Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Greve Geral dia 28

Greve Geral dia 28
Greve Geral

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Corisco - Um cabra de Lampião

               
Esta é a história da vida e morte do cangaceiro Corisco, um documentário que retrata uma época do Brasil nordestino do início do século passado com seus dramas reais, onde não existem anjos ou demônios, apenas seres humanos vivendo um drama da vida real em uma época de injustiças e desigualdades, em que a única Lei é a lei do mais forte e a injustiça a regra. 
         
Evoluímos muito desde os tempos do cangaço, mas estamos longe ainda de termos um país justo e democrático, infelizmente ainda hoje no Brasil impera a injustiça e a Lei do mais forte, mantida a ferro e fogo ainda pelo poder das armas, mas principalmente pela arma mais covarde, vil e poderosa, o poder do DINHEIRO.
       
Onde houver injustiça, haverá resistência!!!
            
           

Só coisa ruim, cruz credo...

            
Já notaram que os vereadores de Tucuruí não produzem um fato ou qualquer coisa de positivo para a população de Tucuruí, é só coisa ruim. São somente escândalos, manobras, votações secretas, tudo o que causa prejuízo para a população e com eles mesmos.
     
Nós nos perguntamos porque todo este descaso, todo este desprezo e toda esta sacanagem, o que será que passa pela cabeça desse pessoal para tratar tão mal a população de Tucuruí, que foi tão boa com eles, que confiou neles e os elegeu?
            
Depois de muito pensar em todos os motivos possíveis, foi na bíblia que encontramos a resposta: 
             
       
17 Assim sendo, toda árvore boa produz bons frutos, mas a árvore ruim dá frutos ruins
18 A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim produzir bons frutos.
        
A resposta é esta: Os vereadores de Tucuruí não conseguem fazer nada de positivo e de bom para a população da cidade, simplesmente porque árvore ruim só pode produzir frutos ruins. Cada um dá o que tem.
                

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Papai Noel do mal, vereadores dão presentes de grego para o povo de Tucuruí


Os Vereadores de Tucuruí estão como o diabo gosta, ferrando o povo de Tucuruí de todas as formas possíveis, a maldade e a cara-de-pau dessa gente é uma arte.
    
Vão vender a água que o Governo Federal dá de graça para o povo de Tucuruí.
     
Estão para aprovar a privatização da Nossa Água para que a empresa privada venda a água que a Eletronorte está fornecendo de graça para a população de Tucuruí, o prefeito está enrolando para trazer a água para Tucuruí, para ter desculpa para vender a água que a Eletronorte dá de graça em compensação pela construção da Barragem. A Eletronorte coleta e trata a água (que é o mais caro) e a empresa particular (sabe-se lá de quem) cobra só para distribuir.
    
Aprovando Lei no recesso da Câmara para gradar o "chefe"
      
Os vereadores aprovaram uma Lei Ambiental de interesse do prefeito visando anular a eleição do Conselho Municipal de Meio Ambiente só porque ele não gosta do presidente que foi eleito. Os vereadores no dia 26 de dezembro em pleno recesso aprovaram a Lei que é de interesse pessoal e político do Prefeito Sancler (PPS). A CMT está virando uma verdadeira piada de mau gosto.
   
Vão acabar com os feriados municipais.
   
Os vereadores vão aprovar uma Lei acabando com os feirados Municipais a pedido dos grandes comerciantes de Tucuruí que não querem fechar seus estabelecimentos e nem pagar horas extras para seus funcionários. O povo está indo embora da cidade por falta de emprego, mais de 20.000 trabalhadores saíram de Tucuruí para trabalhar em outras cidades, fora os que levaram suas famílias, a prefeitura não repassa o dinheiro da ASERT que era para pagar o comércio, os servidores da Prefeitura estão com seus salários arrochados e estão endividados por isso não tem como comprar no comércio, e os comerciantes e seus vereadores querem descontar o prejuízo nas costas dos trabalhadores de Tucuruí.
    
Dizem que o Prefeito Sancler (PPS) pressionado por seus financiadores de campanha, entre eles os invasores da Praça do Rotary, está por trás pressionando os vereadores para acabar com os feriados municipais em Tucuruí. Dizem ainda que os evangélicos não gostaram nada e estão pressionando a CMT. Se brincar os vereadores vão ceder e vai sobrar para os feriados católicos (os católicos são menos organizados), e até para o Falecido Raimundo Ribeiro de Souza, se pudesse os vereadores acabavam até com o descanso do final de semana dos trabalhadores de Tucuruí.
    
Quem não trabalha e viva à custa do povo não precisa de feriado
       
Mas dá para entender, quem "trabalha" um dia por semana (quando comparece na sessão), tem três meses de férias por ano, e vive viajando e ganhando diárias à custa de dinheiro público não precisa de feriado mesmo. É bom que o povo de Tucuruí se lembre disso quando no ano que vem esta "turma" for humilde na sua casa, beijar criancinhas, te dar tapinhas nas costas e pedir seu voto. Manda eles pedirem voto apara o Prefeito e para a turma dele.
    
ISSO É UMA VERGONHA!!!
   

O desrespeito a quem comparece nas Assembleias...

            
É impressionante o desrespeito de certas pessoas nas Assembleias Gerais dos Servidores Municipais, tanto do Sindicato quanto da ASERT.
             
Sempre tem alguém que pega no microfone e tenta desqualificar a Assembleia, assim desrespeitando os presentes. Dizem que apenas uma minoria comparece, como se isso desqualificasse a Assembleia, ou como se isso tivesse alguma relevância jurídica ou administrativa quanto as decisões ali tomadas.
            
Em primeiro lugar não existe nenhuma Lei, ou algum artigo nos estatutos de sindicatos e associações que limite ou imponha um número mínimo de filiados nas Assembleias Gerais, para primeira chamada exige-se 50% mais um e na segunda chamada QUALQUER NÚMERO DE FILIADOS.
           
É preciso entender muita gente tem medo de “patrão” e não entende que no caso de órgãos públicos o patrão é o povo e o prefeito não passa de um administrador com dia e hora para ser “demitido” e entregar o cargo, enquanto que o cargo do servidor público é vitalício e estável, ou seja, ele fica até se aposentar ou até quando quiser.
       
