Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Prefeito perdulário – Quem atira com pólvora alheia não mede distância

Mais um contrato fabuloso e mais desperdício de dinheiro público. Desta vez a Prefeitura de Tucuruí está gastando quase meio milhão de Reais com Internet sem necessidade alguma. 
    
A PMT fez um contrato com a PROVECOM no valor de R$ 403.902,00 para acesso a Internet, isso tendo o Navega Pará e o SIVAM, que fornecem à PMT acesso gratuito à Internet.
    
Vamos fazer uma continha rápida: O plano básico da Provecom custa R$ 39,90 portanto um plano deste custa R$ 478,80 por ano. Isso pago por mês (se o pagamento for anual por certo tem desconto). Como o contrato deve ser anual (estamos fazendo uma estimativa pois a prestação de contas da PMT é incompleta para dificultar a fiscalização), R$ 403.902,00 daria para dar acesso a 843,57 usuários por um ano. 
    
Agora vamos supor que o plano seja de um mega (não precisa mais que isso em uma repartição pública), que custa R$ 100,00 neste caso daria para pagar o plano para 336,58 (trezentos e trinta e seis) usuários de Internet rápida. 
    
Agora, mesmo que este contrato custasse somente R$ 1.000,00 mil reais ainda seria caro, pois a Prefeitura tem acesso de graça à Internet. Isso supondo que o Governo Jatene não tenha sucateado ou acabado com o Navega Pará. 
    
Caso a prefeitura economizasse os milhões que escoam pelo ralo da incompetência e da irresponsabilidade em desperdícios de verbas públicas somente com combustíveis, propaganda para autopromoção pessoal do prefeito e agora com Internet, daria para a prefeitura resolver a maioria dos problemas da cidade e melhorar muito a qualidade de vida dos cidadãos de Tucuruí. 
    
O problema é que Tucuruí não tem e nunca teve Prefeito e vereador de verdade, quem sabe algum dia tenha, afinal não há mal que dure para sempre.
      
Clique na imagem para ampliar
       

3 comentários:

  1. Muito interessante sua opinião tendenciosa e unilateral, que narra suposições como se fossem fatos. Parabéns pelo "jornalismo".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecemos a participação e o elogio, sempre procuramos fazer o melhor e é muito bom o reconhecimento.

      Só há um equivoco em seu comentário: não tem suposição nenhuma, só fatos documentados e comprovados.

      Não temos culpa se os fatos envergonham a Administração do Prefeito Sancler.

      Infelizmente quem tem dinheiro e é amigo de Governador no Pará não precisa ter limites ou acatar a Lei, no entanto NADA dura para sempre.

      Não tem mal que nunca se acabe. Desta Lei e desta justiça ninguém escapa.

      Excluir
    2. Você mesmo usa as expressões "vamos supor", "deve ser", "vamos fazer uma estimativa" e agora vem dizer que é tudo fato. Você não está preocupado com os fatos, se assim fosse, teria consultado um especialista para lhe explicar a diferença de uma internet residencial e um circuito de dados dedicado. Além disso o contrato é de dois anos, como você sabe, porém menciona que é de um ano para ficar mais impressionante. Que bom seria se a prefeitura não precisasse pagar por nada, não é assim que você pensa? Só que ela precisa comprar e isso é feito conforme a lei, por meio de licitação, que são públicas, e inclusive você pode participar. Na vontade de prejudicar o prefeito porque você não está "mamando", você prejudica muitas pessoas difamando-as só porque você quer. Como você disse, "não tem mal que nunca se acabe. Desta Lei e desta justiça ninguém escapa" NÃO É MESMO?!

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!