Alterar o idioma do Blog

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O novo mico da Folha

Do Blog Tijolaço


No afã do “vale qualquer coisa” para atingir Dilma Rousseff, a Folha de S.Paulo comete as maiores barbaridades e vive tomando desmentidos que expõem o jornalismo da pior espécie que vem praticando.

A manchete de hoje, que diz em letras garrafais que “Planalto manda TV estatal filmar comícios de Dilma” foi desmentida de cabo a rabo pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência com argumentos incontestáveis.

Afirma a Secom que a NBR, canal de comunicação do governo, não foi instruída a gravar “comícios de Dilma”, como mancheteia a Folha, e sim as falas do presidente da República. 

A Secom esclarece que é sua missão manter registros de todos os pronunciamentos do presidente. “Com isso, não só se assegura a preservação de arquivos que têm valor histórico, como se facilita a correção de possíveis erros de terceiros na divulgação dos discursos do presidente”, ressalta a nota. Será que isso foi uma indireta para a Folha?

O ridículo da Folha é tamanho que sua manchete é desmentida pelo próprio conteúdo, que reproduz a orientação dadas aos cinegrafistas da NBR. Está escrito lá com destaque em negrito e uso de algumas maiúsculas: “O objetivo é somente ter um registro, gravando as ações do presidente e os discursos…Este conteúdo NÃO é para ser usado na nossa cobertura, NEM MESMO para ser gerado para as emissoras. É apenas para registro.”

Sobre isso, a nota da Secom bate duro: “Apesar disso, a Folha dá a entender, sem qualquer prova, que elas poderiam estar sendo “encaminhadas ao comitê de Dilma ou utilizadas na propaganda eleitoral”. Trata-se de uma insinuação leviana.”

Para arrasar de uma vez a porca matéria da Folha, a nota da Secom ainda destaca que o jornal errou grosseiramente  na identificação da foto de capa do caderno Eleições (que reproduzo ao lado), com a legenda “À noite, o cinegrafista filma comício com Dilma e Lula”. A foto é de evento oficial na Universidade Federal de Juiz de Fora, como se percebe claramente pelo nome ao fundo do palco e os trajes com que aparecem Lula e alguns de seus ministros.

É o exemplo típico do jornalismo “se colar, colou” que tratei mais cedo aqui. Será que a Folha publica correção amanhã?

Ou vai ficar, como eu disse mais cedo, mentindo na manchete e desmentindo nas letrinhas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, racismo, homofobia, misoginia, discurso de ódio e intolerância de qualquer tipo, serão moderados e publicados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!