Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Jornal Liberal - Secretários da Prefeitura de Tucuruí são afastados

Vejam a repercussão do escândalo na Prefeitura de Tucuruí hoje segunda-feira, 01 de setembro de 2015 no Jornal Liberal.
      
       

6 comentários:

  1. Cadeia Neles !!!!!

    Ou a Justiça é fraca Ou a coisa vai ficar muuuuuuito feia mesmo.

    Com tantas evidencias, com tantas denúncias, porque será que não foi todo mundo preso ????? Esses 3 que foram afastados são só uma pontinha muito pequena de toda a baixaria e sujeira que está acontecendo nessa prefeitura há tempos, e o pior, a coisa está tão tão tão escancarada que nem a justiça nem os vereadores conseguem punir esses irresponsáveis severamente.

    O que estão esperando ? Confessarem ? Porque mais evidente que isso só se eles mesmos sentarem e confessarem tudo em rede nacional, e ainda assim muita gente ainda vai achar que é mentira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O réu só pode ser preso após a condenação, a exceção é a Prisão Preventiva.
      A prisão preventiva é um instrumento processual que pode ser utilizado pelo juiz durante um inquérito policial ou já na ação penal, devendo, em ambos os casos, estarem preenchidos os requisitos legais para sua decretação.
      O artigo 312 do Código de Processo Penal aponta os requisitos que podem fundamentar a prisão preventiva, sendo eles: a) garantia da ordem pública e da ordem econômica (impedir que o réu continue praticando crimes); b) conveniência da instrução criminal (evitar que o réu atrapalhe o andamento do processo, ameaçando testemunhas ou destruindo provas); c) assegurar a aplicação da lei penal (impossibilitar a fuga do réu, garantindo que a pena imposta pela sentença seja cumprida).
      No caso os réus estão afastados da função e impedidos de entrarem na Prefeitura, e como são réus primários e tem residencia fixa na cidade, a justiça considerou que não existe, NO MOMENTO, motivos para decretar a prisão preventiva dos réus.
      É precisa seguir os trâmites da Lei, para impedir que atos arbitrários sejam aproveitados pela defesa para no futuro anular as acusações contra os réus, entre outros, no caso da Justiça a pressa é inimiga da perfeição e amante da impunidade. A justiça deve ser feita estritamente dentro da legalidade, da impessoalidade e da imparcialidade.

      Excluir
    2. Já tivemos muitos processos de autoria do MPE contra o Prefeito Sancler, que foram anulados e arquivados pela Justiça por falhas processuais. Não queremos que isso se repita novamente, falhas processuais favorece o réu, fortalecendo e alimentando a impunidade e a corrupção.

      Excluir
  2. Tudo o que reportagem esta mostrando conspira para ser verdade. Mas vocês viram quem esta fazendo a reportagem? Lucilia Siliprandi!!!! Essa mulher não era pra tá presa???? Ela tambem ja trabalhou na prefeitura e fez suas pedaladas por lembram? http://folhadetucurui.blogspot.com.br/2015/01/mpe-denuncia-funcionarios-da-prefeitura.html A **** falando do imundo! È o cumulo mesmo, não acham?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que ser coerentes e justos, no caso a repórter está apenas fazendo o seu trabalho e cumprindo ordens. Ela não pode se recusar a fazer a matéria pois ela é funcionária da emissora, além disso ela não criou a notícia, apenas repercutiu uma matéria que foi veiculada a nível nacional. Não se pode levar a política ou a atividade profissional para o lado pessoal.

      Excluir
    2. Folha de Tucuruí vcs não entenderam a minha colocação, quando digo que é o cúmulo, não estou me referindo ao fato da repórter trazer uma noticia ruim da Prefeitura sendo que ela trabalhou lá. O que eu digo que é o cúmulo é ela não esta presa pelos seus escandalos de corrupção quando ela trabalhou por lá. O ditado popular que eu escrevi sobre ela deu a entender o contrário...

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!