Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Pacientes (muito pacientes) do HRT esperam a quase dois anos por uma cirurgia


Os pacientes (muito pacientes) do Hospital Regional de Tucuruí, esperam há quase dois anos por uma Cirurgia Eletiva.

Para quem não sabe, Cirurgia Eletiva é aquela necessária para tratamento médico do paciente, que não se reveste das características de urgência ou emergência, ou seja, quando ele não está sob o risco de morte imediato ou sofrimento intenso, podendo ser efetuada em data uma escolhida por ele ou pelo médico, desde que esta data não comprometa a eficácia do tratamento.

Ora, dois anos é muito tempo. Se a cirurgia não fosse necessária o médico não a prescreveria e é claro que um tempo muito longo de espera pode agravar o estado de saúde do paciente. Os pacientes de Tucuruí (fora os de outros municípios) na lista de espera para se submeterem à cirurgia no HRT são 148 (2010/2011), como demonstra a lista publicada abaixo.

Devemos esclarecer que cobrimos o nome e o endereço dos pacientes para evitar constrangimentos e para garantir aos mesmos o direito à privacidade. No entanto mantivemos a idade e o diagnóstico da doença; vejam quantas crianças estão sofrendo pela incompetência do Governo do Estado, dos gestores do HRT e do Prefeito de Tucuruí que sobrecarregou o hospital.

Isso é uma vergonha...






Câmara aprova orçamento de R$ 248 milhões para a PMT em 2012

O Jornal de Tucuruí noticiou que a Câmara Municipal de Tucuruí aprovou o orçamento de R$ 248 milhões para a Prefeitura de Tucuruí em 2012.

Isso significa que o prefeito prevê para 2012, uma arrecadação mensal de  R$ 20.666.000,00 (mais de vinte milhões) em média. 

Em quatro anos do mandato do Sancler a PMT deverá arrecadar quase um bilhão de reais.

A pergunta é: onde o prefeito Sancler gastou e está gastando todo este dinheiro, se a quase totalidade das obras feitas durante o seu mandato o foram com recursos do Governo do Estado e do Governo Federal, e a prefeitura está falida? 

Como o prefeito conseguiu falir uma prefeitura de um município de apenas 94.000 habitantes, praticamente sem zona rural e que arrecada em média mais de R$ 20.000.000,00 (vinte milhões) mensais? É brincadeira...

Caso o prefeito prestasse contas como manda a Lei, todos nós saberíamos o destinos deste dinheiro, no entanto, apesar das denuncias dos vereadores e do Ministério Público Estadual, até agora a justiça do Pará ainda não conseguiu fazer com que o prefeito cumpra a Lei e preste contas dos gastos da PMT de forma integral e administre a prefeitura de forma transparente.

E a ilegalidade e o desrespeito para com a Lei e para com a população por parte do poder público continuam...

Isso nos lembra o personagem Chapolim Colorado da série Mexicana Chaves:

E AGORA, QUEM PODERÁ NOS DEFENDER???

Enquete - Você é a favor ou contra a divisão do Pará?


Nova enquete.

Queremos saber dos nossos visitantes se você é ou não a favor da divisão do Pará.

Convém esclarecer que esta enquete não se trata de pesquisa eleitoral, descrita no art. 33 da Lei nº 9.504/97, mas de mero levantamento de opiniões, sem controle de amostra, o qual não utiliza método científico para sua realização, dependendo, apenas, da participação espontânea do interessado. (Art. 21 da Resolução TSE nº 23.190, de 2009)


ANA concede outorga para eclusa de Tucuruí, no Pará


A Agência Nacional de Águas (ANA) concedeu outorga para que a eclusa de Tucuruí opere no Rio Tocantins, na divisa dos municípios de Tucuruí e Breu Branco, a 250 quilômetros de Belém, no Pará. A autorização foi publicada hoje no Diário Oficial da União, por meio da Resolução nº 558. A regulamentação trata da outorga pelo direito de uso da água, emitida para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), para a operação das eclusas naquela região.

É a primeira outorga concedida pela ANA desde a criação do órgão regulador. Isso porque as outorgas para outras eclusas existentes, como a do Rio Tietê, em São Paulo, foram concedidas por órgãos estaduais, uma vez que a nascente e a foz do rio estão dentro do mesmo Estado. No caso da eclusa de Tucuruí, porém, por estar inserida em mais de um estado, a outorga teve de ser feita pelo órgão federal.

Segundo a ANA, com a construção da barragem de Tucuruí, criou-se um desnível de 72 metros na hidrovia do Tocantins. Para não interromper a passagem das embarcações, foram construídas as duas eclusas que são interligadas por um canal intermediário com 5,5 quilômetros de extensão e 140 metros de largura.

