Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

PMT - Mais um golpe, mais uma omissão, mais impunidade, isso não tem fim, pobre Tucuruí...

Escândalos já são rotina na Terra Sem Lei.
            
Fomos informados de que a PMT, a exemplo do que faz com a Empresa Clean, está contratando os funcionários da Empresa Marquise, uma empreiteira que presta serviço para a Prefeitura de Tucuruí.
  
O golpe funciona da seguinte forma: Os funcionários da Marquise em sua quase totalidade trabalham para e empresa sem carteira de trabalho assinada, alguns estão prestando serviço para a empresa a mais de quatro anos. Estes funcionários apesar de trabalharem para a Marquise recebem seus salários do Chefe de Patrimônio e às vezes pela Secretária de Finanças, mas sem contrato com a PMT. Agora porque funcionários da PMT pagam o salário dos empregados de uma empresa particular é mais um mistério da Prefeitura de Tucuruí.
   
Agora a PMT está assumindo estes trabalhadores que passam a ser contratados sem concurso público. A estratégia é a seguinte: Para que a Marquise não tenha que indenizar estes trabalhadores a PMT os contrata e depois de dois anos, que coincide com o fim do mandato do Prefeito Sancler Ferreira (PPS), na próxima administração municipal, este pessoal será demitido sem direito à indenização, e o que é pior, quando forem demitidos nenhum deles poderá recorrer à Justiça do Trabalho, pois o prazo para reclamação terá expirado, um golpe de mestre muito bem planejado por quem tem certeza da sua impunidade. Com isso, os trabalhadores e a previdência terão sido lesados e vai ficar por isso mesmo, como sempre fica em Tucuruí a terra sem Lei.
   
O impressionante é que a fiscalização do Ministério do Trabalho que é tão eficiente quando se trata de fiscalizar e punir as empresas que não estão ligadas ao Prefeito Sancler, não vê uma coisa desta, seria o caso de apurar porque isso acontece em nossa cidade e qual é a ligação. 
           
Há pouco tempo um grande supermercado de Tucuruí foi multado porque havia um funcionário com apenas duas semanas trabalhando na empresa sem carteira assinada, neste caso a fiscalização agiu com presteza e eficiência, o que não acontece com as empresas dos amigos do Prefeito.
       
Tucuruí terra sem Lei, paraíso da impunidade e da omissão.
            
A única solução para Tucuruí é a sociedade organizada se unir e provocar o Conselho Nacional de Justiça, não vemos outra saída para conter as ilegalidades e a impunidade em nossa cidade.
        
Com a palavra o Ministério do Trabalho, a Justiça do Trabalho e o Ministério Público Federal e Estadual.
    
ISSO É UMA VERGONHA!!!
    

3 comentários:

  1. Esse mistério da não fiscalização por parte do Ministério do Trabalho aqui em Tucuruí é da uma olhada detalhada na folha de pagamento da PMT e você verão algumas parentes de pessoas do MT cedo beneficiada

    ResponderExcluir
  2. Enquanto tu reclama ai o Rei está na França comendo cavear e tu mapara com salsicha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem assessor do cler cler só que um dia a casa cai e você vai junto com ele

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!