No entanto o Prefeito tem poderes que são temporários, mas que pode prejudicar os servidores, ele pode por exemplo pode cortar horas extras, gratificações, revogar portarias, demitir parentes dos servidores que são contratados na PMT, transferir o servidor do setor de trabalho para locais distantes, e outras perseguições, embora o Sindicato em caso de perseguição comprovada tem como reverter a situação. 
                   
Temos que levar em conta ainda que nas Assembleias Gerais existem espiões que deduram e mesmo filmam e tiram fotos de quem contraria os interesses políticos e pessoais do prefeito. Outro motivo que desestimula a participação em Assembleias e manifestações é o descrédito da Justiça e do Ministério Público perante a população, os servidores não se sentem protegidos e amparados pela Justiça em seus direitos.
       
Outra questão: Os servidores elegem a direção dos Sindicatos e da Associação, portanto a direção destas instituições tem o direito, a procuração e o respaldo para os representar tanto na Assembleia quanto perante o Prefeito e na Justiça. É claro que uma maior quantidade de pessoas na Assembleia aumenta o poder de convencimento e de pressão, mas esta pressão é apenas psicológica, 50 pessoas exercem a mesma pressão que 500, pois apenas 50 pessoas obrigam o prefeito a cerrar as portas da Prefeitura e lhe causa constrangimentos e desgastes.
        
Agora o servidor que tem disposição e coragem de mostrar a cara participando das Assembleias, porque não depende do Prefeito para nada e nem lhe deve favores, sai da sua casa em seu horário de descanso e chega na Assembleia do seu Sindicato e da sua Associação e é obrigado a ouvir um monte de asneiras só porque não tem mais pessoas presentes na Assembleia? A sua presença e a sua opinião não vale nada, ou tem pouco valor? Os servidores ali presentes, seja em que número for, não tem o direito de lutar e defender o que é seu? 
                
Temos que entender a situação dos que não tem coragem de ir à luta em defesa dos seus direitos, no entanto o Sindicato está ai para isso e sempre tem muitos Servidores que não tem medo de cara feia e de politico metido a besta, estes são minoria, mas são o bastante para segurar o rojão e enfrentar as feras. É difícil? Claro que é, se não fosse não precisava de sindicato ora bolas. A vida é dura mesmo, mas temos que enfrentar, nada é de graça neste mundo.
                
Pouco valor tem é o cidadão que desrespeita os seus próprios colegas e amigos, diminuindo a importância e o valor do servidor público presente na Assembleia, tudo isso com a clara intenção de desestimular os servidores a defender os seus direitos, o que beneficia o prefeito que desconsidera, desrespeita e não valoriza os trabalhadores municipais e muito menos a população que o elegeu.
    
Esperamos que nas próximas Assembleias Gerais, tanto dos Sindicatos quanto da Associação, a presença dos servidores municipais seja respeitada, considerada e reconhecida a sua importância, é um desrespeito e uma falta de consideração desqualificar a Assembleia Geral e menosprezar a presença dos servidores que tem coragem de mostrar a cara e defender os seus direitos...
                     

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Drops - Atualidades de Tucuruí

SINSMUT entra na justiça para que os Agentes de Saúde recebam a diferença salarial.

     
Raimundo e Miranda entregam a relação dos Agentes De Saúde
ao DR. Paulo, advogado do SINSMUT para as providencias cabíveis perante à Justiça. 
A PMT pagava o salário dos Agentes de Saúde abaixo do piso salarial da categoria, o SINSMUT conseguiu que a PMT passasse a pagar o valor legal, no entanto os servidores tem o direito de receber os retroativos pelo tempo que receberam abaixo do salário estipulado por Lei. O SINSMUT entrou na justiça para garantir este direito.
                       
Segundo  os representantes do SINSMUT cada um dos ACS deverá receber de diferença (se fosse hoje) de R$ 11.546,92 (Onze mil, quinhentos e quarenta e seis reais e noventa e dois centavos).
      
  

     

Assembleia Geral da ASERT

         
           
Assembleia Geral da ASERT decide que a Comissão deve comparecer na Audiência no Ministério Público Estadual para discutir o débito da PMT para com a Associação, débito este causado pela apropriação ilegal por parte da Prefeitura dos descontos dos servidores para a instituição.
      
Cortina de fumaça
          

Esposa, ex-esposa e parentes de Prefeito em segundo mandato não pode concorrer a eleição para prefeito mesmo que o prefeito se afaste do cargo. Para ver a jurisprudência Clique Aqui. O pré candidato do Prefeito Sancler até o momento é o Vereador Jairo, que é da sua total confiança, e o único que poderia com certeza continuar engavetando os inúmeros processos a que o atual prefeito responde na justiça.
            
Sancler provavelmente já está fazendo caixa de campanha porque pensa que com muito dinheiro consegue eleger até um poste, pior que isso é bem possível, diante dos abusos e absurdos cometidos em eleições anteriores e diante da impunidade que prevalece em Tucuruí.
          
Balões de ensaio
            

A Ann Pontes, esposa do ex-prefeito Parsifal Pontes não é, não será e nunca foi candidata a Prefeita de Tucuruí, dos comentários que surgem pela cidade o único com alguma chance de ser verdade seria a candidatura do Claudiney Furman, filho do ex-prefeito Claudio Furman, que assumiria como laranja do PMDB em lugar do pai nas próximas eleições municipais, mesmo não tendo a mínima chance as sobras de campanha e cargos para os amigos na PMT é uma tentação irresistível.  
                   

No Japão a moda é ter dentes tortos

A cantora Tomomi Itano foi uma das primeiras a lançar moda do sorriso desalinhado
Para parecer jovem, no Japão, a moda é ter dentes tortos!
      
Japoneses acreditam que dentes encavalados dão um ar mais “juvenil” para as mulheres e já tem até clínica especializada no país para entortá-los
      
Enquanto por aqui as pessoas gastam fortunas em busca de dentes brancos e perfeitos, no Japão as mulheres estão procurando clínicas odontológicas para entortar seus dentes. Segundo o jornal americano NY Daily News, ter dentes encavalados dá um ar mais “juvenil”, deixando-as mais bonitas.
       
