Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Diga não a notícias falsas

O Folha na campanha contra notícias falsas e boatos na Internet. Consulte os sites http://www.e-farsas.com/ e http://www.boatos.org/. Leia a matéria do link http://www.redebrasilatual.com.br/revistas/127/divulgacao-de-noticias-falsas-nas-redes-sociais-pode-ter-consequencias-graves.

Lembre: Divulgar notícia falsa sobre as pessoas é crime.


sábado, 31 de janeiro de 2015

Prefeito manda fazer "triagem" politica para a volta dos contratados

           
Fomos informados que está sendo feita uma "triagem" politica na Prefeitura, funcionários da PMT estão chamando os contratados "demitidos" e perguntam qual o vereador que os indicou, se este vereador ainda tem cota de contratações ele é comunicado da recontratação e lembrado das condições para que o apadrinhado permaneça na PMT, subserviência total do vereador às ordens e a vontade do prefeito.
      
O vereador também pode recusar o apadrinhamento de determinado contratado, depende da importância que o contratado tem para o vereador, se ele não for considerado útil para o vereador o contratado continua demitido e recebe uma desculpa qualquer. As desculpas mais usadas são: Temos que chamar os concursados, e a prefeitura está sem dinheiro. 
    
Os contratados que tem padrinho são recontratados normalmente, muitos contratados apadrinhados por vereadores mais chegados ao prefeito nem chegaram a ser demitidos de fato e receberam normalmente seus salários de janeiro.
        

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Denúncia - Prefeitura de Tucuruí paga aluguel da usina de asfalto que é da própria prefeitura

Imagem do Jornal de Tucuruí
O Jornal de Tucuruí denunciou esquema de pagamento de aluguel a uma empresa particular pelo uso da Usina de Asfalto da própria Prefeitura de Tucuruí e para que a empresa venda asfalto para cidades vizinhas, inclusive para Novo repartimento cuja prefeita é sogra do Prefeito Sancler (PPS). Para ver a matéria e o vídeo, Clique Aqui.
 

Mais uma do Prefeito da CIDADE SEM LEI!!!
    
E agora, denunciar para quem??? Alguém sabe o endereço ou o telefone do Bispo?
   

Direção da ASERT pode ter fraudado prestação de contas na Assembléia Geral

Direção da ASERT, suspeita de fraude na prestação de contas
Relatório financeiro da ASERT apresentado para a Assembleia Geral da entidade aponta para fraude nos números apresentados para a Assembléia Geral.
   
Segundo o Presidente da ASERT, Souza e pelo Diretor Financeiro da entidade e o Leonel, a ASERT deve R$ 1.807.000,00 (Um milhão e oitocentos mil), no entanto os credores da ASERT apresentam uma dívida de R$ 2.066.380,65 (Mais de dois milhões). Ora, ou a ACIT ou a ASERT estão mentindo, nós acreditamos que se houver armação é da ASERT, pois a ACIT não tem interesse no calote a seus segurados, o interesse de manipulação e fraude na prestação de contas da dívida da ASERT, se houver, é da direção da Associação e do prefeito Sancler. 
       
Caso a direção da ASERT esteja realmente fraudando a prestação de contas e a contabilidade da Associação, quem garante mesmo que a PMT não repassou, total ou parcialmente, os descontos dos servidores que segundo a ACIT é de R$ 2.200.000,00 Dois milhões e duzentos mil, e não R$ 1.800.000,00 um milhão e oitocentos mil, e quem garante que estes recursos não foram desviados para outras finalidades, levando em conta que 2014 foi um ano eleitoral de especial interesse do prefeito Sancler Ferreira (PPS)?
         
O SINSMUT, a Comissão dos Filiados da ASERT e a ACIT, estão provocando o Ministério Público Estadual para esclarecer quanto a Prefeitura deve pra a ASERT, quanto a ASERT deve para os seus credores e quando Prefeitura e a ASERT pretendem quitar suas dívidas.
           
Vejam a relação de dívidas da ASERT.
            

Humor... Onde foi que eu errei?


quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Descaso da direção da ASERT e da PMT, leva a questão da apropriação indébita dos descontos dos servidores municipais ao Ministério Público

Reunião da Comissão da ASERT com a ACIT
Na administração da ex-presidente da ASERT Telma, a desculpa para o calote do Prefeito Sancler (PPS) era de que a mesma fazia política partidária e oposição ao prefeito na Associação. Isso só porque ela cobrava a dívida do prefeito Sancler em vez de puxar saco. Por se recusar a lamber as botas do prefeito, a Telma sofreu toda sorte de perseguições e deixou uma divida (segundo a atual direção) de R$ 600.000,00 (Seiscentos mil).
     
A atual direção conseguiu convencer os servidores de que elegendo uma diretoria "do lado do prefeito" tudo mudaria inclusive os repasses dos descontos dos servidores pela Prefeitura seria regularizado e posto em dia...
     
PURA MENTIRA E ENGANAÇÃO!!!
      
Com a nova diretoria da ASERT "do lado do prefeito" a divida da ASERT passou de R$ 600.000,00 Seiscentos mil, para R$ 2.066.380,65 (Mais de dois milhões), quer dizer, colocar pessoas "do lado do prefeito" na ASERT foi a pior coisa que os servidores municipais poderiam ter feito.
     
BAJULAÇÃO E DESCASO
            
A Direção da ASERT em vez de defender os interesses da Associação, defende os interesses do prefeito o que está prejudicando os associados da ASERT e colocando em risco a própria instituição.
      
Ficou decidido na última Assembleia da ASERT que a direção da associação, a comissão (formada pela Assembleia) e o representante dos credores da ASERT (ACIT), se reuniriam hoje para discutir a situação da dívida da entidade, inclusive a PMT na pessoa da Secretária de Finanças foi convidada.
            
