Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Amanhã é dia de festa para os Servidores Municipais em Tucuruí

            
Amanhã é dia de festa para os Servidores Municipais em Tucuruí, o SINSMUT fará a comemoração na AABB (Associação Atlética Banco do Brasil), e a ASERT/PMT farão a festa na chácara do Juca Joias.
           
O servidor poderá escolher a festa ou poderá ir às duas se quiser e conferir qual mais lhe agrada e qual será a mais organizada, já que a festa é o dia todo.
                   
Na festa da ASERT/PMT certamente terá muita gente, pois é uma festa para o trabalhador, mas também com certeza é um evento político, o que não acontece com a festa do SINSMUT. Para quem gosta de multidões a melhor escolha é a festa da ASERT/PMT, mas para quem quer ir com a família a uma festa mais tranquila e mais direcionada aos funcionários, a opção é o SINSMUT.
                 
Acredito que esta foi a melhor solução, concentrar muitos interesses em uma festa só é muito complicado e fica praticamente impossível organizar, as filas para as comidas e bebidas são quilométricas e geralmente a maioria das pessoas nem mesmo tem lugar para sentar e curtir a festa com um mínimo de conforto.
            
Com duas festas, os servidores terão mais opções.
          
Feliz dia do trabalhador...
         

terça-feira, 29 de abril de 2014

'Gelo de fogo' escondido em solo do Ártico é fonte de energia do futuro?

Por BBC Brasil 
         
EUA, Japão e Canadá investem em tecnologia de extração de hidrato de metano, também abundante sob leito do mar
    
O mundo é viciado em combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural), e é fácil entender por quê: baratos, abundantes e fáceis de extrair, eles alimentam o desenvolvimento da indústria mundial.
    
   
O metano hidratado fica abaixo de muitas camadas de gelo ou no fundo do mar.
          
Cada vez mais, porém, os governos vêm buscando alternativas aos hidrocarbonetos tradicionais - seja porque são altamente poluentes ou porque sua extração tem se tornado mais difícil, à medida que algumas reservas vão se esgotando.
         
Um substituto potencial - em enormes quantidades - foi encontrado e repousa profundamente sob permafrost (solo gelado do Ártico) ou os leitos dos oceanos: o hidrato de metano.
           
Apesar de potencialmente menos poluente que petróleo e carvão, porém, sua extração apresenta enormes riscos ambientais.
          
Reservas gigantes
         
Conhecido como "gelo que arde", o hidrato de metano consiste em cristais de gelo com gás preso em seu interior. Eles são formados a partir de uma combinação de temperaturas baixas e pressão elevada e são encontrados no limite das plataformas continentais, onde o leito marinho entra em súbito declive até chegar ao fundo do oceano.
       
Acredita-se que as reservas dessa substância sejam gigantescas, observa Chris Rochelle, do Serviço Geológico Britânico. A estimativa é de que haja mais energia armazenada em hidrato de metano do que na soma de todo petróleo, gás e carvão do mundo.
          
Ao reduzir a pressão ou elevar a temperatura, a substância simplesmente se quebra em água e metano - muito metano.
         
Um metro cúbico do composto libera cerca de 160 metros cúbicos de gás, o que o torna uma fonte de energia altamente intensiva. Por causa disso, da sua oferta abundante e da relativa facilidade para liberar o metano, um número grande de governos está cada vez mais animado com essa nova fonte de energia.
      
Desafios técnicos
       
O problema, porém, é extrair o hidrato de metano. Além do desafio de alcançá-lo no fundo do mar, operando sob altíssima pressão e baixa temperatura, há o risco grave de desestabilizar o leito marinho, provocando deslizamentos.
         
Uma ameaça ainda mais grave é o potencial escape de metano. Extrair o gás de uma área localizada não é tão complicado, mas prevenir que o hidratado se quebre e libere o metano no entorno é mais difícil.
         
E isso tem consequências sérias para o aquecimento global - estudos recentes sugerem que o metano é 30 vezes mais danoso que o CO2.
        
Por causa desses desafio técnicos, ainda não há escala comercial de produção de hidrato de metano em qualquer lugar do mundo. Mas alguns países estão chegando perto.
        
Os Estados Unidos, o Canadá e o Japão já investiram milhões de dólares em pesquisa e já realizam alguns testes, desde 1998. Os mais bem-sucedidos ocorreram no Alasca em 2012 e na costa central do Japão em 2013, quando, pela primeira vez, houve uma exitosa extração de gás natural a partir de hidrato de metano no mar.
        
Os Estados Unidos lançaram um programa de pesquisa e desenvolvimento nacional já em 1982 e, em 1995, tinham terminado a sua avaliação dos recursos disponíveis do gás de hidratos no país. Desde então, têm realizado projetos-piloto na costa da Carolina do Sul, no norte do Alasca e no Golfo do México. Cinco ainda estão em execução.
          
Exploração comercial
        
O interesse do Japão é óbvio, assinala Stephen O'Rourke, da empresa de consultoria energética Wood Mackenzie: "O Japão é o maior importador de gás do mundo."
         
No entanto, ele ressalta que o orçamento anual do Japão para pesquisa na área é relativamente baixo - US$ 120 milhões (cerca de R$ 270 milhões). Os planos do país de produzir em escala comercial no fim desta década, portanto, parecem muito otimistas. Mas, mais à frente, o potencial é enorme.
          
"O gás metano pode mudar o jogo para o Japão", diz Laszlo Varro, da Agência Internacional de Energia (IEA).
         