As eclusas são as maiores do País, com capacidade para realizar até 32 operações por dia, 16 em cada sentido, na sua capacidade máxima de operação. A obra permite a navegação entre o Centro-Oeste e o Norte do País, rota com potencial para o escoamento da produção, principalmente, de grãos e minérios.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

MPE abre Inquérito Civil para apurar irregularidades na Câmara Municipal de Tucuruí

A Promotora de Justiça Drª. Priscilla Tereza de Araújo Costa da 2ª Entrância, Titular da 2ª PJ de Tucuruí, abriu Inquérito Civil e notificou os Sr. José Gomes e o Sr. José Francisco Alves Pereira Ribeiro, atual Presidente e ex-presidente da Câmara Municipal de Tucuruí respectivamente. 

O motivo do inquérito é apurar a existência de irregularidades no pagamento de diárias para funcionários comissionados e efetivos, bem como a existência de funcionários fantasmas no âmbito da gestão do ex-presidente e na gestão do atual presidente da Câmara Municipal de Tucuruí.

Exemplo de absurdo e má utilização do dinheiro público: um funcionário da CMT recebeu em 2010, nada mais, nada menos que 81 diárias, o que lhe rendeu a "bagatela" de R$ 50.000,00 cinqüenta mil reais em apenas um ano, só de diárias. Ora, sabendo que um ano tem 365 dias e descontando o recesso do legislativo, sábados, domingos e feriados, chegamos à conclusão de que o tal funcionário passou quase metade do ano viajando a "serviço" da CMT, o que convenhamos não convence nem a um retardado mental. E este amigos do Folha, é só um caso, existem muitos outros.

Esperamos que a justiça apure as denuncias e se comprovadas as irregularidades, que os responsáveis sejam punidos na forma da Lei, e que sejam obrigados a ressarcir o erário pelos recursos públicos utilizados de forma indevida. 

Reafirmamos a nossa confiança no Ministério Público Estadual na defesa da Legalidade, do Interesse e do Erário Público.

Abaixo cópia da Portaria do MPE.

Todos os vereadores receberam um comunicado como este,
os informando por escrito da abertura do Inquérito Civil pelo MPE.







Obs. Houve um engano do Folha, o Raimundo entrou em contato com a edição e informou que não foi o Vereador Jones que denunciou as irregularidades na CMT. 

Aliás as supostas irregularidades na CMT já há algum tempo são de conhecimento público, tendo sido inclusive tema de nossas matérias.

A comunicação do MPE ao Vereador Jones (Imagem 1) foi entregue a todos os vereadores e foi esta notificação que nos confundiu.

MPE notifica presidente e ex-presidente da CMT

A sessão da Câmara Municipal de Tucuruí hoje durou pouco mais de 40 minutos.

O Ministério Público Estadual notificou o presidente e o ex-presidente da Câmara Municipal de Tucuruí, José Gomes e Chico Enfermeiro respectivamente, para que expliquem o grande número de diárias concedidas a parlamentares e funcionários da CMT. 

Mais tarde daremos mais detalhes.

Dissemos que tínhamos uma notícia para hoje e ai está. 

Promessa cumprida.

Escândalos - Artilharia da Perereca não dá trégua ao Governo Jatene (PSDB)

Do Blog da Perereca


"Pregão da Segup vira caso de polícia: acusada de irregularidades em vários pontos do país, Delta Construções poderá faturar até R$ 83 milhões dos cofres públicos paraenses." Leia a matéria completa.

Informações interessantes sobre o Pará

O Estado do Pará por regiões.

Etnias

O Pará teve um elevado número de imigrantes portugueses, espanhóis e japoneses. Estes povos têm suas trajetórias contadas em um espaço permanente, a “Sala Vicente Salles” do “Memorial dos Povos”, situado em Belém.

Os lusitanos foram seguidos pelos espanhóis, que chegaram à capital quase que exclusivamente por questões políticas, graças às disputas pela Península Ibérica. Em seguida vieram os italianos e seu poder desbravador marítimo.

Após deixar sua contribuição para o surgimento da cidade de Belém, os japoneses estabeleceram-se no interior agrário, fixando-se em municípios como Tomé-açu. A maioria da população é parda, devido à grande herança genética indígena e, em menor parcela, africana.

Cor/Raça
Porcentagem
73,0%
23,0%
3,5%
0,6%

Portugueses

A presença dos portugueses no estado, deu-se no século XVII. Em Janeiro de 1616, o capitão português, Francisco Caldeira Castelo Branco iniciou a ocupação da terra, fundando o Forte do Presépio, núcleo da futura capital paraense. A fixação portuguesa foi efetivada com as missões religiosas e as bandeiras, que ligavam o Forte do Presépio a São Luís do Maranhão, por terra e subiram o Rio Amazonas. Os portugueses foram os primeiros a chegar no Pará, Deixando contribuições que vão desde a culinária à arquitetura.

