Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

terça-feira, 10 de junho de 2014

Prefeito exonera Secretários, cargos comissionados e de confiança e rescinde todos os contratos temporários da PMT

O Prefeito Sancler (PPS), baixou decreto exonerando todos os Secretários, cargos comissionados e de confiança e rescindiu todos os contratos temporários da Prefeitura de Tucuruí. Este é o primeiro efeito da apreensão dos computadores da Prefeitura de Tucuruí.
         
O Decreto é do dia 06/06/2014, acreditamos que das duas uma: Ou o Decreto foi feito com data retroativa, pois foi tornado público apenas hoje quatro dias depois de assinado, este decreto devia estar engavetado para alguma "emergência", ou o prefeito pode ter sido avisado com antecedência que poderia haver uma ação do MPE na PMT, e adotou esta estratégia para tentar escapar da responsabilidade. Como o Decreto é do dia 06 (sexta-feira) e ontem e hoje todos os ocupantes de cargos de confiança e contratados estavam trabalhando normalmente e ninguém tinha sido avisado? Isso não passa de uma armação, só não entendo como até hoje esta tática fajuta funciona, alguma coisa está errada.
     
No final de dezembro de 2013 o Prefeito fez um decreto igual a este para ter efeito à partir de 1º de janeiro deste ano, exonerando dodos os comissionados e todos os contratados, no entanto só no mês passado, apenas cinco meses depois, já havia 3.182 contratados na prefeitura, e este número deve ter aumentado muito até hoje. Para vocês verem como este prefeito faz todo mundo de bobo.
            
Todo ano e sempre que o Ministério Público pressiona o Prefeito ele faz a mesma coisa e usa a mesma tática fajuta fingindo que demite todo mundo, isso tudo não passa de um engodo, uma armação e uma estratégia para tentar se livrar das consequências dos absurdos cometidos com a Folha de Pagamento da Prefeitura.
           
Depois que a poeira baixar ele nomeia e contrata a turma toda de novo, e aproveita para dar uma desculpa para se livrar de alguns "estorvos". Os contratados apaniguados e os cabos eleitorais têm até o dia quatro de julho para serem recontratados oficialmente, digo oficialmente porque as contratações costumam acontecer com data retroativa após o fim do prazo eleitoral. Com as rescisões dos contratos o prefeito ainda pode tentar fazer o concurso somente com o mínimo de cargos reservando milhares de vagas para os apadrinhados e cabos eleitorais.
         
Estas demissões a nosso ver não passam de uma farsa do prefeito para não ter que assumir as responsabilidades perante a justiça pelos seus atos e tornar o Concurso uma fraude ofertando um mínimo de vagas dentre a que realmente existem na PMT. Vamos acompanhar de perto, para ver se o prefeito terá êxito mais uma vez em sua estratégia de enganar a população e o Poder Judiciário.
             
Por falar em concurso,  Pai Folha prevê que a Faculdade Esamaz de Belém vai ganhar a licitação para o Concurso da Prefeitura de Tucuruí.
               

12 comentários:

  1. Kkkkkkkkkk, alguém acha que ele engana o Poder Judiciário, claro que não, o Poder Judiciário só não faz nada porque não quer.

    ResponderExcluir
  2. Sera porque o jornal de tucurui nao comenta nada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. porque todos eles recebe dinheiro para ficar sem falar nada

      Excluir
    2. o pessoal do jornal de tucurui tbm tem rabo preso, colocaram post de que estao em manutenção sendo que é apenas um blog!!!

      Excluir
  3. como faco pra ver essa relação de exonerados

    ResponderExcluir
  4. Haha acabou a mordomia, Rodrigo.

    ResponderExcluir
  5. Ele pode até ter exonerado e rescindido os contratos, mas isso foi só "pra inglês ver", pois ainda hoje, quem quiser pode passar nas secretarias, departamentos, setores, escolas, etc...que vai encontrar todos trabalhando bonitinho, como se nada estivesse acontecendo. Tem escola que os contratados somam mais de 50% e ninguém faltou ao trabalho.

    ResponderExcluir
  6. O site foi hackeado.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns, este é o único blog que traz notícias sobre a prefeitura de Tucuruí, parece que que o restante vive no mundo de fantasia e nada acontece com nossa cidade. Será que eles também tem portaria para receber sem trabalhar?

    ResponderExcluir
  8. é impressionante como a população de Tuuruí engole tanta corrupção e tanta mentira de cara limpa...!!!!
    ]

    ResponderExcluir
  9. aguarde que isso é só a ponta do iceberg,tem um caso gravissimo sobre o regional e um dinheiro que estão cobrando na justiça do tempo que a vice era secretaria de saude.

    ResponderExcluir
  10. Talvez seja uma estratégia política para obrigar mais uma vez, os contratados a trabalharem na campanha da primeira dama. Esperamos que dessa vez a justiça seja "justa" porque parece que só em Tucuruí ainda estamos na época do coronelismo. Infelizmente a maior parte das pessoas que estão contratadas não tem um emprego fixo por falta de concurso ou de gerência para buscar parceria com empresas que se instalem e gerem empregos no município. E o pior disso é que os contratados e seu familiares estão a mercê do mando e desmando do prefeito. Essa é uma forma moderna de escravagismo ou escravidão na qual muitas vezes o escravo não consegue criticamente perceber que o ideal seria ter um emprego concursado para ter a sua liberdade de escolha e de ir e vir como promulga a Constituição Federal. Acorda Tucuruí. Precisamos de um município livre e promissor.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!