Para Emílio Carlos Zanatta, cirurgião-dentista especialista em prótese dentária, é complicado julgar o que é bonito ou não. “Isso é complexo, pois é uma questão que aborda inclusive aspectos culturais de todo o povo, ainda que padrões de beleza possam ser estudados pela matemática, certas diferenças na anatomia, ainda que fora de padrões estabelecidos ao longo do tempo, podem certamente ser classificados como atraentes. O que é atraente, não necessariamente é a perfeição como forma e função”, diz o especialista. Leia a matéria completa.
     

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Veículo abandonado

Veículo abandonado
           
           
Este veículo que atendia os funcionários da GAMASP bateu o motor e está abandonado na praça em frente o prédio do SINSMUT. Sintoma da falência da PMT e da incompetência da Administração Municipal.
            
A maioria dos veículos da PMT estão sucateados e sem manutenção, o que é um risco para a população nas vias publicas e para os demais condutores, além do mais faz mais de dois meses que a gasolina está racionada (quando tem), e muitos carros só rodam com doações de gasolina da população que precisa dos serviços e de funcionários abnegados. 
               
A PMT está tão falida que não consegue comprar combustível para a sua frota de veículos e a população que já paga impostos tem que arcar com o combustível dos veículos oficiais, ou seja, o povo paga duas vezes pelo mesmo serviço. Esperamos que a PMT com esta matéria pelo menos retire a sucata da via pública, dando-lhe a destinação adequada, oficina ou ferro velho.
            
ISSO É UMA VERGONHA!!!
        

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Giacomo Casanova

Giacomo Casanova, o mais famoso sedutor da história.        
Casanova o sedutor de Veneza
          
Por Johnny Mazzilli
       
Poucos personagens foram tão controvertidos e tiveram vida tão conturbada no seu tempo quanto o célebre conquistador italiano, convertido em atração turística da cidade das gôndolas.
    
Ele começou cedo. Aos nove anos, relatou que já mantinha relacionamento intimo com a balzaquinha Bettina Gozzi, irmã do abade encarregado de sua educação. Aos 15, já tinha certa experiência. Entregue aos cuidados da avó desde cedo - a mãe atriz viajava constatemente com uma companhia de teatro e o pai morreu quando tinha 8 anos -, passou parte da adolecencia em Pádua, onde residiu na casa do sacerdote enquanto estudava direito na universidade. Aprendeu filosofia, matemática, música e medicina. Foi nessa época que o libertino italiano Giacomo Giramolo Casanova (1725-1798) despertou para dois vícios que o celebrizaram: o jogo e as mulheres.
     
Sobre Bettina, seu primeiro flerte, revelou nas suas Memórias, ter sido ela a melher que "pouco a pouco, acendeu no meu coração as chispas que depois se tornou uma paixão dominante" Terminado os estudos, o jovem Giacomo voltou a sua Veneza natal, onde iniciou a carreira eclesiástica. Conheceu então, Alivise Gasparo Malipiero – senador e proprietário do belo Palazzo Malipiero, no canal de Rialto, que o abrigou e o introduziu nos melhores círculos sociais da cidade. 
  
Rodeado de boa comida, bom vinho e boa companhia, o jovem Casanova acabou por se envolver com as duas irmãs Savorgnan, ao mesmo tempo. Esse encontro, segundo confessou, acabou impulsionando sua vocação à libertinagem. É verdade que ainda pretendeu seguir a carreira religiosa e chegou a receber ordens menores, mas os escândalos que começava a protagonizar, o jogo e as mulheres encerraram suas pretensões na Igreja e o expulsaram do seminário. 
     
Após a morte da avó, o jovem sedutor ainda frequentou outro seminário, mas as dívidas de jogo o levaram pela primeira vez à prisão. De volta à liberdade, exerceu outras profi ssões, que logo abandonou. Foi ofi cial militar, jogador e violinista profi ssional. Depois de visitar Roma, Nápoles e Constantinopla, foi jornalista, pregador e diplomata. Conhecia filologia, teologia, matemática, física e música. Adorava jogar cartas e introduziu a loteria na França. Gostava de política e frequentou a corte de Catarina II, imperatriz da Rússia.
  
Casanova sempre amou as mulheres. Assediava nobres e plebeias, jovens e maduras, louras e morenas, bonitas e feias. Suas memórias confi rmam sua obsessão em harmonizar as alegrias da alcova com a boa mesa. “Cultivar os prazeres dos sentidos foi a suprema preocupação da minha vida. Sentindo-me nascido para o sexo diferente do meu, sempre o amei e fiz-me amar tanto quanto me foi possível. Também amei a boa mesa com arrebatamento e apaixonadamente todos os objetos feitos para excitar a curiosidade”.
        
Autoqualificado especialista em psicologia feminina, gostava de receitar menus conforme a sedução almejada. Garantia aguçar seu apetite sexual comendo 12 ostras no café da manhã e 12 no almoço. Sentia-se estimulado bebendo os vinhos brancos da Úmbria e de Chipre, além do moscatel grego. Era um homem bonito, cortês e generoso. Mas, acima de tudo, falava e falava muito sobre tudo: amor, medicina, política, agricultura. “Um homem inteligente pode amar como um louco, jamais como um idiota.”
   
Dois séculos e meio depois, Veneza celebra o mito romântico na indústria do turismo. É fácil encontrar restaurates que alegam terem sido “frequentados por Casanova” (não se sabe como), como a Cantina do Mori. O gondoleiro Mario Piccini, acredita que “muito do que atribuem a ele é fantasioso, mas, mesmo assim, é figura mítica, incontestável”. A guia de turismo Giordana Losi é taxativa. “É grande o interesse e a curiosidade dos viajantes de mundo todo a respeito de Casanova, nosso veneziano mais querido. Muitos pedem para ir à casa onde ele viveu, em Malipiero, próximo ao Palazzo Grassi.” Simone Mazzali, diretora do concorrido Hotel Casanova, não fica atrás: “Veneza é absolutamente impregnada de Casanova. Onde quer que ele tenha vivido, ele é daqui.” Para o comerciante Giacobbe Giuliani, “Giacomo é um personagem indissociável da história de Veneza, nosso herói”. 
         
Fuga rocambolesca
    
Houve época em que a aristocracia veneziana não tinha o menor apreço pelo encrenqueiro famoso pelos escândalos no carnaval de máscaras da cidade. Eternamente sob a mira das autoridades, em 1755 Casanova foi preso sob a acusação de levar uma vida dissoluta, de possuir livros proibidos e de fazer propaganda antirreligiosa. Esperavam-no cinco anos de cativeiro. 
        