Em outros países, porém, os incentivos para explorar o gás comercialmente são menores por enquanto. Os Estados Unidos estão priorizando suas reservas de gás de xisto, recurso que também é abundante no Canadá. Já a Rússia ainda tem enormes reservas de gás natural.
       
A China e a Índia, com sua feroz demanda por energia, são uma história diferente. No entanto, elas estão muito atrás em seus esforços para explorar o recurso. "Houve alguns progressos recentes, mas não prevemos produção comercial antes de 2030", afirma O'Rourke.
         
De fato, a IEA não incluiu gás hidratado nas suas projeções globais de energia para os próximos 20 anos.
          
Riscos
      
Mas se essa fonte for explorada, o que parece provável no futuro, as implicações ambientais podem ser extensas.
        
Apesar de ser menos poluente que o carvão ou o petróleo, continua sendo um hidrocarboneto e, portanto, emite CO². E há ainda o risco mais sério da liberação direta de metano na atmosfera.
          
Alguns argumentam, porém, que pode não haver alternativa, na medida em que o aumento da temperatura global pode provocar a liberação do gás "naturalmente" por causa do aquecimento dos oceanos e do derretimento das calotas polares.
         
"Se todo o metano for liberado, nós vamos ver um cenário de filme Mad Max", diz Varro. "Mesmo usando estimativas conservadoras sobre as reservas de metano, isso faria todo o CO² de recursos fósseis parecer uma piada", destacou.
           
"Por quanto tempo o gradual aquecimento global pode prosseguir sem liberar o metano? Ninguém sabe. Mas quanto mais ele avança, mais perto chegamos de jogar roleta russa", acrescentou.
                

Brasileiros poderão estudar em Coimbra com nota do Enem

Universidade portuguesa é a primeira a aceitar brasileiros por esse teste


Por: Agência Brasil
Estudantes brasileiros poderão ingressar na Universidade de Coimbra, em Portugal, com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O exame passa a ser aceito este ano para os candidatos a vagas de graduação. É a primeira vez que uma instituição estrangeira utiliza o Enem como critério de seleção.
   
A Universidade de Coimbra aceitará os resultados do Enem de 2011, 2012 e 2013 e dispensará os brasileiros dos exames portugueses, que, até o mês passado, eram obrigatórios pela legislação do país. As notas no exame terão pesos diferentes de acordo com o curso ao qual o estudante pretende ingressar. No site da instituição, está uma tabela com os pesos das pontuações.
       
A Universidade de Coimbra é a instituição portuguesa de ensino superior mais antiga. No ano passado, foi incluída na lista do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Cerca de 23 mil estudantes estão matriculados na instituição. Desses, mais de 2 mil são brasileiros.
            
O vice-reitor da universidade, Joaquim Ramos de Carvalho, explica que o Enem é o primeiro exame internacional a ser aceito pela instituição como critério de seleção. A universidade deu prioridade pela alta procura de brasileiros. Segundo ele, a instituição estuda aceitar também o Gao Kao, uma espécie de Enem chinês.
           
"Temos acompanhado a evolução e o sucesso do Enem. Prova disso é o número de universidades brasileiras que aceitam o exame como forma de ingresso. São instituições que respeitamos muito", diz Carvalho. Ele acrescenta: "O Enem tem qualificações equivalentes [às exigidas pelos os exames portugueses]. Consideramos que podemos aceitar sem necessitar passar por prova".
                
Segundo o Ministério da Educação (MEC), o uso do exame pela universidade portuguesa "esta é mais uma prova da consolidação do Enem como critério republicano de acesso ao ensino superior".
             
No Brasil, o Enem seleciona estudantes para instituições públicas de ensino superior pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições particulares, pelo Programa Universidade para Todos (Prouni). Além disso, é pré-requisito para obter um financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para o intercâmbio acadêmico pelo Ciência sem Fronteiras.
        
Em 2013, mais de 5 milhões de candidatos fizeram o exame. Neste ano, o Enem poderá ser aplicado nos dias 8 e 9 de novembro. O edital ainda não foi divulgado.
              

domingo, 27 de abril de 2014

Está tudo em família...

  TUDO EM FAMÍLIA
    
O poderoso Presidente da AMAT e Prefeito de
Tucuruí Sancler Ferreira (PPS), está acima da Lei
e controla várias prefeituras no sul do Pará.
Você sabia que a atual Secretária de Ação Social de Tucuruí é irmã do prefeito do Breu Branco (PSDB), nora do ex-deputado Zé lima, que é sogro do Sancler e pai da primeira dama de Tucuruí?
            
Sancler e família controlam direta e indiretamente quatro municípios: Tucuruí, Breu Branco, Repartimento e por afinidade Goianésia onde a Prefeitura é comandada por pessoas de Tucuruí e que são ligadas e de confiança do Prefeito de Tucuruí, começando pelo próprio prefeito Russo, que é aliado do Zé Lima a várias décadas. 
                
Todo este poder explica (Além do grande poder político e econômico devido à soma dos orçamentos das quatro prefeituras) a blindagem do prefeito, e porque para a Administração Municipal Tucuruí é uma terra sem Lei.
           
Isso também explica porque para o povo de Tucuruí tanto faz Jatene (PSDB) ou Helder (PMDB/PT) no Governo do Pará. Do jeito que vier, para o povo de Tucuruí não tem escapatória, o cerco está completo, só Jesus na causa, e enquanto o poder e a justiça divina não se manifesta, tá tudo dominado...
                

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Concurso Público - Prefeito Sancler (PPS) quer manter a todo custo o cabide de emprego da PMT


Segundo as previsões da PMT para o concurso, o Prefeito Sancler (PPS), mantém as 416 vagas, reservando mais de 2000 vagas sem concurso para captação de votos, já que a esposa do prefeito é pré-candidata a Deputada Estadual pelo PSDB nas próximas eleições.
         
