Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

domingo, 7 de dezembro de 2014

Editorial – Como entender a blindagem e a impunidade do Prefeito Sancler?

         
Tucuruí é hoje considerada uma terra sem Lei para políticos influentes e seus apaniguados, a população desconhece os motivos da blindagem dos políticos locais, e a maioria ainda pensa que somente a riqueza da prefeitura de Tucuruí pode explicar tanta impunidade. 
               
Neste editorial vamos mostrar que a explicação é bem mais complexa que a utilização pura e simples do poder econômico, e envolve interesses comuns dos políticos dos grandes partidos no Estado.
        
Eleitorado, a importância política de Tucuruí
   
Para começar a entender a blindagem do Prefeito de Tucuruí temos que levar em conta as peculiaridades da cidade. Tucuruí, uma cidade de 105.431 habitantes (Dados do IBGE) tem uma arrecadação mensal que chega a R$ 20.000.000,00 vinte milhões, sendo que no município TODAS as obras são realizadas através de convênios e com recursos do Governo Federal e algumas poucas obras com recursos do Governo Estadual, e praticamente nenhuma obra de importância tem sido realizada com recursos próprios da Prefeitura de Tucuruí nos últimos dez anos.
        
Nas últimas eleições os dois principais candidatos ao Governo do Estado somaram 97.45% dos votos válidos em Tucuruí, tendo comparecido às urnas 48.540 eleitores em Tucuruí e 3.877.989 eleitores em todo o Pará. Em Tucuruí, o atual Governador Simão Jatene do (PSDB) teve 14.423 votos (31.28%) e Helder Barbalho (PMDB) teve 27.370 votos (61,4%), sendo que 24.028 eleitores não compareceram. 
   
Votaram como eu disse 48.540 eleitores em Tucuruí e 3.877.989 eleitores em todo o Estado. Sendo assim, os votos de Tucuruí representaram apenas 1,25% do total de votos no Pará, e os votos dos eleitores de Tucuruí representou apenas 0.37% dos votos do Jatene em todo o Pará.
        
Partidos políticos
      
Somente três partidos políticos tem influência efetiva no Estado do Pará, o PSDB, o PT e o PMDB, sendo que os demais, ou são muito inexpressivos eleitoralmente ou são apenas satélites (giram em torno) dos partidos maiores, um exemplo é o PPS que é um satélite do PSDB. 
        
O PSDB tem como cacique o Governador Jatene, que herdou (ou usurpou) o cocar do ex-governador Almir Gabriel já falecido.
           
O PMDB tem como cacique a Senador Jader Barbalho, com seus braços direitos Helder Barbalho e Parsifal Pontes (os mais influentes) entre outros, como por exemplo, o Dep. Priante.
     
Já o PT tem alguns caciques (mal) disfarçados, como por exemplo, o Senador eleito Paulo Rocha (O mais importante dentro do partido e amigo pessoal do Lula), e os deputados Miriquinho e Zé Geraldo, entre outros.
       
Quem tem influência entre estes caciques, controla os partidos que os mesmos representam, como é o caso do Prefeito de Tucuruí Sancler Ferreira (PPS).
       
Temos ainda que considerar que os políticos profissionais são práticos e não agem por emoção, a conveniência sempre fala mais alto quando o assunto é dinheiro e poder. Estes políticos de acordo com as suas conveniências se aliam a inimigos e se tornam adversários dos seus próprios amigos, caso lhes seja conveniente, e fazem isso com total naturalidade. O povo é um simples detalhe, pois para os políticos enganar o povo é fácil (Ainda mais quando se tem o controle da grande mídia e muito dinheiro), difícil mesmo é enganar os outros políticos que estão familiarizados com as táticas, as mentiras e os golpes. 
         
O Governador também exerce influência política no Judiciário através das nomeações do Procurador de Justiça do Estado (Chefe do MPE) e dos Desembargadores que são os membros dos Tribunais de Justiça dos Estados. Quanto mais tempo um partido fica no poder, mais influência o mesmo exerce no Poder Judiciário.
         
O ideal é que o Poder Judiciário fosse independente do Poder Executivo, mas isso não acontece, principalmente nos municípios em que é grande a dependência logística do judiciário com relação às prefeituras. 
       
