Alterar o idioma do Blog

sábado, 9 de abril de 2011

De quem é a culpa?


A hipocrisia parece ser genética no Brasil. Depois do massacre no Rio de Janeiro voltam a falar em proibição de armas de fogo no Brasil, como se as armas de fogo tivessem vontade própria para assassinar pessoas.

No Japão recentemente um cidadão (Tomohiro Kato), dirigindo um caminhão, matou de propósito sete pessoas e feriu dez, sendo condenado a pena de morte pela justiça Japonesa (que funciona).

Na China homem mata oito crianças e fere cinco a facadas.

Seria o caso de se proibir o uso de veículos e facas? Quem sabe proibir o uso de madeira que pode ser usada como porrete?

Quem mata não é a arma e sim a pessoa que a utiliza. Quem quer matar, mata com um pedaço de barbante ou como nas prisões, com uma simples colher afiada.

A violência só se combate com a educação, o fim da impunidade e a certeza da punição para os criminosos.

Toda vez que surge um caso de violência com repercussão nacional tentam arranjar um bode expiatório, garantimos que um único político corrupto em um cargo importante, é muito mais perigoso e letal que todo um arsenal e toda uma quadrilha de traficantes.

O corrupto destrói a saúde e a educação pública, e com seu exemplo destrói ainda a noção de moral e de cidadania do povo, principalmente dos mais jovens. E depois reclamam da violência... É a quintessência da hipocrisia!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, racismo, homofobia, misoginia, discurso de ódio e intolerância de qualquer tipo, serão moderados e publicados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!