Alterar o idioma do Blog - Change the language of the blog.

concurso

Tucuruí é o único município do Pará que não fez concurso público nos últimos oito anos.

Postagens Recentes

Publicidade

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Assassinato

Eutanásia do “amigo homem” suspensa após sessão de prestação de contas na Câmara de Tucuruí

Na sessão especial da Câmara Municipal de Tucuruí, na última sexta-feira (12), um dos maiores crimes nacionais que estava sendo proporcionado pela administração Sancler Ferreira, teve seu fim.

Após 5 horas de muita discussão e com a apresentação diminuta da prestação de contas do setor da saúde municipal, em cumprimento a Lei Federal, sancionada pela presidenta Dilma Rossef no último mês de junho, que determina a prestação de contas trimestralmente dos recursos investidos pelas secretarias de Saúde do Brasil nos municípios.

O secretário de Saúde de Tucuruí Charles Tocantins, realizou uma ampla apresentação de todos os gastos, inclusive com a apresentação dos beneficiários em audiência pública aos vereadores e a sociedade civil representada. Só não discriminou os custos específicos com os 600 funcionários efetivos, os 300 contratados e 19 comissionados, bem como os gastos com diárias e passagens. E fato a apresentação dos valores totais de gastos com combustível, mais não especifico o quantitativo em litros e os carros que abasteceram com o numero das placas, datas e horários.

Prestação de Contas 2009/2010 - Dentro de todas as discursões foi bastante notória a impossibilidades de sanar os débitos adquiridos nos últimos 2 anos de gestão dos recursos da saúde, coincidentemente com a falta de prestação de contas do prefeito Sancler Ferreira, nos seus 2 anos e 8 meses de gestão, na ordem dos recursos que ultrapassam mais de R$ 700 milhões.

Mas com muita prudência e acima de tudo transparência o atual secretário demostrou aos legisladores e a população presente, onde verdadeiramente foram investidos os recursos da saúde municipal, com nomes dos beneficiários e valores no período de janeiro a março de 2011.

Eutanásia - Um fato que foi denunciado no parlamento. Foi o crime que estava sendo executado pela prefeitura de Tucuruí, com a matança de cães recolhidos pelo departamento da prefeitura.

E fato que nesta administração o crime de eutanásia estava sendo executado sem nenhuma atenção a lei, e sem nenhum exame para constatar se realmente o “melhor amigo do homem”, o cachorro realmente estava com qualquer tipo de alteração clínica.

Sendo feita uma matança indiscriminada de todos os cães apreendidos pela carrocinha da PMT, sem sequer um registro do quantitativo de mortes realizadas.

Denunciado o fato em sessão de audiência pública, o atual secretário de saúde Charles Tocantins imediatamente ordenou a suspenção da matança dos animais em cumprimento as Leis Federal e Municipal, que determinam a apreensão de cães vadios e posteriormente a realização de exames, e, após resultado, se constatada a doença, a aplicação de eutanásia.

Não da forma que estava sendo aplicada desde o início da administração Sancler Ferreira onde o prefeito ordenou o recolhimento dos animais das ruas e a realização da matança, sendo que posteriormente eram retiradas as massas encefálicas dos animas para exames pós-morte.

É verídico que a facilidade da matança e tão mais viável para o prefeito Sancler Ferreira do que realmente observar se o “melhor amigo do homem” esta com qualquer tipo de alteração em sua saúde porque isso gera custo com exames.

Fatos como estes foram matérias nacionais no programa CQC da rede Bandeirantes de televisão, mais como a população sempre acha que as coisas erradas nunca estão próximas de nossa realidade, foi necessário esta inédita prestação de contas pelo secretário de Saúde, para que a matança de animais na cidade de Tucuruí fosse denunciada e suspensa.

Esperamos que o prefeito Sancler Ferreira, que retornou de suas férias prolongadas nesta sexta-feira (12), culminando com sua aparição na cidade o cumprimento através de oficial de justiça de sua intimação no processo que responde na Justiça de Tucuruí para a apresentação de sua prestação de contas de mais de R$ 500 milhões aos vereadores.

Esperamos que o gestor realmente cumpra o prazo de 10 dias para sua prestação de contas, e que faça cumprir o que foi determinado pela audiência pública da suspensão da eutanásia dos animais, por que, quem mata o “melhor amigo do homem” realmente não tem condições de mostrar aos homens no que gastou esta cifra de recursos que realmente deveria ser investido em favor da população. (Wellington Hugles). 

Matéria do jornaldetucurui.blogspot.com

4 comentários:

  1. eu até concordo com essa matança, desde que o xxxxxxx do prefeito seja matado tambem, e tmbem os cochorros de todos os seus pucha-saco.

    ResponderExcluir
  2. Tal matança é PROBIDA nos termos da Lei Municipal nº 5.481/2002, que dispõe sobre o controle e proteção de populações animais, bem como sobre a prevenção de zoonoses no Município de Tucuruí, e dá outras providências.
    Até a realização da referida Sessão Especial (Audiência Pública) a Prefeitura, por meio de seus auxiliares da Saúde, não sabiam da existência de tal Lei. Fato corrigido por nós.

    Vereador Tom Bonfim-PT

    ResponderExcluir
  3. Não sei por que, mas esta foto me lembra muito o matadouro municipal de Tucuruí.

    ResponderExcluir
  4. que nada ..... cachorro no meio da rua tem que morrer mesmo .... avançando nas pessoas e cagando em todo lugar.......

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!

Publicidade