Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

sábado, 8 de abril de 2017

Violência verbal e a violência física, o ódio na Internet e as suas consequencias

        
Instalou-se no Brasil a cultura do ódio depois das últimas eleições presidenciais quando o candidato derrotado Aécio Neves do PSDB, inconformado com o resultado da eleição quando perdeu para a ex-presidente Dilma Rousseff, se aliou à grande imprensa, aos especuladores financeiros, às multinacionais, a parte do poder judiciário e a Polícia Federal aecista, para derrubar a presidente eleita através de um golpe parlamentar.

        
Como precisava de apoio da população para concretizar o golpe, a grande mídia em conluio o judiciário partidarizado, fez uma campanha midiática sem réguas, insuflando o ódio de classes e dividindo o Brasil.
       
Grande parte da população pertencente à classe média e classe média alta, foi convencida de que o governo petista "corrupto" seria a causa de todos os males e que bastaria depor a presidente do poder para que todos os problemas brasileiros se resolvessem como em um passe de mágica. Apesar da grande maioria dos que foram às ruas o fizeram pensando que estavam realmente defendendo o país da corrupção, estavam tão iludidos e tomados pelo ódio insuflado pela mídia que não viram que quem realmente queria dar o golpe e que assumiriam o poder, não passavam de integrantes de uma quadrilha de malfeitores, o que ficou provado mais tarde.
          
O objetivo da quadrilha ao assumir o poder é vender o patrimônio do povo Brasileiro e entregar para as empresas estrangeiras, assim como retirar o direito do povo de se aposentar com dignidade e de ter emprego e salário justo. Quanto mais desemprego e mais velhinhos no mercado de trabalho, mais oferta de mão de obra barata e menor os salários, além disso, com a destruição da CLT, os trabalhadores ficam indefesos diante dos grandes empresários que vão lucrar com a miséria do povo e com os escravos remunerados. Além disso, com a economia da Previdência o Governo golpista pode pagar os extorsivos juros para os especuladores financeiros (inclusive a rede Globo) que ganham rios de dinheiro sem produzir uma caixa de fósforos, como parasitas que são.
            
Mas continuando, o ódio se instalou no país e o ódio é como planta daninha, se reproduz em uma velocidade espantosa e depois que se espalha fica muito difícil de ser eliminado. Este ódio chegou às redes sociais na Internet, onde promove a mentira, a injúria, a difamação e a violência verbal que não raro se transforma em violência física.
       
Não sei qual é a violência mais grave, se a violência física ou se é a violência verbal e psicológica, se é que existe alguma diferença. Muitas vezes doí mais uma palavra mal dita que um murro na cara. O efeito de uma surra dura bem menos que os estragos causados por uma injúria, uma calúnia e uma difamação. O fato é que nunca devemos nos calar diante de uma injúria, de uma calúnia ou uma difamação, a não ser que quem calunia seja um retardado, neste caso discutir com doido é completamente inútil e sem sentido.
         
Nós do Folha de Tucuruí já fizemos inúmeras denuncias e criticamos duramente os políticos locais, mas nunca ofendemos a honra de quem quer que seja e muito menos suas famílias, também nunca denunciamos sem provas, sempre que fizemos alguma denuncia apresentamos também as provas, tanto que fomos processados cinco vezes e ganhamos as cinco, mesmo demandando contra os poderosos.
              
A partir do momento em que ofendemos deliberadamente a honra dos outros e acusamos sem provas, devemos nos preparar para a reação que nunca sabemos qual será, então no momento em que ofendemos os outros estamos assumindo todos os riscos e consequências e se houver reação não temos como assumir a posição de vítima.
                       
Muitas pessoas ignorantes acreditam que não existem regras e Leis na Internet, que na opinião deles é terra de ninguém, sendo assim podem agredir as pessoas e podem fazer o que quiserem, pois deturpam o direito à livre expressão confundindo o direito de expressão com o direito de agredir e insultar as pessoas, violência é violência, seja ela física ou verbal e ambas são contrárias à noção de civilidade.
                
"A honra é um direito fundamental, constitucionalmente assegurado. O Direito Penal a tutela também nos artigos 138, 139 e 140 do Código Penal. Assim sendo, quem estiver ofendendo a honra alheia pode ser obstado tanto pela vítima quanto por terceiro, em nome da legítima defesa da honra.
                 
A legítima defesa (art. 25, CP) exige agressão injusta (ilícita) contra direito próprio ou de terceiro, feita no presente (atual) ou em futuro próximo (iminente). Portanto, se Fulano profere injúrias verbais seguidas contra Beltrano, torna-se viável que este se defenda, usando os meios necessários, moderamente. Ilustrando, pode colocá-lo para fora de sua casa ou do estabelecimento comercial de sua propriedade. Pode chamar a polícia. Pode até mesmo desferir-lhe agressão física leve
(http://genjuridico.com.br/2014/10/28/legitima-defesa-da-honra-possibilidade-e-limite/)"
                   
No caso da briga entre o Roquevam e o Fábio Nascimento, não dá para distinguir quem foi o mais violento, se o Fábio que agrediu verbalmente e em público o Roquevam sem motivo e sem provas, ou se foi o Roquevam lhe aplicando uma surra, de qualquer forma a violência é sempre lamentável, é lamentável agredir as pessoas verbalmente principalmente em público assim como é lamentável uma agressão física, mesmo que justificada. 
              
No entanto não podemos julgar, pois o Fábio que é o agressor verbal pode estar sofrendo de algum distúrbio comportamental que o leva a agredir as pessoas gratuitamente, o que seria se for este o caso, que ele fosse submetido a tratamento psicológico em vez de tomar uma surra, já o Roquevam que é neste caso o agressor físico, possivelmente pode ter se descontrolado devido às constantes agressões gratuitas à sua honra, feitas por alguém a quem ele (pelo que se sabe) nunca fizera nenhum mal.
                
O fato é que o ódio foi plantado e cultivado entre a população do Brasil e levará tempo, talvez gerações para que cessem seus efeitos. O interessante é que o ódio depois que é plantado adquire vida própria e como é insano destrói a tudo e a todos no seu caminho, pois a natureza do ódio é desunião e destruição, e destrói sem piedade inclusive quem o plantou e cultivou.
                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!