Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Tucuruí - Prefeito Sancler tenta impedir construção de adversário político


Imagem da construção do Almir
A Prefeitura de Tucuruí moveu um processo na justiça e embargou a construção de uma faculdade de propriedade de Almir de Melo Machado e Juliana Skitterberg, a construção está localizada na Rua A Bairro Santa Mônica, ao lado do Posto Popular e próximo ao Trevo da Cohab. A Faculdade que está sendo construída é uma franquia da UNOPAR EAD.
           
Primeiro a Prefeitura solicitou vários documentos e alterações no projeto da construção. Após o proprietário ter apresentado todos os documentos e feito às alterações solicitadas, a PMT colocou objeções sobre a rampa de acesso, alegando ainda questões sobre os limites do imóvel e supostas irregularidades. 
      
Novamente Almir cumpriu todas as exigências e alterou o projeto da rampa, cumprindo todas as exigências da prefeitura, e novamente a Prefeitura colocou dificuldades e impedimentos para a execução da obra. 
      
Por fim a justiça decidiu que não existe justificativa legal para a paralisação da obra e o Almir pode terminar a construção da universidade. Convém informar que o Almir é o dono da Microlins, empresa muito conhecida e antiga em Tucuruí. 
       

Questões políticas. 

    
O Almir nestas eleições denunciou a então candidata Eliana (esposa do prefeito) devido à mesma ter apresentado uma Carteira de Habilitação vencida no registro da sua candidatura a Deputada Estadual, com isso tendo contrariado o Prefeito Municipal conhecido na cidade por ser vingativo e por perseguir adversários políticos. Para Almir, este pode ser um dos motivos da perseguição e da tentativa de impedir a construção da faculdade de sua propriedade. O tratamento dado pelo poder público a esta faculdade é muito diferente do tratamento que o prefeito dispensa à Faculdade Gamaliel de propriedade do Pastor Océlio Nauar, um aliado político do Prefeito Sancler Ferreira (PPS). 
     
Almir juntou ao processo imagens e matérias do Folha de Tucuruí em que o Blog denuncia inúmeras construções totalmente irregulares como por exemplo a construção da família do Vereador Cantão no Jardim Paraíso (clique aqui), e as construções ilegais nas margens e em cima do igarapé Santana, que são de propriedade dos invasores ricos da Praça do Rotary (clique aqui), aliados políticos e financiadores de campanha do Prefeito Sancler Ferreira. Se formos listar as construções irregulares de pessoas ligadas ao prefeito, e que a PMT permite seria preciso o espaço umas duas matérias do Folha de Tucuruí.
               
Isso é um absurdo, enquanto a cidade de Tucuruí passa por uma grave crise de desemprego e falta de dinheiro em circulação, o prefeito Sancler tenta impedir uma obra que gera vários empregos e vendas no comércio local e que vai melhorar a educação no município. 
              
Ao que Parece o Prefeito Sancler acredita que é o proprietário da Prefeitura e da cidade, e que o poder público e toda a cidade de Tucuruí estão sob suas ordens e à sua disposição, para satisfazer aos seus interesses pessoais e políticos. Aos amigos do Prefeito a impunidade e as benesses do poder, aos adversários as penas da lei, as arbitrariedades e as perseguições típicas de um ditador confiante no seu poder e na sua impunidade. 
        
O Almir teve muitos prejuízos e perdeu muito tempo sendo que a sua construção ficou paralisada por seis meses, isso sem contar com os prejuízos dos trabalhadores da obra que ficaram parados. E agora, quem vai pagar pelos prejuízos causados pela perseguição do prefeito?
         
Vejam a cópia do processo (clique aqui).  
         

ISSO É UMA VERGONHA!!!

        

9 comentários:

  1. Tipico da família 23..e observe que eles fazem isso com todos que tentam subir na vida sem mamar ou depender deles. Eu fui vitima dessa f*************

    ResponderExcluir
  2. o ****** não gera um emprego sequer e fica perseguindo empresário local.Só em Tucuruí mesmo.

    ResponderExcluir
  3. quando estavam aumentado a loja calce bem me lembro muito bem era inverno e o igarape tranbordou e acabou estorando o bueiro na avenia veridiano cardoso prox ao hotel paraiba.

    ResponderExcluir
  4. folha me corrija as lojas que foram construidas sobre o igarape sao calce bem i supermercado carajas.

    ResponderExcluir
  5. porque a prefeitura ebargou a construçao ao lado da maria pretinha e ainda ************* da loja calce bem e do suprmercado carajas, sendo que as tres obras estavam começando no mesmo tempo

    ResponderExcluir
  6. ouvi de um irmao do ******* o tal ******** que essa obra do almir nao iria dar continuidade.e que ele apostava com qualquer um se a obra fosse concluida ate o final do mandato ele e seu irmao vestiriam saia.

    ResponderExcluir
  7. Nosssa esse nao que ver nada na cidade

    ResponderExcluir
  8. Esta açao vai terminar no supremo kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até lá a faculdade vai estar concluída e funcionando a muito tempo já que a justiça derrubou o embargo. Kkkk.
      Até lá o Sancler já se escafedeu da PMT e será só uma lembrança ruim. Kkkkkk
      Se o processo for mesmo para o STF vai sobrar para os invasores e criminosos ambientais da Praça do Rotary. Kkkkk.
      Enfim, a vingancinha do ditador deu com os burros n'água. Kkkk

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!