Japoneses

Os primeiros imigrantes japoneses que se destinaram a Amazônia saíram do Porto de Kobe, no Japão, no dia 24 de julho de 1926, e só chegaram ao município de Tomé-Açu, no dia 22 de setembro do mesmo ano, com paradas no Rio de Janeiro e Belém.

Os japoneses foram responsáveis pela introdução de culturas como a juta e a pimenta-do-reino na década de 1930; de mamão hawai e do melão na década de 1970. A terceira maior colônia japonesa no Brasil está no Pará, com cerca de 13 mil habitantes, perdendo apenas para os estados de São Paulo e Paraná. Eles vivem principalmente nos municípios de Tomé-Açu, Santa Izabel do Pará e Castanhal. Sabendo-se que Tomé-Açu foi o primeiro local do Norte do país a receber imigrantes japoneses, por volta de 1929.

Italianos

Os emigrantes italianos que vieram para o Pará são predominantemente da região Sul da Itália, originários da Calábria, Campania e Basilicata. Eram todos colonos, mas aqui se dedicaram ao comércio. O primeiro comércio italiano de que se tem notícia é de 1888 que ficava em Santarém.

Eles fincaram raízes familiares em Belém, Breves, Abaetetuba, Óbidos, Oriximiná, Santarém e Alenquer. A presença na região oeste do Pará era tão acentuada, que havia uma representação do consulado da Itália em Óbidos, considerada a cidade mais italiana do Estado. O consulado ficava em Recife, Pernambuco.

Em Belém, os italianos se dividiram entre a atividade comercial e os pequenos serviços. Ao mesmo tempo em que trabalharam, foram importantes no início do processo de industrialização da capital (1895).

Segundo o censo de 1920, existia no Pará cerca de mil italianos. Ao final da Segunda Guerra, registrou-se um refluxo causado pela perseguição a alemães, japoneses e italianos. Os italianos, assim como os franceses, não permaneceram em território paraense.

Libaneses

A emigração dos libaneses para o Pará se deu na metade do século XIX, na época do Ciclo da Borracha e até 1914 desembarcaram em Belém entre 15 mil e 25 mil imigrantes sírios-libaneses, dois quais um terço foram para o Acre. No Pará, além da capital paraense, o libaneses se deslocaram para os municípios de Cametá, Marabá, Altamira, Breves, (Pará), Monte Alegre, Alenquer, Santarém, Óbidos, Soure, Maracanã, Abaetetuba, entre outros.

Franceses

Os primeiros imigrantes franceses chegaram ao Brasil na segunda metade do século XIX, dirigiram-se para a colônia de Benevides, na região metropolitana de Belém do Pará. Os franceses foram atraídos para a região, por causa do Ciclo da Borracha, acabaram se instalando em Belém, tornando-a conhecida como Paris N'América.

Maranhenses

São os maiores imigrantes nacionais no Estado do Pará.Por ser vizinho do Estado do Pará, os maranhenses vão em busca de melhores condições materiais. A população de Belém, sul e sudeste do Pará é formada basicamente por imigrantes maranhenses. O Maranhão e o Pará tem uma longa história de ligação que começou desde a criação dos Estados do Grão-Pará e Maranhão.

A parte cultural também há uma reciprocidade entre os dois estados. Inclusive a origem do carimbó (dança de negros) é do Maranhão que com o processo de aculturação tomou a forma paraense.

A lambada paraense da década de 1970 também influenciou o maranhão. A parte da religião umbandista também há uma cumplicidade entre os dois estados. O hino do Círio de Nazaré foi composto por um poeta maranhense chamado Euclides Farias.

Dialetos

O Pará tem pelo menos dois dialetos de destaque: o dialeto paraense tradicional, usado na capital Belém, no nordeste do Pará, Oeste do estado, e em boa parte do território estadual; enquanto outro sotaque é utilizado na região sudeste do Pará (Região de Carajás): um dialeto derivado de misturas de nordestino, mineiro, capixaba, goiano e gaúcho.

Dialeto paraense tradicional: tem como característica mais distintiva o raro uso do pronome de tratamento "você", sobretudo nas intimidades, substituindo "você" por "tu": "tu fizeste", "tu és", "tu chegaste", muitas vezes chegando a omitir o pronome "tu", verbalizando expressões apenas como: "chegaste bem?", "já almoçaste?". O "r" e o "s" são pronunciados de maneira semelhante à do Rio de Janeiro.