No entanto nem o Presidente da ASERT Souza e nem o Diretor Financeiro da ASERT o Leonel compareceram, a representante da PMT também não compareceu, certamente eles combinaram para sabotar a reunião. A Secretária de Finanças da PMT fazer este tipo de jogada, mesmo que imoral até dá para entender, se ela não defender os interesses do prefeito ela vai pra rua, mas esta mesma atitude por parte do Souza e do Leonel é de uma imoralidade, uma indecência e um desrespeito pelos servidores municipais nunca antes visto, nem mesmo pela antiga direção pelega e subalterna do SINSMUT e nem pela subalterna Câmara Municipal.
        
Dizem que dos R$ 2.200.000,00 Dois milhões e duzentos mil que deve à ASERT, a Prefeitura só repassou R$ 80.000,00 (Oitenta mil) e que o Souza e o Leonel estariam negociando pelas costas dos servidores o parcelamento da dívida da ASERT com o Prefeito, da mesma forma que os vereadores aprovaram o parcelamento do IPASET.
           
Agora pensem: Se o Prefeito (que é um mal pagador contumaz) não faz o repasse dos descontos normais, como é que vai fazer os repasses e ainda as parcelas? Isso não passa de mais um golpe do Prefeito, desta vez com a cumplicidade da direção da ASERT. Os descontos para a ASERT é salário do servidor, não tem um centavo de dinheiro público, mas quem vai acabar pagando a conta da apropriação do salário do servidor pelo prefeito, é toda a população de Tucuruí. O pior é que o Prefeito tem a cumplicidade da direção da ASERT, que deveria defender os interesses dos associados e não do prefeito.
           
Agora o SINSMUT, a Comissão criada para discutir a dívida da ASERT e a ACIT solicitaram uma audiência com o Ministério Público Estadual para que o MP intervenha e resolva a questão da apropriação do salário dos servidores por parte do Prefeito Sancler. Estes descontos são para garantir a alimentação e a saúde dos servidores municipais, sendo assim, esta situação requer a atuação da Justiça e do MPE.
           
A dívida da ASERT hoje é de R$ 2.066.380,65 (dois milhões). A ACIT está representando a dívida no valor de R$ 1.476.380,65. O dono do Supermercado Carajás disse que vai negociar diretamente com o Prefeito. O dono do Supermercado Carajás não pode contrariar o prefeito, pois como é de conhecimento geral ele tem um problema devido à invasão de uma Área de proteção ambiental, pois ele construiu em cima do Igarapé Santana, o que é crime ambiental (Clique Aqui). Então para ele não é negócio contrariar o prefeito por uma dívida de "apenas" R$ 590.000,00 já que o terreno invadido vale muito mais que isso.
           
Ata da reunião da ACIT e da Comissão da ASERT.

     
       
Relação de dividas da ASERT
       
   
Ofício da Comissão e da ACIT solicitando uma reunião com o Ministério Público.
         
         

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Drops - Sociedade Organizada reage - TCM cobra licitações da PMT

           
Viva Tucuruí
  
O movimento Viva Tucuruí (composto por sindicatos, associações e pessoas físicas de Tucuruí), esteve reunido hoje com o Procurador do Ministério Público Federal, para discutir assuntos de interesse público e de interesse dos Servidores Públicos Municipais de Tucuruí. 
   
A pauta o que foi tratado nesta reunião não foi informado à Redação do Folha de Tucuruí. Nova reunião foi marcada pelos representantes da sociedade organizada e o procurador do MPF. 
   
Estamos aguardando o desenrolar dos fatos e logo que tenhamos alguma informação relevante e de interesse público, o Folha de Tucuruí levará ao conhecimento da população de Tucuruí.
---------------------------------------------------------------
    
TCM
   
O Tribunal de Contas dos Municípios do Pará citou o Prefeito Sancler Ferreira (PPS) para que em 30 dias a partir do dia 20/01/2015, encaminhe os processos licitatórios das empresas CONSTRUPAR e CTT.
    
O folha já havia denunciado estas empresas em matérias anteriores. Para ver a matéria da CONSTRUPAR Clique Aqui e para ver a matéria da CTT, Clique Aqui.
         
         

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Utilidade Pública - Nota da promotora de Justiça de Educação, Maria da Graça Cunha.

Nota da promotora de Justiça de Educação, Maria da Graça Cunha.
     
A Lei nº 12.711, conhecida como Lei de Cotas, foi sancionada para ser aplicada no âmbito das Instituições de Ensino Superior (IES) públicas federais.
         
Ela estabelece critérios por meio da Portaria Normativa nº 18, de 11/10/2012.
         
No entanto, as universidades públicas estaduais adotaram políticas de ações afirmativas que regem o sistema de distribuição de vagas nos vestibulares.

A adoção do sistema de cotas sociais, no caso da Universidade do Estado do Pará (Uepa), considerou dois critérios: os estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas ou como bolsistas na rede privada de ensino.
        
Os critérios adotados pela Uepa foram definidos por meio do Edital nº 039/2014/Uepa/Prosel. Critérios esses aprovados pelo Conselho Universitário da Uepa (Resolução nº 2.719/2014, de 18/6/2014) e ratificados por seus órgãos superiores: Pró-Reitoria de Graduação e Reitoria.
         
Com base nos princípios constitucionais que estabelecem a autonomia das universidades e da Lei de Diretrizes Básicas (LDB), a Uepa estabeleceu esses critérios que podem ser aperfeiçoados no futuro.
     
Para este vestibular, o que deve prevalecer é o Edital nº 039/2014. Portanto, do ponto de vista legal, todos os que se inscreveram e comprovaram a condição de bolsistas na rede privada de ensino, estão aptos a assumirem as vagas.
      
