Alterar o idioma do Blog

domingo, 18 de abril de 2010

Acidente grave com vítimas, sendo uma fatal na estrada da Vila Residencial da EN

Com a violência da batida o poste foi quebrado em várias partes

Um acidente grave na BR 422, no sentido Vila Residencial/Tucuruí, fez diversas vítimas nesta madrugada, inclusive uma vítima fatal. Um veículo Pálio prata com três pessoas  dentro, bateu em um poste na curva da lagoa, considerada a curva da morte, devido ao grande número de acidentes com vítimas fatais no local. O motorista faleceu e os outros dois estão internados em estado grave.

A curva da morte só vai parar de fazer suas vítimas quando forem colocadas proteções laterais na pista, e um radar eletrônico para controlar a velocidade dos veículos. Convém lembrar que por ser uma BR, a estrada da vila é de responsabilidade do Governo Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

7 comentários:

  1. Vo desabafar de novo!
    Essa noite, um amigo meu passou mal,teve pressão alta e foi levado as pressas para o Hospital Regional. Chegou lá, ele não foi atendido. Elel Morreu!! Todos conhecem, é o Chiquinho Cabeleireiro, enfim, suspeitam, que ele não foi atendido por ser Homossexual. Bom, vamos aos fatos. Descriminação? Racismo? Preconceito?
    Então quer dizer que para ser atendido no Regional, a pessoa tem que ser Heterosexual, e não ter nenhum tipo de doença?
    Francamente, que bela administração hein?
    Cade o Jones Wilian? Esta em Belem? Atras da campanha do Joilson? Cade os responsaveis daquele Hospital? Cade? É o que dá colocar pessoas que não são aptas a gerenciar um sistema de saúde, só da nisso! E quem se LAsca? O POVO!!!
    Ass. Pingo

    ResponderExcluir
  2. Não acreditamos que a causa do não atendimento a que você se refere seja pela opção sexual dele.

    Se ele faleceu supostamente por falta de atendimento médico ou negligência, denuncie ou oriente a família a denunciar a direção do hospital à justiça. Façam um Boletim de Ocorrência Policial na Delegacia e comuniquem o fato ao ministério público e nos mande cópia do BO que publicamos, ok?. Se ele era seu amigo, não adianta apenas desabafar e reclamar, tem que ter atitude.

    Um abraço...

    ResponderExcluir
  3. Ja me disseram que ele ja estava morto em casa, quando um amigo chegou.....Sera que moreu de Novo no Regional??? E melhor o pessoal do folha verificar, pois acho que tao usando a morte do rapaz para fazer politicas....

    ResponderExcluir
  4. Trata-se de um comentário que pode ser verdade ou simplesmente política. Se registrarem o Boletim de Ocorrência e a polícia concluir que foi omissão de socorro nós noticiamos, do contrário fica por isso mesmo.

    Nossos leitores são espertos, quando alguém faz uma denuncia sem comprovação e aproveita para fazer crítica política, principalmente citando partidos políticos, geralmente não levamos a sério.

    Vejam nossas matérias, divulgamos os fatos sem fazer política ou citar ou criticar qualquer partido.

    Quando você critica um partido você critica muita gente que não tem nada a ver com o caso. Isso é preconceito.

    Já criticamos o prefeito muitas vezes mas nunca criticamos o PPS. Já criticamos o Gualberto mas não o DEM, Criticamos o Deley mas não o PV. Criticamos o Paulo Rocha e a Ana Júlia mas não o PT.

    É o tal negócio de dizer por exemplo que todo paraense e todo baiano é preguiçoso, todo paulista é metido a besta e todo carioca é malandro... Isso é preconceito e isso não é verdade. As generalizações e demonstram apenas ignorância ou má fé.

    ResponderExcluir
  5. Comentando sobre o acidente na Br, Talvez agora que a fatalidade aconteceu com um filho de uma advogada talvez seja feito alguma coisa, essa rodovia é conhecida como "rodovia da marte" ela foi reconstruída por que era uma rodovia de mão e contra-mão, mais na época o fluxo de veículo era menor, foram gastos quatro milhões para a duplicação, na época um vereador presidenta da Câmara disse que esta rodovia teria acostamento e o canteiro central era para ser usado por pessoas que fazem caminhada... Veja bem acidente acontece, um pneu estoura, quebra a barra de direção e etc... se tivesse sido feito uma barreira de proteção o máximo que poderia acontecer era o carro sair se esfregando nessa barreira, mais ao ivés disso colocaram poste que ao bater ele se quebra caído em cima do veículo, já é hora de se fazer algo.

    ResponderExcluir
  6. Com certeza, e não é coincidência que o maior número de acidentes (e os mais graves) ocorram justamente perto da lagoa. Qualquer perda de direção e o carro bate em algum poste. Outro dia tivemos a curiosidade de contar os postes que faltam, chegamos a contar doze, não conferimos para ver se esquecemos algum, mas deve ser no mínimo uma dúzia.

    O Governo Federal que é responsável pela rodovia e a Eletronorte, já que a BR 422 é que dá acesso às Vilas Residenciais, deveriam tomar alguma providência. Quantas vidas mais serão perdidas até que alguém faça alguma coisa?

    ResponderExcluir
  7. Estão correto em afirmar que a rodovia é federal por isso caberia fiscalização de órgãos federais. Porém não impede que a PMT execute obras ao longo do trecho Tucuruí-Vila, pois está em área urbana.
    Ainda assim, foi firmado um convênio entre PMT e Eeltronorte, durante a administração do Parsifal, de cerca de 5 milhões de reais, para duplicação da Rodovia. Coube a PMT a sinalização vertical e horizontal, a elaboração do projeto e as muretas de segurança. Resultou que a PMT e seu gestor Parsifal à epoca não fizeram sua parte no convênio.
    Resultado: várias mortes depois da duplicação por conta também da incompetência da PMT e do Parsifal em nbão realizerem as obras previstas no convênio.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, racismo, homofobia, misoginia, discurso de ódio e intolerância de qualquer tipo, serão moderados e publicados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!