Na folha de pagamento da PMT em 2013 havia mais de 2500 contratados ocupando as 416 vagas que o prefeito diz que tem na prefeitura. Será que alguém explica como cabem 2500 contratados em 416 vagas??? Será que o prefeito coloca os contratados de seis em seis um em cima do outro, ou o Sancler é o David Copperfield disfarçado de prefeito? O Sancler deve pensar que o povo é tão burro que não sabe fazer contas e não percebe um absurdo e uma farsa como esta.
           
Ainda de acordo com as previsões, as inscrições serão do dia 16/5 a 16/6, e a prova será no dia 29 de junho.
            
Não se sabe se a justiça aceitará este número de vagas proposto pela prefeitura, já que segundo levantamento e parecer do MPE, tem mais de 2000 vagas na PMT.
              
Em nossa opinião, de qualquer forma, o prefeito vai conseguir manter uma reserva de vagas na prefeitura para empregar cabos eleitorais e seus familiares, pois isso reduz o custo da campanha eleitoral que em parte será paga pela população de Tucuruí. Que isso vai acontecer não nos resta nenhuma dúvida, só resta saber apenas qual é a quantidade de cabos eleitorais que serão pagos pelo povo com empregos na prefeitura, 500, 800, 1500 ou 2000?
                
É uma pena que todas estas vagas não serão disponibilizadas para os tucuruienses que não são cabos eleitorais do prefeito e nem tem padrinho político.
                    

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Humor


O prefeito quer "escolher" as empresas que participarão da Licitação para o Concurso Público na Prefeitura de Tucuruí



O Prefeito Sancler (PPS) queria fazer a licitação para o Concurso Público da Prefeitura de Tucuruí na modalidade Carta Convite. Desta forma ele escolheria três empresas de sua livre escolha, que participariam da licitação. 
                  
Esta forma de licitação não é ilegal, mas no caso de Concursos Públicos, a escolha das empresas que participarão da Licitação, a nosso ver, compromete a transparência do certame, e transparência depois da competência, é o que mais falta na Prefeitura de Tucuruí.

             
O MPE e os Sindicatos discordam da PMT sobre esta forma de licitação, para dar transparência e evitar direcionamentos, o Edital deve ser publicado e deve participar da Licitação TODAS as empresas interessadas, e não somente as empresas de interesse do prefeito.
            
Agora que o Concurso é inevitável, o MPE e os sindicatos (SINSMUT e SINTEP), precisam fiscalizar o certame atentamente, para garantir a lisura do processo e que somente os candidatos que realmente passarem no concurso consigam ser classificados, evitando-se ao máximo a interferência política no resultado do concurso.
            
Não vai ser fácil fiscalizar o concurso na PMT, começando pela licitação, mas é preciso ficarmos atentos para que os que realmente forem os melhores candidatos, consigam passar e sejam nomeados para o cargo pleiteado.
                   
A sociedade tucuruiense deve cobrar do prefeito Sancler, um concurso transparente para que não reste a menor dúvida sobre a lisura do resultado. Todos os tucuruienses tem o direito de ter uma chance justa de emprego na Prefeitura, todos os candidatos devem passar no concurso de forma legítima e por seus próprios méritos.
        

Dilma sanciona Marco Civil da Internet em Fórum Mundial em São Paulo

Por Wanderley Preite Sobrinho , iG São Paulo.

  
Presidente assinou de forma simbólica a “constituição da internet” na presença de representantes de todo o mundo.
                 
Depois de receber elogios nominais de personalidades como o vice-presidente do Google, Vint Cerf, e do próprio criador da World Wide Web, Tim Berners-Lee, a presidente Dilma Rousseff aproveitou a plateia do NETmundial - fórum global que discute o futuro da internet -, em São Paulo, para sancionar de forma simbólica o Marco Civil da Internet, considerada a constituição brasileira da web, aprovada nesta terça-feira (22) pelo Senado.
                   
A presidente iniciou seu discurso agradecendo nominalmente o deputado Alessandro Molon (PT-RJ) e o senador Walter Pinheiro (PT-BA) pela aprovação “em tempo recorde” do Marco Civil.
                
                 
Seu discurso, o mais longo, começou com críticas à espionagem americana a governos internacionais, inclusive o brasileiro. "Em meados de 2013, as revelações de espionagem de monitoramento coletivo provocaram repúdio na opinião pública mundial. Esses fatos são inaceitáveis e continuam a ser inaceitáveis. Atentam contra a natureza da internet, que só é possível com respeito à liberdade de expressão.”
                   
Em alfinetadas veladas aos Estados Unidos, Dilma pregou um modelo de internet “multissetorial", com a participação de acadêmicos, empresários, governos e sociedade civil. “Consideramos a perspectiva multilateral. A participação dos governos deve ocorrer em pé de igualdade, sem que um país tenha mais privilégio do que outros.”
             
O final e a parte mais importante de seu discurso centrou no Marco Civil da Internet, aprovado no Senado em tempo recorde graças à pressão do Planalto, que esperava apresentá-lo ao público no fórum de hoje.Wanderley Preite Sobrinho.
            
Manifestantes pró-Snowden levantaram faixas durante o discurso da Dilma, nesta quarta-feira Dilma chamou a lei de “um presente para a web”, que “demonstra a viabilidade de discussões abertas e a utilização inovadora da internet como plataforma desses debates.”
            
“Esse foi um processo virtuoso que nós levamos no Brasil. O nosso Marco Civil também foi valorizado pelo processo de sua construção. Por isso, gostaria de lembrar que ele estabelece princípios, garantias e direitos dos usuários.”
            
