Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Caminhão da Skol tomba, na BR e espalha cerveja pela rodovia

Um caminhão da Skol se acidentou na Br 422 (estrada da Vila) no sentido Vila/Tucuruí; o caminhão vinha de Pacajá e o acidente aconteceu próximo a passarela do Sítio Deus é Grande. 

Segundo relatos, o motorista que apenas sofreu leves escoriações, se distraiu ao atender o celular, bateu no meio fio, entrou na valeta e derrubou a carga, espalhando e quebrando garrafas, derramando cerveja para todos os lados na pista, não sem antes derrubar um poste e oito palmeiras.

Olha, as autoridades tem que tomar providências quanto àqueles postes irresponsáveis da BR, volta e meia estes postes se colocam na frente dos carros só para causar acidentes, pelo menos duas dezenas deles já foram derrubados e os restantes que ainda estão de pé são fortes candidatos a serem atropelados pelos motoristas mais desavisados.

Brincadeira à parte, é impressionante a pontaria dos motoristas, cada poste daquele está a pelo menos uns vinte ou trinta metros um do outro, mas parece que estes postes têm ímãs pois atraem os veículos, que em vez de passar pelo vão, se esborracham no concreto, e o resultado é só um: poste no chão e motorista no hospital.

Será que não está na hora de colocar uma proteção lateral na pista ou pelo menos uns dois radares para diminuir a velocidade no local? 

Quantos prejuízos serão causados e quantas vidas vão se perder antes que alguma autoridade resolva tomar providências?

ISSO É UMA VERGONHA!!!

8 comentários:

  1. VC parece que nunca estudou Física. Fugiu da escola. Para entender por que os carrros sempre batem nos portes!!!!!!!!!!!
    ----------------
    Nota do Folha - Será que é por que eles vivem bêbados? Estes postes psicopatas da BR 422 vivem perseguindo os pobres motoristas...

    ResponderExcluir
  2. Ou será que os postes da BR 422 na verdade são heróis que se arriscam para impedir que os carros passem para a pista contrária e provoquem acidentes maiores e mais graves???

    ResponderExcluir
  3. Será que não está na hora de colocar uma proteção lateral na pista ou pelo menos uns dois radares para diminuir a velocidade no local? 1. É nada coerente.2. E mais, os postes possuem campo magnético, por isso atraem os veículos. Sacô físico das 07:15?

    ResponderExcluir
  4. nada a haver eses comentarios da folha e do anonimo... lamentavel essas brincadeirinhas de mal gosto conheco pessoas que morreram ali ....o que se deve fazer e fazer acostamento...quebra-molas ou sei la eu sou leigo..mas tem que ser feito alguma coisa pelos orgaos competentes para que nao tenhamos mais mortes especificamente ali naquele local...em questao...

    ResponderExcluir
  5. coitado do povo do centro de reabilitaçao... vendo akele desperdicio do ouro e sem poder deglustalo...

    ResponderExcluir
  6. Aquelas barras de proteção, iguais as que tem na pista da UHE Tucuruí, seriam uma forma de amenizar os estragos, pelo menos elas seriam uma forma de parar os veículos evitando que os mesmos atravessassem a pista invadindo a contra mão.
    Essa pista é perigosa e mal projetada, pois em algumas curvas ela tende a jogar o carro na pista contrária, ela não tem o nível adequado para manter o carro dentro da tangência da curva, favorece quase sempre a força centrífuga, força contrária a curva.
    Não podemos esquecer também que, na maioria das vezes a culpa é do condutor, que usam da sua falta de educação no trânsito, estupidez e arrogância pra fazer desta pista, uma pista de corrida. Colocando sua vida e a de terceiros em risco de morte.
    Providências tem que ser tomadas pelos responsáveis e autoridades locais, senão outras dezenas de vidas serão perdidas.

    ResponderExcluir
  7. EU SÓ FIQUEI COM "DÓ" FOI DA ESKOL...,COITADA DA EMPRESA,QUANTO PREJUÍZO.........KKKKKKKKKKKK
    MENOS MAL QUE NÃO HOUVE VÍTIMAS.

    ResponderExcluir
  8. akele kones que ficam ali prox a uepa tem que ir pras redondezas do sitio Deus e grande

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!