Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

terça-feira, 4 de agosto de 2015


Desvendando os mitos do açaí
   
Tradição no Pará, mas seu consumo ainda é cercado de muitas dúvidas (Foto: Divulgação)
   
Fato: o açaí na mesa é a cara da refeição bem paraense.
      
Mesmo com o preço despontando, os amantes do fruto não deixam de tomar/comer o açaí. Mas apesar da fidelidade dos paraenses ao seu prato campeão de audiência, sempre existem dúvidas: pode-se comer todos os dias? É recomendável substituir o açaí pela refeição? Açaí faz mal com outras frutas?
       
Para retirar essas e outras dúvidas o DOL consultou uma nutricionista.
      
Abaixo, a entrevista dada pela nutricionista Luara Guedes, especialmente ao DOL:
      
          
Você é daqueles que come açaí, todos os dias? (Foto: Divulgação)
        
Pode-se comer o açaí todos os dias? Existe contraindicação?
     
Luara Guedes - "O açaí é uma fruta e deveria ser tratado com tal, porém o hábito alimentar paraense incorporou esse fruto na alimentação e, por muitas vezes, é este a refeição principal.
      
O açaí possui inúmeros benefícios: é rico em antioxidantes, ajuda a reduzir o colesterol, é energético, ajuda no trânsito intestinal, combate a hipertensão e é afrodisíaco. Porém, a forma como é consumido popularmente no Pará faz com precisemos ter cuidado na quantidade a ser consumida e, principalmente, com que acompanhamento será servido.
      
O recomendado é que se consuma o açaí com moderação, pois tudo em excesso é prejudicial. Nada impede que se consuma o açaí como sobremesa. Porém, assim como toda alimentação saudável variar a sobremesa também é importante.
            
No caso de lanche, essa quantidade pode variar, pois apesar dos inúmeros benefícios o açaí é calórico e pode auxiliar no ganho de peso. Para aqueles que pretendem consumir com acompanhamentos como farinha d’agua, entre outros acompanhamentos, o melhor é que não consuma diariamente". 
         
As pessoas costumam substituir refeições pelo açaí. É recomendável? Ou o mais recomendável é como "sobremesa"?
             
Luara Guedes - "Não é recomendável substituir uma refeição principal por açaí, pois o açaí não é completo em termos de nutrientes, como seria se estivesse realizando uma refeição completa com arroz, feijão, proteína e salada. O que é mais alarmante é que apesar de ser uma fruta o açaí é calórico o que leva a um ganho de peso se for consumido em grandes quantidades e diariamente principalmente porque o açaí é sempre consumido com farinha e geralmente com uma proteína, como carne, frango, peixe, camarões. O mais recomendável é que seja ingerido como sobremesa".
             
Açaí à noite ou de dia? Do ponto de vista da digestão, tem um horário melhor para comer? 
             
Luara Guedes - "O horário de consumo do açaí é relativo e varia de acordo com a rotina de cada pessoa, o açaí, por exemplo, pode ser utilizado como energético e ser consumido antes de uma atividade física. Do ponto de vista da digestão ele é um alimento que não tem uma absorção demorada, isso quando consumido só. Agora, com os acompanhamentos é outra questão, pois o tipo de acompanhamento é que vai acelerar ou diminuir a digestão".
          
          
Algumas pessoas ainda têm medo de misturar o açaí com outras frutas. (Foto: Divulgação)
            
Existe alguma combinação perigosa em relação ao açaí? 
               
Luara Guedes - "Na verdade não existem combinações perigosas, o que existem são tabus alimentares, o que se torna até uma barreira a ser vencida por nós, nutricionistas, quando indicamos a combinação de açaí com outras frutas.
            
O açaí tem ferro, porém ele não é absorvido facilmente pelo nossso organismo sem a presença da vitamina C. Recomendamos a ingestão de açaí com frutas, para ficar rica em vitamina C, para melhor aproveitar seu nutrientes.
                      
Pode combinar o açaí com outras frutas".
        
                      
A nutricionista Luara Guedes deixa um recado importante: "É importante lembrar que não existe alimento 100% benéfico ou maléfico. Existe o equilíbrio ou o excesso. Converse sempre com um nutricionista de confiança, e não deixe de comer o que gosta. Basta saber como, quando e porque comer."
   
Fonte: DOL Diário do Pará Online.
      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!