Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Últimas matérias do Folha

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Moro tenta defender Temer de Eduardo Cunha

   

      
A capa da Veja deste final de semana parece revelar o que pretendia o juiz Sérgio Moro, ontem, ao apresentar-se espontaneamente para defender Michel Temer do que chamou de “ameaças e extorsões” de Eduardo Cunha contra o ocupante da presidência.
     
A revista, porta-voz oficioso da Lava Jato, registra que Temer dá vários passos para “estancar” a Operação no Supremo e, com isso, salvar a pele da turma que está hoje no poder, inclusive a dele próprio.
     
O despacho de Moro, dizendo que não admitirá, em Curitiba, sequer “insinuações” contra o presidente pode ser lido como um “o senhor cuida do Supremo e que garanto Curitiba”.
     
Moro só quer Lula e descarta, com seu perdão, quaisquer outros para conseguir chegar a ele.

   
Opinião do Folha - Moro defende Temer e não admite que Eduardo Cunha denuncie o presidente golpista, Moro tentou de todas as formas prejudicar a ex-presidente Dilma, inclusive tornando publico escutas e áudios ilegais, o que demonstra que seu real objetivo sempre foi tirar o PT do poder e prender o Lula de qualquer jeito.

-----------------------------------------------------------
     
Pai de Sergio Moro foi fundador do PSDB (http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=92836 )

Esposa de Sergio moro trabalha para o PSDB (https://www.conversaafiada.com.br/brasil/2014/12/06/mulher-de-moro-trabalha-para-o-psdb )
     

MARCELA USOU ADVOGADO DA CASA CIVIL PARA CENSURAR JORNAIS


MARCELA USOU ADVOGADO DA CASA CIVIL PARA PEDIR CENSURA A JORNAIS
    
No processo em que pediu a censura de jornais que pretendiam divulgar trechos do processo sobre um hacker que invadiu seus celulares e obteve fotos íntimas, além de um áudio que "jogaria na lama" a reputação de Michel Temer, Marcela Temer foi representada por Gustavo Vale da Rocha, subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil; censura prévia foi concedida por um juiz do Distrito Federal e condenada pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo; o caso foi investigado por Alexandre de Moraes, quando secretário de Segurança de São Paulo, o que lhe permitiu se tornar credor de Temer, que o fez ministro da Justiça e depois o indicou para o Supremo Tribunal Federal. Leia a matéria completa no site do Brasil 24/7.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Depoimento de FHC a Lava Jato desmonta acusação contra Lula

       
        
São Paulo – Em depoimento hoje (9) à Justiça Federal de Curitiba, no âmbito da Operação Lava Jato, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso falou em defesa de seu sucessor, Luiz Inácio Lula da Silva, em relação à denúncia de irregularidades em seu acervo presidencial. “FHC também reconheceu ter recebido muitos presentes de chefes de Estado, além de documentos e correspondências do Brasil e do mundo e que isso integra seu acervo, entregue ao final do mandato, exatamente como ocorreu com Lula. Mas nunca foi por isso questionado pelo TCU e pela Justiça”, afirma nota do advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente Lula nas acusações da Lava Jato. Veja a notícia completa.
        

Folha adere ao panelaço do CAF contra a corrupção

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Governo do PSDB pretende privatizar o Hospital Regional de Tucuruí e fechar o pronto socorro

A Câmara Municipal de Tucuruí está reagindo à terceirização dos Serviços do Hospital Regional de Tucuruí pelo Governador Jatene do PSDB, devido ao fechamento do Pronto Socorro que atende aos municípios do entorno do lago de Tucuruí. Estão certos os vereadores, já que o fechamento do Pronto Socorro do Regional vai tornar ainda mais caótica à saúde pública em todos os municípios do entorno do lago da hidroelétrica.
        
Mas não é só a questão do fechamento do Pronto Socorro que preocupa, tem ainda a questão moral, financeira, a corrupção com os desvios de dinheiro público que não raramente envolve estas terceirizações.
        
Não há dúvida de que a terceirização e a corrupção andam de mãos dadas, a privatização não é nada mais que uma forma de burlar a Constituição que determina o Concurso Público para a investidura em cargos no setor público (contratar apaniguados sem concurso), para burlar a Lei de licitações (comprar de quem quiser com o preço que quiser) e desviar dinheiro público para beneficiar partidos e grupos políticos.
       
Pipocam em todo o país denuncias de corrupção envolvendo Estados e Municípios e as OS e OSCIPs. AS justificativas do estado para terceirizar a saúde pública são simplesmente cínicas. 
        
Resumindo, a terceirização de Hospitais Públicos é simplesmente mais uma forma de burlar a lei de licitações, contratar sem concurso e desviar recursos públicos.
       
Vejam algumas das inúmeras matérias sobre o Hospital Regional de Marabá administrado por uma OS.
       
         
Vejam também a entrevista do Dr. Jairo Bisol, Promotor de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e ex-Presidente da Associação Nacional do Ministério Público de Defesa da Saúde (AMPASA).
         
       
Vejam estas denuncias de Pronto Socorro terceirizado e administrado por uma OS em Belém.