Após 16 meses na prisão, entretanto, o rufião planejou a fuga com o companheiro de cela, o abade Balbi. Na madrugada de 1o de novembro de 1756, ambos escaparam por um buraco que cavaram no teto da cela e atingiram os telhados do Palácio Ducal, de onde não conseguiram descer. Esgotados, adormeceram no forro do telhado, mas os sinos da Basílica de São Marcos os acordaram e os forçaram a procurar uma saída. Acabaram entrando na Sala Quadrada do Palácio Ducal, de onde ganharam um corredor. Um guarda os viu, mas pensou que fossem magistrados que trabalhavam até altas horas, e abriu-lhes a porta. Casanova atravessou a piazetta na corrida, alcançou uma gôndola e se escondeu sob o teto do felze, uma antiga proteção dos barcos, mais tarde proibida devido aos encontros amorosos que facilitava.
          
Hoje, os turistas podem atravessar uma improvisada “Ponte Casanova” implantada dentro do palácio, uma pinguela suspeita unindo uma sala a outra que “simula” as dificuldades da fuga. Os chineses adoram a atração. Afinal, Veneza vive do turismo.
     
Após a fuga Casanova conseguiu chegar a Paris e, durante 20 anos, viveu entre França, Suíça, Itália, Inglaterra e Bélgica, deixando amantes e dívidas de jogo ppr muitas cidades. Em Berlim, em 1764, Frederick II, rei da Prússia, ofereceu-lhe abrigo. Também viveu curtas temporadas em Riga, capital da Letônia, na cidade russa de St. Petesburgo e Varsóvia. 
        
Em toda parte, usava a sedução e se aproveitava da embriaguez das mulheres para seduzi-las, enquanto bebia somente café. Desafiado para um duelo por um marido enfurecido, fugiu para a Espanha, onde era pouco conhecido. Tentou aproximar-se de nobres e recuperar os luxos, mas não teve sucesso. Em 1774, com 49 anos, obteve autorização para voltar a Veneza, prontifi cando-se a se tornar espião da Inquisição. Como tal, assinou 50 relatórios contra banqueiros e nobres acusando-os dos crimes que ele mesmo cometia: adultério, falcatruas, jogatina e libertinagens. Não primava pelos escrúpulos. 
          
Lábia convincente
      
Casanova afirmava ter nascido para as mulheres e que a sua ocupação mais importante era amá-las. O escritor Stefan Zweig, autor do livro Casanova: a Study in Self Portraiture afirma que ele queria apenas seduzilas e entregar-se ao momento. “Não havia truques escondidos na conquista, seu segredo era precisamente a sinceridade do desejo. Não fazia promessas nem quebrava corações, não contraía dívidas de alma; suas relações eram sempre leais a seu modo, simplesmente de ordem sensual e sexual. Ele não provocava catástrofes e fez muitas mulheres felizes, que saíam intactas de uma aventura de volta para suas vidas cotidianas. Conquistava sem destruir, seduzia sem desmoralizar” – defende Zweig. 
        
Casanova atribuía seu sucesso amoroso à forma como tratava as mulheres: atenção, delicadeza e pequenos gestos abriam o caminho da conquista. E alertava: “Qualquer homem que dê a conhecer o seu amor por palavras é um idiota”. Para ele, a comunicação verbal é essencial, “mas as palavras devem ser implícitas, nunca proclamadas diretamente”. Em sua autobiografia, confi denciou ter dormido com 122 mulheres ao longo da vida. 
      
Ao voltar a Veneza, soube da morte da mãe e do primeiro amor Bettina Gozzi. Falido, abandonou o vício do jogo. Mas em 1779 se tornou amante de uma costureira com quem viveu até ser defi nitivamente expulso da cidade, após escrever uma sátira sobre a família nobre Grimani. Nela revelou ser o patriarca Grimani o seu verdadeiro pai. 
              
Sua tradução em três volumes da Ilíada, de Homero, não obteve sucesso nem dinheiro. Já idoso, em 1795 foi para a Boêmia, na atual República Tcheca, onde foi bibliotecário do conde de Walsdstein-Wartenberg e permaneceu até morrer em 1798. Nos últimos anos trabalhou como enciclopedista e se dedicou à autobiografia História da Minha Vida, de 28 volumes, escrita em francês. 
   
Embora tenha dito que a velhice lhe foi aborrecida, sem ela não teria produzido uma obra literária. Desde a primeira edição, em 1822, suas memórias têm sido reeditadas, revelando- se um fascinante testemunho da época e um fermento do mito de Casanova – o mais famoso sedutor de todos os tempos.
         

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

O pomar do PMDB

   
                
Segundo dizem o PMDB está cuidando com carinho desta laranjeira que está plantada em Tucuruí, segundo dizem, o partido pretende negociar  laranja novamente no ano que vem, e tem um fregues antigo e cheio da grana interessado na fruta. 
             
Parece que este freguês rico já experimentou da fruta em 2012, e gostou tanto que já esta negociando a safra de 2016.
                   

Drops - Concurso e Dança das cadeiras.

      
Dança das cadeiras
   
O Prefeito mudou a maioria dos Secretários, em nossa opinião na verdade mudam os atores, mas o filme continua o mesmo, aliás, colocar a irmã como Secretária de Finanças é o fim da picada, mas pior que está não deve ficar. Fica a Secretaria de Finanças da PMT e as finanças da Educação na família Ferreira, pobre Tucuruí.
    
Voloski foi o mais beneficiado, pois passa o cargo de Chefe de Gabinete e de quebra a bomba da Presidência do IPASET para o Júnior Souto.
   
Já o Dr. Lourival está resistindo e não quer assumir a Secretaria de Saúde. O Dr. Lourival é dono de uma clínica, e trabalha para a ASERT e para o H. Regional, só se estiver doido assume a bomba da Secretaria de Saúde Municipal, mas como o prefeito tem boa lábia é bem capaz de convencer o Lourival e fazer esta sandice.
   
Vejam a matéria sobre a dança das cadeiras no Jornal de Tucuruí.
     
Concurso:
         
Prefeitura começou a chamar os concursados, foram 115 os concursados convocados, esperamos que o cronograma continue a ser obedecido pela Prefeitura.
       
