Alterar o idioma do Blog

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Prestação de Contas da PMT - Ministério Público Estadual abre Procedimento Administrativo Preliminar


O Ministério Público Estadual por intermédio dos Promotores de Justiça Drª. Renata Valéria Pinto Cardoso e Renato Belini Oliveira Costa em exercício na 2ª Promotoria de Justiça de Tucuruí, em virtude da documentação enviada por vereadores de Tucuruí, informando a ausência de prestação de contas da Prefeitura à Câmara Municipal, resolve instaurar Procedimento Administrativo Disciplinar.

O Ministério Público está atuando no sentido de fazer cumprir a Lei que determina que o Prefeito Municipal preste contas à Câmara Municipal, que têm como uma das suas principais funções fiscalizar a Prefeitura e os atos do Prefeito.

É uma vergonha que seja necessário que os vereadores recorram à justiça para que o prefeito preste contas da sua administração, não só aos vereadores, como também a toda a população de Tucuruí.

Diante desta situação fica a pergunta: O que será que existe de tão grave na prestação de contas da PMT, que o prefeito prefira afrontar à Lei e ao legislativo para tentar esconder a forma como gasta o dinheiro público?

Veja a Portaria do MPE:


 


6 comentários:

  1. Ao término do pronunciamento da Dr. Edileuza em forma de leitura da PORTARIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL, em relação à não prestação de contas do nosso gestor. Aconteceu uma coisa interessante na CÂMARA, uma AGENTE DE SAÚDE, que estava na cadeira ao meu lado na plenária murmurou baixinho com a sua colega: "Esses vereadores do PT são muito besta, será que eles nunca vão intender que o SANCLER faz é o que ele quer aqui em Tucurui.
    Então fiquei me perguntando, o Ministério Público de Tucurui é surdo, mudo, e tetraplégico em relação ao prefeito, será que o prefeito SANCLER vai conseguir tranferir a tetraplégia do MP Municipal, para o MP Estadual com essa campanha xxxxx da ANA JÚLIA Estado? Meu pensamento é: se ela perder com certeza ele vai sim...!

    ResponderExcluir
  2. Oi anônimo, você e a Agente de Saúde tem que se informar melhor.

    1 - A Vereadora Edileuza não é do PT e sim do PSC.

    2 - Não existe Ministério Público de Tucuruí e muito menos MP Municipal, o MP a que se refere é só um: Ministério Público Estadual.

    3 - O que tem a ver a Ana Júlia ganhar ou perder se o MPE é independente? Você quer dizer com isso que o Jatene se ganhar vai mandar no Judiciário e defender o desrespeito à Lei e o abuso de poder? Se for o Pará está perdido caso ele ganhe...

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkk
    Que burro dá zero pra ele!

    ResponderExcluir
  4. tem gente que perde a oportunidade de ficar calado.... opinar sem ter noção do que está falando é pior do que quem opina com paixão política.... ministério público municipal é o fim da picada.... acho que: surdo, mudo e tetraplégico é o conhecimento da nossa querida anônima(o) ai...

    ResponderExcluir
  5. É realmente, ela ou ele fez um pouco de confusão, mas uma coisa que falou é certa e todos nós sabemos. " o poder judiciário estadual paraense, não tem muita aprovação pelo povo não" Vários crimes absurdos já foram cometidos no nosso PARÁ, e até hoje, o poder judiciário não deu resposta `sociedade. Isso é fato

    ResponderExcluir
  6. O importante é que o Sr. Prefeito vai ter que mostrar com que está sendo utlizados os cofres públicos.
    se ta demorando pra prestar conta por que tem algo a esconder. Agora se ficar provado que tem algo, espero que a população de Tucurui não fechem os olhos para isso como fechou pra saúde pública de tucurui.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, racismo, homofobia, misoginia, discurso de ódio e intolerância de qualquer tipo, serão moderados e publicados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!