A presidente, então, lembrou que a nova lei consagra a neutralidade da rede ao estabelecer que as empresas de telecomunicação devem tratar de maneira isônoma os serviços. “As empresas também não podem bloquear e filtrar os pacotes de dados”, lembrou ela, que completou afirmando que a nova lei protege a privacidade do cidadão em sua relação tanto com o governo quanto com as empresas. "A comunicação é inviolável, salvo por ordem judicial."
             
Ela concluiu dizendo que o Marco Civil “iguala as vozes das ruas, das redes e das instituições” e convidou os participantes para a Copa do Mundo. “Espero que vocês voltem para a Copa, ou assistam pela internet.”
               

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Conselheiro denuncia o Superintendente e Diretoria do IPASET ao Ministério Público Estadual

             
O Conselheiro Administrativo do IPASET (Previdência dos Servidores do Município de Tucuruí) Senhor José Junatas da Costa, denunciou ao Ministério Público Estadual, várias ilegalidades praticadas pelo Superintendente do IPASET Senhor Ronaldo Voloski e demais membros da Diretoria, o Conselheiro denunciou ao MPE, que além dos fatos apresentados, existem inúmeros outros indícios que levam à crer que outras ilegalidades administrativas na administração do IPASET, podem ter sido praticadas pela direção daquele órgão desde a sua criação.
             
A impunidade e a blindagem que goza o Poder Público em Tucuruí, em que graves denuncias COMPROVADAS e tornadas públicas durante anos à fio, tem como regra cair no vazio esquecidas e sepultadas em gavetas mofadas, incentiva cada vez mais as práticas ilegais e os crimes contra a Administração Pública em nosso município.
                       
Estas práticas não só têm causado irreparáveis prejuízos aos cofres públicos e a toda a população do município, mas também contribui para o desgaste da imagem das instituições e o descrédito do povo de Tucuruí para com a Lei e a Justiça.
                    
Confiamos em Deus que um dia o Interesse Público e a Lei vão prevalecer acima da impunidade e dos interesses inconfessáveis e espúrios, que imperam acintosamente em nossa amada Tucuruí.
               
Nossos parabéns e o nosso reconhecimento ao Professor José Junatas, pela sua coragem, seriedade, espírito público e competência como Conselheiro Administrativo do IPASET e representante dos Servidores Públicos Municipais de Tucuruí.
         
Abaixo o relatório do Conselheiro Administrativo do IPASET.
                   
         
            
Abaixo o relatório/denúncia do Conselheiro que foi protocolado no Ministério Público Estadual.

       
   
           
Para fazer o download do arquivo com os dois relatórios e alguns dos documentos que foram apresentados ao MPE, Clique Aqui.
              

terça-feira, 22 de abril de 2014

Matéria para amanhã: Conselheiro do IPASET denuncia o Superintendente e Diretor do órgão ao Ministério Público


                  
Amanhã publicaremos o relatório do Conselheiro do IPASET Sr. José Junatas da Costa, em que o mesmo faz inúmeras e graves denúncias contra o Superintendente Ronaldo Voloski e demais diretores da instituição.
        
Vamos publicar ainda o Relatório/Denúncia protocolado no Ministério Público Estadual que relata diversas irregularidades e ilegalidades praticadas pela direção do IPASET. Também publicaremos alguns dos documentos apresentados ao MPE, não publicaremos todos, pois por ser um volume muito grande de documentos ocuparia muito espaço no blog.
         
Se preparem servidores municipais e população de Tucuruí, porque as denuncias são muito graves. 
         
Esperamos que a justiça apure com rigor as denuncias do Conselheiro do IPASET, esperamos que haja menos complacência para com os crimes e ilegalidades praticados pela Administração Pública em Tucuruí, que a justiça cumpra e faça cumprir a Lei.
        
A sociedade tucuruiense não pode mais conviver com a ilegalidade e com a impunidade em nosso município.
                 

Diretor Administrativo e Financeiro do IPASET entrega Folha de pagamento diferente para vereador e para o sindicato

                             
O Diretor Administrativo e Financeiro do IPASET entregou duas Folhas de Pagamento diferentes do mês de Março de 2014 ao SINSMUT e outra ao Vereador Dodô. Nas cópias das folhas de Pagamento que mostramos abaixo, podemos ver claramente que as duas relações de funcionários não bate uma com a outra. Não se sabe qual é a Folha de Pagamento verdadeira, ou se ambas são falsas e deliberadamente incompletas.
           
Outro fato documentado, demonstra sem dúvida alguma que a direção do IPASET está fazendo complementação salarial de funcionários para disfarçar o aumento de salário com horas-extras (o que é ilegal). Notem que vários funcionários recebem 107 horas-extras, recebendo cada um exatamente R$ 1.460,97 (com apenas uma exceção em que o servidor recebeu 50 horas-extras). Ora, não é preciso ser técnico em contabilidade ou auditor, para verificar que estas horas extras não passam de complementação salarial..
          
Vamos aos números: Segundo a Lei (Art. 7 da Constituição Federal e Art. 59 da CLT), só é permitido duas horas extras diárias, a carga horária não pode passar de 10 horas diárias (no máximo 8 horas normais e duas horas extras). O IPASET funciona de segunda a sexta-feira, portanto são 20 dias por mês e 160 horas normais mensais (isso sem descontar os feriados), portanto duas horas-extras diárias daria no máximo 40 horas-extras mensais, portanto fica sobrando 67 horas-extras não explicadas.
             
