Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Ditadura na ASERT - Direção da entidade expulsa associado por criticar a diretoria

A Direção da ASERT de forma ilegal, intolerante e antidemocrática resolveu expulsar compulsoriamente e sem direito á defesa o sindicalista e associado da instituição o Sr. Raimundo Orivaldo de Freitas da Silva. O objetivo da direção é intimidar os servidores para que os mesmos não possam criticar e contestar a atual administração da entidade.

   
Na verdade existem diversos interesses administrativos e políticos envolvido neste ato ilegal e tresloucado.
   
São estes os prováveis motivos da intempestiva e ilegal ação:
   
1 - A Direção da ASERT acredita que o Raimundo será candidato à presidência da entidade nas próximas eleições. Isso é delírio, o Raimundo pretende cumprir o seu mandato no SINSMUT até o último dia.
   
2 - A Direção da ASERT acredita que o Raimundo será candidato a vereador nas próximas eleições - Mais um delírio, o Raimundo pretende cumprir o seu mandato no SINSMUT até o último dia. 
   
3 - A Direção da ASERT acredita que com esta ação ilegal e arbitrária vai calar o Raimundo e o Folha de Tucuruí - Outro engano, o Raimundo mesmo sem ser associado da ASERT continua sendo sindicalista e representante dos servidores municipais e dos associados da ASERT. Quanto ao Folha o tiro sai pela culatra, pois a Equipe Folha e cada um dos seus membros se sente frontalmente atacado por esta atitude ilegal, violenta e arbitrária contra um dos seus membros (o Raimundo não está só), pelo contrário, este é um grande incentivo para que a Equipe Folha fiscalize a Direção da entidade, pois a partir de agora a questão passa a ser pessoal para cada membro da Equipe Folha e simpatizantes. 
   
4 - O ódio e a revolta da Direção da ASERT é que o SINSMUT passará a partir de hoje a conceder aos seus filiados crédito junto ao comércio local, o que acaba com o lucro da associação e sua diretoria de 5% sobre as compras dos servidores e com os descontos no salário dos servidores, descontos estes apropriados criminosamente pelo Prefeito Municipal e Presidente da AMAT Sancler Ferreira (PPS) com a conivência e participação da Direção da ASERT. 
   
Diante do exposto, das ilegalidades e dos abusos cometidos, o Raimundo e a Direção do SINSMUT, junto com a competente assessoria jurídica do Sindicato estão tomando as providências cabíveis para garantir aos associados da ASERT o direito à liberdade de expressão e a liberdade de pensamento, garantida pela Constituição Federal do Brasil. Cabe aos associados da ASERT e aos servidores municipais defenderem quem sempre os defendeu sem buscar vantagens pessoais, sem se vender e sem abrir mão da sua dignidade e do seu compromisso. O Raimundo está sendo perseguido e punido por defender os funcionários da prefeitura. 
   
Vejam a cópia do Ofício que comunicou a expulsão compulsória da ASERT do sindicalista Raimundo Orivaldo de Freitas da Silva, associado da ASERT e membro da Equipe Folha de Tucuruí.
    



Ainda hoje teremos mais uma matéria sobre esta ilegalidade, esta violência a esta arbitrariedade cometida contra o Raimundo Concursado.
           
Equipe Folha de Tucuruí.
                      

2 comentários:

  1. Tudo isso medo da Diretoria da Asert tem do Raimundo Concursado dele descobrir mais coisa que estar escondido na Asert

    ResponderExcluir
  2. Essa diretoria da asert só querem Cida bem Prefeito Sancler

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!