Alterar o idioma do Blog

domingo, 6 de dezembro de 2009

Belém não terá nova eleição, assume Priante.

Prefeitura de Belém: sem nova eleição

Do blog Caneta sem fronteira. 



"Em contraponto à posse de José Priante, em virtude da cassação de Duciomar Costa, tenho ouvido e lido que há equivoco na sentença, alegando-se que como Duciomar teve 60% dos votos, há que se convocar nova eleição municipal para prefeito de Belém.
A alegação não tem fundamento legal e já foi devidamente esclarecida em consulta ao TSE, carimbada com o nº 1657/PI.
Afiançou o TSE que na hipótese de ocorrer cassação de diploma depois de realizado o 2º turno, assume o Executivo o candidato que obteve a 2ª colocação no pleito.
Essa orientação, aliás, foi aplicada pelo TSE no processo que envolveu a cassação do diploma do governador do Maranhão, Jackson Lago.
Afastando a hipótese de novo pleito, assumiu o governo do estado a 2ª colocada, senadora Roseana Sarney.
Correto, portando, o mandamento do Juiz Eleitoral em determinar a diplomação e posse de Priante, ao invés de determinar novo pleito."

Parsifal Pontes, líder do PMDB na Assembléia Leislativa do Pará no blog Parsifal 4.0

Um comentário:

  1. Mas é claro, como no segundo turno só tem dois candidatos, um dos dois sempre terá mais de 50% dos votos válidos, e seria impossível que o segundo lugar assumisse caso a regra de novas eleições vigorasse para o segundo turno. E se teve segundo turno é porque ninguém teve mais de 50% dos votos válidos no primeiro. É só uma questão de lógica.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, racismo, homofobia, misoginia, discurso de ódio e intolerância de qualquer tipo, serão moderados e publicados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!