Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Relatório do SUS - Tucuruí, ex-secretária e ex-secretário municipal, terão que repor quase nove milhões ao erário público.

De acordo com o relatório da auditoria do SUS a ex-secretária de saúde e vice-prefeita Henilda Dias Miranda Santos e o ex-secretário José Antonio, terão que devolver R$ 8.829.832,31 milhões ao erário público.

Nós gostaríamos de publicar todo o relatório, mas o arquivo (PDF) tem mais de 171 MB (160 páginas) e com esta "Internet" que temos em Tucuruí, levaríamos uma semana para colocar o relatório na rede e vocês levariam mais uma semana para abrir o arquivo. Desta forma publicamos apenas a imagem do final do relatório. 

Clique na imagem para ampliar.

22 comentários:

  1. quem não conhece esse zé Antonio. Só nessa administração, é mesmo que colocar o rato para vigiar o queijo meu Deus do céu.

    ResponderExcluir
  2. Wanuzia Rocha11/23/2011 12:03 AM

    Ta explicando o porquê há quase três meses não estão realizando exames de urina na rede municipal, ater remédio pra diabéticos não tem nos postos de saúde, há e Nei curativos não estão encontrando nos postos de saúde.
    Mas a população de tucuruí não é besta, vão dar o troco, ou seja, já deu pro esposo da secretaria, infelizmente o sancler confiou em quem não devia, afinal a Nilda afundou a Saúde de tucuruí e o povo com certeza vai separa o Joie do trigo.
    E o sancler não merece pagar por erros da Nilda.

    ResponderExcluir
  3. kkkk,dúvido que essa investigação vá pra frente e que vai dar alguma coisa, no brasil só vai pra cadeia ladrão de galinha e o que adianta esse pessoal xxxxx tanto assim pra continuarem feios, não haja dinheiro que de jeito.

    ResponderExcluir
  4. Isso não dá em nada mesmo, agora se roubar um pacote de bolacha em um supermercado, aí sim dá 02 anos de cadeia...!
    MONÁRQUIA?

    ResponderExcluir
  5. De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha do honesto. Rui Barbosa.

    ResponderExcluir
  6. A ex-secretaria tá é debochando, não tá nem ligando. Todos sabem quem isso não vai dar em nada. Ela vai deixar findar esse mandado e gastar esse dinheirão, se fosse eu viraria madame dona de casa...

    ResponderExcluir
  7. querida wanuzia rocha eu não acredito que a nilda tem culpa nisso, conheço a muito bem, ela não tinha a intenção de a fundar a saúde de tucuruí, o unico problema e que xxxxxxxxxxxxxx. e o secretario dela adjunto o senhor Zé antonio e que tambem botava a mão, isso sim somente ele xxxxxxxxxxxxxxxxx, tire a nida disso, ok ela e inocente.

    ResponderExcluir
  8. ESCLARECENDO - O relatório do SUS não diz que os recursos foram desviados ou roubados, como querem alguns, o relatório diz que os dois secretários terão que devolver recursos, o que é outra coisa.
    No relatório os auditores encontraram despesas que não poderiam ter sido pagas com os recursos do SUS e os recursos utilizados para o pagamento destas despesas terão que ser devolvidos.
    Não existem provas e o relatório não diz, que estes recursos foram desviados para os secretários ou qualquer outra pessoa.
    Segundo informações ainda não confirmadas, houve justificativas dos gastos, que foram aceitas pelo SUS e que a devolução teria sido reduzida a pouco mais de um milhão, estamos apurando se esta notícia confere.

    Queremos esclarecer que:

    1 - O Folha está interessado em informar a população apenas a verdade. Não estamos fazendo campanha política e nem perseguindo ninguém.

    2 - O relatório do SUS diz que os secretários têm que devolver recursos gastos com despesas irregulares que não poderiam ser pagas com estes recursos, e não que tenha havido desvio de dinheiro público, esta já é outra história.

    3 - O relatório mostra que houve má gestão e não desvio de dinheiro público; não estamos dizendo que não houve desvio, e sim que não existe até o momento prova disto.

    4 - Esta situação em que o prefeito custeia despesas da PMT de forma irregular e ilegal, com a conivência de alguns secretários, utilizando recursos da saúde, educação e até do meio ambiente não é segredo para ninguém.

    Não tenham dúvidas, o prefeito tem conhecimento e aprovou todos os atos dos secretários. Além do mais, o povo não votou em secretário, votou no Sancler, ele é o responsável pela prefeitura, ele é o prefeito, é ele quem manda.

    Se algum secretário cometeu algum erro, permanece no cargo e não foi denunciado, é por que cometeu o erro obedecendo ordem do prefeito.

    Esta é a verdade.

