Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Mãe denuncia erro médico em PS de Tucuruí


     
A senhora Joana da Conceição Silva denunciou que o seu filho Igor Silva Dias, então com nove anos de idade, foi levado pela denunciante em outubro de 2012 ao Posto de Saúde Liller Leão, localizado no Bairro do Mangal, onde foi examinado por uma pediatra, que o encaminhou a um especialista em Hanseníase (Lepra).
   
O profissional teria prescrito medicamento para a enfermidade e que foram adquiridos na farmácia do referido posto de saúde. Ao iniciar o tratamento, logo nas primeiras doses, a mãe percebeu que o menino estava tendo reação alérgica ao medicamento, pois a criança apresentava inchaços pelo corpo e manchas na pele. Após nova consulta a criança foi encaminhada para a Belém, mas após oito meses de tratamento a criança não apresentou nenhuma melhora, pelo contrário só piorava.
   
A mãe então levou a criança para Teresina (PI). Ao ser examinada no hospital de Teresina, ficou constatado que acriança nunca teve Hanseníase e que a medicação errada comprometeu os rins da criança, que corre o risco de perder ambos os rins. No momento Igor permanece em tratamento, desta vez para os rins. A mãe voltou ao Posto de Saúde Liller Leão, e lá lhe informaram que o prontuário havia desaparecido. A mãe de Igor fez o boletim de ocorrência e deu uma entrevista ao Folha de Tucuruí, solicitando auxílio para o tratamento da criança.
   
O Folha vai fazer o possível para ajudar esta família, no entanto pela nossa experiência sabemos que por se tratar do poder público em Tucuruí, e principalmente por se tratar de uma família carente, provavelmente nada vai acontecer com os supostos responsáveis, e o sofrimento da criança e sua mãe, assim como todos os prejuízos morais, emocionais e o dano à saúde da criança vai ficar impune. 
          
Mas fica aqui registrada a nossa indignação, sabemos, confiamos e esperamos pela justiça de Deus, que não acontece segundo o tempo dos homens, mas certamente não falha e um dia virá. Todos os responsáveis, direta e indiretamente por todos estes males, seja por ação como também por omissão, um dia terão que prestar contas dos seus atos. 
     
Quem puder e quiser ajudar esta mãe a continuar o tratamento do seu filho que foi abandonado pelas autoridades, pode procurar no endereço que ela informa no vídeo. Toda a ajuda será bem-vinda. Que Deus abençoe a todos...
     
Cópia do Boletim de Ocorrência
         
          

2 comentários:

  1. Boa a denuncia. Mas quem foi o medico?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela não disse quem foi a pediatra e nem quem foi o ''especialista'' em hanseníase.

      Excluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!