Atenciosamente,
        
Assessoria de Imprensa do MPE/PA
(91) 4006-3586
(91) 4006-3487
(91) 98871-2123

sábado, 24 de janeiro de 2015

Lentidão no andamento do processo do IPASET beneficia o Prefeito Sancler Ferreira (PPS) e pode causar prejuízos incalculáveis à Previdência


Prefeitura de Tucuruí e Ministério Público Estadual.
Os servidores municipais nos enviam inúmeros emails e nos solicitam pessoalmente informações sobre o Processo na Justiça que trata da Previdência Municipal (IPASET). A preocupação dos servidores se justifica, diante dos indícios de graves irregularidades na criação e na gestão do IPASET, irregularidade estas que podem comprometer o futuro da Previdência Municipal e das aposentadorias dos servidores, assim como comprometem o erário público e as futuras administrações da Prefeitura de Tucuruí. Diante destes questionamentos, estamos informando aos servidores do município e a toda a população, a situação atual da Ação Civil Pública movida pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Tucuruí (SINSMUT) contra a Prefeitura de Tucuruí.

            
O Processo Nº 0006351-82.2013.8.14.0061 Ação Civil Pública que tramita no Fórum de Tucuruí já tem um ano e dois meses que foi dado entrada, e neste momento está desde o dia 03/12/2014 esperando posicionamento do Ministério Público Estadual, que pediu vista de Processo. 
                   
Esta já é a segunda vez que o processo foi enviado ao MPE, da primeira vez o processo foi enviado ao MPE no dia 18/11/2014, o MP devolveu o processo no dia 24/11/2014, retornando o processo novamente ao MP no dia 03/12/2014 e está aguardando posicionamento do MP até hoje 24/01/2015.
      
O SINDICATO dos servidores municipais entrou com esta Ação Civil Pública, questionando uma série de graves irregularidades na criação da Previdência Municipal (IPASET). Vale lembrar que com menos de dois anos da criação da Previdência Municipal, a Prefeitura de Tucuruí se apropriou ilegalmente dos recursos da Previdência Municipal contraindo uma dívida calculada hoje em mais de R$ 18.000.000,00 (Dezoito Milhões de Reais). 
         
Logo no início da gestão do IPASET a direção do órgão contratou uma empresa de assessoria cujos donos foram presos pela Polícia Federal por fraude em Previdências Municipais em centenas de prefeituras em cinco Estados da Federação (Clique Aqui). Como se não bastasse o atual Diretor Financeiro do IPASET responde a processo na Justiça Federal por Improbidade Administrativa devido a várias irregularidades cometidas na Prefeitura de Barra do Corda - MA (Clique Aqui).
       
Diante de inúmeros e fortes indícios de graves irregularidades na criação e na gestão da Previdência Municipal em Tucuruí (IPASET), e diante da possibilidade real de prejuízos incalculáveis ao erário e ao patrimônio público é preciso que a Justiça e o Ministério Público deem prioridade aos processos de interesse público, visando impedir que a Previdência seja lesada, como é este o caso, antes que os prejuízos ao erário público se tornem insanáveis e prejudiquem a Prefeitura e as futuras administrações municipais. 
           
Em nome do interesse da população de Tucuruí e do erário público, pedimos encarecidamente ao Poder Judiciário que dê prioridade e celeridade a este processo, processo este que envolve o interesse do povo de Tucuruí e que afeta a Previdência Municipal (IPASET) e a Previdência Social (INSS).

               

         


           

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Assembléia da ASERT discute o calote da Prefeitura de Tucuruí

Souza Presidente da ASERT presta contas das finanças da Associação.
A Direção da ASERT na Assembleia Geral de hoje prestou conta da situação da Associação diante da apropriação ilegal dos descontos dos servidores públicos municipais por parte da Prefeitura de Tucuruí. 
      

De acordo com a ASERT a dívida da Associação no comércio, clinicas, hospitais e laboratórios hoje é de R$ 1.807.848,13 (Um milhão oitocentos e sete mil, oitocentos e quarenta e oito reais e treze centavos), e a dívida da prefeitura de Tucuruí para com a ASERT é de R$ 2.268.264,32 (Dois milhões duzentos e sessenta e oito mil, trezentos e sessenta e quatro Reais e 32 centavos). 
   
Vamos somar a dívida que a Prefeitura de Tucuruí tem direta e indiretamente para com os servidores municipais. 
   
ASERT: R$ 2.268.264,32 
Caixa Econômica (consignado). R$ 2.500.000,00 
IPASET: R$ 18.000.000,00 
   
Total da dívida da prefeitura com os funcionários HOJE: R$ 22.768.264,32 quase vinte e três milhões
    
Sabe quem vai pagar esta dívida? Você cidadão de Tucuruí. SE você pensa que este é um problema somente dos funcionários da prefeitura está redondamente enganado, a dívida é da Prefeitura, portanto de toda a população do município. 
    
Decisões: Foi formada uma comissão com representantes da ASERT, SINSMUT, SINTEP e associados escolhidos na Assembleia Geral. Foi decidido ainda que caso não haja solução, será pedido que a Prefeitura não faça mais descontos em folha de pagamento para associação, sendo que os associados poderão pagar diretamente à associação através de carnês. 
   
Quem precisa de quem? 
   
Muitas vezes é colocado para os funcionários da Prefeitura que a ASERT precisa mais do Prefeito que o Prefeito da ASERT, isso não é verdade, a ASERT ganha porque é mais fácil receber a contribuição dos associados com descontos em Folha, mas ganha o Prefeito que não conseguiria pagar os salários em dia se tivesse que pagar o salário integral do funcionalismo. Hoje o Prefeito paga apenas o valor líquido do salário (Uns 30%) em dia, já os valores descontados (60 a 70%) ele paga quando quer e quando pode, portanto com os descontos a Prefeitura tem um prazo maior para pagar os salários. 
    