Mas vamos supor que os servidores do IPASET trabalhem 44 horas normais por semana (o que também seria ilegal pois todos os servidores municipais trabalham 40 horas por semana), mas mesmo assim, caso os servidores do IPASET trabalhassem no sábado e fizessem mais duas horas-extras semanais, neste caso aumentaria de 40 para 48 horas-extras mensais, portanto ainda sobra 59 horas-extras a serem explicadas. O pagamento destas 107 horas-extras é totalmente ilegal e a direção do IPASET sabe disso, mas mesmo assim comete a ilegalidade deliberadamente.
           
Isso significa que a direção do IPASET é completamente incompetente e ainda por cima ignora a Lei? Acho que não, em primeiro lugar na verdade, eu acredito que eles pensam que todo mundo é idiota e não sabe Ler, portanto ninguém perceberia as falhas nas Folhas de Pagamento entregues ao sindicato e ao vereador. Em segundo lugar, eles pensam que todos nós somos tão ignorantes, a ponto de desconhecemos a Lei, e pensam ainda que não sabemos somar e diminuir, portanto não perceberíamos as ilegalidades no pagamento de horas-extras.
           
Penso que a direção do IPASET comete todas estas ilegalidades contando com a impunidade e com a complacência da justiça para com os crimes contra a administração pública, que rotineiramente são cometidos pela Administração Municipal em Tucuruí. Exemplos:: Em 14 dias serão completados 8 anos sem Concurso Público na Prefeitura de Tucuruí, certamente um recorde nacional em uma prefeitura, e isso com o acompanhamento de milhares de contratações sem Concurso Público com objetivos eleitorais, o que é um absurdo inexplicável, absurdo este que tem sido denunciado ao MPE e à justiça várias vezes durante seis anos.
           
Tem muita coisa estranha e muitos indícios de irregularidades na administração do IPASET, é preciso que o SINSMUT, SINTEP e o Ministério Público façam uma fiscalização e uma investigação rigorosa sobre as atividades da direção do IPASET, inclusive fiscalizando os repasses da PMT, as movimentações bancárias, e a forma com que estão administrando o IPASET e os recursos da Previdência Municipal.
         
Previdência não é brinquedo, e deve ser tratada com seriedade, competência e transparência, o IPASET é hoje em dia, uma caixa preta cujo conteúdo só é conhecido e decifrado por uma meia dúzia de pessoas, todas aliadas e de confiança do Prefeito Sancler.
        
ISSO É UMA VERGONHA!!!
           
Vejam a Folha de Pagamento do IPASET entregue ao SINSMUT, e que é diferente da Folha entregue ao Vereador Dodô:
         
Os nomes sublinhados em vermelho não constam da
Folha de Pagamento entregue ao vereador Dodô.
           
Agora vejam a Folha de Pagamento entregue ao vereador Dodô, e que é diferente da folha de pagamento entregue ao SINSMUT, e veja ainda a relação de horas extras utilizadas como complemento de salário:
            
         
               
Os nomes sublinhados em vermelho não constam
na Folha de Pagamento entregue ao SINSMUT. 
                
     
         
É mole ou quer mais?
       
ISSO É UMA VERGONHA!!!
     

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Tucuruí - Construções irregulares e obra mal feita da PMT, provoca enchente e prejuízos no centro da cidade.

Enchente no igarapé Santana alaga a Av. Raimundo Veridiano Cardoso e outras ruas do centro de Tucuruí. Foi só uma chuva um pouco mais forte para transformar a Av. Raimundo Veridiano Cardoso em uma verdadeira represa, que além de fechar uma das principais avenidas do centro da cidade e a mais importante saída da cidade em uma verdadeira represa.
                  
A Administração Municipal do alto da sua incompetência permitiu aos amigos do prefeito construir nas margens do igarapé, e uma obra de drenagem do igarapé mal feita e inacabada, canalizou o igarapé reduzindo as margens e a vazão das águas, e não deu outra, alagamento, interrupção no transito e muitos prejuízos aos comerciantes, prestadores de serviço e moradores da área.
          
Os comerciantes prejudicados deveriam acionar a justiça para que a prefeitura arque com todos os prejuízos causados por culpa do poder público.
       
Vejam as imagens.
       
Av. Veridiano Cardoso.

Rua Acre.

domingo, 20 de abril de 2014

Porque de repente a grande imprensa se calou sobre os escândalos na Petrobras?

          
A grande mídia se calou sobre os escândalos da Petrobras porque veio à tona um fato que ninguém esperava o doleiro Alberto Youssef ligado agora ao Deputado André Vargas (PT-PR), já teria operado para Ricardo Sérgio de Oliveira, ex-diretor internacional do Banco do Brasil e ex-caixa de campanha do ex-ministro José Serra, duas vezes candidato derrotado à presidência pelo PSDB.
    
O doleiro também montou um esquema no Banestado, e só neste esquema o Youssef teria enviado mais de R$ 86 milhões para fora do Brasil. Quem montou o esquema de propinas na Petrobrás foi o Youssef no governo do PSDB, sendo que o esquema continuou no governo do PT. Leia a matéria completa.
   
Não estou aqui defendendo ninguém, mas a verdade tem de prevalecer. Antigamente a verdade era propriedade da grande mídia que fazia o povo acreditar no que ela queria e fosse da conveniência dos grandes empresários da mídia, no entanto a Internet veio democratizar e acabar com o monopólio da informação no Brasil.
    
A verdade é que não existe e nunca existiu no mundo um governo sem corrupção, se for procurar acha, a corrupção existe em TODOS os segmentos da sociedade no mundo todo e nos governos não é diferente, NADA e ninguém é perfeito neste mundo. Existe corrupção até nos Estados teocráticos, um exemplo foi o escândalo de corrupção no banco do vaticano. 
   
