inflamação e resistência à insulina.
   
A doutora Ana Gomes, do Departamento de Genética da Escola Médica de Harvard, disse: "Nós acreditamos que esta é uma descoberta muito importante."
   
Ela argumenta que a força muscular poderia retornar com um tratamento mais longo.
   
'Envelhecimento agradável'
   
No entanto, o método não representa uma "cura" para o envelhecimento. Outros aspectos, como encurtamento dos telômeros (que formam a estrutura das sequências genéticas) ou danos ao DNA não podem ser revertidos.
   
Gomes disse à BBC: "O envelhecimento é multifatorial, não se trata de um componente único a ser corrigido, por isso é difícil de atingir a coisa toda."
   
O grupo de pesquisa pretende começar os testes clínicos em 2015. Gomes afirmou que terapias em humanos são uma perspectiva distante. "Pelo que sabemos até agora não acho que teremos de tomar (a droga) desde os 20 anos de idade até nossa morte."
   
"Parece que nós podemos começar quando já somos mais velhos, mas não muito velhos a ponto de já estarmos danificados. Se começarmos aos 40, provavelmente teremos um envelhecimento muito mais agradável - mas temos de fazer testes clínicos", disse.
   
Para o professor Tim Spector, do Kings College de Londres, a descoberta "é intrigante e emocionante". "No entanto, é um caminho longo e difícil para que experiências com ratos mostrem efeitos de antienvelhecimento em seres humanos sem efeitos colaterais."
   
O doutor Ali Tavassoli, da Universidade de Southampton, argumentou: "É importante notar que não foi observada qualquer alteração no próprio rato com o um todo.
   
"Isso pode acontecer por duas razões. Ou eles precisam ser tratados por mais tempo para que as mudanças que ocorrem nas células afetem todo o organismo ou, alternativamente, as alterações bioquímicas por si só não são suficientes para reverter as mudanças físicas associadas ao envelhecimento."
   
"Mais experimentos são necessários para verificar qual desses casos é o verdadeiro."
   
No entanto, o método não representa uma "cura" para o envelhecimento. Outros aspectos, como encurtamento dos telômeros (que formam a estrutura das sequências genéticas) ou danos ao DNA não podem ser revertidos.
   
Gomes disse à BBC: "O envelhecimento é multifatorial, não se trata de um componente único a ser corrigido, por isso é difícil de atingir a coisa toda."
   
O grupo de pesquisa pretende começar os testes clínicos em 2015. Gomes afirmou que terapias em humanos são uma perspectiva distante. "Pelo que sabemos até agora não acho que teremos de tomar (a droga) desde os 20 anos de idade até nossa morte."
   
"Parece que nós podemos começar quando já somos mais velhos, mas não muito velhos a ponto de já estarmos danificados. Se começarmos aos 40, provavelmente teremos um envelhecimento muito mais agradável - mas temos de fazer testes clínicos", disse.
   
Para o professor Tim Spector, do Kings College de Londres, a descoberta "é intrigante e emocionante". "No entanto, é um caminho longo e difícil para que experiências com ratos mostrem efeitos de antienvelhecimento em seres humanos sem efeitos colaterais."
   
O doutor Ali Tavassoli, da Universidade de Southampton, argumentou: "É importante notar que não foi observada qualquer alteração no próprio rato com o um todo.
   
"Isso pode acontecer por duas razões. Ou eles precisam ser tratados por mais tempo para que as mudanças que ocorrem nas células afetem todo o organismo ou, alternativamente, as alterações bioquímicas por si só não são suficientes para reverter as mudanças físicas associadas ao envelhecimento."
    
"Mais experimentos são necessários para verificar qual desses casos é o verdadeiro."
     

Mau humor pode ser doença; entenda a distimia

Mau humor pode ser doença; entenda a distimia
Problema confundido com mau humor atinge 3% da população mundial

Por: Bolsa de Mulher

A maioria das pessoas tem dias de mau humor, principalmente mulheres na TPM, por exemplo. Contudo, quando ele é muito frequente é preciso investigar se não se trata da distimia.