Veja a lista, Clique Aqui
      
Novidade adiada.
    
A novidade que prometemos para hoje fica adiada para o início da semana que vem, estamos terminando alguns levantamentos e depois publicamos a matéria.
   

Como o diabo gosta, pobre Tucuruí

Aguardem novidades para amanhã!!!
             
     

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Cinzas...



O que acontece se destruirmos as grandes empresas de Construção Civil do Brasil?

Notícias do Brasil? Vá ler lá na China…
           
Matéria do Blog Tijolaço
        
          
Enquanto os jornais brasileiros se ocupam de destruir o único setor da economia onde ainda imperava o capital nacional, a construção pesada, é no China Daily que você fica sabendo que estão avançando as tratativas para por em prática o acordo assinado em julho passado entre o Brasil e a China (e, depois, o Peru) para a construção de uma ferrovia de 5 mil quilômetros (40% já existentes) ligando o Atlântico e o Pacífico.
          
Valdemar Leão, o embaixador do Brasil para a China, em entrevista ao Diário do Povo, anunciou que, nos próximos dias, começam as reuniões técnicas para a execução do projeto. Coisa pequena, de mais de US$ 30 bilhões, financiados pelos chineses à base de “project finance”, ou pagamento com a própria operação da ferrovia.
         
Claro que não é porque os chineses são “bonzinhos”, mas porque pensam estrategicamente em suas necessidades de grãos e de minérios, tanto que já se lançaram às obras do Canal da Nicarágua, que tira do Panamá (e do controle dos EUA) a ligação entre o Atlântico e o Pacífico. Alás, não apenas aqui, na América Latina, mas em todas as partes do mundo.
           
Há, ainda, um problema a ser superado, que é a reivindicação da Bolívia de que o trajeto inclua seu território, com uma ligação com La Paz. Mas, como a solução provável para isso deve ser um ramal ligando a Bolívia ao trajeto principal, este pode começar a ser detalhado antes.
        
Porque um projeto destes, para chegar ao ponto de execução, consome anos e, a rigor, esta é uma ideia que tem décadas, já.
     
Quando chegarmos ao ponto de realizar obras – com o projeto encarecido ao extremo por exigências ambientais, como as que acabaram por inviabilizar o trem-bala entre o Rio e São Paulo – que empresas irão realizá-lo?
             
A José Manoel Reformas e Pinturas? A Fulaninho Engenharia Ltda.? Ou, quem sabe, uma chinesa, já que os amigos de olhinhos repuxados não vão entregar de bandeja para a Halliburton?
       
Nunca é demais relembrar a velha piada sobre a ponte que Deus e o Diabo resolveram construir entre Céu e Inferno, para facilitar o trânsito das almas decaídas e das redimidas, de um lado para o outro.
          
Combinaram que cada um faria metade e, dali a um ano, as duas partes se reuniriam num ponto intermediário, bem no meio do Purgatório, onde haveria um trevo de acesso em ambos os sentidos.
         
Passou o ano e, como combinado, lá estava o Diabo de pé, orgulhoso e cheirando a enxofre, na ponta de sua metade da obra.
          
Mas a parte que vinha do Céu não estava lá.
          
Chega então Deus, constrangido, a bordo de sua nuvem e leva logo uma cobrança do Capeta: “francamente, depois eu é que sou o Príncipe da Mentira? Cadê a sua parte na ponte, Senhor?
          
E Deus, meio sem jeito: sabe o que é? É que procurei, procurei, mas no Céu não tem um empreiteiro que seja…
           
Pelo visto, o Brasil vai virar o Céu. Mas um Céu bem atrasadinho, um verdadeiro Inferno.
           

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Que tal falar sobre sexo?

Ilustração do Folha
Cássio Gonçalves 
           
Reunião familiar casual. Todos a comentar banalidades, até que o adolescente diz, fora de contexto, a palavra “sexo”! É fácil imaginar as cenas seguintes. Os mais velhos arregalariam os olhos. A mãe repreenderia. O pai, entre a moral e o orgulho, se calaria. Os primos, se alternariam entre a zoeira e os risos sorrateiros de meia boca. Nenhuma palavra a mais, vira-se a página, passa-se ao próximo assunto... A ‘deixa’ para tratar de um dos tabus mais venenosos da atualidade é perdida.
       
A sociedade ocidental é perita na disseminação de um mecanismo perverso. Enquanto as propagandas e as programações televisivas incentivam o sexo, a moral religiosa o reprime. O resultado não poderia ser outro: nega-se a falar do assunto na segurança do ambiente familiar, enquanto bordeis e práticas abortivas se multiplicam no submundo social.
        
Mas nem é preciso chegar a esses extremos para diagnosticar o quão patológico é tal mecanismo de estímulo e repressão. Basta verificar na internet o incalculável número de sites voltados à demanda de viciados em pornografia. Não se trata de tentar limitar o que o indivíduo pode optar como lazer, mas, sim, sublinhar os prejuízos do hábito.
     
Pesquisas recentes comprovam que a pornografia “enfraquece” o córtex pré-frontal, área do cérebro responsável pelo ‘controle executivo’ das decisões pessoais. Isso significa que o consumo desse tipo de conteúdo deixa as pessoas mais impulsivas e infantis, menos aptas a tomarem decisões racionais para lidar com a vida prática. Para ilustrar o que isto representa, lembremos que pessoas impulsivas são mais propensas a atitudes perigosas, como a prática de crimes...
       
Não precisa ser assim. Está provado que o sexo, com compromisso e afetividade, é capaz de ‘inundar’ o organismo humano dos neurotransmissores responsáveis por gerar bem-estar, saúde e equilíbrio. Mas, enquanto o assunto for tabu, não haverá naturalidade necessária para surgirem relacionamentos saudáveis a esse ponto. E essa conversa deve começar no lar. 
           
*Cássio Gonçalves é músico e jornalista
               
Nota do Folha: O autor do texto não é membro da Equipe Folha, é um colaborador independente. Os visitantes do blog podem enviar textos e matérias, que se aprovados pela edição, não violarem as regras do blog e forem úteis como informação, utilidade pública ou como entretenimento serão publicados. Equipe Folha.
              

domingo, 15 de fevereiro de 2015

A bruxa está solta em Tucuruí, quem não for filho de Deus está na unha do capeta!!!

