Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Texto

As matérias mais recentes do Folha de Tucuruí

Últimas matérias do Folha

Publicidade

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Denúncia: Animais silvestres estão em situação de risco, são maltratados e morrem no Bosque de Tucuruí

           
Os animais silvestres estão sendo maltratados e estão em situação de risco no Bosque de Tucuruí. A situação é lamentável, um verdadeiro crime ambiental contra a fauna silvestre dentro da cidade e embaixo do nariz das autoridades.
      
O Bosque de Tucuruí sofreu inúmeras agressões através dos anos, criado no mandato do ex-prefeito Navegantes através de Lei municipal pelo projeto de Lei do ex-vereador Kity, o bosque com o tempo teve parte de seu terreno invadido por populares, por concessionária de serviço de telefonia (uma antena), pela Igreja Católica e até por um vereador da cidade, que invadiu uma parte do terreno do bosque e depois vendeu para a própria prefeitura por R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil), algumas destas invasões como, por exemplo, a da Igreja Católica foi autorizada pelo próprio prefeito. Só não ficou pior porque o Folha denunciou os planos do Sancler de invadir parte do bosque para instalar a Casa dos Idosos (leia a matéria), liberando a área atual que é altamente valorizada, se não fosse o Folha o Bosque estaria bem menor e o terreno da Casa dos Idosos estaria nas mãos de algum amigo do prefeito ou algum aliado dirigente de Associação ou de Igreja.
        
O Bosque está sob a responsabilidade administrativa da Secretaria de Obras, e é administrada pelo funcionário conhecido como Caratê, aliás, o Caratê fez um trabalho excepcional no Bosque, se dedicando integralmente e tirando dinheiro do próprio bolso para manter e melhorar o bosque, inclusive revitalizando a nascente que já estava morta, construindo os lagos e plantando árvores.
       
Devido á denuncia do Folha e do ex-vereador Jones William, o Ministério Público apreendeu o maquinário da empresa Buriti que estava aterrando Área de Proteção Ambiental no loteamento Parque América na rodovia Transcametá, o MPE também multou a Buriti em R$ 500.000,00 (quinhentos mil), multa que posteriormente foi reduzida e convertida em serviço, no caso a construção do muro e da calçada que hoje cerca o Bosque (que por sinal a calçada não foi concluída).
        
O Bosque
        
A Prefeitura não investe praticamente nada no Bosque, tirando uma parca estrutura (um barracão), alguns funcionários para vigilância e manutenção e o pagamento da energia elétrica e algumas lâmpadas, o freezer do Bosque foi doado pelos funcionários da SEMMA, tirando isso o abandono da PMT para com o Bosque é total.
        
O Caratê faz o que pode, mas não tem como manter o Bosque e seus animais sem ajuda, vendo a situação dos animais que chegavam a passar fome, servidores da SEMMA com pena resolveram cuidar dos animais como voluntários, mas sem nenhum recurso tiveram que implorar aos comerciantes para doarem alimentos e material de construção dos abrigos dos animais. Os servidores doaram um freezer para conservar a frutas doadas, um quebra galho, pois o freezer congela as frutas e verduras, mas é melhor que nada, o ideal seria uma câmara fria. Com os materiais doados pelos comerciantes, os abrigos dos animais foram melhorados e está sendo construído outro abrigo.
       
Cuidar do Bosque e de seus animais é o trabalho ambiental mais importante e urgente de Tucuruí no momento, principalmente do setor de Educação Ambiental desde a criação da SEMMA Municipal. O Bosque Hoje é uma importante escola de meio ambiente, além de proteger a flora e a fauna silvestre, o contato da população com os animais e com a mata nativa ensinam os adultos e as crianças a amar os animais e cuidar da natureza. 
                   
Antes deste projeto do Bosque, a Educação Ambiental da SEMMA se limitava a fazer artesanato, que é importante, mas praticamente inútil já que recicla, mas ao mesmo tempo produz lixo e contaminantes ambientais, ex.: Cada Puff produzido tira dois pneus usados da natureza, mas produz restos de napa e isopor. Para reciclar um quilo de papel são gastos dezenas de litros de água que misturada com cola e tinta de papel, que depois é jogada na natureza poluindo o lençol freático e os cursos de água, ou seja, o artesanato recicla, mas também produz lixo, serve para a educação ambiental, mas é inútil para conservação ambiental, pois também produz lixo e contaminantes.
        
