Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Últimas matérias do Folha

sábado, 22 de abril de 2017

Temer rouba e passa recibo... Kkkkkk.


Do blog Conversa afiada
       
"Folha mostra os recibos do roubo do Temer
Barrocal já tinha descrito a suruba no escritório em SP
     
O André Barrocal já tinha publicado o passo-a-passo da monumental roubalheira que o MTabençoou em seu escritório de advocacia (administrativa) em São Paulo, na imaculada companhia do Eduardo Cunha.
      
Agora, a Fel-lha mostra o batom na cueca:
     
Os recibos da roubalheira.
      
Pois o Treme é tao incompetente, até como ladrão, que permite passar recibo do roubo!
     
Quá, quá, quá!"
         
       

VBV - A extensão da Caridade


Reflexão de Boa Vontade — Por Paiva Netto*

A extensão da Caridade

As Boas Obras são Caridade não apenas na Religião, mas também na Ciência, na Filosofia, na Política, na Economia, no Esporte, na Arte, na vida pessoal e na coletiva. A Caridade é tão fundamental para a sobrevivência da criatura e da Humanidade, que a respeito dela assim definiu o Apóstolo Paulo, na Primeira Epístola aos Coríntios, 13:13: “Agora, pois, permanecem a Fé, a Esperança e a Caridade. Destas três, porém, a maior é a Caridade”.
             
O benemérito dr. Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti, ilustre político brasileiro, conhecido como o “Médico dos Pobres”, em seu artigo “O Homem Carnal e o Espiritual”, publicado no jornal O Paiz, no século 19, classificou: “A Caridade é a sublime virtude recomendada pelo Cristo; ela unifica, individualmente, o Amor de Deus e o Amor do próximo”.
               
Erasmo de Rotterdam (?1469-1536) classifica a Caridade, no seu famoso Elogio da Loucura, como fator básico para a subsistência, por ocasião do Fim dos Tempos: “O Juiz de toda a terra (o Cristo), no último dia, (...) pedirá contas apenas pela administração de Seu legado, que foi a lei do amor e caridade”.
         
Lutero, Fé e Boas Obras
Aqui um texto de minha autoria, que publiquei em Reflexões da Alma (2003):
Um dos maiores questionamentos de boa parte daqueles que desejam a salvação espiritual é “O que mais agrada a Deus?”. O grande reformador Martinho Lutero (1483-1546) tem a resposta, citada pelo professor Leônidas Boutin: “Ter Fé verdadeira e inabalável na Palavra de Deus, que está contida nas Sagradas Escrituras. E quem tem verdadeiramente fé há de praticar Boas Obras, isto é, amará ao próximo, pois é impossível ter fé sem praticar Boas Obras, que são, assim, decorrências naturais e inevitáveis dela”.
              
Muhammad, o Profeta, e a prática do Bem
Exercitar o Bem é muito melhor. O contrário leva a criatura a lamentável estado de arrependimento, como demonstra o Profeta Muhammad“Que a Paz e as bênçãos de Deus estejam sobre ele” — no Corão Sagrado, versículo 12 da 32a Surata (A prostração): “Ah, se pudesses ver os pecadores, cabisbaixos, ante o seu Senhor! Exclamarão: Ó Senhor nosso, agora temos olhos para ver e ouvidos para ouvir! Faze-nos retornar ao mundo, que praticaremos o bem”.
               
Sobre o sublime ato de se doar ao próximo e suas consequências sociais, passemos a palavra ao pensador político francês Alexis de Tocqueville (1805-1859): “A caridade dos indivíduos se dedica às maiores misérias, procura o infortúnio sem publicidade e, de maneira silenciosa e espontânea, repara os males. (...) Pode produzir somente resultados benéficos. (...) Alivia muitas misérias, sem produzir nenhuma”.
                
Por isso mesmo, asseverou o Cristo: “A cada um de acordo com as próprias obras” (Evangelho, segundo Mateus, 16:27).
               
Homens, povos e nações serão julgados por essa Divina Lei de Amor e de Justiça.
      
* José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

    

MPPA realiza inspeção no Centro de Recuperação de Tucuruí

MPPA realiza inspeção no Centro de Recuperação de Tucuruí

             
O Ministério Público do Estado realizou, nesta terça-feira (18), inspeção conjunta com o superintendente do Sistema Penal, coronel André Cunha e a equipe de esforço concentrado da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe). A diligência ocorreu em razão de procedimento extrajudicial instaurado em setembro de 2016 na Promotoria de Justiça de Tucuruí para apurar as condições de carceragem no Centro de Recuperação do município.

Em vistoria realizada ano passado foi constado que o estabelecimento em termos absolutos e relativos era o mais lotado do Estado, com capacidade para 120 vagas, mas que abrigava 420 presos, não possuía assistência médica adequada, os equipamentos de fiscalização não estavam funcionando, 70% de presos provisórios e alguns problemas relacionados à execução penal.
     

"A partir dos dados foi oficiado a todos os juízes, promotores e defensores do Polo Tucuruí, informando a relação de presos provisórios com maior morosidade, realizado levantamento processual de todos os processos e solicitado junto a Susipe apoio jurídico para rever a situação dos presos", relatou a promotora de Justiça Adriana Passos.
          
Todo esse trabalho culminou na inspeção realizada nesta terça-feira com a participação do juiz de execuções Penais Leonardo Frota e dos promotores da Região de Tucuruí, Adriana Passos, Amanda Lobato e Carlos Lopes.
         
Nessa nova inspeção constatou-se a revitalização do estabelecimento, reorganização dos espaços com sala mais apropriada para atendimento médico e sala de aula, além da contratação de um médico. E também a confirmação de retomada das obras para ampliação em 220 vagas, com data do certame licitatório para 24 de abril.
                

    
Também houve a instalação e funcionamento de detectores de metais e câmaras de segurança, apresentação pelo diretor de reinserção social de convenio junto ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) para profissionalização, junto com a prefeitura e sociedade civil para utilização da mão de obra carcerário e revisão dos processos com 64 benefícios ajuizados, identificação de 11 benefícios vencidos e interposição de 27 benefícios pré-datados.
     
"Destaco o sucesso da ação extrajudicial do Ministério Publico, que por meio de articulação com as autoridades e promotores do polo conseguimos trazer melhorias reais para para estabelecimento prisional de Tucuruí", comemorou Adriana Passos.
     
Texto e fotos: Promotoria de Justiça de Tucuruí
Edição: Assessoria de Comunicação
      

Odebrescht entrega provas de Mega Propina a Temer O Usurpador


Odebrescht entrega provas de Mega Propina a Temer O Usurpador
        
A empreiteira apresentou aos investigadores da Lava Jato os extratos que comprovariam o pagamento da propina de US$ 40 milhões, equivalentes a R$ 126 milhões, acertada numa reunião presidida por Michel Temer, com a presença de Eduardo Cunha e do lobista João Augusto Henriques, ambos presos em Curitiba; a maior parte do dinheiro foi paga em contas no exterior; valor equivalia a 5% de uma contrato na área internacional da Petrobras que a presidente deposta Dilma Rousseff cortou em 43%; hoje, 79% dos brasileiros defendem a cassação de Temer. Leia a matéria completa.
       
Fonte: Site 247