Vários acidentes durante este "carnaval" de de Tucuruí, se é que dá para chamar esta baderna de carnaval, Sancler (PPS) conseguiu de uma tacada só, destruir o carnaval de Tucuruí que tinha mais de trinta anos e ainda por cima conseguiu TORRAR R$ 500.000,00 (quinhentos mil) não se sabe onde financiando blocos dos amigos e aliados políticos. E isso é porque o Prefeito diz que a Prefeitura não tem dinheiro, imaginem se tivesse.
                      
Ainda por cima o trânsito virou uma zorra total, mas uma zorra que infelizmente não tem graça alguma, são pessoas dirigindo embrigadas, motociclistas pilotando sem capacete, com excesso de passageiros, transportando crianças até bebês de colo, uma baderna e uma desorganização tão ao gosto e típica da "administração" Sancler Ferreira.
        
O Editor ao dar uma simples volta esta tarde por apenas uma hora pelo centro da cidade, deu de cara com dois acidentes com vítimas, os dois muito próximos um do outro. O Mais grave envolveu dois carros e uma moto com um casal, como sempre o motociclista e sua passageira foram os que se deram mal. O motorista do veículo responsável pelo acidente fugiu do local sem prestar socorro.
            
O outro acidente aconteceu quase simultaneamente na Rua Siqueira Campos quase esquina com a Lauro Sodré, este acidente envolveu um mototaxista e um outro veículo não identificado. Nesta madrugada um adolescente foi assassinado a facadas em frente a Agência da Caixa Econômica Federal.
               
Tucuruí está virando um inferno, com desemprego, alta criminalidade, insegurança, saúde e educação sucateadas, contaminação com HIV descontrolada... 

Por falar em HIV a Secretaria de Saúde Municipal quando detecta um soro positivo de AIDS, em vez de procurar as pessoas que foram parceiras sexuais destas pessoas contaminadas nos últimos seis meses para fazer exames preventivos, como seria o correto, cuida apenas (quando cuida) do portador da AIDS identificado por uma questão de "economia" dizem eles, e os outros que tiveram contato com o doente, sem saber continuam contaminando outras pessoas, o que leva Tucuruí a esta calamidade e a esta epidemia de HIV, uma vergonha, Tucuruí em 20º lugar no Brasil em número de portadores do HIV. Isso é assassinato.
           
A coisa está feia em Tucuruí, quem não for filho de Deus está na unha do capeta. 
          
Agora é só vitóriaaaaaaa!!!!!!
            
Vejam as imagens:
             
O acidente na esquina da Av. Brasilia com D. Cornélio.
           
          
             

       
Acidente na Siqueira Campos próximo a Lauro Sodré.
            
     


É alarmante o número de casos de AIDS em Tucuruí

                   
A epidemia no Brasil está estabilizada, com taxa de detecção em torno de 20,4 casos a cada 100 mil habitantes, em 2013. No Estado do Pará essa taxa é de 23,2 casos a cada 100 mil habitantes, sendo que de 1980 a junho de 2014 foram registrados cerca de 18 mil casos da doença no território paraense.
        
O mais recente boletim epidemiológico emitido pelo MS também aponta que o Pará consta no ranking como a sétima Unidade da Federação com maior número de casos confirmados no período de 2009 a 2013. Na frente estão Rondônia (6º), Rio de Janeiro (5º), Santa Catarina (4º), Amazonas (3º), Amapá (2º) e Rio Grande do Sul (1º).
           
Na região Norte composta por sete Estados, somente pelos números de 2013, o Pará está em quinto lugar no ranking de detecção, ou seja, em torno de 23 casos para cada 100 mil habitantes. Acima dele estão Amapá (28,6), Rondônia (27,6), Roraima (31,3) e Amazonas (37,4). Entre os 100 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes que registram maior ocorrência da doença, o Estado aparece com Marituba, em sexto lugar geral na classificação, seguido por Belém (17°), Tucuruí (20°), Castanhal (32°), Ananindeua (53°), Paragominas (62°), Bragança (82°) e Parauapebas (89°). Fonte: Agência Pará.
     
Nota do Folha: Todo cuidado é pouco, entre milhares de municípios Tucuruí em 2013 estava em 20º lugar, imaginem agora em 2015 com a Prefeitura e a Saúde Pública Municipal falida e sucateada? Lembrem que AIDS não tem cura, os tratamentos atuais apenas prolongam a vida e provocam inúmeros efeitos colaterais. Lembre ainda que prevenir é melhor que remediar.
                    

Ex-funcionária da PMT faz um protesto virtual contra falta de pagamento

A Servidora exibe o pedido de exoneração, a corrente e o cadeado representa o descaso que
a acorrenta a esta desadministração incompetente e sem consideração para com o povo.
           
Charles Tocantins - Sec. Saúde.
A ex-servidora municipal Katiuscia Nogueira de Carvalho pediu exoneração no dia 09 de setembro de 2014 por motivo de mudança da cidade, e foi exonerada pelo prefeito em primeiro de outubro de 2014, acontece que até agora não conseguiu receber o que tem direito, pois o Secretário de Saúde está empurrando com a barriga e enrolando a ex-servidora, que precisa deste dinheiro pois está passando por dificuldades e precisa se instalar na nova cidade.
              
O valor da indenização é de R$ 5.900,00 (cinco mil e novecentos reais), isso é muito dinheiro para uma Prefeitura que arrecada R$ 20.000.000,00 (vinte milhões) por mês? 
           
É muito descaso e muita falta de consideração pelo próximo.
     
Isso é uma vergonha!!!
           
O requerimento
 
Documento da SEMED para o pagamento da servidora
   
Portaria de exoneração da servidora.


sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Concurso da PMT - Cronograma de chamada dos concursados da PMT

O Prefeito Sancler Ferreira (PPS), estabeleceu o cronograma de chamada dos concursados da PMT e o Folha publica em primeira mão. Serão quatro convocações, a primeira ainda este mês (fevereiro), a segunda em abril, e terceira em agosto e a última em outubro.
      
No entanto é bom que os concursados ainda não comecem a comemorar, pois o Prefeito Sancler (PPS), tem o péssimo hábito de não cumprir os compromissos assumidos, pode ser que neste caso ele abra uma exceção, mas ainda estamos pagando para ver. 
              
