Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

sábado, 10 de dezembro de 2011

Não diga Não, Diga SIM

8 comentários:

  1. Tenho uma dúvida: Se caso a divisão do Pará for aprovada, onde ficaria Tucuruí? Continuaria no Pará mesmo, em Tapajós ou em Carajás?

    ResponderExcluir
  2. SÃO POR ESSAS COISAS QUE VOCES SEMPRE SERÃO UM PASQUIM DE ULTIMA CATEGORIA!

    ResponderExcluir
  3. Agradecemos ao anônimo, para nossa equipe comparar o Folha ao Pasquim é uma honra, em qualquer categoria.

    Para quem não sabe, o Pasquim foi um semanário brasileiro editado entre 26 de junho de 1969 e 11 de novembro de 1991, reconhecido por seu papel de oposição ao regime militar.

    De uma tiragem inicial de 20 mil exemplares, que a princípio parecia exagerada, o semanário (que sempre se definia como um hebdomadário) atingiu a marca de mais de 200 mil em seu auge, em meados dos anos 1970, se tornando um dos maiores fenômenos do mercado editorial brasileiro.

    A princípio uma publicação comportamental (falava sobre sexo, drogas, feminismo e divórcio, entre outros) O Pasquim foi se tornando mais politizado à medida que aumentava a repressão da ditadura, principalmente após a promulgação do repressivo ato AI-5.

    O Pasquim passou então a ser porta-voz da indignação social brasileira.

    ResponderExcluir
  4. vocês realmente não são um pasquim, são chinfrim mesmo, vocês ainda não aprenderam a dar suas opiniões, sem que percebamos de que lado vocês estão, alguém daí está querendo pegar uma fatia do bolo do carajás, mas deus é pai e não vai deixar que isso aconteça ,pois, de boa intenção o inferno tá cheio, porque a divisão não é só tapajós e pará? qual o grande interesse por trás disso tudo? não é nada mais nada menos do que o dinheiro, a cobiça e o olho grande desses políticos, ninguém tá pensando, coisissima , nenhuma no bem estar da população, pois meu voto é em protesto,contra toda essa safadeza, pois tá na cara que o grande problema é de mau uso do dinheiro público, é não e não!
    -------------------
    Nota do Folha - Não se preocupe que o Pará ainda não está preparado para a mudança, o Não vai ganhar, já que o eleitorado de Belém e região é duas vezes maior que a soma de Carajás e Tapajós; serão mais vinte anos de atraso como você queria.

    A vantagem é que sem a divisão do Pará, os políticos paraenses vão parar de roubar e enriquecer às custas do povo, não haverá mais fraude em licitações e desvios de dinheiro da saúde e da educação, vai ser uma maravilha, não é isso mesmo?

    No entanto apesar dos erros e das mentiras, a democracia vence mais um vez, isso é o mais importante.

    A cada dia o povo fica mais esclarecido e aumenta a população e o eleitorado de Carajás e Tapajós, vamos ver qual vai ser o resultado da próxima vez, este plebiscito não é o fim e sim o começo, a divisão de fato já foi feita e sacramentada por este plebiscito, e as consequências já serão sentidas nas próximas eleições municipais.

    O progresso pode ser atrasado mas não pode ser detido. Tudo muda, a única coisa que não muda no mundo é a própria mudança, ela sempre acontecerá queiram ou não.

    Quanto a sua opinião sobre o Folha anônimo, nós quando não gostamos de um site a gente simplesmente não acessa, mas este parece não ser o seu caso; nos odeie diga que não prestamos, mas continue acessando o nosso informativo e aumentando o nosso ibope.

    Agradecemos as suas visitas e a sua fidelidade ao Folha.

    ResponderExcluir
  5. ah! quer dizer que ´só quem rouba são os políticos paraenses , são vocês quem estão falando hein, ah, da licença !agora os separatistas que não são paraenses são uns santinhos, ah tadinhos são todos honestos vai todo mundo para o céu, meu amigo deixa de ser ingênuo, que juntando os separatistas paraenses+ os não paraenses não dá nenhum caldo, eles que começaram com essa desagregação, com essa ideia ridícula de separar o estado o que eles causaram foi um conflito entre a população, tudo porque, coitadinhos , só estão pensando no bem estar da população, me engana que eu gosto, acho até que eles acreditam em matinta pereira, mula sem cabeça,curupira, de tão ,inocentes que eles são, político não tinha era que receber salários altíssímos(como em alguns países desenvolvidos ,pois, aqui o único interesse deles é enriquecer as custas do dinheiro público )ai eu queria ver neguinho se aproveitando da boa vontade do povo. lambada neles!

    ResponderExcluir
  6. ai gente deixa de papo furado , pois, o único problema se chama gestão, e gestão municipal , todos os meses o sus manda dinheiro para todos os municípios, tucuruí por exemplo é um município tão rico que nem precisaria estar mendigando ajuda do estado o que tem que ser mudado é a mentalidade do povo, de saber exigir seus direitos, e se os prefeitos fazem o que fazem é com a conivência dos vereadores, não é dividindo o estado , que iremos solucionar estes problemas, oque causaram foi um grande mau estar entre as populações dos municipios.

    ResponderExcluir
  7. ate parece que se dividir, o carajas vai mudar alguma coisa, eu vou ganhar o mesmo salario e a saude vai continuar uma MERDA porque ainda temos o santocler sem contar com o deficiti que o carajas vai ter todo ano ja que seu pib não vai dar pra pagar as contas sera que vc´s do folha estão conveçidos que a divisão e o resultado?

    ResponderExcluir
  8. os verdadeiros Paraense Estão de Parabens?
    e os filhos adotivos tambem
    Mostaram que o açai que vcs tomam tem Ferro?
    Parabéns?
    vALEUUUUUUUUUUUUU
    mOSTRARAM qUEM nÃO sOMOS ATOA?
    jAMAS IAMOS dEIxAR, fORaSTEIROS, CaNTA dE gALO eM nOSSAS tERRAS?

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!