Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Texto

As matérias mais recentes do Folha de Tucuruí

Últimas matérias do Folha

Publicidade

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Instalou-se o caos em Tucuruí mas de quem é a culpa?

          
Instalou-se o caos em Tucuruí, é muito fácil culpar apenas o Prefeito Sancler e ignorar as instituições que de uma forma ou de outra permitiram que a situação chegasse a este ponto.
       
Os serviços públicos de responsabilidade da Prefeitura já estavam muito deficitários, mas agora após as eleições municipais a coisa desandou de vez, e como sempre quem paga o pato, o ganso, o marreco e os urubus, é a população mais pobre de Tucuruí, justamente aqueles que não podem e não tem como se defender.
     
Rico não precisa da saúde pública, tem plano de saúde, não precisa de educação pública, pois tem escolas particulares, não precisa de água tratada, tem poços artesianos, enfim rico não precisa de prefeitura para nada, a não ser para ganhar licitação na marra e soltar umas notinhas faturando horrores. Rico só precisa da Prefeitura para faturar e ficar mais rico ainda.
     
Agora depois de ter contratado mais de 2.500 funcionários sem concurso só neste ano, o Prefeito um dia depois das eleições, quando não precisava mais dos votos de cabresto dos contratados em troca de votos, demitiu quase todos sem pagar os seus direitos trabalhistas garantidos por lei, prejudicando o funcionamento dos serviços públicos, em especial a saúde pública, tudo por pura vingança dirigida aos contratados e à população de Tucuruí que não elegeu seu candidato marionete.
     
O interessante é que há anos temos denunciado à justiça e ao MPE as contratações sem concurso público na Prefeitura para captação irregular de votos. Com mais de 3.000 contratados e com muito custo a justiça obrigou o prefeito a fazer concurso, mas com milhares de contratados o prefeito ofereceu pouco mais de seiscentas vagas, ora se havia três mil contratados, como poderia ter apenas seiscentas vagas?
     
Caso a justiça tivesse obrigado o prefeito a fazer o concurso com as vagas que ele destinava aos contratos para compra de votos Tucuruí não estaria hoje nesta situação, já que os profissionais, principalmente os da saúde hoje seriam concursados e a população não estaria desassistida.
     
Milhares de cargos públicos municipais ficaram de fora do concurso público de propósito para serem ocupados por servidores temporários, entre eles todo o pessoal da CTTUC que ocupa a função de Agentes de Trânsito (deveriam por Lei serem todos concursados), mas na verdade são contratados como agentes de campo, ficaram de fora ainda os funcionários da GAMASP que fazem o trabalho de Guardas Municipais, mas que são pagos pela prefeitura sabe-se lá de que forma, ficaram de fora os fiscais do meio ambiente e muitos outros cargos.
     
Agora é complicado, pois a justiça e a câmara Municipal tinham e tem conhecimento destas práticas e dos objetivos do Prefeito ao contratar milhares de servidores sem concurso. O Prefeito a uns dois anos assinou um TAC com o MPE para exonerar os contratados e substitui-los pelos aprovados no concurso, no entanto além de não cumprir o TAC o prefeito ainda contratou este ano, que é um ano de eleições municipais, mais de 2.500 servidores sem concurso (fora os cargos de confiança) e os demitiu um dia após as eleições na maior cara-de-pau, ainda por cima está prejudicando os serviços públicos e toda a população de Tucuruí usando como justificativa a própria justiça, inclusive um dos serviços mais prejudicados é a saúde pública que é mais urgente e vital para a população mais carente.
     
A conclusão lógica é que não é só o Prefeito Sancler o culpado por esta calamidade, todos os que poderiam impedir e conter estes abusos também são corresponsáveis, inclusive pelas consequências da precariedade da saúde pública em Tucuruí, todos que permitiram estes abusos e poderiam fazer alguma coisa, mas não fizeram o suficiente, mesmo tendo conhecimento dos erros e dos crimes que estavam e estão sendo cometidos, todos também são responsáveis pelo sofrimento do povo, e no caso da saúde pública, pelo agravamento de doenças e até óbitos entre a população mais carente e portanto mais vulnerável.
     