A diferença entre um país dominado pela corrupção e um país desenvolvido ética e moralmente, é o que se faz em um país sério quando a corrupção é descoberta; nos países democráticos e desenvolvidos moralmente os corruptos são denunciados, condenados e presos. No Brasil infelizmente nem sempre é assim, no Brasil a Lei não é igual para todos os cidadãos, não é igual para todos os governantes e não é igual para todos os partidos.
   
Desgraçadamente no Brasil as instituições estão infestadas de corruptos, e só não entraram em colapso junto com a democracia graças aos heróis anônimos, pessoas decentes, honestas e honradas que não se deixam corromper e literalmente salvam a pátria. 
    
No entanto e desgraçadamente para o Brasil a grande imprensa é podre, corrupta e tendenciosa, a grande mídia de aluguel está a serviço de quem paga mais, no entanto e felizmente a população já percebeu isso e não mais se deixa manipular. 
   
O povo acordou e está mais esperto, e tudo isso se deve em grande parte à Internet e às redes sociais, impossíveis de se controlar, manipular e praticamente imunes ao poder econômico.
      

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Com baixo desemprego, região Sul importa mão de obra até do Haiti

Por Marília Almeida - iG São Paulo.
              
Até churrascarias de São Paulo têm dificuldade na contratação de garçons gaúchosFamosa churrascaria de São Paulo, a Fogo de Chão anuncia o jeito gaúcho de fazer churrasco como um de seus apelos. Não à toa, a maioria dos funcionários de uma de suas unidades eram trabalhadores imigrantes do Rio Grande do Sul, com experiência e identificação com o negócio. 
              
Esta tradição mudou. A procura de gaúchos por um emprego nas churrascarias paulistas diminuiu. Hoje, eles correspondem a cerca de 40% dos funcionários de uma das unidades da rede na capital paulista, e dividem mais espaço com trabalhadores nordestinos e funcionários de São Paulo.
            
       
Garçom da churrascaria Fogo de Chão, em São Paulo: gaúchos, antes maioria, já representam cerca de 40% dos funcionários de unidadeEmpresários do setor sentem a diferença. "São jovens bem educados, que atendem bem. Mas parece que estão encontrando mais oportunidades por lá", diz Antonio Augusto Ribeiro, empresário do setor de alimentação.O desemprego no Sul, medido pela taxa de desocupação, que inclui trabalhadores por conta própria, e não apenas empregos formais, atingiu 3,8% no final do ano passado, último dado calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a menor taxa em dois anos, desde o início da série. A região está perto de alcançar o chamado pleno emprego – quando a taxa de desocupação fica abaixo de 3,5%.
            
O Sul é seguido pelo Centro-Oeste, cuja taxa atingiu 4,9%, e corresponde à metade da registrada no Nordeste do País, de 7,9%, a mais alta do Brasil.
           
A situação não mudou nos primeiros meses deste ano, conta a economista-chefe da Federação do Comércio do Rio Grande do Sul (Fecomercio-RS), Patrícia Palermo. "Em fevereiro, a taxa de desocupação atingiu 3,3% na região metropolitana de Porto Alegre. No mesmo período do ano passado, era de 3,9%". 
           
O Sul já tem historicamente uma desocupação mais baixa do que o resto do País. Entre as razões, o fato de não ser muito procurado por imigrantes, ter uma taxa de mortalidade mais baixa, um maior nível de educação e de distribuição de renda. Porém, Patrícia aponta que Porto Alegre, por exemplo, vem batendo consecutivos recordes de taxas baixas de desocupação. "A situação se intensificou". 
           
Como consequência da escassez de mão de obra, as empresas sofrem pressão para aumentar salários e, ao mesmo tempo, são forçadas a incorporar funcionários sem a qualificação desejada. O Sul também começa a receber estrangeiros, algo pouco comum até agora no mercado de trabalho. 
          
Rotatividade aumenta e empresas oferecem mais "por fora".
            
A Humanizar, consultoria de Recursos Humanos de Porto Alegre, tem 70 vagas abertas na cidade – 70% delas são para cargos operacionais, como por exemplo, atendentes e funções ligadas diretamente à linha de produção. 
           
Este perfil de vagas é o que concentra maior rotatividade. Com mais oferta de emprego, o trabalhador tende a pular de uma vaga para outra. "Ele fica 60 dias em uma vaga e sai por um valor um pouco maior", conta a gerente comercial Letícia Dubal, da Humanizar. "Se está desempregado, tende a ser mais seletivo. E, por outro lado, tem agora menos qualificação". 

Letícia conta que um de seus clientes, um clube de lazer local, tem vagas abertas há cerca de seis meses. Isso porque os funcionários que forem contratados terão de dar expediente nos finais de semana. "Eles renovam o contrato com a nossa agência e ainda trabalham com diversas outras, mas não conseguem preencher os postos de trabalho". 
        
Vagas administrativas e de coordenação também demoram mais para serem preenchidas. Geralmente, os candidatos estão empregados, e têm de mudar de emprego. Esta transição interfere na velocidade do processo seletivo. 
        
“Estamos contratando todos os dias. Diariamente tem gente depositando fichas aqui" (atendente do Mercadorama no bairro Batel, em Curitiba)
            
Letícia conta que está cada vez mais difícil atender ao pedido de clientes, que buscam funcionários registrados por seis meses a um ano. "Geralmente o tempo fica entre três e seis meses".
          