Portanto o Prefeito precisa da ASERT, tanto quanto a ASERT precisa da Prefeitura, e tem mais, a ASERT hoje tem mais de dez mil segurados e dependentes, não fosse a ASERT estas dez mil pessoas estariam sobrecarregando a saúde pública, os Postos de Saúde, a UPA e Hospital Regional, portanto a ASERT beneficia indiretamente toda a população de Tucuruí, que sem ela mais dez mil pessoas estariam no SUS. 
   
Ao dar o calote na ASERT, o prefeito Sancler não está prejudicando somente os servidores da Prefeitura, mas TODA a população do município. 
   
A ASERT durante a gestão do ex-presidente Israel (já falecido) moveu uma ação contra a Prefeitura (Processo 0001388-24.2009.8.14.0061 – 1ª vara cível de Tucuruí), tendo a Prefeitura perdido em primeira instância. A dívida que na época era de R$ 231.437,49, hoje com as correções ultrapassa meio milhão de reais. Mais uma dívida que o povo de Tucuruí terá que pagar. 
   
IPASET 
   
O SINSMUT também moveu uma Ação Civil Pública contra a Prefeitura (Processo 0006351-82.2013.8.14.0061 - 1ª vara cível de Tucuruí), questionando as irregularidades na criação da Previdência Municipal. Na segunda faremos uma matéria somente sobre este processo.

     

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Assembléia Geral do SINSMUT discutiu Data-base, IPASET e ASERT

Em Assembléia Geral do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Tucuruí (SINSMUT), foram discutidos temas de interesse da categoria como a situação do IPASET, da ASERT e a Data-base da categoria.
         
No caso do IPASET foi discutido a dívida da prefeitura para com a Previdência Municipal que segundo o SINSMUT ultrapassa os R$ 18.000.000,00 (Dezoito milhões de reais). 
                  
Já a dívida da ASERT (Causada pela apropriação pelo prefeito dos descontos dos funcionários da Prefeitura), para com o comércio e clínicas conveniadas ultrapassa R$ 1.350.000,00 (Um milhão, trezentos e cinquenta mil reais).
        
Foi discutido e aprovado ainda o valor do aumento para o funcionalismo que será reivindicada na data-base da categoria que é em março.
    
Imagens da Assembléia Geral do SINSMUT:
      
          
       
            


Empresa com sede fantasma recebeu 15 milhões da Prefeitura de Tucuruí em 2013/2014

Esta é a R. Presidente Costa e Silva no Bairro Nova Tucuruí
O número da sede e a Marquise não existe nesta rua.
          
A CTT - Construção, Transporte e Terraplanagem LTDA - ME (MARQUISE), segundo o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), recebeu da Prefeitura de Tucuruí entre o dia 08/01/2014 a 02/07/2014 (ainda não temos os valores de agosto a dezembro de 2014), a bagatela de R$ 4.692.524,86 (Quatro milhões, seiscentos e noventa e dois mil, quinhentos e vinte e cinco reais e oitenta e seis centavos). Este valor foi pago de janeiro a julho de 2014, não sabemos os valores pagos de agosto a dezembro, lembrando que 2014 foi um ano de eleições, portanto o valor total pago à Marquise deve ser pelo menos o dobro.
           
Com um detalhe, os pagamentos foram feitos quase que diariamente, e às vezes foram vários pagamentos em um só dia (vejam a cópia do documento). Isso geralmente é feito para não levantar suspeitas e não chamar atenção para pagamentos com valores muito altos.
      
Já em 2013, a Marquise recebeu a bagatela de R$ 10.329.614,15 (Dez milhões, trezentos e vinte e nove mil, seiscentos e quatorze reais e quinze centavos).
       
Temos também informações de que a maioria dos funcionários da empresa trabalham sem carteira de trabalho assinada, alguns a mais de cinco anos. Outra coisa estranha é que os pagamentos destes funcionários eram feitos diretamente pelo Diretor do Departamento de Patrimônio e pela Secretária de Finanças da Prefeitura de Tucuruí (Para ver a matéria Clique Aqui). Mais estranho ainda é que a maioria destes funcionários foram contratados pela Prefeitura para lesar as Leis trabalhistas em favor da Marquise. Onde estão o Ministério Público do Trabalho e a fiscalização do Ministério do Trabalho???
      
E as "estranhezas" não param por aí, o endereço que consta no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica da Receita Federal (CNPJ), simplesmente não existe. O endereço da empresa CONSTRUPAR é de uma peixaria, mas pelo menos existe o local, já o endereço da MARQUISE não existe. Agora chupem esta manga, é mole ou quer mais?
   
As irregularidades na Prefeitura de Tucuruí acontecem de uma forma escancarada e escrachada, debaixo do nariz da sociedade, da Câmara Municipal e da justiça. O Prefeito Sancler Ferreira (PPS), e os demais "responsáveis" pelas ilegalidades, agem tranquilamente e cometem toda sorte de absurdos sem o mínimo constrangimento ou temor de serem punidos, pois sabem e tem absoluta certeza e convicção de que a punição jamais virá (como diz o povo de Tucuruí e os aliados do prefeito: Não adianta denunciar, que não dá em nada), pois gozam da total impunidade que a influencia política (perversa) do Governo do Estado pode lhes proporcionar.
   
Vejam a cópia dos documentos:
     
Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica
     
Pagamentos para a Marquise 2014. Pagamentos diários.
     
Pagamentos para a Marquise 2014. Pagamentos diários.
       
Pagamentos para a Marquise 2014. Pagamentos diários.
Total: R$ 4.692.524,86.
       
Pagamento da Marquise em 2013
Total: R$ 10.329.614,15
         
É assim que a Prefeitura de Tucuruí administra o dinheiro público na Terra Sem Lei.
         

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Uma plantinha muito comum em Tucuruí e região é indicada para tratar inúmeras doenças

Damiana - Uma plantinha muito comum e que é considerada como mato e nasce espontaneamente na beira das estradas, nas calçadas e terrenos baldios em Tucuruí e região, tem uma grande importância na medicina natural para a cura inúmeras doenças.
         