Meu Deus do céu, é sempre a mesma coisa, entra prefeito e sai prefeito em Tucuruí e os abusos e os crimes são cometidos na frente de todo mundo e com o conhecimento de todos, em todo fim de mandato de Prefeito é este caos, é esta esbórnia, essa sacanagem e esta calamidade... Tucuruí parece terra de ninguém e a casa da Mãe Joana, onde Prefeito e Vereador faz o que quer, rasga a Constituição, comete quase todo tipo de crime, se coloca acima da Lei e não acontece nada. 
     
Não é preciso ser vidente para saber o fim desta história: O prefeito vai empurrar com a barriga e fazer o que quer como sempre fez, o próximo prefeito vai assumir uma Prefeitura arrasada, a população vai pagar a conta e sofrer as consequências, e quem for pobre e estiver doente vai piorar sem atendimento e sem remédio, quem morrer por falta de atendimento médico vai ser enterrado no meio do mato no novo Cemitério irregular e inacabado, não vai acontecer nada com o Prefeito Sancler e no dia primeiro de janeiro, o Prefeito vai estar nas praias de Fortaleza ou em outra praia paradisíaca, ou até mesmo em Miami com toda a mordomia curtindo sua opulência e sua nova cabeleira, e o povo de Tucuruí e a Prefeitura que se lasquem, se explodam e se danem.
     
Se a tradição de mudança de governo municipal em Tucuruí for seguida à risca como nos outros fins de mandato nos últimos trinta anos, daqui até 31 de dezembro veremos em Tucuruí inúmeras e imensas fogueiras alimentadas com documentos públicos comprometedores sendo queimados pelos terrenos de órgãos públicos e nas casas de funcionários de confiança da PMT, isso sem contar com a roubalheira desenfreada de equipamentos eletro eletrônicos, motores, voadeiras e tudo que tiver algum valor e puder ser transportado, e se não tiver ninguém para impedir.
     
Todos os funcionários mais antigos da Prefeitura sabem como é e o que acontece em uma mudança de governo, quando um adversário do Prefeito ganha a eleição. Mas este ano em Tucuruí teve uma novidade, o que parecia não poder piorar, piorou, a demissão dos contratados logo após as eleições é uma novidade e uma aberração introduzida pelo Sancler, os outros prefeitos não fizeram isso, não sei se por algum resquício de pudor, ou porque não tinham tanta audácia, tanta certeza da impunidade e tanto desprezo pela justiça e pelas Leis como tem o atual gestor.
     
Mas uma só matéria não é suficiente para descrever o caos em Tucuruí, teremos que escrever outras matérias, pois descalabro é o que não falta e coisas ainda piores provavelmente ainda vão acontecer.
    
Agora ouçam a entrevista da Promotora Drª. Adriana a uma rádio local, sobre a exoneração dos contratados e o caos instaurado pelo prefeito no serviço público em Tucuruí. Notem que a posição da Promotora quanto à ilegalidade das exonerações é a mesma posição que o Folha de Tucuruí manifestou em matéria anterior.
        
         
Vejam cópia do memorando enviado pela Administração a todas as unidades de saúde de Tucuruí.
        
    
ISSO É UMA VERGONHA!!!
      

3 comentários:

  1. e o próximo prefeito vai fazer a mesma coisa pois são todos iguais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal mais um vidente, você poderia me fazer a previsão de qual será o número que vai dar na Mega Sena no próximo sorteio?

      Excluir
    2. Lembre que Sancler, Parsifal, Cláudio e Navegantes são todos políticos da velha guarda e da velha escola, portanto eles têm os mesmos vícios e por isso cometem os mesmos erros, não tem como mudar este pessoal... Esperamos que a nova geração faça diferente, afinal tudo muda no universo, e a política não é exceção.

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!