Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

domingo, 19 de agosto de 2012

A campanha eleitoral começa mesmo é na terça-feira

Propaganda na TV é ‘divisor de águas’ nas campanhas eleitorais 
  
Programas dos candidatos a prefeito e vereador começam na terça e dão largada a fase decisiva da eleição municipal. 
   
Considerada por especialistas, marqueteiros e candidatos como um divisor de águas nas campanhas, a propaganda eleitoral gratuita terá seu início nesta terça-feira (21) em todo o País. A campanha na televisão e no rádio dá largada à fase decisiva da disputa municipal e torna os candidatos conhecidos para o grande público, podendo influenciar os indecisos, que representam entre 8% e 15% do eleitorado nas principais capitais. 
   
"A televisão é o principal fator da eleição. Já era no passado e vai continuar sendo. É o único veículo que nos permite atingir os indecisos e os eleitores com menor consolidação das respectivas intenções de voto", afirma Antônio Lavareda, presidente da empresa de consultoria política MCI. 
   
De acordo com Lavareda, os reflexos da propaganda de TV podem ser vistos nas curvas das pesquisas de intenção de voto em um curto espaço de tempo. "No dia 30 de agosto, já vai ficar bastante perceptível o rumo das eleições nas capitais em função desses nove dias de propaganda na TV", avalia. 
  
Entre as campanhas, a expectativa é que o impacto seja observado em um período um pouco maior. “Nós esperamos que uma mudança aconteça entre 10 e 15 dias, depois disso mudamos o planejamento da campanha conforme acharmos melhor”, explica Ricardo Bérgamo, coordenador de marketing do candidato à prefeitura de São Paulo Celso Russomanno (PRB). 
    
Um exemplo recente da influência da televisão nas eleições municipais se deu na campanha de 2008, em São Paulo. Na pesquisa Ibope divulgada no início de julho, o então candidato Gilberto Kassab (PSD) aparecia com 11% das intenções de voto, enquanto Marta Suplicy (PT) liderava com 35% e Geraldo Alckmin (PSDB) tinha 32%. 
   
A partir do dia 19 de agosto daquele ano, quando foi veiculada a primeira propaganda eleitoral gratuita pelo rádio e pela TV, Kassab cresceu exponencialmente, enquanto o tucano caiu na preferência do eleitorado. Em outubro, Kassab tinha 27% das intenções de voto, contra 35% de Marta Suplicy (PT), e 17% de Alckmin. Kassab ainda chegou à frente da petista no primeiro turno com 33%, contra 32% de Marta, e confirmou sua vitória no segundo turno. 
   
"Toda campanha começa com um número de indecisos bastante grande e, a partir do rádio e da televisão, esse eleitor pode fazer sua decisão. É aí que é importante o papel do rádio e da TV: fornecer informações para a hora do voto", afirma Carlos Manhanelli, dono da primeira empresa especializada em marketing eleitoral do Brasil. 
   
De acordo com a lei eleitoral, os candidatos a prefeito e vice-prefeito farão suas propagandas das 7h às 7h30 e das 12h às 12h30 na rádio e das 13h às 13h30 e das 20h30 às 21h na televisão às segundas, quartas e sextas-feiras. Os candidatos às câmaras municipais disporão do mesmo tempo às terças, quintas e sábados. 
   
Entretanto, segundo especialistas, essas propagandas em bloco, com duração de 30 minutos divididos proporcionalmente entre as coligações, têm pouca eficácia com o eleitorado. Importantes de fato são as inserções que entram na programação normal, assim como os comerciais publicitários convencionais. "A propaganda eficiente é a utilizada no mundo dos produtos. Senão, os grandes anunciantes comprariam blocos de dez, quinze minutos", aponta Lavareda. 
   
As inserções também são definidas pelo número somado de representantes de cada partido das coligações. 
   
Manhanelli afirma que um programa eleitoral para alcançar êxito deve ter, sobretudo, alta qualidade técnica. "A TV é altamente sintética. Não adianta ter muito tempo de TV e um programa de baixa qualidade. A TV vende um carro, um apartamento, em 30 segundos", afirma. 
   
Alta qualidade técnica, segundo Lavareda, se reflete em um bom roteiro, finalizado com boas imagens e uma edição competente. "No geral, tem que ter o conteúdo cognitivo e emocional adequados com os objetivos da campanha". 
   
Para alcançar essas metas, as campanhas separam uma grande parte do orçamento para o rádio e a televisão. 
   
Não existe, para Lavareda, uma regra genérica que garanta que uma campanha televisiva ou de rádio seja bem-sucedida. Um candidato, por exemplo, que é líder nas pesquisas, deve adotar uma postura diferente de um candidato que pretende ultrapassar este líder, que terá uma postura mais agressiva. "Uma campanha deve ser feita baseada nas interferências sociais, econômicas e eleitorais do momento. Não existe receita de bolo. Uma boa campanha é como um bom terno: feito sob medida", explica Manhanelli. Fonte: Site Último Segundo.
   

7 comentários:

  1. Me digam, há a possibilidade de ocorrer um 2º turno em Tucuruí?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, segundo turno só para cidades com mais de 200.000 eleitores.

      Excluir
    2. A falta de segundo turno faz com que o candidato a prefeito em Tucuruí possa ser eleito com menos da metade dos votos válidos.
      Nas cidades com menos de duzentos mil habitantes o candidato é eleito mesmo que a maioria dos eleitores não vote nele. Desta forma a minoria pode eleger um prefeito em Tucuruí.

      Excluir
  2. Realmente o alcance da propaganda eleitoral na televisão é muito grande, e ajuda muito os candidatos, principalmente aqueles que realmente têm o que dizer e o mostrar.
    As novas regras do TSE sobre a propaganda eleitoral gratuita, que vão deixar de fora a imensa maioria dos municípios deste País, só vieram prejudicar, principalmente aqui na região Norte, aonde temos municípios muito grandes, que dificaltam, e muito, a veiculação da publicidade eleitoral.
    Perdeu o eleitor, perdeu o município, perdeu o Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanhã começa a propaganda eleitoral gratuita em Tucuruí com a propaganda dos candidatos a vereador. Na quarta começa a propaganda gratuita no rádio e televisão dos candidatos a prefeito.

      Excluir
    2. A propaganda de vereador é um tanto engraçada, ainda mais quando se trata dos que querem continuar sem ter feito nada e os que tiveram sua chance, nada fizeram e querem voltar ha'. Porém, melhor do que isso é a propaganda de candidatos à prefeito, quem quiser aprender como usar o AutoCAD é só assistir, pois o que não falta é maquete... tem de hospital, casa de apoio do idoso, orla da nova matinha e etc, etc, etc... são maquetes pra todos os gostos kk' em A

      Excluir
  3. Denuncia ao folha de tucurui, HRT, existe varias pessoas recebendo pelo SIAFEM, e é concursado, recebendo duas vezes mais trabalha apenas como concursado, podem olhar no site:http://www.portaltransparencia.pa.gov.br. ISTO É UM ABSURDO COM O DINHEIRO PUBLICO, Folha verifiquem esta situação.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!