Tal dialeto é considerado brando (à exceção da letra "s") e possuidor de menos vícios de linguagens, comparado aos outros do Brasil, e decorre da forte influência portuguesa na linguagem. Também é conhecido como Amazofonia.

Em uma visita a Belém, o renomado professor de língua portuguesa, Pasquale Cipro Neto, afirmou que considera o dialeto de Belém semelhante em muitos aspectos ao de Lisboa, Portugal.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Divisão do Pará - A síndrome do cobertor curto.


A razão pela qual as regiões de Tapajós e de Carajás estão abandonadas é a mesma pela qual fica difícil a separação.

Os eleitores do Pará remanescente são o dobro dos eleitores das duas outras regiões, isso explica tudo.

A ironia é que quando o número de eleitores se equiparar, não vai dar mais tempo de reparar o estrago e a divisão será feita.

Por outro lado, como o Pará é o segundo Estado mais pobre da união, se o governo investir mais (do que sobrar após a corrupção ter retirado o seu quinhão), em Tapajós e Carajás, vai perder apoio e votos no Pará remanescente.

É a síndrome do cobertor curto, já que os governos não querem reduzir a corrupção, para cobrir uma parte, tem que descobrir a outra (ou as outras).

domingo, 27 de novembro de 2011

Agora você pode traduzir o Folha para outros idiomas - Now you can translate the sheet into other languages.


Pensando em nossos visitantes de outros paises resolvemos colocar um gadget para traduzir mais facilmente o Folha de Tucuruí para diversos idiomas.

Para alterar o idioma basta clicar na bandeira do país abaixo do título do Blog.

Um grande abraço.

Equipe Folha.
---------------------------

Thinking about our visitors from other countries decided to put agadget to the blog more easily translate into several languages​​.

To change the language just click on the flag of the country under the title of the blog.

A big hug.

Equipe Folha.

Bolsonaro (PP)

Não ao Nazismo, ao Facismo e a qualquer forma de preconceito e intolerância

PT vai pedir cassação de Bolsonaro

Mussolini e Hitler
Fascismo e Nazismo, expoentes máximos
do preconceito e da intolerância.
A liderança do PT na Câmara dos Deputados anunciou nesta sexta-feira 25 que vai enviar uma representação ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa para pedir a cassação do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).

O pedido baseia-se nas declarações consideradas preconceituosas feitas pelo deputado no plenário da Câmara um dia antes, quando ele sugeriu que a presidenta Dilma Rousseff seria homossexual e pediu que ela explicasse os motivos que a levam a defender as políticas federais contra a homofobia.

“É um caso grave e merece a análise da Casa para a cassação do mandato. Ele é reincidente”, disse o líder petista na Câmara, deputado Paulo Teixeira (SP).

Em nota, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, repudiou a manifestação de Bolsonaro afirmando que ele agiu “com total desrespeito à pessoa da presidenta Dilma Rousseff”.

“O PT reafirma com orgulho suas bandeiras históricas contra qualquer tipo de discriminação e preconceito. Esta deve ser uma luta permanente de toda a sociedade que se queira democrática, tolerante e que respeite as diferenças, como, aliás, é da tradição cultural brasileira”, diz a nota.

O deputado Marcon (PT-RS) pediu para que a fala de Bolsonaro fosse retirada do site da Casa, o que acabou acontecendo. “O deputado é reincidente na quebra de decoro parlamentar. Está passando da hora de a Câmara adotar providências, dando um basta a essas agressões que não condizem com o processo civilizatório, com o papel de um parlamentar e tampouco com a democracia”, disse Marcon.

“O deputado direitista tem saudades dos anos de chumbo da ditadura militar e não se conforma com o fato de Dilma ser a comandante das Forças Armadas”, completou.

Distúrbio psíquico – Para o deputado Fernando Ferro (PT-PE), o caso de Bolsonaro indica evidências de distúrbio psíquico.

“Ele tem uma fixação em temas relacionados à orientação sexual que não é supostamente a dele e chega e beirar um quadro clínico. Nos deixa imaginar que tem algo mal resolvido nesta área, possivelmente necessita de tratamento clínico”, disse Ferro.

O parlamentar do PT observou que a atitude de Bolsonaro no plenário, a fazer insinuações contra a presidenta Dilma Rousseff, constitui violação à conduta ética e parlamentar. Bolsonaro, conforme lembrou Ferro, já foi alvo de outras ações por suas manifestações de intolerância a pessoas, grupos sociais e instituições.

Uma delas foi quando, em entrevista ao programa CQC, da Bandeirantes, fez ataques contra homossexuais e à cantora Preta Gil – dizendo, por exemplo, que seus filhos não corriam o risco de se apaixonar por negras porque foram “muito bem educados”.