                       

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, esse distúrbio psicológico atinge 3% da população mundial, o que significa cerca de 180 milhões de pessoas no mundo.
O que é distimia
É um tipo de depressão crônica, no qual o mau humor é constante. “Por acreditar que se trata de um traço de personalidade, quem padece desse distúrbio acaba se acostumando a ser mal humorado e passa a achar normal viver irritado ou aborrecido”, afirma a psicoterapeuta holística e presidente do IPOM (Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente) Myriam Durante.
Sintomas
Os principais sintomas da distimia são: mau humor, desânimo, tristeza, pessimismo, baixa autoestima, falta de energia, dificuldades para dormir e se alimentar de maneira saudável, uso de álcool ou drogas.
“Além do mau humor frequente, a pessoa se sente desmotivado e demonstra sentimentos negativos e impaciência”, afirma a especialista. Ainda de acordo com Myriam, quem tem distimia não consegue ver o lado bom das coisas.
“O doente coloca defeito em tudo, não sabe lidar com imprevistos, se sente injustiçado, leva tudo para o lado pessoal e parece que carrega um grande peso nas costas”, completa.
Tratamento

Para tratar a distimia é necessário também o uso de medicamentos aliado a psicoterapia. “Praticar atividades físicas que liberam endorfina e serotonina também ajudam a melhorar o humor, além de aumentar a autoestima, o que ajuda a combater os pensamentos ruins”, afirma a psicoterapeuta.
   

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Para a Prefeitura de Tucuruí só tem Lei para quem não é amigo do prefeito e de vereador

Não existe justiça e nem democracia se a Lei não for igual para todos. Por diversas vezes já denunciamos que a administração municipal não respeita o princípio da impessoalidade em seus atos.
   
Recebemos a denuncia de um cidadão indignado, que teve sua obra embargada pela Prefeitura, por supostamente a mesma não obedecer ao Plano Diretor do Município, no entanto situações muito mais graves são toleradas pela prefeitura.
   
No caso do cidadão Sr. Francivaldo que mora no Getat, o mesmo está fazendo um muro no alinhamento que já existe (foto), deixando 2 metros de calçada e mesmo assim sua obra foi embargada, sendo que o mesmo está sofrendo ameaças de ter sua obra demolida e até de ser preso.
   
No entanto parente do Vereador Cantão está construindo na calçada no Bairro Jardim Paraíso sem que a Prefeitura o incomode ou o faça cumprir a Lei. O mesmo acontece em toda a cidade, sem contar com os invasores da Praça do Rotary, várias pessoas e mesmo comerciantes amigos da administração municipal constroem em cima de calçadas sem serem incomodados.

Vários "peixes" da Administração Municipal, além de construir em cima da calçada e no meio da rua sem serem incomodados, ainda constroem em cima de igarapés, instalam lava jatos em praças públicas e fazem das calçadas oficinas mecânicas.

Acreditamos que a Lei deve ser cumprida, mas todos tem que cumprir, inclusive os parentes e apadrinhados dos políticos, a justiça que não é igual para todos é injustiça.
   
Acredito que já passou da hora da PMT começar a respeitar a Lei e os princípios da impessoalidade e da moralidade pública, tratando todos os cidadãos de Tucuruí com respeito e igualdade.

Agora se a Prefeitura em vez de mudar a sua forma de agir, e perseguir ainda mais este cidadão, nós mesmos do Folha vamos orientar o Sr. Francivaldo a tomar as medidas cabíveis.
   
ISSO É UMA VERGONHA!!!
   
Vejam as imagens:
   
O Embargo da obra.

Vejam que a construção do Francisco está no alinhamento das outras casas
e que a sua calçada está em melhor estado que as outras.
Obra do parente do Vereador Cantão no Jardim Paraíso em cima da calçada,
a PMT finge que não vê.

Obra de empresário não respeitando o limite da calçada.

Construção em cima da calçada.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Em reunião do SINSMUT servidores decidiram sobre a proposta de indenização da Caixa Econômica

           
Aconteceu hoje pela manhã na sede do SINSMUT uma reunião com a presença do Presidente, vice-presidente, do advogado do Sindicato e dos 14 funcionários que entraram com Ação na Justiça Federal contra a Caixa Econômica e PMT. 
     
Na reunião o advogado do SINSMUT apresentou a proposta de conciliação da CEF no valor de R$ 3.500,00 (Três mil e quinhentos reais) por pessoa no total de R$ 49.000,00 (quarenta e nove mil reais). Dos quatorze servidores 11 aceitaram a proposta e três resolveram dar prosseguimento ao processo. 
     