As empresas continuam pagando o piso da categoria para cargos operacionais. Mas, para atrair mais candidatos, passam a incluir uma remuneração extra para atendentes. Se a empresa bate a meta de vendas do mês, conseguem distribuir 0,5% ou até 1% do lucro entre funcionários, que pode chegar ao valor de R$ 150 por semana para cada funcionário. 
           
O piso salarial no Sul, de R$ 769, já é maior do que o do Sudeste do País desde 2010, segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Na região, 94,4% dos reajustes salariais tiveram aumento real em 2013, e apenas 0,6% ficaram abaixo da inflação medida pelo IBGE.
           
O drama do mercado de trabalho em Porto Alegre é semelhante ao de Curitiba. No supermercado Mercadorama do bairro Batel, em Curitiba, a atendente anuncia: "Estamos todos os dias contratando, e todos os dias tem gente preenchendo ficha. Sai um pouco de gente, e temos de contratar". A unidade tem vagas abertas para operador de caixa e no frigorífico. Em outra unidade da rede na cidade, havia três vagas de caixa abertas.
            
Estrangeiros começam a migrar para a região.
        
O frigorífico Languiru, em Poço das Antas (RS), um município de colonização alemã com 3 mil habitantes, levou este ano moradores pouco comuns: 45 haitianos. Buscar estes trabalhadores é uma maneira de as empresas conseguirem preencher de forma mais rápida um grande número de vagas. 
         
De acordo com dados do Conselho Nacional de Migração (ligado ao Ministério do Trabalho e Emprego), as autorizações para estrangeiros trabalharem de forma temporária no Rio Grande do Sul saltaram de 580 em 2010 para 1.402 em 2013. No ano passado, o Rio Grande do Sul foi o quarto Estado que mais recebeu estrangeiros nestas condições. 
          
Em Santa Catarina, as autorizações para estrangeiros trabalharem de forma permanente ou temporária no Estado mais que dobraram e passaram de 311 em 2010 para 663 em 2013. No Paraná, aumentaram de 1.023 para 1.225 no mesmo período. 
             
  
Vanderlei Novello, diretor de Recursos Humanos e administração das empresas Randon: dificuldades para contratar em 2013
     
Atividade econômica mais aquecida é motivo. 
             
O aquecimento do mercado de trabalho da região Sul se descolou da média nacional a partir do início de 2013, analisa o economista da consultoria LCA, Paulo Neves.
          
Com exceção da construção civil, que fechou 2 mil postos de trabalho na região em 2013, todos os setores foram geradores líquidos de empregos formais, com destaque para a indústria, principalmente os setores de transportes, alimentos e bebidas, que criou 44 mil postos no ano passado no Sul.
       
A indústria, analisa Neves, é o maior diferencial da região. "O desempenho do segmento foi bom no ano passado enquanto, em outras regiões, foi até negativo. Além disso, tanto o comércio quanto serviços também tiveram bom desempenho. Não desaceleraram", avalia o economista. 
          
O melhor desempenho na geração de empregos foi registrado no Rio Grande do Sul, onde o crescimento de vagas foi de 20% de 2012 para 2013.
            
Em Santa Catarina, o setor de serviços, principalmente o de transportes, foi o destaque, enquanto no Paraná o varejo cresceu mais. Em Santa Catarina, a atividade econômica do setor de serviços cresceu 6,6% e, o de transportes, 17,5% no último trimestre de 2013 com relação ao mesmo período de 2012. No Paraná, o faturamento do varejo aumentou 16%.
            
No varejo, o destaque são as vendas de móveis eletrodomésticos, que subiram 15% no Sul, praticamente o dobro da média nacional. 
            
Mas, segundo Neves, o cenário deve mudar. A previsão da LCA é de que, este ano, o Produto Interno Bruto (PIB) da região Sul se aproxime mais do PIB nacional e fique em 2% quando, no ano passado, ficou 1 ponto porcentual acima, e atingiu 3,5%. "A indústria, a produção de grãos e o refino de petróleo devem passar por ajustes, bem como a produção do setor automotivo".
         
Uma das empresas que mais emprega no Sul do País já sente esta acomodação. Vanderlei Novello, diretor de Recursos Humanos e Administração das empresas Randon, que tem 10 mil funcionários na região, aponta que foi necessário flexibilizar requisitos de qualificação para vagas operacionais ligadas à produção em 2013.
            
"Porém, este ano, a situação já ficou estabilizada. Empresas da região já estão dispensando trabalhadores que são possíveis absorver em nossas empresas", explica o executivo da Randon. Em cargos técnicos, a companhia realizou ações para buscar profissionais de outras localidades da região.
     
Saída é investir em qualificação
         
Não há para onde correr: em um cenário de baixo desemprego, resta às empresas investirem em qualificação para funcionários.
         
Patrícia Palermo, da Fecomercio-RS, aponta que, desde o início do ano, o Rio Grande do Sul lidera o número de trabalhadores matriculados no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). São em torno de 22 mil, quase o dobro do segundo colocado, o Ceará, que registra 14,8 mil matrículas. No Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec), a região tem maior proporção de  matriculados do que o Nordeste.Júlio Fernandes
            
   
Pedro Lopes, presidente da Fetransesc: otimismo com programa de qualificação.
     
O presidente da Federação das Empresas de Transportes de Santa Catarina (Fetrancesc), Pedro Lopes, confessa que há dificuldades em encontrar mão de obra no setor no Estado. "Como as empresas sediadas em Santa Catarina transportam cargas para o centro do País, muitas vezes contratam o pessoal lá e eles vêm trabalhar aqui". 
          
Porém, o executivo está otimista com relação ao programa 1ª Habilitação, criado pela Confederação Nacional dos Transportes com apoio do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat).
          
