Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

domingo, 21 de maio de 2017

Relatório e documentos apontam para um prejuízo de mais de sete milhões no IPASET

           
Em vista do relatório e dos documentos que apontam para graves irregularidades do IPASET, o rombo na Previdência Municipal é muito grave e supera projeção anterior do próprio MP. Segundo o que até o momento foi apurado, o prejuízo passa dos sete milhões.
             
Enquanto isso os servidores mais humildes da Prefeitura pagam 11% de contribuição previdenciária contra 8% do INSS para a mesma faixa de salário, um presente da administração anterior, mas os presentes para os servidores municipais não param por aqui, além do rombo no IPASET tem o rombo da ASERT e do empréstimo consignado da Caixa Econômica.
             
O relatório preliminar do IPASET é chocante, teve um cidadão que conseguiu a proeza de receber cinco cheques do IPASET, cujo valor mais baixo de cada cheque foi de R$ 80.000,00 (oitenta mil), isso só em outubro de 2016, só no referido mês (coincidentemente mês da eleição) o Elsimar recebeu "oficialmente" R$ 430.000,00 (Quatrocentos e trinta mil), sendo que existem outros cheques do mesmo valor que não são nominais e não sabemos a quem beneficiaram, se a terceiros ou ao próprio Elsimar. 
                 
Também teve cheque sem data pago pela Caixa Econômica (?), teve inclusive saques altíssimos em espécie na boca do caixa, teve transferência eletrônica, teve cheque de até R$ 160.000,00, e tem mais (pasmem), a Gerência da Caixa Econômica Federal se recusa a fornecer a atual direção do IPASET e ao Conselho Fiscal do órgão as cópias dos cheques que totalizam R$ 1.241.000,00 (um milhão duzentos e quarenta mil reais), agora não se sabe o real motivo da recusa já que quem não deve não teme, e se a Caixa não tem nada a ver com as supostas irregularidades, qual o motivo de se recusar a prestar informações a quem de direito? Com a palavra o Ministério Público...
               
Outra coisa, o maior beneficiário dos cheques milionários é o Advogado Elsimar Roberto Packer, que segundo o site do MPF foi preso em Blumenau (SC) pela Polícia Federal (Leia aqui), na ocasião também foram presos Ronaldo Lessa Voloski e Ademildo Alves de Medeiros, Superintendente e Diretor Financeiro do IPASET, respectivamente. 
                     
Na ocasião das prisões o MPF calculava o rombo em mais de 4 milhões, hoje vemos que o rombo passa dos 7 milhões, e isso é o que se apurou até o momento.
                  
Os fato são de conhecimento do MPE e do MPF que devem tomar as providências cabíveis.
                  
Como a documentação é muito extensa fica difícil digitalizar e publicar tudo em um blog, ainda mais em uma única matéria, no entanto estamos publicando um relatório resumido e algumas cópias de cheques como exemplo do absurdo que ocorria na Previdência Municipal em Tucuruí.
                     
Cópia do Ofício enviado pela direção do IPASET à Promotora de Justiça Drª. Amanda Luciana Sales Lobato.
            
 
   
Relação de valores pagos para terceiros em cheques.
   
       
         
Abaixo a relação das transferências bancárias (TED) para terceiros, notem que os valores são sempre semelhantes, entre 80 e 90 mil, poucos cheques e transferências são de valores menores.
   
     
               
Cópia de três dos inúmeros cheques emitidos pelo IPASET na administração anterior. Notem que tem cheque que nem mesmo está datado.
   
Cheque sem data
     



     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!