“Ele já passou dos limites, precisa ser punido pela Câmara”, disse Fernando Ferro. Ele afirmou que a Constituição assegura a livre manifestação de opinião, mas há limites. “Não se pode pregar a pena de morte, a intolerância religiosa e sexual, entre outros temas que contrariam as convenções assinadas pelo Brasil em favor da proteção e promoção dos direitos humanos”, disse o parlamentar.

Curtinhas 27/11/11

Contagem regressiva...

Tem bomba para esta semana, vai explodir na segunda ou na terça. 

Nós já sabemos o que é, mas nossos informantes pediram para esperar...

Pedido dos nosso colaboradores é ordem...

Vamos esperar...
-----------------------------

Denuncia

O Movimento Transparência Tucuruí denunciou (já que nenhum vereador teve coragem) através de representação ao Ministério Público Estadual, os crimes cometidos pela PMT no Bairro Liberdade.

Para o Transparência Tucuruí o interesse público está acima dos interesses pessoais e partidários. O Folha de Tucuruí é o informativo do Movimento Transparência Tucuruí.

sábado, 26 de novembro de 2011

Ciência - Qual é a fonte de energia do Sol?

O Sol

É a fusão nuclear de átomos de hidrogênio, a mesma fonte de energia de muitas bombas atômicas. 

Essa fusão acontece no núcleo do Sol, onde há uma pressão 10 mil vezes maior que no centro da Terra.

Apertados, os átomos dessa parte da estrela se unem: cada quatro átomos de hidrogênio formam um de hélio. Só que essa conta não é tão precisa assim, pois o quarteto de hidrogênio tem uma massa 0,7% maior que a do hélio.

Parece uma migalha, mas é justamente a sobra de matéria desse processo de fusão que se transforma em luz e calor. "A cada segundo, 4,7 bilhões de toneladas da massa do Sol são convertidas em energia", diz o astrônomo Roberto Dias da Costa, da USP. Isso ocorre há mais de cinco bilhões de anos e vai durar outro tanto, até que acabe o estoque de hidrogênio do núcleo.

O Sol buscará, então, energia nas suas camadas mais superficiais, tornando-se uma estrela do tipo gigante vermelha. Será um desastre para nós, pois ele se expandirá a ponto de engolir a Terra.

Depois, ao entrar numa espécie de terceira idade espacial, o astro não vai suportar o crescimento do seu próprio peso, acabará se contraindo e, por fim, vai virar uma anã branca - um tipo de estrela pequena, quase do tamanho da Terra.

Com o calor que sobrar dos tempos de juventude, o Sol continuará brilhando fraquinho, até apagar de vez!

Divisão do Pará, considerações...

A divisão do Pará pode não acontecer de direito, mas já é uma realidade de fato, basta ver as pesquisas. 

A divisão provavelmente não ocorrerá neste momento, devido à desproporcionalidade demográfica entre o Tapajós/Carajás e a área remanescente.

Com o desenvolvimento do Tapajós e Carajás e o conseqüente aumento da população nesta área que é muito maior, ao longo do tempo, a divisão se dará queira alguns retrógrados ou não.

Outra situação a ser levada em conta é o aumento da escolaridade e da informação da população, principalmente os jovens, que permitirá ao povo paraense tomar a sua decisão tendo como base a realidade e o pragmatismo, em vez da emoção cega.

O máximo que se conseguirá ao manter esta situação é o atraso no desenvolvimento do Pará como um todo (inclusive da área remanescente) por mais alguns anos, mas como é impossível deter o progresso, a divisão será inevitável ao longo do tempo. O plebiscito, seja qual for o resultado, veio demonstrar e acentuar esta divisão.

Vejam que a divisão já existe de fato:



Imagens do Blog do Parsifal.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O tucano Jatene não se cansa de escandalizar o governo do Pará

Pescador + Político = Mentira ² .
Mais uma do tucano Governador Jatene, que foi publicada no Blog Perereca da Vizinha, desta vez o "babado" é a transferência para o hospital Divina Providência, em Marituba, de equipamentos doados pelo SUS para a implantação de dez leitos de UTI Neonatal nos municípios de Breves e Cametá.


Jatene aparentemente, está trabalhando incansavelmente para bater todos os Records de má administração à frente do governo paraense, há muito Jatene deixou (o que parecia impossível) o governo da Ana Júlia (PT) no chinelo no quesito incompetência.

Texto da matéria do Blog da Perereca.

"O procurador da República Alan Rogério Mansur Silva, da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, enviou ofício ao secretário estadual de Saúde, Hélio Franco, requisitando informações sobre a transferência para o hospital Divina Providência, em Marituba, de equipamentos doados pelo SUS para a implantação de dez leitos de UTI Neonatal nos municípios de Breves e Cametá". 