Por vias das dúvidas e pelo sim e pelo não, fiquem atentos e com um olho no peixe e outro no gato e continuem unidos e atentos, o prefeito é liso que nem bagre ensaboado, não desfaçam a Comissão e fiquem sempre em contato com o SINSMUT e SINTEP. O Folha os manterá informados de todos os acontecimentos envolvendo o concurso.
     
Agora vejam o cronograma e saibam quando serão chamados(?) bastando comparar sua classificação e a ordem de chamamento.
     
   

   

Incompetência e Falência - ASERT tem 7 dívidas protestadas e 2 registros no SPC

                          
A ASERT - Associação dos Servidores Públicos Municipais de Tucuruí tem hoje sete dívidas em protesto e dois registros no SPC - Serviço de Proteção ao Crédito. Para se ter idéia da falência da ASERT, os títulos protestados tem vão de R$ 1.318,00 a R$ 30.000,00. A ASERT não consegue pagar dívidas tão pequenas para uma associação deste porte, imaginem as grandes dívidas que chegam a quase meio milhão.
           
E acreditamos que isso é só a ponta do iceberg, provavelmente existe muito mais por trás da atual administração da ASERT, o que explicaria a "expulsão" do Raimundo que seria uma tentativa de impedir mais investigações sobre as finanças da entidade e os atos da Diretoria.
        
O pior é que o responsável pela ASERT perante o SPC ainda hoje é o Jorge Lopes da Silva, que terá sérios problemas caso não tome as devidas providências.
      
Vejam a consulta do SPC:
        
   

 

Comissão mista da ASERT se reúne na Sede do SINTEP

Comissão Mista da ASERT reunida no MPE
A Comissão dos Representantes dos Servidores Associados da ASERT se reuniu hoje na sede do SINTEP, para discutir a questão do endividamento da Associação devido à apropriação dos descontos dos Servidores Municipais Associados na ASERT. O MPE já notificou a direção da ASERT, da ACIT e a Prefeitura, tendo sido marcada uma reunião no prédio do MPE para o dia 02 de março. 
     
Foi discutido ainda na reunião a forma arbitrária da expulsão do Raimundo e a situação da ASERT, que está endividada e sem movimentar sua conta bancária devido a um cheque sem fundos da entidade que foi pago ao Dr. Mafra, mas que, contudo foi pago na justiça. Os cheques da ASERT estão sendo emitidos na conta pessoal do Diretor Financeiro da Associação.
     
A Comissão deliberou a convocação de uma Assembléia Geral da ASERT que deverá se realizar no dia 25 de fevereiro às 17:00 horas no auditório do SINTEP.
        
Vejam a Ata da Audiência no MPE
             
     
Nota do Folha: Fizemos a correção da matéria pois a reunião não foi no MPE e sim na sede do SINTEP. A reunião da ACIT, ASERT e PMT será no dia 02 de março deste ano. O motivo do engano foi que a redação confundiu os locais da reunião devido a ata que citou as ações do MPE.
    
Pedimos desculpas aos nossos amigos leitores pelo nosso engano.
     
Equipe Folha de Tucuruí.
    

Prefeitura falida não paga suas contas...

Prédio do Laboratório, aluguel atrasado 10 meses

A Prefeitura de Tucuruí está completamente falida e endividada, já falamos dos empréstimos bancários que comprometeram o Royalty e o FPM, já falamos das dívidas com o comércio e com os prestadores de serviço, já falamos da dívida para com o funcionalismo IPASET, ASERT, Caixa Econômica, e agora vamos falar dos aluguéis de imóveis, muitos com mais de nove meses de atraso, como é o caso do imóvel onde se localiza o Pró Jovem Adolescente no bairro do Getat, atrasado do mês 6 ao mês 12 de 2014 e mês 01/2015, Valor do aluguel: R$ 3.000,00. Total R$ 21.000,00 (vinte e um mil).
      
Outro aluguel atrasado é o prédio do Laboratório da PMT que funciona na Lauro Sodré, com aluguel atrasado do mês 5 ao mês 12 de 2014 e o mês 01/2015. Valor do aluguel R$ 4.000,00, Total: R$ 40.000,00 (quarenta mil). 
   
Pobre Tucuruí, está endividada por uns vinte anos.
             

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Comissão dos Concursados da Prefeitura se reúnem com representante do Ministério PPúblico Estadual

Concursados na porta do MPE.
A Comissão dos Concursados da Prefeitura de Tucuruí se reuniu com representante do Ministério Público Estadual. A Comissão não informou o teor da conversa ou o resultado da Audiência, estas informações serão dadas na próxima reunião dos concursados.
        

Deputada Jandira detona blindagem da Globo ao ex-presidente Fernando Henrique (PSDB)

Jandira denuncia que a Diretora de Jornalismo da Rede Globo enviou e-mail ao Jornal Nacional pedindo que no telejornal em notícias relacionadas à Operação Lava Jato da PF, o jornal não cite e nem seja comentada a denúncia de pagamento de propina na Petrobrás durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), para poupar o ex-presidente e o PSDB. 
     
     

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Comissão mista da ASERT, solicitou ao Ministério Público que investigue a dívida milionária da ASERT e as suas causas

A Comissão formada na Assembleia Geral da ASERT para tratar da dívida milionária da Prefeitura para com a associação solicitou por Ofício ao Ministério Público Estadual que convide o Prefeito Municipal e o Presidente da ASERT para prestar esclarecimentos sobre a dívida milionária da Prefeitura para com a ASERT e a dívida milionária da ASERT para com o comércio, clínicas, laboratórios e hospitais de Tucuruí.
    
Os descontos nos salários dos servidores não estão sendo repassado à ASERT (Pelo menos é isso que alega a diretoria da associação), o que tem causado sérios problemas nos convênios médicos e comerciais da Associação, o prefeito deve explicar porque se apropria indevidamente dos descontos que fazem parte do salário do servidor, e a Diretoria da ASERT precisa explicar porque mesmo tendo conhecimento do fato, ainda não denunciou esta prática criminosa à justiça e porque ainda não fez a cobrança judicial da dívida que hoje é de R$ 2.066.380,65 conforme apurado entre os credores da ASERT, este valor é pelo menos três vezes o valor de todo o patrimônio da Associação. 
   
