Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Sancler Ferreira, mais perdido que cachorro que caiu do caminhão de mudança

O Prefeito mais perdido que cachorro que caiu da mudança
O Prefeito Sancler Ferreira (PPS), primeiro enviou o projeto de Lei da privatização da Nossa Água para a Câmara Municipal e mandou que os vereadores aprovasse, só que depois da Lei aprovada o prefeito vetou, por último depois do veto, ele mandou ofício à Câmara Municipal retirando o veto.

   
Isso quer dizer que o prefeito está mais perdido que cachorro que caiu do caminhão de mudança é tão incompetente que perdeu o rumo, já que sem noção ele sempre foi.
   
Das duas uma: Ou o prefeito pirou de vez ou os "empresários" de olho na Nossa Água e na exploração da população de Tucuruí aumentaram a comissão, depois é claro, descontam na conta de água...
           

6 comentários:

  1. Resumindo, o que ta valendo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá valendo a privatização... Por enquanto.

      Excluir
  2. Afinal, que veto que deixou de ser veto é este?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a informação estava incompleta, o projeto é da privatização da Nossa Água, primeiro o prefeito mandou o projeto para a CMT, depois da Lei aprovada ele vetou a Lei e depois mandou um ofício cancelando o veto ''desvetou''...
      O cara está mais perdido que cego em tiroteio.

      Excluir
  3. O veto foi na emenda que os vereadores fizeram no projeto de lei 004/2015 onde o Prefeito tinha que pedir permissão aos vereadores para privatizar os patrimônio da prefeitura ( ele vetor a emenda e depois cancelou o veto de mesmo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso me lembra aquele vereador de Tucuruí que ficou conhecido por vetar o próprio projeto de lei, salvo engano, passou até no Jô Soares outros tempos, seria interessante o Folha postar sobre esse feito "histórico" e fazer uma analogia, afinal de contas, coisas como essas só em Tucuruí "vitoriana" mesmo.

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!