Alterar o idioma do Blog

quarta-feira, 30 de março de 2011

A eleição sem segundo turno para o executivo é democrática?

Quem vence a eleição sempre tem a maioria?

Depende, se o candidato tiver 51% dos votos válidos no primeiro turno sim. Na democracia deveria ganhar a eleição quem tivesse o voto da maioria dos eleitores, e isso só ocorre normalmente no Brasil (salvo raras exceções em que o candidato tem a maioria dos votos no primeiro turno) somente no segundo.

Já nas cidades com menos de 200 mil habitantes, como  no caso de Tucuruí, ganha o candidato que tiver mais votos que os seus adversários, mesmo que não tenha a maioria dos votos dos eleitores.

Exemplo: Se de três candidatos um tem 20%, o segundo 25% e o terceiro tem 35%  dos votos válidos (os outros 20% são brancos e nulos), ganha o que tiver 35%, ou seja o candidato ganha com bem menos que a metade dos votos, portanto é eleito pela minoria. A maioria não queria que ele fosse eleito, e isso é uma distorção, não é democracia. Esta situação também beneficia o candidato do governo, já que ele tem a seu dispor a máquina  estatal, e  pior, não precisa  ter a maioria dos votos dos eleitores para vencer a eleição.

Na reforma política deveríamos estender o segundo turno a todas as eleições e em todos os municípios, para garantir que o candidato eleito seja eleito pela maioria dos eleitores.

No caso de Tucuruí, esta situação talvez ajude a explicar como a tanto tempo não conseguimos eleger um prefeito competente, comprometido com o bem estar da população, e com o desenvolvimento do município.

Equipe Folha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, racismo, homofobia, misoginia, discurso de ódio e intolerância de qualquer tipo, serão moderados e publicados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!