Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Folha publica o TAC do MPF com a Prefeitura, para a saída da maternidade municipal de dentro do Hospital Regional de Tucuruí

O Folha está publicando o TAC firmado entre o Ministério Público Federal e a Prefeitura de Tucuruí, para a retirada da maternidade municipal das dependências do Hospital Regional de Tucuruí.
    
Finalmente a justiça, no caso a justiça Federal corrigiu este absurdo que era a maternidade municipal dentro do Hospital Regional de Tucuruí. Como Tucuruí não tem vereador de fato o Folha e a imprensa independente, os movimentos sociais, a população, e os Ministérios Públicos Estadual e Federal têm de fazer o trabalho que compete ao legislativo, ou seja, fiscalizar o Prefeito (Executivo) e defender o interesse público e a população de Tucuruí. Por uma questão moral os vereadores deveriam doar seus salários para obras sociais em prol da população carente de Tucuruí, já que recebem seus salários sem trabalhar e cumprir com as suas obrigações.
    
O prefeito Sancler só trabalha à custa de pressão da justiça, e mesmo assim consegue enrolar algumas vezes, vejam, por exemplo, as obras do aterro sanitário que está só no papel e a obra do Matadouro Municipal que nunca terminou, por enquanto o abate de bovinos e suínos estão sendo feitos em matadouro particular e em péssimas condições de higiene, limpeza e causando sérios danos ao meio ambiente. Sem contar que este abate de forma inadequada e sem higiene, coloca em risco a saúde pública.
    
Agora vejam o TAC que obrigou o prefeito Sancler a tirar a Maternidade Municipal do Hospital Regional de Tucuruí.
        
Clique nas imagens para ampliar.
       





Um comentário:

  1. Alguém sabe me dizer se vai ter concurso pra preencher as vagas na maternidade? Pq o ultimo concurso teve apenas 7 vagas pra enfermeiro e acredito nao ser suficiente para atender a demanda.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!