Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Cheque moradia, estelionato eleitoral em Tucuruí

Vejam que coisa mais deprimente, o Prefeito Sancler (PPS) se promovendo à custa do dinheiro público
(recursos do Governo do Estado) e de um idoso carente e claramente com problemas de saúde. 
Imagem Agora Press 
Veja este trecho de matéria do Agora Press, um site chapa branca de Tucuruí.
     
“R$ 1,8 milhão em recursos do programa “Cheque Moradia”, do Governo do Estado, irão atender 100 famílias carentes de Tucuruí”. Elas são as primeiras de quase 1 mil famílias que serão beneficiadas pelo programa. A cerimônia aconteceu na manhã do último sábado no Centro de Convenções de Tucuruí.
     
O investimento, que será realizado pelo Governo do Pará é uma parceira com a prefeitura do município que dou um terreno, de 10 mil alqueires as proximidades do Km 3, para a construção de casas populares. Ao todo, o programa de moradia do Governo do Estado – também chamado de Credicasa, irá atender nos próximos anos cerca de mil famílias carentes de Tucuruí.
     
O vice-governador Helenilson Pontes explicou que o Cheque Moradia é um programa que vem transformando a vida de pessoas simples, garantindo dignidade através da melhoria das condições de moradia destas pessoas, em municípios de todas as regiões do Estado. “O programa foi criado graças à sensibilidade e capacidade administrativa do governador Simão Jatene. Em 10 anos passou a beneficiar não só as famílias da Região Metropolitana e se expandiu para os mais distantes municípios, comentou."
     
Agora vejam a situação das "casas" do Cheque Moradia passadas as eleições. 
     
As construções pararam como tantas outras estão paradas em Tucuruí, mais uma vez o Prefeito de Tucuruí Sancler Ferreira (PPS) e o Governador Jatene (PSDB) traem a confiança da população. As obras das casas estão paradas e criando mato, até parece ruínas de uma cidade fantasma. 
           
Por falar em fantasma o prefeito escolheu a dedo o local para a construção das casas, com tanta terra bem localizada e mais próxima do centro a prefeitura tem, o prefeito resolveu colocar os pobres bem em frente ao Cemitério Municipal. Sancler quer que os pobres tenham uma "linda paisagem" para apreciar logo ao acordarem de manhã, e se lembrarem para onde irão se precisarem da Saúde Pública Municipal em Tucuruí.
   
Uma grande vantagem para os pobres que vão morar em frente ao cemitério é a facilidade para serem enterrados, nem vai precisar de carro fúnebre, os familiares poderão levar o defunto a pé mesmo. Com a péssima e sucateada Saúde Pública em Tucuruí, Sancler com toda a sua sensibilidade, está facilitando a vida (e a morte) dos pobres da cidade. 
   
Isso se o dinheiro do cheque moradia R$ 1,8 milhão aparecer é claro.
      
Vejam as imagens
    
       
     

        
ISSO É UMA VERGONHA!!!
         

6 comentários:

  1. Amigo não precisa publicar...mas veja bem...essas casas não são para baixa renda? Tem um candidato a vereador pelo psdb que chama f****** que declarou em seus bens no tre uma dessas casas ai...É só entrar no site do tre/pa e ver a declaração dele dessa ultima eleição. ..mas ele não é baixa renda...pelo que sei ele é dentista. Da uma verificada. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. No site eleições brasil ele declara.

    ResponderExcluir
  3. Então o esquema ta ai. Por isso que vem uma cambada de candidato só pra ganhar casa de baixa renda. Eu vou me lançar candidato também em 2016...na pior das hipóteses eu ganho uma casa do cristo vive. Muita palhaçada isso mesmo

    ResponderExcluir
  4. Enquanto vcs se matam de falar mal dele ele ta se articulando para pegar outra..ja que a justiça não chega nunca aqui em tucurui...se não pega o prefeito nunca vai pegar ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vem cá, empacou neste assunto mesmo, tem gente capaz de fazer tudo para aparecer... Ei Folha não vê que isso é politico querendo se promover?

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!