Dívida esta que certamente levará á falência da instituição caso não seja tomada uma medida urgente para receber estes valores da prefeitura e sanar esta dívida milionária. Graças a esta dívida milionária, inúmeros convênios médicos e convênios com o comércio local foram cortados por falta de pagamento, inclusive a instituição está sendo desmoralizada pelo calote generalizado e pela emissão de cheques sem fundos pela atual direção, sendo que o servidor paga por um serviço que não está recebendo de forma minimamente adequada, já que seus descontos em folha de pagamento estão sendo desviado pelo Prefeito para outras finalidades que os servidores desconhecem.
   
É preciso verificar até onde vai a responsabilidade do Prefeito ao se apropriar indevidamente do salário do servidor, e até onde vai a responsabilidade da atual diretoria que por omissão e conivência não toma as providencias cabíveis, permitindo o endividamento da associação e ameaçando a própria existência da ASERT.
    
A diretoria da ASERT, em vez e perseguir os associados que lutam em prol e na defesa da instituição, deveria ter esta mesma disposição para cobrar pelos meios legais e disponíveis da Prefeitura os repasses dos descontos e para pagar a dívida de mais de dois milhões de reais acumulada por esta diretoria em apenas um pouco mais de um ano.
    
A Direção da ASERT quer calar a todos diante de tanto absurdo, tanto abuso e de tanta barbaridade e ilegalidade, querem que o trabalhador associado pague e fique calado, eles não aceitam críticas, mas vão ter que aceitar porque nós do Folha, do SINSMUT, do SINTEP e os servidores municipais não tem o beiço furado, não come na mão de ninguém e não tem medo de ameaças, de perseguições, de processo e nem de cara feia. 
              
A não ser que mudem de atitude, nós vamos continuar investigando e denunciando sim, e enquanto neste país tiver liberdade e democracia não vamos nos calar diante de nenhum abuso cometido contra os servidores municipais.
   
Vejam o ofício:
   
Clique na imagem para ampliar.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

A incompetente e antidemocrática direção da ASERT

Impressionante a incompetência da direção intolerante e antidemocrática da ASERT ao expulsar um associado simplesmente porque o mesmo criticou a direção da associação e defende os interesses dos servidores municipais.
                  
Esta direção na campanha eleitoral criticou a antiga direção porque a mesma, segundo eles, utilizava a instituição para fazer oposição ao prefeito e porque denunciava a apropriação indébita da prefeitura dos descontos dos servidores, dizia a atual diretoria que os ex-diretores estavam fazendo política partidária contra o prefeito na associação. Pois bem, esta diretoria assumiu e agora são eles que estão fazendo política partidária na ASERT, desta vez a favor do Prefeito Sancler Ferreira (PPS), o prefeito está destruindo a Associação com a conivência dos diretores.

          
A direção da ASERT deve administrar a associação com imparcialidade e sem partidarismo político, nem a favor e nem contra o prefeito, e sim a favor dos seus associados. A atual direção disse que recebeu a associação com uma dívida de R$ 600.000,00 seiscentos mil reais porque os ex-diretores eram contra o prefeito, pois bem, esta direção que é a favor do prefeito acumulou hoje uma dívida de R$ 2.200.000,00 dois milhões e duzentos mil reais no comércio local devido à sua incompetência e subserviência aos interesses financeiros e políticos do gestor municipal.
   
A ASERT hoje é um elefante branco, a ASERT deixou de atender a sua finalidade que é a assistência médica aos servidores municipais, que estão sem crédito no comércio, clínicas, hospitais e laboratórios, e estão sem atendimento médico na maioria das clínicas e hospitais antes conveniados. 

Fizemos um cálculo do prejuízo que é para o funcionalismo permanecer filiado a ASERT. Um Assistente Administrativo hoje na PMT desconta em média R$ 82,00 (oitenta e dois reais) para a ASERT, o que dá R$ 984,00 (novecentos e oitenta e quatro reais) por ano para a associação. A grande maioria dos servidores não gasta tudo isso em assistência médica por ano, se os servidores aplicarem isso na poupança terão muito mais lucro do que pagar para não ser atendido. Os associados da ASERT, quando a associação funcionava, tinham atendimento médico mas pagava parte dos exames e despesas médicas, e se quisesse atendimento para parentes tinha que pagar consultas e atendimentos médicos com ônus, que eram descontados dos seus salários, agora nem isso.
          
Hoje seus descontos para a ASERT são apropriados pelo prefeito com a anuência e conivência da direção da ASERT, e se os associados denunciam e criticam esta situação absurda são expulsos compulsoriamente da entidade sem direito à defesa e sem direito a recurso, uma clara violação da legislação vigente, em uma atitude ilegal e antidemocrática.
     
Desde quando um cidadão brasileiro perdeu o direito de liberdade de pensamento, de expressão e de crítica? Se eu pago por um serviço eu tenho o direito de criticar e de cobrar este mesmo serviço, assim com tenho o direito de manifestar publicamente a minha insatisfação se estes serviços não estão sendo prestados de forma eficiente.
         
A expulsão do Raimundo foi um tapa na cara de todos os associados da ASERT, a atual e incompetente administração da ASERT, deu um recado a todos os associados da ASERT, quem manda hoje na associação é a direção incompetente que não aceita críticas e não aceita nenhuma contestação por parte dos seus filiados que sustentam a entidade e são os verdadeiros donos da associação. Esta direção da ASERT é uma vergonha para o funcionalismo público municipal.
              
O SINDICATO dos Servidores Públicos Municipais e os servidores municipais tem a obrigação e o dever de dar uma resposta à altura a esta diretoria ditadora, inconsequente, incompetente e arbitrária, precisamos mostrar a estes ditadorezinhos capachos de político, que os donos da ASERT são os servidores da prefeitura, e que eles da direção são simplesmente os administradores de um patrimônio que é de todos nós. 
          
Agora me expulsem também da ASERT porque eu jamais vou abrir mão dos meus diretos constitucionais e não vou me calar diante da incompetência, das arbitrariedades e da violência da direção da ASERT. Meu nome é André Luiz Martins e Silva, sou servidor municipal concursado e filiado na ASERT e jamais vou me calar diante da arbitrariedade, da covardia, da injustiça e das práticas antidemocráticas.
        
Autor da matéria: André Luiz Martins e Silva (André Resistência).