Preserve e respeite a natureza, ao destruir uma simples plantinha comum, você pode estar destruindo um remédio que pode lhe restituir a saúde, e lhe proporcionar uma melhor qualidade de vida.
                 
Damiana - Turnera ulmifolia L
        
Turnera ulmifolia L. - DAMIANA
    
Nome científico: Turnera ulmifolia L. 
        
Família: Turneraceae. 
        
Sinônimos botânicos: Turnera alba Liebm., Turnera angustifolia Mill., Turnera caerulea DC., Turnera mollis Kunth, Turnera peruviana Willd. ex Roem. & Schult., Turnera trioniflora Sims, Turnera ulmifolia var. angustifolia (Mill.) Willd., Turnera ulmifolia var. velutina (C. Presl) Urb., Turnera velutina C. Presl. 
           
Outros nomes populares: chanana (ceará), turnera-de-folha-olmo, albina, erva-damiana. 
          
Constituintes químicos: ácido tânico, cafeína, damianina, óleo essencial, pepsina, princípios amargos, resina, tanino. 
           
Propriedades medicinais: adstringente, albuminúrica, antidispepsia, balsâmica, emenagoga, emoliente, estimulante dos órgãos sexuais, estomáquico, expectorante, purgativa, tônica, tônico geral, tônico nervoso. 
    
Indicações: albuminúria, bronquite, diabete, digestão, disenteria, dismenorréia (dor menstrual), dispepsia, dor de dente, dor em geral, dor nas costas, febre, gripe, hemorragia, incontinência urinária, leucorréia, lumbago (dor na região lombar), má digestão, metrorragia (sangramento do útero), puerpério (período pós-parto), reumatismo, tônico, tórax, vertigem, vesícula. 
            
Parte utilizada: folha; raiz. 
            
Contra-indicações/cuidados: não encontradas na literatura consultada. 
       
Modo de usar: 
           
- infusão das folhas: emoliente, adstringente, diabete, albuminúria, tônico geral, má digestão, dispepsia, leucorréia. 
- decocção das raízes: expectorante, incontinência urinária.
            

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Empresa denunciada pelo vereador Deley recebeu quase 14 milhões da Prefeitura em 2013/2014

O Vereador Deley em uma série de denúncias citou uma empresa que supostamente seria do Servidor Municipal conhecido como Tinho, mas a empresa não estaria em seu nome, inclusive disse o Vereador em sua fala na CMT, que teria sido ameaçado pelo mesmo devido às denuncias que estava fazendo.
  
O Folha de Tucuruí investigou a denuncia e verificou que a sede da Empresa Construções Civis do Pará LTDA-ME (CONSTRUPAR) no cadastro do CNPJ consta como localizada na Rua Presidente Médici nº 49 no Bairro Santa Isabel, no entanto constatamos que no referido local existe apenas uma peixaria de parentes do Tinho. 
   
É muito estranho uma empresa que presta serviços para a Prefeitura de Tucuruí no valor de quase 14 milhões (isso até julho de 2014, de lá para cá deve ter recebido bem mais), não possua nem mesmo um escritório decente, e tenha como endereço da empresa uma peixaria de propriedade de parentes de um servidor municipal que é concursado como Fiscal de Tributos e atualmente exerce o cargo de Diretor de Tributos da PMT.
   
Segundo documentos a que tivemos acesso, a CONSTRUPAR recebeu da Prefeitura de Tucuruí em 2013, R$ 10.055.216,39 (Dez milhões, cinquenta e cinco mil, 216 reais e trinta e nove centavos). Recebeu ainda em 2014, a quantia de R$ 3.875.538,05 (Três milhões, oitocentos e setenta e cinco mil, quinhentos e trinta e oito reais e cinco centavos) até o mês de julho, não sabemos quanto recebeu de agosto a dezembro de 2014, lembrando que 2014 foi um ano eleitoral.
   
A CONSTRUPAR deve ter sua sede em uma peixaria para dar sorte, e parece que teve êxito, pois ao que parece o Prefeito Sancler (PPS) deve gostar muito de peixe...
       
Este é o escritório e a sede da CONSTRUPAR
Este é cadastro do CNPJ da CONSTRUPAR
Esta é a cópia da ata da fala do vereador
Deley na Câmara Municipal, em que ele cita a empresa.
Se quiserem podem ouvir a fala do vereador, Clique Aqui.


Esta é a cópia dos empenhos da CONSTRUPAR em 2013.
Curiosidade, notem quanto recebeu o Conselho de Pastores.


Cópia dos empenhos de 2014
     
É assim que se administra dinheiro público na Terra Sem Lei!!!
     
ISSO É UMA VERGONHA!!!
        

domingo, 18 de janeiro de 2015

Não é o Alcorão que determina a pena de morte aos blasfemos..

Não é o Alcorão, mas a Bíblia, o livro sagrado dos cristãos que recomenda a pena de morte aos blasfemos. Está no Levítico (24:16)
       
"16 quem blasfemar o nome do Senhor terá que ser executado. A comunidade toda o apedrejará. Seja estrangeiro seja natural da terra, se blasfemar o Nome, terá que ser morto".
      

O universo recompensa os audazes

            
O universo recompensa os audazes.
    
Por vezes, a opção que nos vai no coração vai contra aquilo em que os outros acreditam. Mesmo que sejam pessoas que nos amam e querem o melhor para nós.
    
Por vezes temos que ser corajosos e dar um salto de fé. Sozinhos. Sem rede. Sem garantias de nada.
   
Não porque temos a certeza que vai tudo correr bem – porque essa garantia ninguém nos pode dar. Não porque está “certo” ou “errado”. Mas porque foi assim que escolhemos viver a nossa vida.
   
Eu acredito firmemente que o Universo recompensa os audazes. Talvez não num dia. Talvez não numa semana. Eventualmente.
   
