Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Texto

As matérias mais recentes do Folha de Tucuruí

Últimas matérias do Folha

Publicidade

terça-feira, 12 de julho de 2016

Editorial: Querem que mais uma vez o pobre trabalhador pague o pato, essa é a política dos golpistas...

Imagem do Blog Tijolaço

Quem como eu viveu na época da ditadura miliar hoje tem uma sensação de Déjà Vu, sabe aquela sensação de que uma situação se repete. Errar é humano, todos erram, mas repetir o erro é sinal de pouca inteligência ou teimosia burra, é o mesmo que tropeçar na mesma pedra duas vezes.
                       
O povo Brasileiro é um povo essencialmente bom, pacífico, honesto e crédulo, por isso mesmo um povo fácil de enganar, temos ainda um ponto fraco, ponto este que é o alvo preferido dos políticos corruptos e bandidos, uma memória curta que nos impede de aprender com o passado e com os nossos erros.
            
Não aprendemos que durante a ditadura militar o nosso país foi roubado e que a corrupção correu solta, onde pensam que as grandes empreiteiras aprenderam e começaram a pagar propina para ganhar “licitações” em grandes obras? Aqui mesmo em Tucuruí temos bons exemplos, a hidroelétrica de Tucuruí estava orçada em dois bilhões e na sua conclusão seu custo ultrapassou os cinco bilhões. 
       
A antiga CAPEMI que atuava em Tucuruí e foi protagonista de um dos maiores escândalos de corrupção no Brasil (leia mais sobre o escândalo da CAPEMI), é outro exemplo, podemos ver até hoje a cabeça de ponte no Rio Tocantins, uma obra iniciada e não concluída. Milhões foram desviados da CAPEMI, estima-se que foram desviados pelo menos US 10 milhões de dólares (isso a mais de trinta anos) em uma empresa dirigida por militares e em plena ditadura militar, sendo que um dos envolvidos era um dos generais mais poderosos do Regime Militar.
        
E hoje tem muito fascistinha idiota nas manifestações e nas redes sociais pedindo a volta da ditadura para combater a corrupção, é a ignorância histórica e a imbecilidade elevada ao quadrado, à corrupção na ditadura era igual ou pior que hoje, a diferença é hoje podemos denunciar, já na ditadura quem denunciava era preso, torturado morto. Tinha corrupção sim e das grossas, só que ninguém podia falar nada.
       
Mas tudo isso é para demonstrar a falta de memória de uma parcela da população brasileira.
      
Golpe e eleição indireta
     
Na época da ditadura militar o sonho dos brasileiros era ter o direito de votar em Presidente da República, mas o voto era indireto, era o congresso debaixo de vara e na mira de fuzis que escolhia o Presidente da República, mas o povo reagiu e houve um grande movimento em todo o país pelas Diretas Já, foi o maior movimento social que o Brasil assistiu, quando o povo conseguiu recuperar o direito de escolher seu próprio presidente foi uma grande festa e uma comoção em todo o país, era à volta da liberdade e da democracia no Brasil.
       
Nossa geração pensou que o fantasma do golpe e da eleição indireta jamais voltaria a assombrar o nosso país, eu fui um dos que pensou que em minha vida não veria mais o Brasil vitima de um golpe e de uma eleição indireta para presidente, mas foi o que ocorreu neste ano de 2016, a deposição de um presidente sem crime e uma eleição indireta promovida por um congresso corrupto. 
      
A exploração do trabalhador
     
A direita e o fascismo representado hoje por partidos como o PSDB, PMDB, DEM e PPS entre outros, derrubaram a presidente e "elegeram" um boneco de ventríloquo, uma marionete dos interesses internacionais que pretendem retirar os direitos sociais e trabalhistas das classes mais pobres e quer vender o Brasil.
      
