Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

terça-feira, 31 de março de 2015

A falência da Prefeitura de Tucuruí e o sumiço do Prefeito

Tucuruí, cidade onde o rabo abana o cachorro.

A coisa está feia a Prefeitura de Tucuruí está em uma fartura só, falta salário, falta gasolina, falta material de limpeza, falta material de expediente, falta papel higiênico e principalmente: Falta vergonha e competência.
      
Hoje a coisa chegou às raias do absurdo e faltou papel sulfite no Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura de Tucuruí. Aliás, os funcionários da Prefeitura tiveram uma grande dificuldade para ler seus holerites deste mês, pois devido à falta de tinta nas impressoras do DRH, as letras do holerite estão quase invisíveis. Mas o que mais prejudica Tucuruí não é a situação de miséria da PMT, o que prejudica mesmo a cidade é a falta de prefeito e de vereador, faz tempo que a cidade não sabe o que é isso.
   
Aliás, está mais fácil para a população de Tucuruí ver leite de onça que o prefeito Sancler (PPS), que passa o tempo todo fugindo do Oficial de Justiça para não ser citado, aliás, é incrível a dificuldade do Oficial de Justiça para localizar o prefeito Sancler, mas quando é para citar o responsável pelo Folha de Tucuruí o oficial de justiça encontra o Raimundo até no fim de semana (Sábado), em menos de 24 horas da decisão judicial, e olha que o Raimundo é bem menor fisicamente, mora bem mais longe do Fórum e é mais magro que o Sancler, portanto pelo menos em teoria deveria ser bem menos visível... Se alguém quiser se esconder do Sancler é só se trancar no gabinete dele na PMT, não vai achar nunca.
   
Mas isso são coisas de Tucuruí, onde o carro anda na frente dos bois, bois que, aliás, voam, e a cidade onde o rabo abana o cachorro.
             

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!