O que conta não é como a história começa, mas sim como acaba.
    

Como envelhecemos...

    
O principal motor do envelhecimento humano fica dentro de nossas células. Lá, as mitocôndrias fazem a respiração celular para produzir energia, mas acabam gerando como resíduo radicais livres, moléculas com um elétron a menos e que reagem facilmente, danificando a própria célula. 
        
Com o tempo os danos se acumulam, fazendo o corpo envelhecer. Além disso, a divisão celular desordenada também ajuda a envelhecer. Ao longo da vida, algumas células se multiplicam constantemente. 
          
A cada divisão, fragmentos de DNA são perdidos, causando pequenos erros genéticos que são passados para as células-filhas. Isso acontece até que a célula não consegue mais se dividir ou é destruída pelo próprio organismo por conter muitos erros. Aí, game over.
        
Como cada parte do corpo mostra que o prazo de validade está chegando ao fim
    
Algumas células do aparelho auditivo não se renovam e vão ficando cada vez mais danificadas, tornando difícil ouvir sons agudos. Além disso, os cílios que levam o som para dentro do ouvido caem, e os ossículos internos (martelo, bigorna, estribo e cóclea) que têm a mesma função ficam mais duros. Resultado: a gente tem que falar mais alto para a vovó ouvir
       
OSSO MOLE DE ROER
    
O tecido ósseo é formado principalmente pelos osteoblastos, células que produzem osso, e osteoclastos, que absorvem. Depois dos 45 anos de idade, os osteoclastos dominam, e passamos a perder 5% de massa óssea a cada dez anos, ficando com o esqueleto mais frágil. Quem tem osteoporose, pior ainda: perde até 25% por década
      
FORÇA NA PERUCA
     
Cabelo e pele envelhecem lado a lado. Células da raiz dos fios de cabelo param de produzir melanina, deixando a cabeleira branca - já a calvície não tem a ver com a idade; é genética. A flacidez e afinamento da pele vêm da queda na produção de colágeno. O afinamento acaba causando as rugas, mais acentuadas no rosto por causa dos músculos da face
      
VISUAL EMBAÇADO
          
Você certamente já ouviu seu avô reclamando de vista cansada. Ela é causada por problemas no cristalino, parte do olho que vai ficando rígida e opaca, dificultando a focalização de objetos. A opacidade gera ainda catarata. Aos 60 anos, as pupilas, que aumentam e diminuem com a diferença de luz, têm um terço do tamanho que tinham aos 20 anos, por isso fica mais difícil se adaptar ao lusco-fusco
       
SÓ O PANCEPS CRESCE
       
A menor produção de células e a queda do nível de alguns hormônios causam perda de massa muscular - são 3 quilos a menos a cada dez anos! O relaxamento muscular forçado pode até prejudicar os músculos da bexiga e dos esfíncteres, que ficam flácidos e acabam não segurando o tchan. Daí, dá-lhe fralda geriátrica...
         
POCHETE PERIGOSA
     
Com menos músculos queimando calorias e menos células no organismo, o corpo precisa de pouca energia para funcionar. Na velhice, a tireoide funciona mais devagar, desacelerando o metabolismo. Tudo isso aumenta o risco de engordar. A gordura em excesso pode ser fatal: se acumular nas artérias, pode causar infartos
       
•As células da pele se renovam tanto que, por volta dos 40 anos, cerca de 180 kg de células já foram eliminados
    
•Os ossos do rosto se renovam a cada dois anos. Com 50 anos, nosso crânio já é a 25ª cópia. Nos velhinhos, a renovação continua - em ritmo mais lento
  
•As cartilagens perdem rigidez com o tempo, fazendo com que as orelhas e a ponta do nariz "caiam" e pareçam maiores
   
•Em alguns vovôs, a proporção de gordura no organismo pode aumentar 30% comparada à dos 30 anos
     
Morte a conta-gotas
     
Última célula do corpo demora 37 horas para morrer
     
0 segundos - O coração para. Imediatamente, os músculos relaxam
    
10 s - A atividade cerebral cai
     
10 s - 5 min - Os órgãos, sem oxigênio, começam a parar
      
30 min - A pele fica pálida e azulada
         
1 h - A temperatura do corpo cai por volta de 1 ºC, queda que se repete a cada hora
    
1 h - 12 h - O corpo enrijece progressivamente
     
24 h - As últimas células da pele ainda estão sendo produzidas, mas ela começa a apresentar manchas escuras e o rosto pode já estar irreconhecível
      
37 h - Morre o último neurônio
        
Fim de carreira
         
O que a falta de hormônios provoca
           
Nas mulheres, a menopausa começa por volta dos 40 anos, com a queda do nível do hormônio estrógeno. Sem ele, vêm as ondas de calor e elas sentem mais cansaço e irritação. O risco de osteoporose aumenta e o sono some. Os homens sofrem bem menos com a andropausa. Como a queda de testosterona é menor e aos poucos, o único efeito é a queda da libido. Para sorte masculina, a impotência não é resultado da velhice, pois está mais ligada a fatores emocionais.
              

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Calote - Dívida da ASERT no comércio de Tucuruí ultrapassa um milhão

Raimundo, Miranda (SINSMUT) e Marcelo (ACIT)
           
A dívida da Associação dos Servidores Municipais de Tucuruí ASERT somente com o comércio, ultrapassa um milhão de reais, tem dívida da ASERT que já fez até aniversário.
       
A dívida da associação se deve a apropriação indébita dos descontos dos funcionários por parte da Administração Municipal que desconta nos salários dos servidores e não repassa o dinheiro para a Associação.
           
Por sua vez a atual diretoria da ASERT aceita a situação sem tomar as medidas cabíveis porque os diretores da ASERT foram apoiados e financiados pelo prefeito na eleição da entidade (Para ver a matéria CliqueAqui), além do mais alguns deles exercem cargos e confiança na PMT Com isso os prejudicados são os servidores da prefeitura que precisam da associação, são os comerciantes que tem prejuízo, pois não recebem o que lhes é de direito e a população, pois é menos dinheiro na economia de Tucuruí.
      

