Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

domingo, 3 de agosto de 2014

Ajude um LADRÃO!!!

             
Na enquete da Câmara dos Deputados sobre o Estatuto do Desarmamento tem 85,58 de votos a favor da revogação do Estatuto. A ideia do Estatuto do Desarmamento surgiu com o objetivo de reduzir os crimes cometidos por arma de fogo. Pesava-se que se o cidadão não possuísse arma de fogo, os crimes diminuiriam, pois o cidadão desarmado não cometeria este tipo de crime e os bandidos não roubariam as armas dos cidadãos.
               
Nós do Folha sempre fomos contra o Estatuto do Desarmamento por considerar os argumentos para sua criação sem lógica e sem fundamento. Vejamos as razões para ser contra o Estatuto do Desarmamento:
         
1 - Desarmar o cidadão o deixando indefeso não resolve, pelo contrário, incentiva, por exemplo, a invasão de residências, pois o bandido tem certeza de que o dono da casa está desarmado e não tem como reagir, isso em minha opinião é um incentivo.
          
2 - A polícia não tem condições de impedir que os bandidos adquiram as armas, pois tem o contrabando e as armas da própria polícia e dos agentes de segurança, muitos bandidos assaltam e assaltam lojas de armas e matam policiais e agentes de segurança apenas para roubar as suas armas. Inclusive existem bandidos que alugam armas para outros bandidos para que os mesmos façam assaltos e cometam outros crimes. Os bandidos estão bem armados com armas comuns e armas inclusive de uso exclusivo das forças armadas, para um bandido adquirir uma arma basta ter dinheiro ou ser membro de alguma organização criminosa.
             
O resultado do Estatuto do Desarmamento foi apenas tornar o cidadão de bem ainda mais indefeso perante o bandido. Todo cidadão tem o direito de se defender e defender sua casa, seus amigos e familiares, isso evidentemente com moderação e em proporcionalidade frente a uma agressão de fato ou iminente, isso se chama legítima defesa.
            
Quem duvida da ineficiência do Estatuto do Desarmamento é só verificar as estatísticas de crimes com arma de fogo antes e depois da implantação do Estatuto.
          
- Mas as armas matam pessoas... Armas não matam pessoas, pessoas matam pessoas, se duvida coloque seu revolver em cima da mesa e o mande matar alguém.
                  
Quando uma pessoa resolve matar alguém não é a falta de um revolver que a impedirá, ele pode matar com faca, porrete, veneno eu simplesmente encomendar o assassinato a profissionais. Vamos proibir a venda de faca, tirar dos os porretes do Brasil e impedir a venda de venenos?
             
É claro que o Estado não deve permitir que qualquer pessoa possua, registre e porte arma de fogo. O cidadão antes de possuir uma arma tem de provar que é uma pessoa idônea e tem ficha limpa na justiça, que não tem histórico de violência e uso abusivo de drogas, inclusive álcool.
            
Tem que se submeter a um exame de sanidade mental, provar que tem emprego e residência fixa e tem de se submeter a um treinamento com a arma de fogo que pretende possuir.
             
Tem de se comprometer a não portar a arma em bares e eventos festivos e quando estiver ingerindo bebida alcoólica, perdendo o registro, o porte da arma podendo ser preso e sofrer as penalidades cabíveis se for pego nestas situações.
               
Preenchidos todos os requisitos o Estado e a autoridade responsável não poderão criar dificuldades desnecessárias, custos excessivos e excesso de burocracia para que o cidadão possa ter e portar uma arma de fogo. Hoje em dia é quase impossível para um cidadão comum ter uma arma, praticamente hoje só os ricos podem possuir armas de fogo, alguns têm até coleções legalizadas de armas em casa em um privilégio inadmissível em uma democracia, onde se pressupõe que todos tem deveres e direitos iguais.
              
A população já percebeu o absurdo, a ineficácia e o prejuízo que o Estatuto do Desarmamento trás ao direito do cidadão se defender e defender a sua família.
         
                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!