Já o Bosque além de preservar a natureza e proteger os animais sem poluir, ainda recicla os alimentos alimentando os animais, se não fossem aproveitados estes alimento seriam jogados fora, tem mais, a parte que está estragada e não dá para aproveitar como alimento é absorvida pela floresta e se transforma em alimentos para árvores, minhocas, etc.
       
Acontece que o Bosque e este trabalho tão importante dos servidores da SEMMA não são reconhecidos pelo Prefeito e pela administração municipal, ao contrário de ajudar e fornecer recursos, como é de sua obrigação, o Prefeito e sua administração criam diversos problemas e impedimentos para os próprios servidores que se dedicam voluntariamente à proteção do Bosque e sua fauna e flora. 
     
Entre os impedimentos está a falta de transporte para acoleta de alimentos para os animais já que o único veículo apropriado (Camionete) está sendo usado exclusivamente pela fiscalização? Não dá para entender, proteger animais silvestres não é mais competência e responsabilidade da fiscalização??????
        
Uma lista dos absurdos e dos maus-tratos com os animais por parte da Prefeitura.
         
1 - A PMT não dá alimentos para os animais, eles vivem de restos de alimentos doados.
       
2- Não tem veterinário fazendo um acompanhamento rotineiro da saúde dos animais, o veterinário só é chamado quando os animais já estão doentes, feridos ou mortos, vários animais morreram, inclusive a fêmea do casal de veados e vários outros animais.
      
3 - Os abrigos dos animais ainda são precários o que facilita fugas e prejudica a limpeza dos mesmos.
        
4 - Segundo o veterinário os animais teriam que ser alimentados três vezes ao dia, o que não acontece, quando tem comida suficiente os animais costumam receber a primeira alimentação às 11:00 ou 12:00 horas o que é um absurdo.
      
5 - Devido às instalações inadequadas e a escassez de alimentos, muitos animais acabam saindo do Bosque e invadindo casas particulares no entorno do Bosque em busca de alimentos.
      
6 - Muitos animais estão sendo vítimas de sarna e parasitas por falta de acompanhamento veterinário e cuidados.
        
7 - Animais estão desaparecendo do Bosque não se sabe o motivo, que pode ser fuga voluntária ou até mesmo caça. Segundo relatos de funcionários, vários animais morreram, entre eles estão: Uma fêmea de veado, quatro araras, dois papagaios, dois macacos capelães, dois caititus, um pato selvagem (não sei a espécie), pelo menos uma garça e um bicho preguiça, isso é só o que conseguimos descobrir até agora, deve ter muito mais.
      
8 - Pessoas deixam animais silvestres no Bosque para serem cuidados e depois querem pegar de volta, é o caso de algumas capivaras que os "donos" querem de volta (provavelmente para as festas de natal e ano novo), até agora não temos conhecimento de nenhum animal que foi estregue de volta, até porque a criação ou abate de animal silvestre é crime inafiançável. Tivemos conhecimento deste tipo de ação com pirarucus. É preciso uma ação urgente para que os animais do bosque não sejam maltratados, não morram e não virem churrasco de fim de ano.
       
Omissão e desvios
      
O caso é mais grave pela falta de recursos para a SEMMA, já que o Prefeito além de não disponibilizar os recursos necessários, ainda desvia para outras finalidades os recursos próprios da SEMMA, como os 0,03% da arrecadação municipal previsto em Lei, fato já denunciado pelo Folha de Tucuruí os recursos provenientes da arrecadação do licenciamento ambiental e das multas, recursos que por Lei deveriam ser depositados no Fundo Municipal do Meio Ambiente, no entanto o prefeito utiliza estes recursos de forma indevida, é só olhar a prestação de contas do Fundo para ver os abusos e os desvios de finalidade dos recursos. 
                    
O Prefeito chegou ao ponto de impedir a posse dos atuais membros eleitos do Conselho Municipal do Meio Ambiente (CONDEMA) por que os que foram eleitos não faziam parte do seu grupo político e portanto não podiam ser controlados e manipulados e de não ter garantida a sua omissão e conivência com os desvios no Fundo do Meio Ambiente e com os crimes ambientais da PMT. Com isso os servidores da SEMMA ficam sem recursos para trabalhar e exercer as suas funções. 
      
O Estado do Pará cedeu uma Camionete Ranger e três motocicletas para a SEMMA, mas o abastecimento da camionete também está suspenso faz tempo e a camionete e as motos só estão rodando porque a população interessada nos serviços da Secretaria paga o combustível. 
              