No caso o advogado pediu uma indenização de R$ 27.000,00 (vinte e sete mil reais) por pessoa, sendo que as ações são individuais. O advogado explicou minuciosamente a questão e os servidores decidiram da forma como lhes pareceu melhor. 
        
Aqueles 11 que estão com pressa de resolver rapidamente a questão, aceitaram a proposta e deverão receber em janeiro sendo que o processo será arquivado, os outros três resolveram prosseguir com a ação e continuar no jogo.
       
Esta é a primeira leva de mais de trinta processos, sendo que os outros devem receber a mesma proposta no desenrolar das ações.
      
Os processos contra a PMT pelo não pagamento das gratificações garantidas por Lei, também estão em andamento. 
     

A Câmara Municipal de Tucuruí está falida

Vereador que não faz parte da panelinha
do prefeito trabalhando na CMT.
De acordo com a Resolução Nº 003/2012 de 02 de julho de 1999, cada vereador da Câmara Municipal de Tucuruí tem direito a 8 (oito) assessores (O gabinete do prefeito tem uns 300 assessores), no entanto o Presidente Florisval disponibiliza quatro vagas, pois alega falta de recursos (A Câmara Municipal não tem dinheiro, tão pobrezinha).
    

Pergunta que não quer calar: Com um grande repasse por parte da Prefeitura e com despesas apenas administrativas e de pessoal (Câmara não faz obras e nem assistência social, pelo menos não por Lei), onde a CMT está gastando todo o dinheiro que recebe da Prefeitura? Ou será que o Prefeito também está atrasando os repasses da CMT?
     
Segundo fomos informados o Vereador Dodô vai entrar com Mandado de Segurança contra a presidência da CMT para garantir o cumprimento da Resolução.
     

Por que sentimos nojo?

por Julia Moióli
ME-141_PeR-48-A

Pergunta do leitor - Augusto Cesar da Silva,
Manaus, AM
Porque o nojo é vantajoso para a sobrevivência, então tornou-se uma herança evolutiva e cultural comum na humanidade. O nojo nos ajuda a ficar longe de coisas que podem nos adoecer, como comidas estragadas, secreções corporais e animais infectos (baratas, ratos etc.). 
Também há um componente cultural forte: a aversão instintiva nos leva ao desejo de aprender o que devemos evitar. Basicamente, o nojo te ajuda asobreviver para procriar e passar a sabedoria e os genes adiante. A parte do cérebro responsável pelo nojo, a ínsula, também está ligada a emoções. Por isso sentimos nojo de coisas abstratas, como de crueldade e da política brasileira.
Fonte abr.io/fontesnojo

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Caixa Econômica propõe acordo com Servidores Municipais

A Caixa Econômica Federal propôs acordo com 14 servidores municipais que entraram com processo na justiça contra a CEF por danos morais, por ter seus nomes incluídos indevidamente no cadastro do SERASA, o que causou prejuízos e uma série de situações constrangedoras para os funcionários municipais.

     
Vamos explicar: A Caixa Econômica Federal fez um convênio com a Prefeitura de Tucuruí, para conceder empréstimos consignados aos servidores municipais. Por este convênio a PMT se comprometeu a descontar os valores das parcelas mensais dos empréstimos dos servidores em folha de pagamento e repassar estes valores à Caixa Econômica Federal. Acontece que o Prefeito descontava do servidor e não repassava os valores para a Caixa Econômica (como faz com a ASERT). A Direção da CEF em vez de cobrar da Prefeitura, preferia penalizar os funcionários municipais, incluindo indevida e ilegalmente os nomes dos servidores no cadastro do SERASA.
   
Enquanto o Sindicato dos Servidores Municipais era omisso e patronal, a coisa correu frouxa, os servidores eram penalizados e cobrados por uma divida que já haviam pagado. Mas quando o SINSMUT deixou de ser um sindicato patronal (que em vez de defender os interesses dos servidores defendia o Prefeito e as portarias da direção), a coisa começou a mudar.
   
O SINSMUT com uma nova diretoria agora comprometida com a defesa dos interesses dos servidores e com uma assessoria jurídica competente virou o jogo, e uma das ações da direção do SINSMUT, foi acionar a justiça contra a Caixa Econômica pedindo indenizações para os servidores que tiveram seus nomes indevidamente incluídos no SERASA.
   
