Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Texto

As matérias mais recentes do Folha de Tucuruí

Últimas matérias do Folha

Publicidade

segunda-feira, 14 de março de 2016

Lula volta ao Governo, a luta agora é de peso pesado

LULA ESTÁ ENTRE A CASA CIVIL E A SECRETARIA DE GOVERNO
     
      
Numa decisão de alto impacto, a presidente Dilma Rousseff decide nomear o ex-presidente Lula em seu gabinete, fazendo parte do núcleo duro do governo; nesta posição, e também como candidato à presidência da República em 2018, Lula tentará organizar medidas para a retomada do crescimento e também para reaglutinar a base de sustentação do governo no Congresso; oposição deverá criticar decisão, que dá ao ex-presidente o foro privilegiado e o retira do alcance da força-tarefa paranaense; Lula, no entanto, poderá ser investigado na Lava Jato pelo STF; Lula está a caminho de Brasília. Jornal Brasil 247.
        
A volta de Lula ao poder vai modificar completamente o cenário político atual no Brasil, o ex-presidente é um líder de peso, além de um gênio da política, excelente estrategista e um excelente orador, que tem uma grande facilidade para se expressar e de comunicação com as massas. 
                 
A oposição vai chiar, xingar, esbravejar, espernear pois Lula é uma séria ameaça aos planos golpistas dos oportunistas e da direita fascista, mas agora a luta será mais justa e de igual para igual.
       

10 comentários:

  1. O nome disso e desespero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engano, o nome disso é estratégia!!!

      Excluir
  2. E sem falar na delação do Delcidio kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, o Delcidio que cita o Aécio apontado como o mais chato cobrador de propina de Furnas, Delcídio é o quinto delator a citar o Presidente do PSDB, e cita ainda o Vice Temer indiciado pela Lava Jato, além de diversos senadores, inclusive tucanos e do PMDB, o partido com a liderança mais corrupta da política nacional e que tem como um dos líderes um dos maiores ícones da corrupção no Brasil, cujo nome é sinônimo de corrupção e que também foi denunciado na Lava Jato, o pererequeiro Jáder Barbalho.

      Excluir
  3. Estão equivocados, ainda não é ministro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Formalmente não, mas é só uma questão de tempo...

      Excluir
  4. Lula com certeza irá fazer um bom trabalho.
    E em 2018 será eleito denovo pela massa
    que acredita em seo trabalho

    ResponderExcluir
  5. Uma fonte do Palácio do Planalto informou à Reuters nesta terça-feira que o ex-presidente Lula aceitou ocupar um ministério no governo da presidente Dilma Rousseff e irá substituir Ricardo Berzoini na Secretaria de Governo, mas com mais poderes; o ex-presidente reúne-se com Dilma para ter uma última conversa com a presidente sobre o cargo e acertar o formato do trabalho que fará no governo; Lula acabou de chegar a Brasília para o encontro.

    ResponderExcluir
  6. Isso tudo é medo do Moro. Imagina essa vida, a qualquer momento a PF bate na porta e la vai o Lula. Com Foro privilegiado tudo será diferente. Lula assinou um confissão de culpa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua colocação não procede, é ignorância jurídica ou má fé. Em primeiro lugar o Juiz Moro não é mais honesto e sério que os Ministros do STF, em segundo lugar um julgamento no STF produz mais efeito que um julgamento em primeira instância, já que em primeira instancia existem diversos recursos que levam anos para serem julgados nas instâncias superiores até chegar ao Supremo que dá a decisão final. Na verdade com o julgamento no STF encurta o tempo de tramitação do processo. Essa gritaria toda é simplesmente pelo medo do Lula novamente no governo, a oposição sabe que com ele o jogo vai ser bem diferente, outro motivo é que acaba com o sensacionalismo do Moro e da Globo. Alias acho que o Moro foi longe demais quebrando a privacidade da Presidente da República garantida pela constituição, ninguém está acima da Lei nem mesmo o ditadorzinho do judiciário.

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!