Esta camionete é utilizada pela fiscalização e na coleta de alimentos (quando deixam) para os animais do Bosque apenas duas ou três vezes por semana pela manhã e por apenas uma ou duas horas, isso quando tem combustível e quando a própria a fiscalização não está utilizando e não cria impedimento.
     
Os servidores da Educação Ambiental da SEMMA têm de brigar para cuidar do Bosque e dos animais, muitas vezes tiram dinheiro do próprio bolso, doando materiais, pedindo doações "esmolas" para os comerciantes para manter e proteger os animais, e trabalhando de graça em feriados e pontos facultativos para que os animais não passem fome e não morram, isso quando deixam. 
      
Enquanto se diz que servidor público ganha sem trabalhar (e tem muitos apaniguados que não trabalham mesmo), a maioria trabalha sim e muitas vezes como voluntários e até de graça em benefício da população. O mais grave é que quando algum servidor reclama da situação dos animais do Bosque é hostilizado inclusive em grupos na Internet.
      
O ideal é que o Bosque seja administrado pela SEMMA e que a Secretaria seja alojada no Prédio do CRAS ao lado do Bosque (este prédio foi construído na área do Bosque), isso permitiria uma melhor fiscalização pelos servidores da SEMMA, e um melhor cuidado com as plantas e animais do Bosque. O Bosque deve ser preservado e cuidado, não só isso, outras áreas verdes e de preservação ambiental em toda a cidade deveriam ser preservadas, isso iria contribuir para a educação ambiental da sociedade tucuruiense e teria efeito benéfico para o microclima da cidade, inclusive reduzindo a temperatura ambiente. Mais importante ainda é que os recursos do Fundo Municipal do Meio Ambiente não sejam mais desviados para outras finalidade
     
Desespero
     
Os servidores da SEMMA preocupados com o sumiço e mortandade de aninais do Bosque, principalmente na transição de governo, chegaram a procurar o Exército para que o mesmo fizesse um acampamento no Bosque para evitar invasões e a caça dos animais, mas o comandante disse que o Exército não pode ocupar uma área da Prefeitura. Uma servidora procurou o Ministério Público Estadual preocupada com a situação de vigilância e manutenção dos animais durante a transição de governo e está aguardando o posicionamento do MP.
      
O Folha de Tucuruí e sua equipe de editores, em nome da Preservação da Flora e da Fauna silvestre no Bosque Castanheiras de Tucuruí, e para impedir a continuação dos maus-tratos dos animais silvestres praticados no Bosque de Tucuruí, solicita providências urgentes do MPE, MPF, SEMA Estadual e do IBAMA para que a PMT seja obrigada a assumir a responsabilidade pelos animais cessando os maus-tratos, ou para que os animais sejam transferidos para zoológicos ou centros de reabilitação para serem reinseridos em seu habitat natural...
      
Algumas imagens:
       
Parece que para a PMT os animais silvestres não tem importância, não tem valor, e estão em segundo plano, poucos se importam se os animais estão famintos ou se são bem cuidados, inclusive um dos macacos prego está machucado e sem assistência de um veterinário. Para a PMT o Bosque é um depósito de animais silvestres e não um local em que deveriam ser cuidados e protegidos. Vejam estas imagens na quarta-feira (16/11).
      
Só falta agora, devido a esta matéria, o Prefeito afastar do Bosque, os servidores que querem proteger, alimentar e defender os animais silvestres e consumar a tragédia, o Prefeito é bem capaz disso. Mas se isso acontecer vamos denunciar. 
       
A Administração da PMT tem por hábito mentir e negar seus mal feitos para as autoridades do judiciário quando é denunciada, mas ocorre que o Folha só denuncia quando pode provar.
    
Alimentos congelados, estragados e armazenados de forma inadequada.
Esta gosma preta um dia já foram bananas, é isso que está sendo fornecido aos macacos quando falta comida, isso quando tem alguma coisa para ser fornecida.
Porcões sem comida e sem água no sol do meio dia.
Situação de um dos abrigos dos animais, graças á atuação de alguns funcionários da SEMMA que pediram doações, está sendo construído um outro abrigo mais apropriado e sem um centavo da prefeitura. A Prefeitura não ajuda em nada, até o combustível da camionete do Estado que transporta os alimentos dos animais é pago pela população.
Não fosse o interesse e o trabalho voluntário dos servidores da educação ambiental, a situação seria pior e mais destes animais hoje estariam mortos ou doentes.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!