Das mais de trinta ações, a Caixa está propondo acordo inicialmente com 14 servidores (as primeiras ações que foram ajuizadas), e destes, 11 já aceitaram a proposta até agora e devem receber suas indenizações em dez dias úteis após a assinatura do acordo. Não vamos divulgar o valor das indenizações por ser esta uma informação pessoal do servidor.
   
Uma das consequências destas ações é que a direção da CEF já enviou uma circular para todas as suas agências, proibindo que nestes casos os servidores públicos sejam notificados e incluídos no SERASA, caso os órgãos públicos não façam o repasse dos descontos do empréstimo consignado ao banco.
   

Clinica Tucuruí suspende atendimento pela ASERT por falta de pagamento

A Clínica Tucuruí e o laboratório suspenderam o atendimento do convênio com a ASERT por falta de pagamento. A direção da Clínica Tucuruí está certa, o hospital prestou o serviço e quer receber pois tem despesas com médicos e materiais, além dos serviços prestados pelo próprio Dr. Mafra.
   
Queremos saber agora qual é a desculpa, pois na gestão anterior disseram que o Prefeito não fazia o repasse por se tratar de adversários políticos que não dialogavam com a administração municipal, no entanto os atrasos continuam como antes, mesmo sendo a nova direção da ASERT aliados políticos do prefeito, que praticamente os elegeu.
   
E agora? O prefeito agora está tranquilo, pois pode atrasar os repasses o quanto quiser que a direção da ASERT não vai fazer nada. Por outro lado os diretores da ASERT já foram eleitos e estão com os burros na sombra, inclusive recebendo uma gorda gratificação, enquanto isso os servidores pagam o pato e a conta, mas não recebem os serviços a que tem direito.
   
O negócio é o seguinte: Quem precisar dos serviços da ASERT e esta se recusar a prestar este serviço que é direito do associado, faça um esforço e tentem pagar do próprio bolso, que o Sindicato se preciso for vai acionar a ASERT e a PMT judicialmente para que o servidor seja ressarcido e reembolsado, pois o desconto no pagamento do servidor está sendo feito e se o prefeito não repassa o dinheiro o problema é da PMT e da ASERT, o servidor não pode ser prejudicado, pois neste caso o servidor é a vítima.
     

Pará tem segundo pior acesso à Justiça no Brasil

Pará tem segundo pior acesso à Justiça no Brasil

Listagem tem Maranhão em primeiro lugar; Amazonas fica em terceiro

O Pará tem o segundo pior acesso à Justiça no país. O Estado ficou atrás do Maranhão. O terceiro pior acesso à justiça ficou com o Estado do Amazonas. Os dados constam no mapeamento feito pelo Atlas do Acesso à Justiça, uma publicação do Instituto Nacional de Acesso à Justiça, a ser lançado pelo governo federal nesta segunda-feira (16).
Estados da região Nordeste como Ceará, Alagoas, Bahia, Pernambuco, Sergipe, Piauí e Rio Grande do Norte completam as dez piores posições do ranking.
A população do Distrito Federal tem o melhor acesso, seguido do Rio de Janeiro e São Paulo. O indicador considera elementos do sistema de justiça como unidades de atendimento, as chamadas portas de acesso, e número de operadores do Direito. Quando são considerados esses indicadores o Maranhão tem 0,06; seguido do Pará com 0,07 e Amazonas com 0,08. 
O Atlas do Acesso à Justiça está disponível para consulta na Internet no www.acessoajustica.gov.br. O portal agrega informações sobre direitos do cidadão e sistema de funcionamento da justiça. Além do atlas, o site fornece um mapa com mais de 70 mil endereços e telefones dos órgaos que atuam na justiça em todo o país.
A consulta pode ser feita por cidade e tipo de órgão que se quer acessar (Defensoria Pública, Ministério Público, Justiça Federal, Justiça Estadual, Procon etc) e foi construída com base nas informações repassadas pelos próprios órgãos, com atualização automática de dados.
ORM News tenta contato com a assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça do Pará para posicionamento oficial do órgão.
----------------------------------------------------
Nota do Folha: Já era de se esperar, quando se trata de pontos negativos o Pará sempre é o primeiro ou está entre os primeiros. 
         
O Pará só está bem no mundo da fantasia das propagandas do Governo, que gasta milhões em propaganda enganosa. Pior, somos nós que pagamos (caro) para sermos enganados e tratados como idiotas.
       
Mas esta turma tem razão de acreditar que somos imbecis, afinal somos nós que elegemos nossos governantes e representantes, não é mesmo?