Querem aumentar a carga horária do trabalhador, aumentar a idade para aposentadoria, extinguir o PIS/PASEP, reduzir os investimentos em saúde e educação e arroxar salários, enfim, querem retirar os direitos sociais do brasileiro, direitos estes tão duramente conquistados em décadas de lutas e sacrifício.
     
Aumento da Carga Horária
    
Aumentar a carga horária significa redução de emprego e salário, já que o com o aumento da carga horária será preciso menos funcionários para fazer o mesmo serviço, aumentar a carga horária sem aumentar o salário significa redução de salário.
          
Aumentar idade para aposentadoria e reduzir benefícios previdenciários
     
Ora, o grande problema da Previdência no Brasil é a má gestão e a sonegação das empresas e dos governos, além da corrupção e das fraudes. O governo em vez de aumentar a eficiência, prefere jogar a conta e o sacrifício para a classe trabalhadora. Vejam o exemplo de Tucuruí que há décadas não repassa as contribuições para a previdência, além disso, de vez em quando cria previdências municipais que vão à falência por má gestão e por desvios dos repasses e do caixa, e depois a conta vai para a Previdência. Calculo que só a Prefeitura de Tucuruí já deve ter desviado bilhões em recursos da previdência ao longo de sua história.
      
O Brasil tem em torno de 5.570 cidades e são raríssimos os municípios (se é que tem algum) cujo Prefeito recolha faça o repasse ao INSS como manda a Lei, agora é até impossível fazer um cálculo do rombo nas contas da previdência provocado pelas prefeituras, agora imaginem nos Estados e nas grandes, pequenas e médias empresas? E querem que os mais pobres paguem a conta e cubram o rombo que os políticos incompetentes e corruptos, e os maus empresários causam aos cofres da previdência.
     
Acabar com o PIS/PASEP
     
Ora fazer isso é retirar bilhões de circulação em um país em crise, como recuperar a economia reduzindo o poder de compra da população? Não adianta fabricar se não tiver quem compre.
      
Reduzir os investimentos em educação e saúde
      
Reduzir os investimentos em educação é perder a competitividade perante o resto do mundo, todos os países ricos e desenvolvidos priorizaram e investiram pesado em educação. Reduzir os investimentos em saúde pública é ainda pior, pois sem saúde ninguém trabalha e ainda por cima onera a previdência que tem de pagar tratamento, e pensões por morte e aposentadorias por invalidez temporária e permanente.
       
Por um lado o governo estipula juros altíssimos, enquanto a taxa de juros no Brasil é de 14,25%, no Japão, por exemplo, é negativa, ou seja, menos que zero, e nos Estados Unidos é em torno de 0,25% e 0,50%. Isso sem falar nos juros bancários no Brasil que podem chegar a 200/300% ao ano e isso sem falar no Cartão de Crédito cuja taxa chega a 435,6% ao ano. Como um país assim pode crescer?
      
Com tudo isso a elite imbecil, o PSDB e seus satélites, assim como hoje o PMDB e os especuladores nacionais e estrangeiros querem arroxar salário, aumentar a carga horária e retirar direito dos trabalhadores, eles ainda pensam como os donos de escravos que achavam que iriam à falência se tivessem que pagar salário a seus empregados. 
      
O PSDB e seus satélites e o PMDB acham que a culpa da crise é o salário "alto" que se paga aos trabalhadores, então é só reduzir salário, aumentar a carga horária e obrigar os velhinhos a trabalhar até 75/80 anos que vamos resolver o problema do Brasil, isso sem cobrar impostos justos dos ricos, sem combater a sonegação, sem investir em educação e saúde, sem parar de desviar e roubar dinheiro público, sem reduzir os juros e parar com a exploração dos bancos, sem parar de pagar juros exorbitantes ao capital nacional e estrangeiro, e sem governar com honestidade e eficiência.
      
É brincadeira, e com tudo isso, o Brasil ainda é governado por um congresso majoritariamente corrupto e um governo de mentira, sem legitimidade e sem voto.
       
Texto de: André L. M. Silva (André resistência).
      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!