Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quinta-feira, 1 de março de 2012

O que está acontecendo com a ASERT?

Esta semana o funcionário público municipal teve um princípio de AVC causado pela agressão que sofreu dentro do prédio da prefeitura e mesmo sendo filiado à ASERT não conseguiu atendimento na Clínica Santa Angélica, segundo fomos informados porque a Santa Angélica não está atendendo os filiados da associação dos servidores municipais.
   
Nós do Folha e os funcionários da prefeitura filiados da ASERT, queremos explicações da direção sobre a paralisação do atendimento dos servidores na Clínica Santa Angélica, se esta paralisação também ocorre em outros hospitais e por que isso está acontecendo, se os funcionários continuam contribuindo normalmente descontando a contribuição à ASERT todos os meses.
   
Achamos estranho o silêncio da diretoria da ASERT que ainda não veio a público explicar o que está acontecendo. Queremos saber se este corte no atendimento se deve à incompetência da direção da ASERT, se é por falta de repasse da prefeitura e principalmente por que o silêncio. Lembrem senhores e senhoras de que o silêncio também é omissão e conivência. 
   
Os servidores esperam uma resposta.
  

14 comentários:

  1. Estranho, será que não tem diretor ou parente com portaria na PMT? Porque estão calados?

    ResponderExcluir
  2. o que falta em tucurui é médico, principalmente nessa época de feriadão. pois, a santa angelica,imimi e a santa angelica continuam atendendo pela asert, entre outros hospitais, sou funcionária da pmt e não trabalho na asert, mas bem que eu gostaria de entrar um dia na asert para ganhar rios de dinheiros, porque o desconto na folhas dos funcionários e um bom dinheiro.

    ResponderExcluir
  3. Não devemos esquecer dos nossos direitos enquanto cidadãos. Qualquer hospital particular não pode negar atendimento emergencial. Ainda mais que se trata de um paciente com plano de saúde conveniado ao hospital. O poder público precisa intervir nestes casos, evitando casos fatais aos funcionários da PMT.

    ResponderExcluir
  4. por favor ,,,sou aluna da EMEF Dulcimar Brito e gostaria que vcs viesse na escola para saber da realidade da educação de Tucuruí, a escola tem 19 salas de aulas e 1700 alunos e estamos com todas as salas sem lajotas e funcionando apenas com 8 salas de aulas, pois as turmas fazem rotatividade, sendo nas 2ª,4ª e 6ªfeiras as 5ª e 8ª séries e nas 3ª e 5ª feiras as 6ª e 7ª séries, as 11 salas não estão funcinando porque não tem lampas e nem ventiladores,,como vamos ter 200 dias letivos desta forma??equipe da folha faça umas fotos,,denuncie,,pois a direção ja enviou 20 oficios para a secretaria de obras e educação e nada foi feito,talvez se faça algo se vcs fizer alguma reportagem denunciando,,os alunos estão pedindo SOCORRO!!!!QUEREMOS AULAS PREFEITO...

    ResponderExcluir
  5. A ASERT só existe por que existe alguns funcionário que não tem credito no comercio, por qualquer supermercado vende para receber até em quarenta dias, a ASERT é somente um atravessador que cobra seis por cento do valor de cada compra, e em pouco espaço de tempo,o convênio liberado dia 2 ou 3 o servidor só tem até o dia 12 para fazer as suas compras e no mesmo mês o descontado, temos que nos unir e acabar com essa ASERT, os funcionários eleitos ganham R$ 800,00 fora seus salários todos que saem bem depois de dois anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso não é verdade, grande parte dos associados da ASERT são filiados pro causa da assistência médica, inclusive alguns membros da Equipe Folha. Em uma cidade com a saúde pública falida ficar sem um plano de saúde é suicídio. Quanto a questão das compras a ASERT não é necessária para isso, já que a Caixa Econômica fornece Cartão de Crédito e com ele é possível comprara aprazo em todo o comércio, só usa a ASERT para compras os inadimplentes que não tem crédito na cidade e de outra forma não teriam como comprar. Não é preciso acabar com a ASERT, se não quer fazer parte é só se desfiliar.
      Quanto aos R$ 800,00 foi aprovado em Assembléia Geral o que achamos justo, já que a jornada de trabalho dos funcionários da ASERT é o dobro da PMT, além da responsabilidade ser bem maior.

