Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Sancler (PPS) fecha as torneiras (cofres) da PMT para forçar os vereadores a aprovar a cobrança de água

        
Segundo nossas fontes está havendo uma queda de braço entre os vereadores e o prefeito Sancler (o Parcelinha), o motivo principal é a resistência dos vereadores em aprovar a venda da Nossa Água e a cobrança de água para a população de Tucuruí.
               
A Eletronorte construiu a Central de Tratamento de Água na Vila Permanente para fornecer água tratada e de graça para a população de Tucuruí ficando a Prefeitura somente com o trabalho de fazer a distribuição. Acontece que o prefeito Sancler (PPS), viu ai a possibilidade de tirar vantagem e vender a água que Tucuruí recebe de graça.
               
Enrolado com dezenas de processos na justiça, o prefeito está desesperado por dinheiro, e pensa em faturar R$ 22.000.000,00 (vinte e dois milhões) com a venda da Nossa Água provavelmente para uma Empresa de amigos. Só que quem vai pagar estes 22 milhões na verdade é o povo de Tucuruí, que vai pagar pela água que a tal empresa vai receber de graça da Eletronorte.
           
No entanto os vereadores sabem que se aprovarem a cobrança de água da população esta aprovação será a pá de cal em suas carreiras políticas, e certamente acham que devem levar vantagem neste que é um negócio da china para o Prefeito, que por sua vez quer se dar bem sozinho.
             
Dai surgirem os discursos de "oposição", rebeldia e as cobranças nas sessões da CMT. De repente os vereadores resolveram "fiscalizar" o prefeito e fazer o seu papel, pelo menos até que o prefeito resolva "negociar". Neste caso os vereadores se "rebelam" para valorizar o voto, e o prefeito fecha os cofres e as torneiras para "negociar" os votos mais em conta, na verdade vereadores e prefeito estão pechinchando, no final eles vão "se entender" como sempre acontece, a PMT vai vender a água que recebe de graça e os vereadores vão aprovar a venda da Nossa Água, afinal 22 milhões mais os quais, quais, quais, não é vinte e dois reais e nem duzentos e vinte.
            
Tem mais, o prefeito para emparedar ainda mais os vereadores, confia no taco de um empresário de Tucuruí que aparentemente tem mais dinheiro que a casa da moeda americana, sendo que a maioria dos políticos de Tucuruí lhe deve favores e dinheiro, desta forma o tal magnata manda mais que o prefeito e o Presidente da CMT (Aliás, os Presidentes da CMT nunca mandaram em nada mesmo). O tal empresário bota banca dizendo ter influência e amizades nos três poderes, e com isso manda e desmanda na cidade. Mas pelas barbas do profeta, de onde será que vem tanto dinheiro $$$$$$$$$$ ???
              
Enquanto isso o Prefeito não faz a distribuição da água para a população de propósito, com a intenção de justificar a venda e a privatização da Nossa Água. Veja a matéria do Jornal de Tucuruí.
          
Mas o fato é que na hora em que a Nossa Água for vendida, haverá um questionamento junto ao Ministério Público Federal, para que a Eletronorte seja ressarcida dos gastos com a construção da Estação de Tratamento e das despesas com a captação e tratamento da água, pois se a PMT e a empresa privada vão vender a água, terão que pagar por ela, pois o povo não pode pagar duas vezes pela mesma água, e a empresa privada não pode lucrar com serviço e dinheiro público.
            

3 comentários:

  1. Que vendesse logo... cobrassem... e tivesse essa bendita água. O Jardim Paraíso já tá a 65 dias sem água e ninguém resolve nada. Quem sabe cobrando um valor nossas cobranças teriam peso e assim também teríamos água. Hoje é de graça, mas não tem água.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa ideia, por este raciocínio vamos aumentar todos os impostos para que os serviços públicos funcionem. O problema é que aumentando os impostos também aumenta a corrupção, um círculo vicioso sem fim.
      Não seria mais fácil e mais eficiente que os políticos deixassem de desviar dinheiro público?

      Excluir
    2. O Sancler está de olho nestes R$ 22.000.000,00 vinte e dois milhões, esperem a piora do abastecimento de água em Tucuruí para que o Prefeito force o povo a aceitar pagar pela água que os moradores das vilas têm de graça e que a Eletronorte quer dar de graça para o povo de Tucuruí e o Sancler (PPS) não quer deixar.

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!