Alterar o idioma do Blog

segunda-feira, 7 de junho de 2010

PMDB entrega os cargos

De acordo com o Dep. Parsifal em seu Blog, o PMDB está entregando os cargos no governo do estado. Um dos trechos da matéria diz:

"Hoje, os diretores presidentes da COSANPA, Eduardo Ribeiro, e da COHAB, Geraldo Bitar, entregaram os seus respectivos cargos diretamente à governadora Ana Júlia.

Durante o dia de amanhã, até o final da semana, DETRAN, CEASA, LOTERPA e JUCEPA deverão apresentar as suas exonerações à governadora.

São estes os cargos que tinha o PMDB na administração direta do governo."

3 comentários:

  1. No momento certo a cambada levanta e diz abandonar o navio,e que o barco afunde ou va de reto ao abismo,essa é a forma que os líderes se
    dão bem na política desse país fazem de tudo pra que o outro se dane,só pra mais tarde começarem
    as velhas manias de campanha,olha eu fiz isso,olha ele não não fez aquilo...
    E a população tem que assistir essas manobras como se o final da história não desse na mesma.
    Não to na defesa de nenhum político acho essa classe muito nogenta,mas isso não é papel de quem fica na frente de grandes orgãos do estado pra fazer esse tipo de palhaçada!sugam o que podem limpam as gavetas e depois somem enquanto ha tempo de cair no esquecimento.Na minha opinião deveria haver mais compromisso e fidelidade de partidos com a populaçao ou seja
    é o partido tal que governa então que todas as secretarias e orgãos do estado fossem governados e comandados pelos mesmos só assim o povo saberia realmente de quem cobrar ,é muiiiiiiiiito partido atolado dentro do governo quem vai levar ferro no final das contas o povo e quem é o culpado ????????
    hoje em dia precisa ter peito pra assumir a crinça e dizer eu sou o pai.Que país é esse hein!

    ResponderExcluir
  2. Somente nas ditaduras Seja de direita ou esquerda, um partido governa sozinho. Veja o exemplo da China, cuba, Coréia do Norte...

    No regime democrático seja ele presidencialista ou parlamentarista é necessária à coalizão, a não ser que o partido ganhe a eleição sozinho, e ainda faça no mínimo uma maioria de 2/3 do parlamento. Isso é muito difícil, praticamente impossível.

    Se o partido ajuda na chegada ao poder e(ou) na governabilidade, tem o direito e a liberdade de ficar ou sair do governo quando quiser.

    Isso é democracia, no Brasil ou em qualquer país democrático do mundo.

    ResponderExcluir
  3. E essa candidatura de Domingos Juvenil (PMDB) não é tudo combinado com o atual governo do Pará?
    Foi o que foi dito neste e em outros blogs.
    E será que combinaram também as "exonerações", para não dar muito na vista?

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, racismo, homofobia, misoginia, discurso de ódio e intolerância de qualquer tipo, serão moderados e publicados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!