Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

domingo, 19 de maio de 2013

Vereador PRIVATIZA cais de Tucuruí

A Prefeitura cercou a área do cais onde ficavam as lixeiras que atraiam urubus, causavam mau cheiro e uma péssima imagem para quem chega na cidade de barco ou para os turistas. Além do mais a área "era" depósito de entulhos e materiais de construção. 
   
A cerca que a Prefeitura fez deveria impedir o acesso de veículos e o depósito de lixo e materiais na área pública do cais, mas não foi isso o que aconteceu. O Vereador Marajá continua utilizando a área do cais na entrada da cidade como propriedade particular da sua empresa de materiais de construção. 
   
Não satisfeito com a prefeitura ter deixado uma entrada na cerca, ele para facilitar a saída dos seus caminhões ainda derrubou duas estacas da cerca, afinal o cais da cidade lhe pertence. 
    
Agora fica a pergunta: Para que a PMT cercou a área e retirou as lixeiras do cais? Será que foi para melhorar a estética e retirar o lixo do local, ou foi para que o vereador tivesse mais espaço para melhor utilizar o espaço público como sua propriedade particular? 
     
ISSO É UMA VERGONHA!!!
       
A prefeitura deixou uma abertura para o Marajá passar.
     
Não satisfeito ele abriu mais uma passagem.
     
O prefeito e seus aliados tratam e usam o patrimônio público como se fosse patrimônio particular.
      
Pelas Leis Brasileiras isso seria crime... Mas acho que não estamos no Brasil, estamos em Tucuruí, já viu né?
      

9 comentários:

  1. Esse ai é Marajá até no nome - Meu Deus acaba logo esse Mundo, onde já se viu fazer isto. Tá demonstrado então o porque dele ter sido candidato a vereador - oras para ajudar a si proprio. Cade o GRande Secretario do Meio ambiente (Andre Fontana) q so sabe falar em Radio, trabalho q é bo nada - Marajá o povo pune.

    ResponderExcluir
  2. É mal de familia, afinal ele não é o único a se apropriar de vias públicas para transformá-las em depósito de material de construção.
    O irmão do referido vereador transformou parte da calçada, incluindo o espaço reservado a parada de ônibus na rua "B" no jardim paraíso em deposito de tijolos e telhas a vários anos, e ninguém toma providencias.

    ResponderExcluir
  3. pobre, tucuruí é profundamente lamentável o abandono a que fostes relegado.esse *******, não está nem aí pra vc.

    ResponderExcluir
  4. se não bastassem a maternidade agora tranferiram p o regional o almoxarifado do hospital municipal ocupando mais uma ala do hrt, vão lá conferir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é faltou medicamento no Regional, tem no estoque do municipal, sacou, sacou, uma mão lava 2 mãos..kkk

      Excluir
  5. Eu pensava que a prefeitura tinha doado a área em questão ao Vereador Marajá. A cerca também pensei que fosse o dito homem de Deus que tivesse construído para impedir uma possível invasão. Já que ele tem tijolo e areia bem que ele poderia passar o mural assim seu depósito ficaria mais bonito.
    Queria ver se ele recebesse notificação e multa de R$: 500Mil por semana... jájá ele teria se retirado.
    Ah se fosse em outra cidade...

    ResponderExcluir
  6. É deplorável ver um senhor q deveria estar ajudando a melhorar as condições publicas da cidade estar se aproveitando da sua condição de vereador, para explorar uma área publica fazer mandos e desmandos, sinceramente é muita falta de vergonha na cara!.

    ResponderExcluir
  7. Eu fui em uma reunião no bairro beira rio Ele disse que iria construir um posto de Saúde no bairro que Ele não precisava do Prefeito porque ele tinha como construir mas pelo jeito ele queria só uma bi dela na CMT/PMT

    ResponderExcluir
  8. o almoxarifado da pmt ta ocupandi uma ala do regional até o crachá ta com dois logotipos do estado e do municipio onde ja se viu,isso é coisa do super secretario charles tocantins dono laboratorio da upa.kkkkkk

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!