Alterar o idioma do Blog

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Meningite - População em risco.

Está havendo casos de meningite em Tucuruí. Um parente de um membro do Folha foi internado em estado grave e correu risco de morte. Soubemos que teria mais uns três casos de internação pelo mesmo motivo.

A Direção do Regional em vez de alertar a população sobre os sintomas da doença, que deve ser tratada o mais rápido possível, se cala, colocando em risco a saúde pública.

A meningite é uma doença grave e é transmitida pelo contato da saliva ou gotículas de saliva da pessoa doente com os órgãos respiratórios de um indivíduo saudável, levando a bactéria para o sistema circulatório aproximadamente cinco dias após o contágio.

Como crianças de até 6 anos de idade ainda não têm seus sistemas imunológicos completamente consolidados, são elas as mais vulneráveis. Idosos e imunodeprimidos também fazem parte do grupo de maior suscetibilidade. A doença meningocócica tem início repentino e evolução rápida, pode levar ao óbito em menos de 24 a 48 horas.

A doença chega a matar em cerca de 10% dos casos e atinge 50% quando a infecção alcança a corrente sanguínea e é este um dos motivos da importância do tratamento médico. Febre alta, fortes dores de cabeça, vômitos, rigidez no pescoço, moleza, irritação, fraqueza e manchas vermelhas na pele (que são inicialmente semelhantes a picadas de mosquitos, mas rapidamente aumentam de número e de tamanho, sendo indício de que há uma grande quantidade de bactérias circulando pelo sangue) são alguns dos seus sintomas.

Devemos reconhecer, no entanto que o atendimento do parente do membro do Folha foi rápido, eficiente e tanto o paciente quanto seus familiares foram tratados atenciosamente. Isso ajudou a salvar a vida da criança.

Muitos acreditam que não se deve "alarmar" a população, nós pensamos diferente, a população tem o direito à informação, até para que possa se defender e se precaver. 

Ninguém tem o direito de decidir por conta própria o que o povo pode ou não pode saber.

Para informações mais detalhadas sobre a doença clique neste link.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, racismo, homofobia, misoginia, discurso de ódio e intolerância de qualquer tipo, serão moderados e publicados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!