    ResponderExcluir
  9. faça-me rir, aliás já fez o comentário das 14:28, dizendo q não acredita q a nilda tenha alguma coisa com esse desvio de verba da saúde, pois bem minha cara, isso só prova q vc não a conheçe mesmo, de modo algum e forma nenhuma.
    se isso é conheçer alguém, imagina quem vc não conheçe heim.

    ResponderExcluir
  10. Isso toda a populaçao de Tucuruí já sabia, nao é a toa que a saude pública municipal está falida, pois esses xxxxxxxxxxxxx sangraram a secretaria de saude. xxxxxxxxxxxxxxx.

    ResponderExcluir
  11. A gestão da Enilda na Saúde de Tucuruí, fez falir de vez, com o aval do Prefeito Sancler...

    ResponderExcluir
  12. imagina a saúde do município,está falida,se tiver que devolver esses recursos vai matar todos nos que os dois secretários de saúde, indevido é uma verdade é uma vergonha é muito dinheiro

    ResponderExcluir
  13. Sancler Henilda acabaram com a saúde,teria que devolver esse dinheiro mais do bolso deles,NÃO TEM NEM ANESTÉSICO PARA OS DENTISTA TRABALHAREM, INAUGURARAM POR TRÉS VEZES O centro DE REABILITAÇÃO

    ResponderExcluir
  14. SE A FOLHA TEVE ASSESSOR AO RELATÓRIO VIU COM CERTEZA DE QUEM FOI A DEMANDA ESTA ASSIM NO RELATÓRIO

    Auditoria realizada na Secretaria Municipal de Saúde do Município de TucuruílPA, a fim de atender demanda do
    Ministério Público Federal/Procuradoria da República no Município de Marabá para instruir os autos do Procedimento
    Administrativo nO,1.23,001,000035/2011-40 e do Ministério Público Estadual/Promotoria de Justiça de TucuruílPA, para
    embasar Inquérito Civil n". 005/2010, visando à verificação da aplicação dos recursos federais destinados à área da saúde, bem como as condições de assistência à saúde no âmbito da atenção básica e no Hospital Municipal de
    TucuruílPA.

    o CONSELHO TEM QUE ENTENDER QUE É PUBLICO,ESTÁ No SATE DO CGU

    ResponderExcluir
  15. Grupo: Recursos Financeiros Constatação N°: 151733
    SubGrupo: Fundo a Fundo
    Item: Comprovação da Despesa.
    Constatação: Pagamentos indevidos de despesas administrativas da Secretaria Municipal de Saúde, com recursos financeiros pertencentes ao Bloco 'de .Financiamento da Média e Alta Complexidade Ambulatorial e
    Hospitalar, no montante . de R$3:f•.341,40.
    Evidência: Na análise documental constatou-se pagamentos no montante de R$ 31.341,40 (trinta e um mil, trezentos
    e quarenta e um reais e quarenta centavos com recursos financeiros pertencentes ao Bloco de Financiamento da Média e Alta Ambulatorial e Hospitalar, referente à locação de imóvel da Secretaria Municipal e do Almoxarifado.,:Màterial'de consumo para Centro de Saúde, Tecidos para usuários do CAPS se apresentarem no XX Festival Junino, Passagens para o III Encontro LGBT, Frete de
    água à SMS, Confecção de carimbos ao gabinete da SMS, entre outros, contrariando o art. 6° da Portaria
    204/GM, de 29/01/2007 e Decisão 6QQ/20QO;do.rçU204/GM, de 29/01/2007 ..••
    Fonte da Evidência: Documentos comprobatórios. dás despesas',do,exercício de 2010 (Notas fiscais - Recibos -
    Ordem de Pagamentos,).
    Conformidade: Não Conforme '
    Justificativa: Não houve manifestação dos gestores envolvidos HENILDA DIAS MIRANDA Pl\NTOS CPF: 363.894:20Z':Y4.• "
    JOSE ANTONIO CPF:p05.971.122-15 .' .

