Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Salame não engole sapo...

Imagem do Blog do Parsifal
Parsifal em seu blog comenta que o deputado João Salame (PPS) renunciou ao cargo de vice-líder do Governo Jatene. 

Salame não gostou dos ataques que sofreu por parte do mal educado e grosseiro Zenaldo Coutinho (PSDB) durante os debates do plebiscito. 

Zenaldo cobrou do Deputado pelo fato do mesmo ser vice-lider do Governo e defender posição contrária a do Governador Jatene. 

Durante o debate Salame em resposta afirmou e reafirmou várias veses que era vice-líder do governo, mas não era puxa-saco do Governador... 

Disse e provou...

É, tem político que tem vergonha na cara, não importa o partido político...


Nós já dissemos e vamos repetir: este plebiscito, da forma como foi conduzido e tendo em vista as agressões, mentiras e ofensas, deixou marcas profundas que ficarão para sempre, separou ainda mais as populações das três regiões e terá um grande custo político que será sentido já nas próximas eleições municipais.

O Governador ao tomar partido assumiu os riscos e tomou a nosso ver a pior decisão da sua carreira política, saiu enfraquecido politicamente e dividiu a sua base. 

Quais serão as consequências e qual será a reação das populações de Carajás e Tapajós, ainda é cedo para mensurar, a única certeza no momento é que o ônus e as consequências políticas são inevitáveis.

A aparente calmaria é apenas ilusão, tem fogo embaixo do monturo, no tempo certo o povo dará a resposta e não faltará quem lhe reavive a memória, por certo o sapo não foi e nem será engolido.

2 comentários:

  1. Quero Saber o que deu CGU na PMT...xxxxxxxxxx????

    ResponderExcluir
  2. CGU....esta foi a ultima cartada do pt em tucurui.
    Nao tem jeito sancler novamente prefeito.nao adiantou tanta perseguisao.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!