No caso de Tucuruí, por exemplo, muitos funcionários que trabalham no fórum são funcionários da Prefeitura, alguns exercem cargos de confiança do prefeito, outros são concursados em desvio de função e outros são temporários e contratados sem concurso público. Com isso pode acontecer o vazamento de resultados ou de ações de investigação, dificuldade de notificar ou intimar o prefeito e seus representantes, e até mesmo o atraso no andamento de processos.
         
"Não dá em nada" - Frase que se tornou muito popular e que é repetida pela população de Tucuruí, sempre que surge uma nova denúncia de crimes praticados contra a administração pública na Prefeitura.
        
Oposição???
          
Como já foi mencionado, os caciques dos três maiores partidos políticos do Pará, entre os quais o PMDB e o PT estão de alguma forma comprometidos com o Prefeito Sancler. 
       
PSDB
        
O comprometimento do PSDB é mais que evidente, Sancler é Apadrinhado e protegido do Jatene, qualquer um que contrarie os interesses do Sancler também contraria os interesses do governador e vai sofrer as consequências, isso é óbvio.
           
A proteção do Jatene é fundamental para a continuação da impunidade em Tucuruí.

Se depender do PSDB e do Governador, tudo continuará do mesmo jeito indefinidamente... 
      
Está tudo dominado.
        
PMDB
      
Hamilton (primo do Parsifal), Miguel e
Pacheco líderes do PMDB em Tucuruí
e  Sancler em Belém.
Todos já sabem que as contas do Ex-prefeito Parsifal Pontes (um dos políticos mais influentes do partido) estão engavetadas na Câmara Municipal de Tucuruí esperando somente uma ordem do Prefeito Sancler para NÃO serem aprovadas, isso sem contar com os processos movidos pelo Sancler contra o Parsifal e que estão por enquanto meio que “adormecidos”. 
         
Tem também o relacionamento próximo do Sancler com o Deputado Priante (PMDB) que é parente do cacique-mor Jader Barbalho e todos sabem que os políticos não fazem nada de graça, e sem levar nada em troca, principalmente em ano eleitoral. Todos sabem que o PMDB lançou um laranja nas últimas eleições só para dividir os votos da oposição ao prefeito. Está tudo dominado.
        
PT
      
Não é segredo para ninguém de Tucuruí o relacionamento próximo e de amizade do Prefeito Sancler com o Senador Eleito Paulo Rocha, Dep. Zé Geraldo e o Dep. Miriquinho Batista, políticos muito influentes no PT Estadual. 
        
Estes políticos blindam o Prefeito junto ao partido e ao Governo Federal, dificultando e até mesmo inviabilizando de propósito qualquer oposição mais efetiva do PT em Tucuruí. Sem o apoio do PT regional e nacional a oposição em Tucuruí está praticamente imobilizada devido a influência política e a força econômica do Prefeito Sancler, que controla a quinta maior arrecadação entre os municípios paraenses.
      
Então se o Prefeito ajudar no financiamento de campanha é só os caciques investirem em outras cidades mais importantes e com mais eleitores, e que se dane os votos e o povo de Tucuruí. Na imagem ao lado podemos ver uma foto do Miriquinho Batista (PT), Deley (PPS), Paulo Rocha (PT) e Sancler Ferreira (PPS), os quatro estão abraçados como um time, embaixo podemos ver um cartaz que foi distribuído em Tucuruí com a propaganda do Zé Geraldo (PT) ao lado da propaganda da Eliane Lima (PSDB), esposa do Sancler. Está tudo dominado.
              
Como podemos ver, a ética e o respeito para com o povo e com a coisa pública, são qualidades raras na política, principalmente no Pará. O politico diz uma coisa e faz outra com a maior desfaçatez, na cara dura mesmo, e sem o menor pudor. Para ganhar eleição, poder e dinheiro vale tudo, e o interesse público que se dane e se exploda.
              
Conclusão: 
        
1 – O Prefeito Sancler tem a proteção incondicional do Governador Jatene e do PSDB. Em consequência todo o peso e poder do Governo do Estado está direcionado para a blindagem do prefeito. Ainda tem a pouca importância eleitoral do município que representa apenas 1.25% do eleitorado paraense e 0.37% (não chega a 1%) dos votos do Jatene nas últimas eleições. No entanto Tucuruí tem também a quinta maior arrecadação do Estado, o que aumenta a importância política e econômica do Prefeito, em detrimento da importância da população e dos eleitores do município. 
       