Conheçam Rita Rodrigues, Miss Tucuruí 2011

Quem não pode com mandinga, não carrega patuá.


O Prefeito Sancler Ferreira (PPS) se recusou a sair do seu veículo para assinar o Termo de Audiência no processo Queixa Crime em que o prefeito figura como denunciante e o Vereador Jones Willian (PT) figura como denunciado. 

O Prefeito amarelou e argumentou que a presença do vereador na sala do Juiz, onde ocorre à audiência o iria constranger, por este motivo ele pediu ao Juiz para assinar o Termo de Audiência no interior do seu veículo, o que foi autorizado.

Ora, o prefeito é o denunciante, será que seus advogados não o colocaram à par das formalidades legais em processos deste tipo? O prefeito não quer ser constrangido a ficar na mesma sala na audiência, diante da pessoa que ele acusou, mas o acusado pode sofrer o constrangimento de ter que responder ao processo e a cumprir todas as formalidades legais?

Se o prefeito não tem estrutura para enfrentar os ritos e formalidades de um processo, não deveria ter feito a denuncia. 

Quem não pode com o pote, não pega na rodilha. 

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Loja de "consórcio" foi fechada e funcionários levados para a delegacia em Tucuruí


A Loja Mundial Eletro foi fechada pela polícia nesta manhã, o gerente e funcionários foram levados para a delegacia para prestar esclarecimentos.

Várias pessoas que supostamente foram lesadas pela empresa denunciaram na justiça que pagaram mas não receberam as motocicletas prometidas. 

O dono da empresa não foi encontrado.

É bom ter muito cuidado com estas empresas que prometem negócios da China. Quando a esmola é demais, o santo desconfia, antes de fazer negócio com uma empresa, principalmente de consórcio de veículos, procurem saber mais sobre a atuação e a idoneidade da mesma. 


Fiquem espertos e evitem prejuízos.

Governador tucano Jatene derrama (nosso) dinheiro na Delta Construções.

Da Perereca da Vizinha



Contratos com sistema de segurança pública, firmados a partir de licitação com indícios de fraude, somam mais de R$ 22 milhões. 

Novo contrato da PM é maior do que no governo petista. E é possível que os dois contratos da PM estejam em vigor. Leia a matéria completa.

É o Sancler (PPS) aqui e o Jatene (PSDB) lá!!!

Pobre Tucuruí...

Pobre Pará...

Humor?

Assédio moral na Saúde gera indenização de R$ 50 mil


Encarregado queria obrigar motorista a usar ambulância para fins particulares; condenação já não é inédita para a Administração Municipal.

A Prefeitura de Americana terá que pagar uma indenização no valor de R$ 50 mil para um servidor que comprovou ter sofrido assédio moral. A sentença foi proferida pela juíza do trabalho substituta, Roberta Confetti Gatsios Amstalden. O servidor, que é motorista de ambulância da Secretaria de Saúde, recusou-se a utilizar o veículo para fins particulares, a mando do encarregado.

Esta não é a primeira condenação da Prefeitura motivada por assédio moral praticado pela chefia contra servidores públicos. A Prefeitura também foi condenada a pagar R$ 10 mil a um pedreiro que foi ofendido por um administrador regional. No ano passado, o município foi obrigado a desenvolver uma campanha de combate ao assédio moral como forma de punição por ter descumprido um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmado com o Ministério Público do Trabalho. O termo proibia a prática de assédio moral na administração.

Além do pagamento da indenização de R$ 50 mil, a Prefeitura ainda terá que reintegrar o servidor ao seu antigo local de trabalho, no posto de saúde do Parque Gramado. Isso porque, após se recusar a obedecer às ordens do encarregado, o funcionário foi transferido de setor. Se o funcionário não for removido para a unidade, a Prefeitura terá que pagar multa diária de R$ 300.

A prática de assédio moral contra o servidor foi confirmada por uma pessoa que estava na ambulância quando o encarregado telefonou para passar a ordem. Ela testemunhou que ouviu a conversa do encarregado com o funcionário pelo telefone, que foi colocado no viva-voz. A ordem era que o motorista buscasse o encarregado em casa porque ele tinha uma viagem para fazer naquele dia.

O funcionário se negou a buscá-lo porque recebeu uma determinação por escrito, assinada pelo secretário da Saúde, Fabrizio Bordon, para não realizar esse tipo de procedimento. Em função disso, ele foi ameaçado pelo encarregado de ser transferido de setor. Com isso, ficou configurado que o chefe utilizou de sua função de superior para coagir o funcionário a praticar um ato irregular, que seria utilizar a ambulância do serviço público para fins particulares.