      Excluir
    2. Um dos grandes problemas da ASERT é que a Prefeitura desconta dos funcionários e não repassa para a associação, assim como faz com os empréstimos da Caixa e assim como faz com o INSS.
      O que estamos cobrando da direção da ASERT é a explicação pelo corte de atendimento na Clínica Santa Angélica. Queremos saber se o corte foi por falta de repasse da PMT, ou se foi por incompetência da direção e/ou inadimplência da ASERT.
      Queremos saber ainda se outros hospitais também suspenderam o atendimento, e se a PMT não está repassando por que o silêncio da Direção da ASERT?
      Existe algum tipo de comprometimento da direção da ASERT com o prefeito?
      A direção da ASERT deve estas explicações aos associados.
      Não adianta colocar cartazes na ASERT, pois muitos filiados somente procuram a ASERT raramente e quando precisam de atendimento médico e odontológico, as explicações tem de ser públicas e o Folha não vai descansar enquanto esta situação não for esclarecida.

      Excluir
  6. Como leitora assidua da Folha somente pediria o cuidado com que é escrito..."só usa a ASERT para compras os inadimplentes que não tem crédito na cidade e de outra forma não teriam como comprar" eu tenho cartão de credito, uso assert, e compro conforme me convem o vencimento da fatura...não seja desrespeitoso ao colocar todos no mesmo saco de farinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é uma exceção, o que só confirma a regra. Conhecemos o funcionamento da ASERT a fundo, afinal um dos membros da equipe foi um dos fundadores do FUNPREV e depois ajudou na fundação da ASERT.
      Existem funcionários que gastam muito além do seu limite, muitos devem mais que o seu salário, e a ASERT os ajuda a não passar necessidades. Outros não tem controle sobre seus gastos e por isso não usam cartão de crédito, neste caso a ASERT faz este controle para eles.
      Mas a maioria dos associados não usa a ASERT para compras, pois fica mais caro e trabalhoso, a maioria só usa a assistência médica e odontológica.
      Se você tem cartão de crédito, e crédito na praça e mesmo assim prefere enfrentar fila na ASERT e pagar a taxa de 6% todos os meses para fazer compras, a escolha é sua, o dinheiro é seu e você o desperdiça como quiser, e antes que você diga, nos sabemos que não temos nada com isso.
      Agora não podemos deixar de dizer a verdade, mesmo sabendo que existem exceções.
      O que queremos dizer é que a finalidade principal e a mais importante da ASERT é a assistência médica e odontológica, vale compras até os sindicatos ou a própria prefeitura pode fazer (como fez por muito tempo no passado), Não precisa da ASERT para isso.

      Excluir
    2. Realmente eu devo voltar a estudar semântica, que achar que "a maioria usa assert" tem o mesmo significado que "só usa assert"...kkkkk Mil desculpas, mas a frase foi ofensiva. Porém, concordo com o objetivo do texto.
      Como falei anteriormente e só uma questão de cuidado no que se digita e de respeito a quem lê e aprecia.

      Excluir
  7. queria ver a cara dos servidores q estavam na frente da marçornaria no dia da eleicao, vendendo e trocando seus votos, presenciei muito isso la e fiquei triste, mas como dizem cada um tem o governo que merece!

    ResponderExcluir
  8. O comentário da leitora Marcia,foi um tapa com luva de pelica no redator ou sei lá o que. Que escreve essas materias para o folha.Vocês não podem publicar qualquer coisa,sem fundamento ,argumentos.Generalizam tudo sem se preocuparem com a verdade.Mais uma pra vê se aprendem a fazer reportagens.

    ResponderExcluir
  9. É isso aí! Os caras escrevem o eles acham que é a verdade DELES. A verdade dos outros não servem para eles. Vamos ter responsabilidades nas matérias. Nessa briga "PESSOAL" contra o prefeito (que eu acho que é muito ESPERTO), eles da folha colocam nomes de pessoas que não tem nada a ver com os problemas pessoais deles, simplesmente para atingir o prefeito (que não é nenhum santo), injuriam, caluniam e difamam, não conversam com as pessoas antes de JULGA-LÁS, CONDENÁ-LAS E EXECUTÁ-LAS. Eles estão com a ferramenta na mão e a usam como bem a quer e ficam irados quando alguém questiona como a leitora Márcia o fez. Muito cuidado, pois pessoas são seres humanos.
    Luis Carlos Prestes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk, O Folha é popular até no além... Acabamos de receber um comentário psicografado pelo espírito do Luiz Carlos Prestes.

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!