Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Tucuruí - Prefeito Sancler é absolvido em processo

O Prefeito de Tucuruí Sancler Ferreira foi absolvido no processo Ação Penal UF: PA (Número único 6698.2011.614.0000) de autoria do Ministério Público Eleitoral.
     
Depois de alguns adiamentos houve a absolvição do Prefeito como de praxe e como já era esperado, nenhuma surpresa no desfecho deste processo.
     
Perguntas que não querem calar: Porque o MPE fez a denuncia se não havia provas ou indícios suficientes para a condenação?
    
No caso do TAC do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Tucuruí, porque o mesmo ainda não foi executado?
    
O que é que está acontecendo com o Ministério Público do Estado do Pará em Tucuruí?
    

8 comentários:

  1. ora ora ele foi absolvido porque conseguiu provar sua inocencia - mas cabe recurso ora ora - outro detalhe o responsavel pelo blog vai dizer que os desembargadores foram comprados?? entao todos os processos que qualquer pessoa seja absolvida é porque houve compra de juizes etc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É este o problema que sempre enfrentamos no Folha de Tucuruí, algumas pessoas leem a matéria, mas não conseguem interpretar o texto corretamente e aí falam abobrinhas sem sentido, escutam o galo cantar, mas não sabem onde.

      Em nenhum momento dissemos que alguém foi comprado, nós criticamos o MPE que denunciou o prefeito sem base legal, tanto que o prefeito foi absolvido.

      Neste caso podemos afirmar que o MPE não teve competência para fundamentar a sua acusação, o que resultou na absolvição do acusado.

      É complicada a atuação do MPE em Tucuruí, temos o TAC do Concurso Público não cumprido e não executado.
      Temos o TAC da maternidade do HRT não cumprido e nem mesmo assinado pelo prefeito, e temos a absolvição do prefeito de acusações do MPE em que o prefeito foi inocentado.

      O que está acontecendo com o MPE no Pará?

      Com a palavra o Procurador Geral de Justiça do Estado do Pará.

      Excluir
    2. Pelo amor de Deus,parem de enganar a população,não existe TAC sobre a maternidade o prefeito não assinou,e como todos devem saber documento sem assinatura não tem validade.

      Excluir
  2. Da lei dos homens sim.

    ResponderExcluir
  3. Seria bom o tal anônimo se formar em Direito e atuar em qualquer área jurídica de sua preferência para ele saber que o Judiciário não é tão independente e técnico com deveria ser. Eu sou operário do Direito e falo com cátedra que os bastidores falam muito mais alto do que o conhecimento e provas dos autos. O poder de barganha é ainda mais acentuado quando envolve políticos. Quem se ilude com o tal mensalão, deve-se dizer que, em verdade, tratou-se de um julgamento político e não técnico, pois a maioria dos Magistrados e Procuradores Brasil afora não gostam do PT. Falei...

    ResponderExcluir
  4. Mais uma vez o prefeito provou sua inocência!!!!!!!!! já fui chamado de babão por amigos leitores da folha !!!!!!!! mais já falei inveja perseguição política é uma doença############ só tenho que parabenizar o sancler por mais uma vez calar a boca dos secadores e nimguem tem raiva do pt!!!!!!!! Mais em tucurui falta idéias ao partido######### parabéns prefeito

    ResponderExcluir
  5. Parabéns ao prefeito!
    Pois é são 8 anos sem concurso publico e nesses oito anos incluem os ex prefeito, é difícil limpar a bagunça e fazer outras coisas para a cidade se vivem metendo ele na justiça, não tenho nada contra nenhum partido, o problema daqui é que é tudo muito pessoal entre os ex candidatos, eles esquecem que bombardeando o atual prefeito os maiores prejudicados é o povo!

    ResponderExcluir
  6. Coitadinho do Prefeito... Já está sendo providenciado no vaticano o processo de canonização do Santo Cler, falta apenas serem provados os milagres dele, ou seja, como conseguiu ser inocentado em todas as ações judiciais movidas pelos "perseguidores", no caso os verdadeiros corajosos.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!