O programa irá dar carteira nacional de habilitação de graça, além do curso necessário para profissionais do setor, para jovens de 18 a 25 anos. Jão são 150 mil inscritos, e Lopes estima que, apenas em Santa Catarina, sejam necessários 14 mil funcionários no segmento. "No lançamento do edital, tivemos entre os inscritos até moradores do Acre", conta.
         
Isso porque Santa Catarina tem uma peculiaridade: possui cinco portos em operação, e não há planejamento ferroviário. "Somos 95% dependentes do caminhão", conta Lopes. A recente duplicação da BR-101, que liga o Brasil aos países vizinhos que participam do acordo comercial do Mercosul, incentivou a maior movimentação de cargas no Estado, pois diminuiu os custos com pedágios para as empresas que precisam acessar os portos.
           

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Ministério Público Eleitoral levanta dados para identificar prováveis inelegíveis no Pará

Informações vão alimentar banco que permite cruzamento de informações.


O Ministério Público Eleitoral (MPE) vai solicitar a diversos órgãos no Pará informações para a produção de um cadastro de candidatos potencialmente inelegíveis no Estado. O objetivo é fazer valer a Lei da Ficha Limpa, que proíbe a candidatura de políticos com condenação em órgãos colegiados.



Os ofícios serão enviados aos destinatários até a próxima terça-feira, 22 de abril. Nesses documentos, o Procurador Regional Eleitoral, Alan Rogério Mansur Silva, solicita que, até 19 de maio, órgãos públicos e de classe registrem suas respostas em um banco de dados desenvolvido pelo Ministério Público Federal (MPF) para otimizar a análise e cruzamento de informações relevantes para a atuação do órgão na área eleitoral.



O MPF vai solicitar dos tribunais de contas informações como a relação de gestores públicos que tiveram suas contas rejeitadas. Ao Tribunal de Justiça do Estado foram solicitadas as relações de nomes de condenados por crimes contra a administração pública e o patrimônio público, por crimes eleitorais, por lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, por tráfico de drogas, entre outros.



A órgãos de classe foram requeridos dados sobre cassação de registros profissionais e dos poderes Executivo e Legislativo são requisitados registros sobre agentes públicos que perderam os mandatos ou renunciaram a eles.



Também estão sendo comunicadas as controladorias-gerais do Estado e dos Municípios e a Procuradoria-Geral do Estado em busca de informações sobre servidores públicos demitidos por motivos que possam torná-los inelegíveis. 



O levantamento também abrange o Tribunal Regional Eleitoral, que será solicitado a informar a existência de condenação do candidato em representação julgada procedente pela Justiça Eleitoral, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado, em processo de apuração de abuso do poder econômico ou político, por corrupção eleitoral, compra de votos, irregularidades em doações eleitorais e outros casos.

Órgãos que serão solicitados a registrar dados:
Assembleia Legislativa
Câmaras Municipais
Conselhos Profissionais
Controladoria-Geral do Estado
Controladoria-Geral do Município
Justiça Estadual
Justiça Federal
Justiça Militar
Ordem dos Advogados do Brasil
Procuradoria Geral do Estado
Procuradoria-Geral de Justiça
Tribunal de Contas do Estado
Tribunal de Contas dos Municípios
Tribunal Regional Eleitoral 


Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação
(91) 3299-0148 / 8403-9943 / 8402-2708

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Ainda esta semana mais novidades sobre o IPASET

             
Ainda esta semana, se der tempo amanhã, estaremos publicando mais novidades sobre o IPASET...
                

A Plena Consultoria recebia R$ 13.000,00 por mês para prestar serviços ao IPASET

               
Segundo o Contrato entre o IPASET e a Plena Consultoria (Cujos donos foram presos pela PF), a empresa recebeu R$ 13.000,00 por mês (total R$ 52.000,00) para assessorar o IPASET, acontece que segundo a Polícia Federal a empresa cobrava R$ 600,00 para prestar esta mesma consultoria em outros fundos de Previdência Municipais. 
      
Vejam um trecho da matéria da Folha de São Paulo:
     
"A consultoria indicava os investimentos que deveriam ser feitos aos fundos de previdência muitos deles eram de papéis de empresas à beira da falência ou que não estavam em situação financeira equilibrada.
         
O grupo também atuava, segundo a PF, montando os chamados "fundos micados", com riscos mais elevados que a média do mercado, para oferecer como investimento.
     
Segundo policiais que participaram diretamente da ações, os consultores agiam com a participação dos gestores dos fundos de previdência, que recebiam, por sua vez, uma comissão (um percentual) para indicar os investimentos recomendados pela consultoria.
      
VALOR MENSAL
     
Um dos fatos que chamou a atenção da PF foi que a consultoria cobrava R$ 600 por mês de cada um dos fundos de previdência para indicar os investimentos, administrar o cadastro desses fundos e fornecer informações detalhadas sobre mudanças importantes nesse setor. 
         
Esse valor era cobrado mesmo dos fundos de previdência que ficam a cerca de 2 mil quilômetros de distância da sede da consultoria."  Veja a matéria completa, Clique Aqui.
           
Ora, ora, não é muito estranho que a Plena Consultoria cobrava R$ 13.000,00 treze mil por mês do IPASET e ao mesmo tempo cobrava R$ 600,00 seiscentos reais dos outros fundos? Uma diferença de R$ 12.400,00 doze mil e quatrocentos reais por mês. O que foi feito desta diferença?
     
Cópia do contrato da Plena Consultoria folhas 1 e 2.
     
                

             
Com a palavra o MPE e MPF.