O Sindicato dos Servidores Municipais SINSMUT, representado pelo Miranda e Raimundo e a Associação dos Comerciantes de Tucuruí, representada pelo seu Presidente Marcelo, se reuniram para buscar e encontrar soluções para a crise na ASERT que afeta os filiados da associação, do SINSMUT e da ACIT. 
            

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Porque os fundamentalistas corruptos temem a Internet e querem executar os blogueiros

Vídeo do Paulo Henrique Amorim

MPE denuncia funcionários da Prefeitura de Tucuruí por Improbidade Administrativa

O Ministério Público Estadual denunciou os funcionários municipais, Lucília da Silva Siliprandi e Gean Carlos Guedes Ribeiro por Improbidade Administrativa. Os dois funcionários são concursados na Prefeitura e exercem cargos de confiança do Prefeito Sancler Ferreira (PPS).
   
O Ministério Público do Pará representado pela Promotora de Justiça DRª. Adriana Passos Ferreira propôs Ação Civil Pública por Atos de Improbidade Administrativa contra os servidores efetivos nomeados acima.
   
Os dois funcionários foram denunciados pelo MPE pela contratação irregular da Senhora Tereza Pereira de Souza que foi contratada como funcionária da Prefeitura de Tucuruí por meio de conduta improba.
   
Os funcionários de posse dos documentos pessoais da Dona Tereza, a colocaram sem o seu conhecimento na folha de Pagamento da Prefeitura e de posse do seu cartão bancário recebia o seu salário. A Dona Tereza só descobriu a fraude quando tentou se aposentar e descobriu que era funcionária da Prefeitura de Tucuruí.
   
Na investigação o MPE solicitou a folha de ponto da Dona Teresa e os locais onde esta senhora havia prestado serviço a Secretaria de Administração forneceu os locais onde a Dona Tereza teria trabalhado na PMT e o livro de ponto. No livro de ponto das Secretarias não constava o nome da servidora, então a Promotora esteve pessoalmente nos locais e verificou que os funcionários e Chefes da Secretaria de Cultura e da Secretaria de Comunicação conheciam a Dona Tereza e que ela nunca trabalhou nestas Secretarias.
   
O MPE pede o afastamento dos dois funcionários dos seus cargos públicos até o final do julgamento do processo principal e da ação penal proposta, a indisponibilidade dos seus bens para garantir a devolução dos recursos ao erário público (trinta e cinco mil reais) atualizados, acrescidos de juros de mora, a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil até cem vezes o valor recebido ilegalmente, proibição de negociar com o poder público por três anos.
   
Nota do Folha: É sabido e notório que a Administração Municipal em Tucuruí, gosta de Abrir Inquéritos Administrativos a torto e a direito contra os servidores indefesos da Prefeitura, principalmente aqueles que não rezam pela cartilha do prefeito.
   
Será que foi aberto Inquérito Administrativo para apurar estas graves denuncias de funcionários de confiança e do círculo de amigos e aliados do prefeito? 
           
Outra coisa, o Prefeito vai fazer de tudo para engavetar o processo e para ajudar os dois acusados pois eles sabem demais sobre a administração municipal, e podem muito bem solicitar a Delação Premiada, tão em moda hoje em dia. Vamos ver no que vai dar.

Nova regra para a pensão por morte entra em vigor

Nova regra para a pensão por morte entra em vigor

A partir desta quarta-feira, só tem direito ao benefício quem tiver, no mínimo, dois anos de relacionamento estável.

Nova regra para a penso por morte entra em vigor
POR CRISTIANE BONFANT
BRASÍLIA - A primeira alteração na regra da pensão por morte começa a valer nesta quarta-feira. A partir de hoje, só tem direito ao benefício quem tem, no mínimo, dois anos de relacionamento estável. As demais regras a respeito do benefício entram em vigor em 1º de março.
Além da alteração no tempo mínimo de relacionamento estável para que um cônjuge possa receber uma pensão por morte, o governo estipulou uma tabela que assegura o benefício pela vida inteira para quem fica viúvo com 44 anos ou mais e que tenha expectativa de sobrevida de até 35 anos. Abaixo dessa idade, o benefício passará a ser temporário e dependerá da sobrevida do pensionista. Entre 39 anos e 43 anos, por exemplo, o prazo é de 15 anos; entre 22 e 32 anos, de seis anos; e, abaixo de 21 anos, de três anos.
O cálculo do benefício também muda. Por exemplo, uma viúva sem filhos passará a receber 60% do valor do benefício, e não mais 100%. Cada filho terá direito a uma cota de 10%, que termina aos 21 anos de idade.

Ajuste Fiscal

As alterações nos benefícios foram anunciadas pelo governo federal em dezembro e realizadas por meio duas medidas provisórias – uma na área trabalhista e outra na previdenciária. O governo argumentou que o pacote vai gerar uma economia de R$ 18 bilhões em 2015. As medidas, além de reduzir o déficit na Previdência (que está perto de R$ 50 bilhões), ajudarão a equipe econômica a fechar as contas públicas este ano.
Ontem, em café da manhã com jornalistas, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que o governo pode realizar ajustes na área tributária, em busca do equilíbrio fiscal, mas afirmou que o governo não tem objetivo de fazer um “saco de maldades”, mas sim de corrigir distorções:
— O objetivo de uma pensão é proteger uma família cujo provedor morreu ou sofreu um acidente. O objetivo não é proporcionar uma renda vitalícia para quem tem capacidade de trabalhar — disse.
As mudanças anunciadas em dezembro incluem, além da pensão por morte, restrições no acesso a seguro-desemprego e a auxílio-doença. No caso do seguro-desemprego, o governo elevou de seis para 18 meses o período aquisitivo e ajustou o número de parcelas, que varia de três a cinco. As novas exigências entrarão em vigor no início de março. Na avaliação da Fazenda, no curto prazo, essa é a maior medida de maior impacto na redução de despesas.
As novas normas do seguro-defeso (pago aos pescadores durante o período em que a pesca é proibida) valerão a partir de abril. Os trabalhadores precisarão solicitar o auxílio nas agências do INSS. Hoje, esse pedido é feito nas superintendências do Ministério do Trabalho e Emprego ou nos postos do Sine. A verificação dos requisitos também passará a ser feito pela Previdência. O MTE continuará responsável pelo pagamento dos benefícios.
Fonte: O Globo

