Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quinta-feira, 21 de março de 2013

ASERT se reúne com Vereadores para tratar dos repasses atrasados da PMT

     
A ASERT com a presença de representantes do SINSMUT e do SINTEP se reuniram na Câmara Municipal de Tucuruí com os vereadores para discutirem soluções para os atrasos nos repasses da Prefeitura Municipal para a Associação. 
   
A ASERT (Associação dos Servidores Municipais de Tucuruí) atende a mais de nove mil pessoas na área da saúde, retirando estas pessoas da saúde pública do município, com uma economia substancial para a Prefeitura Municipal. A ASERT não utiliza nem um centavo de dinheiro público e é EXCLUSIVAMENTE mantida pelos servidores municipais de Tucuruí. 
   
Desta forma a saúde financeira da ASERT é de interesse público, e portanto de interesse de TODA população de Tucuruí, e, portanto merece uma atenção especial por parte dos vereadores. 
   
Estavam presentes na reunião os seguintes vereadores: Dodô, Pé de Ferro, Marajá, Cantão, Florisvaldo (Ver. Presidente), Dioney, Vieira, Peri e Bena. 
   
Estavam ausentes os vereadores: Deley, Jairo, Freeway e DR. Cleiton. 
   
A direção da ASERT mostrou aos vereadores a situação difícil por que passa a Associação devido ao atraso nos repasses da PMT, que hoje está em torno de R$ 1.336.556,70 (Um milhão, trezentos e trinta e seis mil, quinhentos e cinquenta e seis reais e setenta centavos). 
   
A Direção da ASERT e demais sindicatos solicitaram a ajuda dos vereadores para resolver este problema que está prejudicando os servidores municipais, já que as Clínicas e Hospitais estão restringindo os atendimentos aos servidores, colocando desta forma em risco a saúde e mesmo a vida dos funcionários municipais e seus dependentes. 
   
Pra que se faça uma ideia da importância da ASERT para os servidores municipais, um servidor municipal que tem um salário de R$ 1.000,00 Mil reais, paga R$ 49,00 quarenta e nove reis por mês de assistência médica para si e para seus dependentes (sem limites de dependentes). 
    
Comparando a ASERT com planos de saúde particulares: 
   
ASERT: Preço da mensalidade: 6% do salário do servidor, sem limite de idade e sem limite de dependentes. Consulta e tratamento dental gratuito na sede da ASERT. 
   
Um exemplo de plano particular: 
   
UNIMED - Plano familiar: 
   
Mais barato, faixa de idade entre zero e 18 anos = R$ 147,58. 
   
O mais caro na faixa de idade entre 54 e 58 anos = R$ 893,94 
   
Mais de 59 anos = R$ R$ 1.457,12. 
   
Mais R$ 25,50 por dependente pela UNIMED Dental 
     
Clique na imagem abaixo para ver a tabela de custo do plano familiar UNIMED.
   

Caso queiram ver as tabelas de outros planos de saúde, Clique aqui.
    
Os vereadores se mostraram sensibilizados e a Comissão de Saúde da CMT vai analisar o problema. 
   
Faz parte da Comissão de Saúde da CMT os Vereadores: DR. Cleiton, Dr. Dioney e Ver. Bena. 
   
Pela primeira vez na história de Tucuruí ASERT, SINTEP e SINSMUT se une para resolver um problema de interesse dos Servidores Municipais, problema este que se estende a toda a população do município. 
   
Valores do débito da PMT com a ASERT: 
   
Secretaria de Educação, meses 11, 12, 01, 02 = R$ 900.205,94. 
   
Secretaria de Saúde, meses 11, 12, 01, 02 = R$ 359.019,77. 
   
Secretarias diversas, meses 1 e 2 = R$ 66.335,25. 

CTTUC, meses 1 e 2 = R$ 2.257,69. 

Nossa Água, meses 1 e 2 = R$ 1.443,07. 

Secretaria de Meio Ambiente, meses 1 e 2 = R$ 2.375,49. 

Secretaria de Ação Social, meses 1 e 2 = R$ 4.919,49. 
   
Total do débito da PMT para com a ASERT: R$ 1.336.559,70. 
    
Débito de repasses e da ASERT:
   
Repasses para a saúde = R$ 691.912,42
Repasses para o comércio = R$ 644.644,28   
      
Obs.: A Câmara Municipal de Tucuruí está em dia com os repasses para a ASERT.
   

13 comentários:

  1. Olhem a mais recente ação civil publica, contra um conselheiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ?????????????????? Conselheiro de que, qual o número do processo e quem é o Conselheiro?

      Excluir
    2. Quem não tem algo a contribuir , seria melhor não postar comentários idiotas . Estamos falando da ASERT, que é de interesse de todos associados que querem atendimento de qualidades na saúde. Não queremos ir para as longas e interminaveis filas da falida e imprestável saúde pública municipal .

      Excluir
    3. Isso é contribuir muito para a moralização do conselho tutelar.

      Excluir
    4. Desculas não tinha conhecimento deste fato em relação ao "conselheiro ". Concerteza é de grande contribuição para moralização não só do conselho tutelar , mas do municipio, e principalamente respeito por nossas crianças , mulheres , idosos e adolescentes .

      Excluir
  2. Conselheiro da Criança e do Adolescente, senhor Vanderlei Dourado?!

    ResponderExcluir
  3. ele mesmo!!!!! abuso sexual de menor no recinto do conselho. acho que já foi afastado pela juiza

    ResponderExcluir
  4. Gostaria que vcs da folha fizessem uma reportagem com a secretaria de educação,para que ela explicasse porque os alunos da 8ª série da escola dulcimar brito está sem professor de geografia, meu filho desde o inicio das aulas ainda nao teve nenhuma aula de geografia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A escola está com seu quadro de professores completo, sem nenhuma turma sem professor, esse problema já foi contornado.

      Excluir
  5. Enquanto isso os vereadores ficam apoiando criação de previdência, se já descontam e não repassam para a ASERT, imaginem se não vai ser a mesma coisa com a tal da previdência, na ASERT os funcionários ainda podem optar em contribuir ou não e na tal da previdência que vai ser obrigatório?

    ResponderExcluir
  6. esqueceram de falar que o plano é barato,mas é negado o atendimento aos associados, além de serem mau tratados pela diretoria atual.

    ResponderExcluir
  7. Engraçado, você é que se esqueceu de mencionar o calote e as perseguições do Sancler a ASERT. Com o calote do Prefeito não tem como pagar as clínicas em dia, e estas se recusam a trabalhar de graça.
    Mas continue a puxar o saco e a defender a sua portaria, afinal nem todos tem a capacidade e a hombridade de ganhar a vida de forma digna.
    Mas não pense que conseguirão enganar os funcionários municipais, todo mundo está vendo o que está acontecendo.
    Em breve a ASERT não dependerá mais dos repasses da PMT e ai as coisas entrarão novamente nos eixos.
    Espere e verá.

    ResponderExcluir
  8. E sou totalmente d acordo com os repases. Mais nao da pra engolir a arrogancia da presidente da asert se ela fose sensata pederia para sair renumcia....Dona Telma!!!!! Q as coisas se ajeitao

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!