    ResponderExcluir
  16. Constatação NO': 151734
    Grupo: Recursos Financeiros " Constatação NO': 151734
    SubGrupo: Fundo a Fundo
    Item: Comprovação
    Constatação: Pagamento dé hospedagem de técnicos do InIEC, sem comprovação da
    realização do evento, no valor de R$ 6.996,00, sendo R$ 6.732,00 de contrapartida Municipal e R$
    264,00 de recursos do MS/Saúde Bucal.
    Evidência: Foram efetuados pagamentos no valor de R$ 6.996,00 (seis mil, novecentos e noventa e seis reais), com
    recursos da contrapartida municipal (R$ 6,732,00) e MS/Saúde Bucal (R$ 264,00), referente à
    hospedagem de técnicos do Instituto Evandro Chagas (Maria da Paz M. Mesquita, Dolores Dias dos
    Santos, Socorro Almeida e Maria Aldelice Rodrigues) e colaborador da Coordenação Estadual de Saúde
    Bucal, ao Goiânia Palace Hotel Ltda. Não há, na documentação analisada, informações que permitam
    afirmar a pertinência das referidas despesas como lista de presença dos participantes nos treinamentos,
    contrariando ao previsto no artigo 63 da Lei Federal n? 4,320/64 e artigo 36 do Decreto Federal nO
    93.872/86, conforme planilha anexa.
    Fonte da Evidência: Ordem de Pagamentos 13070107, cheque 853285 - R$ 3.000,00; OP 19100001, cheque 11 - R$
    3.732,00 de 13/07/2010 e 19/10/2010, respectivamente e Ordem de Pagamento nO6120005-
    R$ 264,00, de 06/12/2010.
    Conformidade: Não Conforme
    Justificativa: "Após buscas em nossos arquivos encontramos a lista de presença dos servidores que efetivamente
    participaram dos treinamentos ministrados pelos técnicos do Instituto Evandro Chagas e coordenação
    estadual de saúde bucal, lista anexa. Isto posto esperamos ter cumprido o que estabelece a LEI 4.320 -
    DE 17 DE MARÇO DE 1964 - DOU DE 23/3/64 e Decreto Federal 93.872/86."
    Análise da Justificativa: As listas de presenças dos participantes não comprovam que os referidos Treinamentos
    foram ministrados pelos técnicos em questão. Alertamos que nos afastamentos dos istituto Evandro Chagase coordenação
    estadual de saúde bucal, lista anexa. Isto posto esperamos ter cumprido o que estabelece a LEI 4.320 -
    DE 17 DE MARÇO DE 1964 - DOU DE 23/3/64 e Decreto Federal 93.872/86."
    Análise da Justificativa:
    As listas de presenças dos participantes não comprovam que os referidos Treinamentos
    foram ministrados pelos técnicos em questão. Alertamos que nos afastamentos dos servidores federais e estaduais são concedidas diárias

    Federal nO8.112/90 (artigo 58), bem como a Lei Estadual nO5.810/94 (RJU).

    ResponderExcluir
  17. o global prefeito sancler esta preparado para atuar em qualquer emissora de televisão, pois seus trabalhos ficaram bem no DVD de fim de ano e estou ansioso pelo deste ano,aposto que minha cidade virtual estará linda, toda asfaltada,com calçadas, com esgoto, água de qualidade, saúde em dia,tudo maravilhoso!!!!Parabéns Tucuruí, afinal temos o prefeito que escolhemos. Lembrem-se de que ano que vem teremos eleição precisamos dar uma resposta para toda essa situação.....
    Um forte abraço a todos!!!! Feliz 2012!!!!

    ResponderExcluir
  18. A sangria aos cofres públicos Municipais de Tucuruí não se resumi somente na Secretaria de Saúde, todas Secretarias se encontra-se no vermelho, a falta de gestão e comprometimento com a população por parte do gestor Municipal é visível para população deste município, que em 2012 a população possa dar a resposta nas urnas mostrando a força da população que não consegue mais sofrer com tanta corrupção que aflige nosso Municipio.

    ResponderExcluir
  19. Eu nunca vi anonimos mais ingnorantes, o dinheiro nao está no bolso de nem um dos secretarios, foram destinados a outros fins, outros serviços da PMT, com aval do prefeito, afinal que administra o dinheiro da saúde é o gestor maior ou seja sancler, quem estudou sabe o que é gestão plena, e a saúde desta gestão não é, quem não sabe fica falando besteira. A nilda não roubou ninguem, ela é honesta isso eu garanto,se ela tivesse dinheiro o marido dela tinha sido reeleito, no entanto foi ao contrario. uma prova da honestidade dela é que as obras dq saúde que foram e que estão sendo inaugurada ainda é da gestão dela. 04 PSF, almoxerifado central, IML, SAMU, UPA, peçam os documentos e vejam quem assinou tudo. só para esclarecer a nilda era contra a ida da maternidade para o HRT. ela queria era construir a maternidade.

    ResponderExcluir
  20. WANUZIA, a nilda não é mais secretária de saúde, quem é o charles tocantins, tem mais de um ano que ela deixou a secretaria, para de falar bobagem.

    ResponderExcluir
  21. ei anonimo,dinheiro teve demais na campanha do marido dela,para ter os votos que teve,agora para veriador vai o resto, para onde foi o dinheiro da saúde

    ResponderExcluir
  22. concordo plenamente com o anonimo das 21:08, dinheiro teve de sobra, o que faltou foi quem acreditasse nas mentiras do marido dela... chega de deley e nilda... pois os dois se tornaram a maior dupla de mentirosos de tucuruí.

    ResponderExcluir

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!