Duas semanas depois da discussão, o motorista foi transferido para outro setor. "Desta forma, comprovado o ato ilícito praticado pelo seu superior, tanto pelas ameaças proferidas e constrangimentos, como pela tentativa de lhe impor a prática de ato contrário as próprias leis municipais e por fim, de ter realizado transferência com cunho punitivo ao autor por motivos de rixas pessoais, evidente que a constatação dos danos morais é corolário da prática deste assédio", avaliou a juíza. A Prefeitura não se manifestou sobre o caso.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Humor

Faculdade Gamaliel não está entre as faculdades de direito do Pará recomendadas pela OAB

O curso de direito da Faculdade Gamaliel de Tucuruí não está entre as três faculdades do Pará, que foram recomendadas pela OAB. 

A alegação é de que o curso é recente, portanto a aprovação da OAB não leva em conta o desempenho dos alunos do Curso de Direito em Tucuruí, pois os mesmos não foram avaliados. 

Vamos aguardar a próxima avaliação da OAB para ver se o curso de direito da Gamaliel será incluído, ou não, na lista paraense de cursos aprovados pela OAB.


Segundo a matéria do Estadão, até agora somente três faculdades paraenses foram recomendadas. Vejam a matéria completa.

Site desenvolvido pela CGU oferece mecanismos de busca que esclarecem Lei de Acesso a Informações

A presidenta da República, Dilma Rousseff, sancionou nesta sexta-feira (18), a Lei de Acesso a Informações, que garante aos cidadãos brasileiros o acesso a documentos públicos de órgãos federais, estaduais, distritais e municipais dos três Poderes.

Com o objetivo de esclarecer a sociedade sobre os principais pontos da Lei, a Controladoria-Geral da União (CGU) desenvolveu o site www.cgu.gov.br/acessoainformacoes. Além de destrinchar a Lei de forma didática, com artigos e palavra-chave, o espaço virtual também navega por temas como perguntas mais frequentes, exceções à regra de acesso e divulgação de eventos relacionados ao tema.


O Brasil tem agora o desafio de assegurar a implementação efetiva da Lei, enfrentando barreiras de natureza cultural, técnica, tecnológica e de caráter administrativo para a operacionalização do sistema de acesso às informações públicas. Um ponto fundamental nesse processo será a capacitação dos servidores, dado que sua atuação será fundamental para o sucesso dessa implementação. Outro requisito essencial será o desenvolvimento dos sistemas eletrônicos indispensáveis para a tramitação e o controle dos pedidos.

A CGU, no âmbito do Governo Federal, adotará medidas para apoiar a capacitação dos servidores públicos federais, a estruturação dos serviços de informações ao cidadão nos órgãos federais e o estabelecimento de procedimentos para o funcionamento do sistema de acesso a informações públicas. A Controladoria será, também, ao lado da Comissão de Reavaliação, composta por ministros de Estado, uma das instâncias responsáveis por decidir sobre recursos a pedidos de informação negados no âmbito do Poder Executivo.


A Lei

A Lei de Acesso a Informações regulamenta o direito constitucional de acesso dos cidadãos às informações públicas e é aplicável à União, Estados, Distrito Federal e Municípios, com vigência após decorridos 180 dias da publicação. Sua sanção representa mais um importante passo para a consolidação do regime democrático brasileiro e para o fortalecimento das políticas de transparência pública. A partir dessa lei, a informação pública é a regra, e o sigilo, somente a exceção.

Também estão previstas medidas de responsabilização dos agentes públicos que retardarem ou negarem indevidamente a entrega de informações. Para preparar a Administração Federal para essa nova era, a CGU firmou projeto de cooperação com a Unesco e vem, desde 2010, realizando pesquisas e montando cursos para capacitação dos servidores.

Assessoria de Comunicação Social

Vera Vater
Assessora
Diretoria de Governo
3102.2260

Justiça Federal é competente para julgar ações referentes a desvio de verba do Fundeb

Do Blog da Franssinete



Prefeitos que ponham as barbas de molho: a 2ª Turma do STF, no julgamento do HC 100.772, reafirmou a competência da Justiça Federal para julgar ações referentes a desvio de verba do Fundeb, ainda que não haja recurso repassado diretamente pela União. 

Quem informa é o corregedor da Controladoria geral da União, Alan Souza.

Prefeitura abandona Conselho Tutelar

O Prefeito de Tucuruí abandonou  o Conselho Tutelar, a mais de três dias o conselho não recebe combustível, e a muito não recebe material de expediente e limpeza. 

O único computador e a impressora são de um conselheiro, o abandono é total. O Conselho Tutelar exerce um papel muito importante e fundamental na sociedade para a proteção do menor.