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

O Prefeito de Tucuruí e Presidente da AMAT e a sua política de dois pesos e duas medidas

Prefeito de Tucuruí Sancler Ferreira (PPS)
O Prefeito Sancler Ferreira (PPS) tentou dar o golpe desapropriando uma propriedade particular devidamente documentada pagando R$ 17,00 dezessete reais o metro quadrado. Em compensação a Prefeitura "comprou" uma área pública invadida do Bosque Municipal por R$ 400,00 quatrocentos reais o metro quadrado, do vereador de sua base na CMT José Valito Sanches Furtado, vulgo Irmão Marajá. Para ler a matéria, Clique Aqui.

   
É desta forma inconsequente e imoral que Tucuruí é administrada, dois pesos e duas medidas, é o poder e o erário público usado em beneficio do Prefeito e de seus amigos e aliados.
   
Lembrando que o Prefeito de Tucuruí é presidente da AMAT.
   
Pobre AMAT, está em "boas" mãos...
   
ISSO É UMA VERGONHA.

    

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Mais um golpe - Prefeito manda invadir patrimônio particular

Pref. Sancler Ferreira (PPS).
Antecedentes...
     
Chupem esta manga, antigamente eram os movimentos sociais que ocupavam terreno público e propriedade particular, hoje estes movimentos pararam as ocupações, mas agora é o Prefeito mesmo quem manda invadir.
     
Já denunciamos há tempos em matéria do Folha, que o Prefeito Sancler (PPS) autorizou a Igreja Católica a invadir uma área do Bosque Municipal (Clique Aqui), e se não fossem as enuncias do Folha e a atuação do MPE e da Justiça teriam invadido muito mais e talvez nem existisse mais Bosque Municipal em Tucuruí.
      
Mas agora o Prefeito Sancler (PPS) que já bateu o recorde de crimes ambientais em Tucuruí, agora quer bater o recorde de maior invasor da história da nossa cidade.
    
Sancler já tentou invadir um terreno no centro do Bairro Jardim Marilucy, ele só não contava que o dono do terreno além de bem documentado e mesmo sendo um idoso, sabe defender os seus direitos e o seu patrimônio, e assim ganhou da PMT na justiça.
     
A invasão...
      
Agora Sancler tenta dar um golpe milionário em um proprietário de um Terreno na Terra Prometida. A Prefeitura tentou desapropriar a área de mais de 13 mil metros quadrados, mas apresentou à justiça os documentos de outro terreno de pouco mais de 6 mil metros quadrados, além deste "erro" muito conveniente, o processo está cheio de vícios (erros) gravíssimos. Mesmo assim, e apesar de tantas falhas processuais o Prefeito conseguiu uma decisão favorável de um Juiz anterior, decisão esta tornada sem efeito pela Juíza Drª. Gisele Mendes Camarço Leite.
       
Sancler teve a coragem de tentar pagar R$ 17,00 (dezessete reais) pelo metro quadrado do terreno que vale pelo menos dez vezes mais. Sancler quer pagar R$ 231.433,22 (duzentos e trinta e um mil) por um terreno que vale pelo menos R$ 2.400.000,00 (dois milhões e quatrocentos mil).
         
Felizmente o golpe não deu certo e se fez justiça, no entanto sem qualquer amparo legal e confiando em sua impunidade, Sancler mandou invadir a área, inclusive quebrando o muro do terreno em uma demonstração de falta de respeito para com o patrimônio de um cidadão, agindo como um vândalo irresponsável, atitude incompatível com o cargo que exerce como Prefeito de Tucuruí.
        
Sancler pensou que estava lidando com algum cidadão ignorante e sem recursos, incapaz de defender os seus direitos, portanto fácil de ser lesado pelo poderoso ditador... Ledo engano, o Sr. Paulo César é uma pessoa esclarecida e tem condições de pagar honorários para bons advogados e de defender o seu patrimônio conquistado com muito trabalho, e não dando golpes nos incautos e cidadãos indefesos.
        
Pelo nome Sancler não percebeu, mas o dono do terreno tem condição financeira, intelectual e conhecimento suficiente para se defender de políticos autoritários e espertalhões. 
    
Parece que na Prefeitura só tem ninja, é golpe para todo lado e a torto e a direito (mais torto que direito), o poder sem limites enlouqueceu essa turma de vez, estão completamente alucinados.
           
E este cidadão além de Prefeito de Tucuruí é presidente da AMAT, veja se pode. Pobre Tucuruí, pobre AMAT.
             
Vejam o BO que a advogada do proprietário do terreno registrou contra a PMT por invasão de propriedade particular:
           
   
Vejam o muro derrubado.
   
   
As máquinas usadas na invasão.
           

Cópia do despacho tornando sem efeito decisão anterior:
          
    
Ouçam o que diz a Drª. Fabianne Ferreira Guimarães Barbosa de Souza, em uma entrevista para o Folha de Tucuruí. A Drª. Fabianne é advogada do Paulo César Jorge Batista, proprietário do terreno que foi invadido à mando do Prefeito de Tucuruí, Sancler Ferreira (PPS). 
                 
            
Isso é uma vergonha!!!