Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

O pomar do PMDB

   
                
Segundo dizem o PMDB está cuidando com carinho desta laranjeira que está plantada em Tucuruí, segundo dizem, o partido pretende negociar  laranja novamente no ano que vem, e tem um fregues antigo e cheio da grana interessado na fruta. 
             
Parece que este freguês rico já experimentou da fruta em 2012, e gostou tanto que já esta negociando a safra de 2016.
                   

9 comentários:

  1. E vcs do folha de tucurui queriam que essa laranja fosse pro lado xxxxxxxxxxxxxxxx? fala sério não viajem maionese, politica não foi feito pra fanaticos ingenuos, politica é jogo de interesse e o resto e o resto. seja quem for e de que partido for politica e jogo de interesse e ponto final.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo, ingênuo é você que pensa que estamos nos dirigindo à direção do partido e tentando consertar o que não tem conserto, dignidade vem de berço, nosso objetivo é mostrar ao povo a verdadeira cara do partido e as verdadeiras intenções do diretório municipal de Tucuruí e dos caciques da capital.
      Nós só queríamos que a direção do partido pelo menos tivesse a coragem de assumir uma posição seja ela qual fosse e apoiasse quem quisesse sem usar laranjas para mascarar e esconder as suas verdadeiras intenções. Usar laranja é trapaça não é atitude de um partido minimamente sério. Existem muitas outras formas mais decentes de se conseguir cargos públicos.

      Excluir
    2. Estatuto do PMDB

      Art. 2º. O PMDB exerce suas atividades políticas visando à realização dos objetivos programáticos que se destinam à construção de uma Nação soberana e à consolidação de um regime democrático, pluralista e socialmente justo, onde a riqueza criada seja instrumento de bem-estar de todos.

      F. Isso não acontece em Tucuruí, o partido visa os interesses pessoais dos seus caciques.

      Art. 4º. São as seguintes as diretrizes fundamentais para a organização e o funcionamento do PMDB:
      I – democracia interna, de modo a garantir a livre escolha de seus dirigentes em eleições periódicas nos diversos níveis de sua estrutura e a participação dos filiados na orientação política do Partido, na vida partidária, garantindo o direito de formação de correntes de opinião;

      F. Não existe democracia no PMDB, as ordens vem de Belém e visam tão somente os interesses dos caciques e não do partido e do povo de Tucuruí.
      V – garantia de independência das direções em relação às administrações públicas, nos seus diversos níveis, nos termos deste Estatuto.

      F. Em Tucuruí a dependência do partido ao poder público municipal é vergonhosa.

      Art. 8º. São direitos dos filiados:
      I – ter participação ativa no Partido e em seus processos de decisão;

      F. A participação dos filiados do partido é passiva e obedece à orientação dos caciques da capital.

      O PMDB em Tucuruí é uma piada de mau gosto.

      Excluir
    3. O PMDB em Tucuruí é uma caricatura de partido político.

      Excluir
    4. O estoque de laranjas do PMDB é imenso, neste momento estão lançando um balão de ensaio na cidade com o nome do Claudiney Furman.
      O critério para a escolha do laranj... ops, digo candidato do PMDB a prefeito de Tucuruí é só um: Aquele que tiver menos chances de ganhar do candidato do prefeito vence...

      Excluir
    5. Grande parte da população que não entende de política acredita nos hipócritas que afirmam que exigir participação no governo por apoio político é imoral, mas não é de acordo com as regras democráticas praticadas em todo o mundo. Os partidos políticos existem para chegar ao poder e implementar as suas políticas públicas, nenhum partido apoia um governo sem que dele participe, e a participação se dá através de cargos no governo. Até ai nada de mais.
      O problema é que quando se usa de expedientes, armações, trapaças e golpes para beneficiar governos, ai sim é uma atitude imoral e indecente. Um exemplo: Lançar candidato laranja para enganar os filiados do partido e os eleitores para beneficiar um ''adversário'' em troca de cargos públicos, contratos com empresas e outros benefícios individuais ou de grupos, e para impedir processos e denuncias contra caciques do partido, isso sim é indecente, imoral e antidemocrático.

      Excluir
    6. Aqui em Marabá, pelo que ouvi dizer, Jáder Barbalho já está dando as costas pra João Salame. Está costurando o lançamento da esposa do peemedebista Nagib Mutran, Cristina Mutran. O negócio é que a administração de João Salame não tem condições de reeleição, e Jáder, como político esperto que é. já está pulando de barco, como fez com o ex-prefeito Maurino Magalhães, quando optou por Salame. Só que o PMDB paraense tá com o pé frio em Marabá, pois todos os prefeitos lançados por ele, não têm feito uma boa administração.

      Excluir
  2. peço a equipe do folha de tucurui diga por favor quem é no brasil esse partido minimamente sério.se me disser qual é esse partido minimamente sério eu me filio nele pois ate agora não encontrei partido nem totalmente e muito menos minimamente sério nem em tucurui e nem no brasil. obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe não poder atender ao seu pedido, pois não somos fiadores da idoneidade moral dos partidos e dos políticos, não somos cabos eleitorais, não somos bajuladores, não negociamos a nossa dignidade, e nem nos vendemos em troca de cargos e dinheiro público.
      Os partidos, como qualquer instituição humana é composto por pessoas de todos os tipos, de pessoas sérias e íntegras a cafajestes da pior espécie. Então a cara e a idoneidade dos partidos dependem das lideranças que estão no poder naquele momento e pode variar a nível nacional, estadual e municipal.
      Vemos isso não só nos partidos, mas também nas Associações, Sindicatos e até mesmo nas Igrejas.
      Agora procure não generalizar, o cafajeste ignorante acredita que todo mundo é bandido e imoral, o homem de bem honesto e tolo acha que todos são sérios, e ambos acreditam em sua sandice que todos são iguais a eles, já o sábio que se guia pela experiência e pela razão, sabe que todos nós somos apenas seres humanos com virtudes e defeitos, alguns com mais virtudes e outros com mais defeitos. Nem os dedos das mãos são iguais. Equipe Folha.

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!