Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Tucuruí - O caso do fumacê... Quem tem dinheiro tem, quem não tem vira banquete de mosquito.

           
Tucuruí enfrenta hoje uma grande infestação de mosquitos e o grande problema é que estes insetos estão mais resistentes aos inseticidas tradicionais como, por exemplo o Baygon, entre outros. O que ainda resolve um pouco e melhora a situação, são as raquetes elétricas, que dão certo alívio à população, no entanto e principalmente para a população mais carente, que não tem casa de alvenaria com forro o alívio é por pouco tempo.
             
Diante disso a população está revoltada com a suspensão do fumacê, que não resolvia, mas minorava a infestação de pernilongos e muriçocas que invadiam a cidade. Com isso, as pessoas que viram o fumacê nas casas de pessoas ligadas à Administração Municipal ficaram revoltadas e comunicaram ao Folha. Nós também passamos pelo mesmo problema e publicamos em matéria que o fumacê usado em algumas casas seria o da Prefeitura.
            
No entanto resolvemos sair em campo para averiguar pessoalmente nos locais apontados, e constatamos com os moradores locais, que o serviço seria particular e não da Prefeitura (pelo menos nos casos que apuramos), diante disso retiramos a matéria pouco tempo após a sua publicação, e estamos publicando esta matéria para restabelecer a realidade dos fatos. Fundamentamos nossas matérias na verdade e na realidade dos acontecimentos, sendo assim, admitimos quando nos enganamos e retificamos a informação sempre que preciso for.
              
No entanto nós protestamos contra a interrupção do serviço de fumacê, principalmente diante desta atual infestação de mosquitos em Tucuruí. Sabemos que esta forma de combate ao mosquito da dengue e os mosquitos em geral é contestada, inclusive por ambientalistas que dizem que o fumacê apenas mata somente os mosquitos adultos, e também que o veneno (em excesso) afeta o meio ambiente.
             
Podemos até concordar até certo ponto, no entanto acreditamos que o fumacê é um mal necessário, pois ajuda a combater a infestação de mosquitos e a proliferação de doenças como a Dengue e a malária, dando certo alívio para toda população.
            
A Administração Municipal poderia argumentar que pelos motivos que já mencionamos, o prefeito resolveu diminuir ou mesmo acabar com o uso do fumacê como um meio de controle dos mosquitos, no entanto, se isso fosse verdade, o próprio Prefeito e seus assessores não mandariam jogar fumacê em suas casas, isso é lógico. Então não seria o caso da Prefeitura voltar a jogar o fumacê, pelo menos enquanto esta infestação de mosquitos assola a cidade e inferniza as noites dos tucuruienses?
               
O prefeito precisa se conscientizar de que nem toda a população tem dinheiro para pagar um dedetizador particular, muitos mal tem dinheiro para atender às suas necessidades básicas, se na prefeitura tem equipamento e pessoal treinado para fazer este serviço, porque não tender a toda a população? Todo a povo de Tucuruí tem direito a ter um pouco de paz, uma boa noite de sono sem mosquitos, ou pelo menos amenizar o risco de contrair doenças transmitidas pelos mosquitos.
      
O fato é que a população está alarmada com a infestação de mosquitos e com as notícias de casos de H1N1 (Leia sobre o vírus) no município. É preciso que o poder público pare de usar a propaganda da prefeitura para promover o prefeito, e use esta propaganda para alguma coisa mais útil, como por exemplo, informar à população o que está acontecendo e as providências que estão sendo tomadas pela administração municipal, quanto às ameaças a saúde pública.
                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!