Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Texto

As matérias mais recentes do Folha de Tucuruí

Últimas matérias do Folha

Publicidade

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Prefeito de Tucuruí Sancler Ferreira comete crime eleitoral, a estratégia...

       

O editor do Folha analisou mais profundamente a demissão dos contratados e penso que descobrimos o fio da meada.
          
Vamos raciocinar: Sancler tem bons advogados, portanto sabe que a exoneração dos contratados é ilegal, sabe ainda que a justiça vai anular o decreto, então qual seria a estratégia?
         
Bom a nosso ver Sancler sabe que os contratados, até mesmo incentivados por ele mesmo, entrariam na justiça para anular o decreto ilegal e sabe também que ganhariam, pois a Lei Eleitoral não permite a exoneração de servidor público, mesmo que temporário até o dia 31 de dezembro.
       
Ocorre que a justiça deve entrar em recesso de fim de ano, provavelmente após o segundo turno das eleições. No primeiro momento seus adversários poderiam pensar que seria melhor para o Jones que o próprio Sancler demitisse os contratados, mas não é bem assim, já que os contratados demorariam algum tempo para se organizarem e entrarem na justiça, devido ao recesso do judiciário a ação só seria julgada no ano que vem quando Sancler não seria mais prefeito, ou seja, a bomba iria explodir nas mãos do Jones que teria que pagar as indenizações, já que a dívida é da Prefeitura.
       
Resultado: Sancler contratou servidores com o objetivo de captar votos para o seu candidato e quem pagaria a conta seria o Jones seu adversário. O dinheiro economizado com a demissão ilegal dos contratados seria canalizado para o pagamento de dívidas da PMT com os amigos do Prefeito antes da posse do seu adversário. 
    
Sancler contava com a raiva dos seus adversários contra os contratados e esta raiva iria (pensou ele) acobertar a sua verdadeira intenção, pois seus adversários ficariam felizes com a desgraça dos contratados e não perceberiam sua verdadeira intenção, o problema é que ao contrário do Prefeito nós não raciocinamos com ódio, preferimos o pragmatismo e a razão, portanto temos uma visão bem ampla do que está acontecendo.
        
O SINSMUT tem muitos contratados filiados ao sindicato, muitos por vontade própria e muitos incentivados pelo próprio prefeito que pretendia utilizar os seus votos na eleição do SINSMUT, pois Sancler acreditava que faria seu sucessor, agora o feitiço volta contra o feiticeiro, pois o SINSMUT tem a obrigação de defender seus filiados contratados.
    
O SINSMUT deve ficar atento às manobras do Prefeito que possam prejudicar seus filiados e o funcionalismo público como um todo. Sancler ainda tem três meses de mandato, todo cuidado é pouco com possíveis armações.
    
Agora que tudo foi descoberto só resta ao Prefeito revogar o decreto e cumprir a Lei ou arcar com as consequências.

         

Um comentário:

  1. Temos de ficar atentos pois duvido muito que esta seja a única sacanagem desse ditador.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!