É imprescindível que o prefeito deixe a politicagem e as perseguições de lado, comece a agir de acordo com o interesse público e volte a dar condições de trabalho aos conselheiros, está é uma obrigação do poder público.

Rapidinhas 23/11

Processos

Dois dos processos contra o prefeito Sancler já estão na mesa da Juíza e podem ser julgados a qualquer momento.

----------------------------

Cortina de fumaça?

Justo quando pipocam graves escândalos na PMT, surge convenientemente à notícia amplamente divulgada no PIG da descoberta de uma "imensa" jazida de minério de ferro em Tucuruí. E quem deu a notícia? O Senhor Jahir Seixas notório aliado e amigo do prefeito. O "fato" foi inclusive noticiado no Diário do Pará.

Segundo foi veiculado em rádios da cidade, uma empresa que presta serviço à Vale do Rio Doce, teria feito análises do solo das terras do amigo do prefeito e encontrado a tal jazida, só que não ficou muito claro o seguinte:

1- Qual a qualidade do minério encontrado?
2 - Qual a real dimensão da jazida?
3 - Existe viabilidade econômica e logística para a exploração desta jazida, caso ela realmente exista?

Outro fator interessante, é que não houve qualquer manifestação oficial da Vale sobre a suposta jazida, que convenientemente foi "descoberta" justamente neste momento crítico por que passa a prefeitura e o prefeito de Tucuruí.

Ta parecendo que tem dedo do PIG nessa estória.


Ou melhor: Parece que tem o braço inteiro do PIG nessa estória.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Relatório do SUS - Tucuruí, ex-secretária e ex-secretário municipal, terão que repor quase nove milhões ao erário público.

De acordo com o relatório da auditoria do SUS a ex-secretária de saúde e vice-prefeita Henilda Dias Miranda Santos e o ex-secretário José Antonio, terão que devolver R$ 8.829.832,31 milhões ao erário público.

Nós gostaríamos de publicar todo o relatório, mas o arquivo (PDF) tem mais de 171 MB (160 páginas) e com esta "Internet" que temos em Tucuruí, levaríamos uma semana para colocar o relatório na rede e vocês levariam mais uma semana para abrir o arquivo. Desta forma publicamos apenas a imagem do final do relatório. 

Clique na imagem para ampliar.

Obaaaa!!! A equipe Folha vai ficar rica...



A Equipe Folha vai ficar milionária, e o que é melhor, sem roubar um centavo do dinheiro público. 


Saiba como nós vamos ficar ricos.

Projeto de lei cria recompensa para quem denunciar corrupção

Valor do ‘prêmio’ pode chegar a R$ 54,5 mil. Identidade do informante ficará sob sigilo.

Juliana Castro.

RIO – Um projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados prevê a criação de um programa de recompensas a pessoas que denunciarem esquemas de corrupção em qualquer um dos três poderes das três esferas de governo.

A proposta que institui o Programa Federal de Recompensa e Combate à Corrupção estabelece que o denunciante receba o equivalente a 10% do total de bens e valores recuperados pela Justiça, mas o montante será limitado a cem vezes o valor do salário mínimo (fixado em R$ 545). Ou seja, a recompensa máxima atualmente seria de R$ 54,5 mil.

De acordo com o texto do deputado federal Manato (PDT-ES), a pessoa deve denunciar o esquema a qualquer órgão de segurança pública ou ao Ministério Público, com a descrição dos fatos de forma clara e detalhada, apresentando provas e documentos comprobatórios da prática do ilícito, se possível. Embora o projeto afirme que o denunciante deve informar o autor dos desvios, o deputado diz que a denúncia pode ser feita mesmo sem este dado:

- Quando você apresenta um projeto, você joga uma idéia, que pode ser aperfeiçoada por outros 512 deputados, 81 senadores e também pela sociedade.

A proposta tramita em caráter conclusivo, ou seja, não precisa ser votada em plenário. É necessário ser aprovado apenas nas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovada, segue para o Senado.

A identidade do informante, que deve ser maior de 18 anos, será mantida sob sigilo. Mas caso a pessoa se sinta ameaçada, poderá ingressar no Programa Federal de Assistência a Vítimas e a Testemunhas Ameaçadas.

Pelo texto, a União ficaria obrigada a criar um fundo para administrar os bens e valores recuperados em processos judiciais. Deste fundo, seria deduzido os 10% que devem ser pagos à pessoa que fez a denúncia. O restante seria devolvido ao órgão prejudicado pelo esquema.

Entre os crimes cometidos contra a administração pública estão o peculato (apropriação ou desvio de verbas públicas), a prevaricação (atrasar ou prejudicar o cumprimento de atos públicos em benefício próprio) e a corrupção passiva (recebimento de vantagem indevida).