Isso significa que o povo de Tucuruí tem muito pouca, ou quase nenhuma, importância política para o Governador, mas a cidade tem importância econômica, isso significa que o prefeito e seu poder econômico importa bem mais para o governador que o povo da cidade, e isso significa ainda que na hora de escolher entre os interesses do prefeito de Tucuruí e o interesse do povo da cidade, adivinhem de que lado fica o governador Jatene?
        
2 – Da mesma forma é o caso do PMDB, porque os caciques do partido se importariam com um município com tão pouca representatividade eleitoral? Por que os caciques do PMDB criariam problemas para o Parsifal e contrariariam os interesses do Priante? Vocês acham mesmo que o PMDB iria contrariar o Sancler apenas para atender ao interesse público e aos interesses da cidade de Tucuruí?
       
3 – Também não interessa aos caciques do PT a nível Estadual fazer oposição ao Prefeito Sancler e contrariar os interesses de caciques do porte do Paulo Rocha, Miriquinho Batista e Zé Geraldo, apenas em troca de um parco e questionável retorno eleitoral, tendo em vista a pouca representatividade de Tucuruí em termos de votos a nível Estadual e Federal. Em compensação à pouca importância de Tucuruí eleitoralmente, por outro lado temos uma prefeitura rica e um prefeito disposto a apoiar as campanhas eleitorais dos caciques petistas em troca de proteção e influência.
      
Mas se o PT elegesse o prefeito de Tucuruí, o Paulo Rocha, o Miriquinho, Zé Geraldo e outros caciques não teriam a mesma, ou ainda maior vantagem que os mesmos têm com o Sancler na Prefeitura? Não necessariamente, como todos sabem o PT é composto de várias tendências (simplificando, é como se fossem diversos partidos em um, cada qual com seus lideres e interesses específicos), e tem mais... Vai que se elege um prefeito mais preocupado com o interesse público do que com o interesse dos caciques, e ai como ficaria? No caso do Sancler, para os caciques é melhor um passarinho na mão do que dois voando. Eles não querem trocar o certo pelo duvidoso. Também tem a questão dos compromissos e comprometimentos passados... Quem sabe quais são?
        
Diante do exposto, não é difícil compreender a real situação de Tucuruí e como a impunidade impera sem nenhum controle no município. Não tem nenhum mistério, Sancler não é nenhum gênio da política, no entanto temos que reconhecer que o prefeito administra muito bem as falhas do sistema, a ambição desmedida dos políticos descompromissados com o interesse público, e a falta de compromisso dos partidos políticos para com o povo do Pará, em especial o povo de Tucuruí. 
     
Tivesse o Prefeito Sancler esta mesma competência para administrar bem a Prefeitura, e Tucuruí seria uma das melhores cidades do Brasil, dinheiro para isso não falta, o que falta é Prefeito e vereador. 
       
O população tem que se organizar para defender Tucuruí por si mesma, e parar de esperar pelos políticos, porque enquanto eles estiverem se dando bem, eles vão fazer de tudo para que nada mude em Tucuruí e não vão largar a teta. Os caciques do PSDB, PMDB e PT querem que Tucuruí fique como está, para a cacicada o Sancler é o melhor prefeito do mundo, e para eles deve ser realmente, eles não moram aqui mesmo, então que se dane...
         
Mas não custa sonhar, um dia se Deus quiser, Tucuruí ainda vai ter prefeito e vereadores de verdade, e eu quero estar vivo para presenciar este milagre.
                         

8 comentários:


  1. Muito boa essa reportagem. Esclarecedora, só que nosso povo a maioria não são politizados, votam conforme a sua barganha, ´vejam só o Líder do prefeito na Câmara era candidato a Deputado Federal o único da Região, mesmo assim a esposa do prefeito apoiou outro paraquedista. Concordo em parte com a matéria mais faltou algo sobre o MPE, Esqueceram que no primeiro mandato do atual prefeito, mais ou menos catorze promotores foram transferidos, removidos, ou solicitado as suas transferência, era só um promotor representar alguma denúncia contra o prefeito e imediatamente saia do município, ******************* *************** *************, mesmo que fossem denunciado qualquer conduta contra um promotor o resultado e o mesmo, portando concordo em parte com a matéria que a maior força está no poder econômico de Tucuruí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe um equívoco de sua parte, em primeiro lugar um promotor só pode ser removido caso concorde, no caso os promotores foram promovidos e transferidos ‘’com o seu consentimento’’ para comarcas em cidades maiores e mais próximas das suas casas e de seus familiares.
      O prefeito paga (não necessariamente em dinheiro) pelo apoio dos vereadores, portanto não lhes deve nada, e sendo assim ele apoia quem ele bem entender sem ter que dar satisfações, é assim que funciona, quem paga manda.
      Também não é verdade que a denuncia de conduta indevida apresentada ao CNMP teria o mesmo resultado, o Prefeito não tem cacife para controlar o CNMP ou o CNJ.
      Reconhecemos a força do poder econômico do Prefeito (leia-se da prefeitura), no entanto o maior e o principal problema de Tucuruí são a conivência, a omissão e a ''preguiça'' dos que poderiam lutar contra tudo isso, e fazer a diferença, mas que se acomodam e cruzam os braços esperando que as coisas aconteçam, se ninguém fizer nada, não acontece mesmo, isso é óbvio. Existem mil maneiras de se esfolar um gato, se não dá certo de um jeito tenta de outro, nada é impossível.
      Em Tucuruí falta organização da sociedade, falta um prefeito de verdade, faltam vereadores de verdade, falta oposição de verdade e em especial, falta muita vergonha na cara.
      Se a oposição em Tucuruí tivesse a mesma competência para agir do que tem para inventar desculpas para sua incompetência, a situação em Tucuruí seria bem diferente. E não digam que não, como vocês permitem que denúncias graves como estas fiquem engavetadas na justiça por anos a fio sem fazer nada? Vocês não têm advogados, seu partido não tem deputados e senadores? Porque não chamam estes aproveitadores e parasitas inúteis às falas? Vocês tem medo de quê? Para que serve o mandato destes caras? Para sugar e parasitar o erário público sem dar nada em troca?
      E não nos tomem por idiotas dizendo que não podem fazer nada além jogar a culpa no dinheiro da prefeitura e no povo, podem fazer muita coisa sim, e nós sabemos muito bem disso. Se vocês não tem competência para desengavetar uma simples denuncia, vocês pensam que tem competência para governar Tucuruí melhor que o Sancler, o Parsifal ou o Cláudio?
      É brincadeira... Em vês de ficarem de braços cruzados esperando que as coisas caiam do céu e que as denuncias e processos criem pernas e saiam das gavetas por conta própria, descruzem os braços, tirem estas b@#$% da poltrona e comecem a agir iniciando por suas próprias casas, colocando na parede e cobrando dos políticos folgados e aproveitadores dos seus próprios partidos, e ai sim terão moral para cobrar seriedade e honestidade dos outros políticos.

      Excluir
    2. O PT em Tucuruí "Jones" ainda sonha no fundo com a possibilidade de apoio do próprio Sancler, "por debaixo dos panos" caso não consiga emplacar um nome para sua sucessão. Como vai fazer oposição?? Parabéns pela matéria reflete justamente a realidade dos fatos...

      Excluir
  2. Vamos resumir o presente e o futuro (promissor) de Tucuruí: "Essa cidade está fudi**" apenas isso, não precisa ler toda a matéria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, no caso de Tucuruí a grande arrecadação do município, que deveria ser uma bênção para a população, se tornou uma maldição, porque a arrecadação da cidade que deveria ser empregada em benefício da população é usada para o mal e pelos maus. Em boas mãos todo este dinheiro poderia fazer milagres. Tucuruí é do senhor Jesus (como diz a placa na entrada da cidade), concordo, só que não é ele quem administra...

      Excluir
  3. A possibilidade do 23 apoiar o 13 para sucessão é zero...a matéria foi boa mas seu comentário a respeito disso deixou a desejar, é mais fácil o Parcifal vir a vice do 13...do que a tua citação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de responder a um comentário preste atenção em quem o fez para não responder à pessoa errada.
      O Sancler vai tentar eleger um fantoche como sucessor, ele precisa de total controle da PMT após o fim do mandato se não quiser ser preso.

      Excluir
  4. sendo assim não está tudo dominado, está tudo é MISTURADO.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!